Arquivo mensais:fevereiro 2015

Dentada de alma: BB patrocinou programa de TV com quadro de Val Machiori

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a publicidade no valor de R$ 350 mil ao ano durou apenas o período em que a socialite atuou no programa

Sara Resende

O Banco do Brasil patrocinou o Programa Amaury Jr., na Rede TV!, entre 2010 e 2011, época em que a apresentadora e socialite Val Marchiori apresentava um quadro no semanário. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a publicidade no valor de R$ 350 mil ao ano durou apenas o período em que a socialite atuou no programa. Marchiori optou pela saída da Rede TV! para participar do reality show Mulheres Ricas, na TV Bandeirantes.

Imprensa esmiúça relação entre socialite e Bendine

A Polícia Federal investiga se houve irregularidades em empréstimo concedido pelo Banco do Brasil à empresa de Marchiori, a Torke Empreendimentos. O inquérito da PF foi instaurado neste mês para averiguar se o crédito de R$2,79 milhões repassado à empresa seguiu as normas internas do banco. Em nota, a socialite afirmou que “a operação de financiamento da empresa Torke foi contratada respeitando todos os procedimentos legais”.

Também foi noticiado, pelo jornalFolha de S.Paulo, que o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, deu uma carona à Val Marchiori em um jato a serviço do BB em viagem à Argentina, em abril de 2010, quando Bendine presidia o banco. A declaração foi feita por um funcionário da instituição em depoimento ao Ministério Público. Val confirmou a versão do presidente: “Mostra-se absolutamente despropositado atrelar a minha pessoa a um profissional de carreira”, disse.

De acordo com a Folha, na viagem a Buenos Aires, Bendine e Marchiori ficaram hospedados no mesmo hotel, um dos mais caros da capital argentina. Bendine negou que os dois tivessem viajado juntos e disse que sua presença no mesmo hotel foi coincidência. A assessoria do Banco do Brasil negou que Val Marchiori tenha voado no avião usado pelo então presidente do BB. O jato, segundo o jornal paulista, pertencia ao Banco da Patagônia e foi emprestado para o Banco do Brasil, que controla quase 60% do capital do banco argentino.

Câmara aprova aumento de benefícios para deputado

Verba para contratar funcionário passará de R$ 78 mil para R$ 92 mil. Cota de despesas atribuídas ao mandato terá 8% de reajuste. Comunicação da Casa será entregue a parlamentar

Presidente Eduardo Cunha e seus amigos Garibaldi e Henrique Alves

Após reunião da Mesa Diretora da Câmara, o presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou reajustes dos benefícios dos parlamentares que chegam a até 18%. De uma só vez, serão aumentadas a verba de gabinete, a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) e o auxílio-moradia dos congressistas. As verbas de gabinete, destinadas a pagar funcionários, sofrerão aumento de 18% e o cotão será reajustado em 8%. Apesar disso, Cunha afirmou que esses aumentos não implicarão crescimento de despesas da Casa.

Segundo ele, os aumentos tomam como base o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Somente em verbas de gabinete, o impacto será de aproximadamente R$ 7,2 milhões ao mês. O reajuste passará a valer a partir de abril deste ano. Atualmente a Câmara tem orçamento anual de R$ 3,3 bilhões. Entre as despesas que sofrerão reajustes estão passagens aéreas, despesas de hospedagem, serviços postais, combustíveis, entre outros

República Judiciária: juiz do Piauí manda tirar Whatsapp do ar no país inteiro

Enquanto o juiz de Currais Novos, Marcus Vinicios,  determina sob aplicação de multas, que a secretária de Defesa Social mantenha um delegado, escrivão e 10 agentes de polícia em Currais Novos, o juiz do Piauí determinou a retirada do ar do wahtsApp.

O juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, no Piauí, mandou retirar do ar o WhatsApp, um serviço de mensagem por telefone celular utilizada no país inteiro. A informação é da revista Época e atinge somente usuários da operadora Vivo.

Segundo o colunista Felipe Patury, da Época, o prazo para cumprimento da ordem judicial seria de 24 horas após o seu recebimento. A empresa de telefonia foi comunicada da decisão de Moura Correia em 19 de fevereiro por meio de um ofício do delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer, do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

O processo corre em segredo de Justiça e a empresa de telefonia luta para cassar a decisão, que foi tomada pelo juiz no dia 11 de fevereiro.

O pedido de suspensão do aplicativo foi feito depois que uma ordem judicial anterior foi descumprida.

Previsão de chuvas para o RN e Nordeste é entre normal a abaixo do normal

Os meteorologistas do Nordeste, reunidos na sede da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), no Jiqui, em Parnamirim, após análise dos parâmetros climáticos, concluíram hoje que na região ao Norte do Nordeste brasileiro a previsão é que “predomine a condição de chuva de normal e abaixo do normal da média histórica, com grande variabilidade temporal e espacial para o período de março a maio no semiárido nordestino”. Com relação à reserva hídrica dos reservatórios do Nordeste, considerando os volumes atualmente disponíveis e “com um provável cenário de chuvas de normal a abaixo da média histórica para os próximos três meses, sem expectativas de recargas expressivas, é necessário a adoção de medidas para prolongar o horizonte de disponibilidade hídrica para a região”.

Olho gordo de Rogério Marinho

Rogério Marinho com Wilma que também é suspeita de receber propina de George Olimpio

Quem conversa com o deputado, Rogério Marinho, também conhecido como “Rogério Saco Preto”, tem percebido total interesse na delação premiada do advogado, George Olímpio  na Operação Sinal Fechado que colocou o senador, José Agripino como suspeito de receber uma propina de R$ 1.0 milhão.

O possível olho gordo do deputado, deve-se ao fato do seu pai, Valério Marinho ser o suplente do senador, José Agripino.

Dizem que o Saco Preto está querendo que o sinal fique vermelho para Agripino e verde para seu pai, será?

 

Juiz multará secretária Kalina Leite caso não mantenha um delegado e policiais em Currais Novos

kalina Leite – Em Currais Novos a coisa está desmantelada, segundo o juiz, Marcos Vinícios

Para manter uma cidade segura o juiz de Currais Novos determinou que a secretária de Defesa Social, Kalina Leite mantenha um delegado, escrivão e 10 agentes para investigar e atender  população.

A decisão judicial chama atenção pelo fato de mostrar o descontrole do funcionamento das delegacias de policias pela secretária.

Sabemos que o novo governo tem apenas dois meses, mas deixar um município importante como Currais Novos nessas condições é preocupante.

O juiz  determinou que o o governo do Rio Grande do Norte, independentemente de licença, férias ou outro tipo de afastamento, a permanência em exercício de suas funções  todos os servidores na Delegacia da cidade, tendo em conta necessidade de continuidade do serviço público.

No caso de descumprimento da determinação judicial, será aplicada uma multa diária de R$ 10 mil, em desfavor da titular da Sesed, a delegada Kaline Leite.De acordo com a sentença, deverá ser apresentada, no prazo de dez dias, uma relação com os nomes dos servidores públicos ocupantes das vagas referidas. A sentença destaca que nenhum dos servidores vinculados na DPC de Currais Novos pode ser designado para atuar em outras Delegacias de Polícia Civil, cumulativamente com a de Currais Novos.
A sentença do juiz Marcus Vinícius determina ainda que em caso de licença, férias ou outra espécie de afastamento dos referidos servidores, a secretária de Segurança Pública deverá, em um prazo de 24h após o respectivo afastamento, indicar o substituto. Neste ponto o magistrado ressalta que na relação deverão constar apenas nomes de servidores públicos “em efetivo exercício das suas funções públicas, eis que na prática nada adianta existirem servidores lotados na DPC de Currais Novos e que não exerçam suas funções de forma efetiva”.

CPI da Petrobras: cúpula foi financiada por empresas investigadas

Indicados para presidir e relatar a CPI da Petrobras, Hugo Motta e Luiz Sérgio declararam à Justiça eleitoral ter recebido doações de empreiteiras acusadas na Operação Lava Jato de participar de esquema de cartel e propina na estatal

 

Hugo Motta e Luiz Sérgio: o primeiro teve 60% da campanha bancada por investigadas; o segundo, 40%

Indicados por suas bancadas para comandar as investigações da CPI da Petrobras na Câmara, os deputados Hugo Motta (PMDB-PB) e Luiz Sérgio (PT-RJ) receberam doações de empresas investigadas na Operação Lava Jato, que apura esquema de cartel e pagamento de propina a funcionários e políticos em troca de contratos com a estatal.

De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo, 60% dos recursos declarados por Hugo Motta em sua campanha à reeleição saíram dos cofres de duas investigadas: a Andrade Gutierrez, que contribuiu com R$ 451 mil, e a Odebrecht, que doou R$ 742 mil. O peemedebista foi indicado pelo PMDB para presidir a CPI. A reunião de instalação da comissão está marcada para esta quinta-feira (26).

Indicado pelo PT para relatar as apurações da CPI, Luiz Sérgio teve 39,6% de sua receita de campanha bancados por empresas investigadas. O petista recebeu R$ 962,5 mil da Queiroz Galvão, da OAS, da Toyo Setal e da UTC, informam os repórteres Aguirre Talento e Márcio Falcão. Executivos da OAS e da UTC já respondem a ações penais por participação no esquema.

Em resposta à Folha, a assessoria de Hugo Motta alegou que o deputado não tem ligação com as empresas financiadoras e que os recursos foram repassados à sua campanha pelo diretório estadual do PMDB. Já Luiz Sérgio disse que não vai se manifestar sobre assuntos da CPI da Petrobras enquanto não tiver seu nome confirmado na relatoria.

Veja a reportagem da Folha de S.Paulo

A FISIOLOGIA CRIMINAL DOS PODERES

Por Júnior Gurgel*

Digestão
A digestão criminal é um processo deliberado do ser humano em querer mais do que lhes é concedido, e alcançando altos postos avança no afã de se enriquecer, ou tirar proveito, temos exemplos claros do Juiz Federal Flávio Roberto de Souza que determinou a apreensão dos bens de EIKE BATISTA, e ao ver um carro possante a sua frente, não mediu esforços em DELINQUIR, e isto acontece porque este Juiz vive um processo mental, químico e mecânico onde ocorre a quebra das moléculas de retidão que seriam seus nutrientes do caráter. Os nutrientes da delinquência são as Leis facilitadoras, criadas pelo Legislativo e sancionados pelo Executivo, as proteínas são as impunidades, os carboidratos é a conquista da subtração, e os ácidos nucleicos é a formação de quadrilha, porque ninguém pratica um crime sozinho. O caminho do crime é a facilidade que é oferecida sendo assim a formação do alimento criminal, que reúne vários órgãos em substituição a boca, faringe, estomago, duodeno, intestino delgado, e termina nas fezes que são os escândalos, apesar de que não é para ser surpresa para ninguém.

Excreção
A excreção criminal se assemelha a excreção humana com a delação premiada, que é a eliminação dos resíduos metabólicos resultantes das sacanagens do ser vivo. Tais excretas podres não podem permanecer na surdina por serem tóxicas. Elas podem ser provocadas, compradas ou negociadas. Os delinquentes excretam o resultado dos seus crimes delatando, e outros negando após comprarem aqueles que serão seus delatores e que se renderão ao perdão criminal. A excreção criminal é solúvel ao tempo, inerente ao ser humano de sequer se lembrar em quem votou cinco meses atrás.

Respiração
Representada pelos processos de inspiração e respiração. O Sistema é formado pelas vias obscuras e pelos que tem poder, ou estão ligados a este, e o ar inspirado, rico em podridão, enche os seus pulmões ao nível de acharem que são DEUSES ou mais que DEUS. Os pulmões criminais são protegidos pelos parceiros, oxigenando o poder de delinquir e pelas costas largas que acham que tem com o FORO PREVILEGIADO. Os movimentos são feitos pelo diafragma da máxima de que somos mais inteligentes do que aqueles simples mortais. E acham os delinquentes do Poder que suas ações são iguais ao monóxido de carbono, um gás inodoro, altamente estável, e fazem uma ligação altamente estável com a hemoglobina do Senhorio Estatal, incapacitando-a de transportar o oxigênio.

Circulação
A circulação é feita através dos círculos dos tecidos dos favores. O sangue venoso circula nos vasos de outros poderes, nas artérias da corrupção, nas veias da impunidade, e nos capilares das decisões políticas judiciais. A circulação é poli saturada, mas fechada e completa. O objeto criminoso passa várias vezes pelo coração do negócio em um circuito completo que dura de forma indeterminada, até o rompimento de uma simples artéria. O coração delinquente é composto de várias cavidades: ativos, passivos, e seus agregados. E cada um com sua função especifica, um recebe, outro fornece, e todos ganham. Mas este ganhar pode terminar na ruptura de uma artéria, causando uma hemorragia criminosa, que chamamos hoje de OPERAÇÃO.

* Advogado

Enquete: ordem na preferência dos possíveis candidatos a presidente da OAB/RN

Resultado de imagem para OAB RN

Um renomado escritório de advogacia de Natal realizou enquete para sondar a intenção de votos dos advogados na próxima eleição para presidente da OAB/RN. Como nosso blog tem total independência o resultado foi encaminhado com exclusividade.

Não foi uma pequisa, apenas uma sondagem feita por telefone antes do Carnaval.

Foram efetuados 658 ligações e o resultado apontou os seguintes nomes para presidente:

Sérgio Freire                      79 citações

Aldo Medeiros                   63

Paulo Teixeira                   44

Lúcia Jales                         44

Artêmio Azevedo               41

Marisa Almeida                 32

Marcos Guerra                    26

Eduardo Rocha                  24

Magna Letícia                   17

João Trajano                       9

Verlano Medeiros               6

Paulo Coutinho                    5

Valério Marinho                  2

Evandro Borges                    2

Roberto Diniz                       2

Daniel  Pessoa                      1

Paulo Lopo                            1

Sebastião Leite                     1

Pedro Paulo                          1

Não sabem                      298

 

 

Justiça Federal suspende leilão dos carros de Eike Batista

Certame estava marcado para esta quinta-feira e foi suspenso logo após o juiz do caso ser flagrado usando o carro do empresário

O juiz ao volante do Porsche
Juiz usando o carro do empresário

Justiça Federal do Rio de Janeiro cancelou nesta terça-feira o leilão de carros do empresário Eike Batista, programado para esta quinta-feira. A decisão, assinada pelo desembargador Massod Azulay, ocorre logo após o juiz Flávio Roberto de Souza, que conduz os processos criminais contra o empresário, ser flagrado usando um dos carros apreendidos pela Justiça na casa do empresário, conforme adiantou a coluna Radar On-line, do site de VEJA.

Contudo, em sua decisão, o desembargador não fez menção ao uso do carro pelo juiz. Azulay levou em conta que os automóveis “não são bens perecíveis” e “não correm o risco de deterioração iminente”. Por isso, o magistrado entendeu que a realização do leilão pode ser adiada, para que seja garantido o direito ao contraditório e à ampla defesa do réu: “Observe-se que a apreensão dos bens se deu há menos de trinta dias, não se justificando a designação de data para o leilão sem que o réu ou terceiros proprietários tenham tido a oportunidade da interposição dos recursos cabíveis quanto à medida constritiva que recaiu sobre seu patrimônio”, explicou.

Sindicância — Souza, que determinou a apreensão dos bens de Eike Batista, foi visto nesta terça-feira pela manhã, dirigindo o automóvel, um Porsche Cayenne turbo placa DBB 0002, no centro do Rio, próximo à sede do Tribunal Regional Federal. O carro foi apreendido na casa de Eike, mas não deveria ser leiloado nesta quinta. Apenas outros cinco carros do empresário estariam no certame: uma Lamborghini, três Hilux e um Smart.

O juiz se justificou afirmando que levou Porsche Cayenne para a garagem do seu prédio, na Barra da Tijuca, zona Oeste da cidade, por falta de vagas no pátio da Justiça Federal e por causa da lotação do depósito da Polícia Federal. O juiz será alvo de uma sindicância. O processo foi instaurado pela Corregedoria Regional da Justiça Federal da 2ª Região, por determinação do corregedor regional em exercício, desembargador federal José Antonio Lisbôa Neiva. O procedimento vai investigar a conduta do juiz.

Além do Porsche, uma das Hilux previstas no leilão também estava no prédio de residência do juiz. Ele explicou, no entanto, que enviou um ofício ao Detran pedindo que os carros blindados do empresário ficassem à disposição da 3ª Vara enquanto não vão a leilão. Segundo o juiz, não há irregularidade nisso, já que o Detran foi informado.