Grupos contrário e favorável à intervenção militar se enfrentam em Brasília

Grupos contrário e favorável à intervenção militar se enfrentam em Brasília

A briga começou por que algumas pessoas se irritaram com um grupo ligado à Ordem Dourada do Brasil

Por Ivan Richard, na EBC

Dois grupos de manifestantes em Brasília entraram em confronto, quando a marcha começava a ocupar a frente do Congresso Nacional. A briga começou por que algumas pessoas se irritaram com um grupo ligado à Ordem Dourada do Brasil, formada por militares da reserva que defendem a “intervenção militar Constitucional”.

A Polícia Militar (PM) não chegou a prender ninguém, apenas desfez o tumulto. Neste momento, os manifestantes começam a deixar a Esplanada dos Ministérios, depois de três horas de movimento.
A PM ainda divulgará o número final de participantes. O último levantamento indicava cerca de 20 mil pessoas.

“Cadê o Aécio?” pergunta Bolsonaro em protesto na Paulista

Um dos poucos políticos que participou das manifestações, Bolsonaro foi um dos que criticaram a postura do Senador Aécio Neves, que não apareceu novamente no ato

Um dos únicos políticos presentes no protesto contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) em São Paulo, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) diz que “é natural” que o movimento anti-Dilma seja “ascendente” e tenha a adesão de menos pessoas e menos lideranças políticas neste domingo (12) em comparação ao protesto de 15 de março, que reuniu 210 mil manifestantes na Av. Paulista, segundo o Datafolha.
Segundo ele, os políticos “têm medo de estar nesse movimento”. “Sou bem tratado pelo meu passado e Aécio deveria estar aqui”, disse o deputado à Folha, em referência ao senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB.
O tucano tem feito vídeos de convocação aos protestos, mas não compareceu em nenhuma das duas manifestações.

BG agora na Rádio Cidade 94.3

bruno iovani

Os amantes do rádio no Rio Grande do Norte passarão a contar, a partir desta segunda-feira 13 de abril, com uma nova e ousada opção de programa jornalístico diário, ocupando o horário especial das 12 até 13 horas. Apresentado pelo blogueiro Bruno Giovani, responsável pelo Blog do BG, e com participação especial do jornalista Rilder Medeiros, o programa Meio Dia será veiculado na Rádio 94 FM Cidade e contará com uma série de inovações, no conceito e formato, abrindo espaço para conteúdos diversificados, notícias em primeira mão e entrevistas especiais.

O programa irá ao ar sempre de segunda a sexta, das 12 às 13 horas, com notícias locais e nacionais, sobre trânsito, clima, economia, esporte, política, cultura, polícia e a participação dos internautas, que poderão interagir com perguntas através das redes sociais twitter, facebbok, Instagram e whatsapp. Com o apoio de uma equipe de profissionais do jornalismo, o Meio Dia será marcado pela acidez no tratamento dos conteúdos jornalísticos e interpretação dos fatos.

No programa de estreia nesta segunda dia 13, o entrevistado será o governador do Estado, Robinson Faria.

Mulher defende Dilma em protesto no RJ e é chamada de prostituta

Estadão Conteúdo

Moradora de um apartamento de cobertura na avenida Atlântica, em Copacabana (zona sul do Rio), a corretora de imóveis Denise Almeida, de 55 anos, petista e defensora da gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), passou pelos manifestantes anti-Dilma concentrados na mesma avenida, por volta das 14h30 deste domingo (12) e perguntou a um deles se sabia quem assumiria a Presidência da República se Dilma for impedida. Foi o suficiente para que dezenas de ativistas exaltados a cercassem, xingando e empurrando a mulher, que estava de bicicleta.

“Vagabunda”,”prostituta” e “vai pra Cuba” foram as palavras mais repetidas. “Esse pessoal não tem educação nem para dar aos filhos, e ainda quer cuidar do Brasil. O que eu disse a eles é que precisam eleger bons deputados, governadores, prefeitos. A Dilma não é responsável sozinha por todos os problemas do Brasil. Pelo contrário, foi no governo dela que o porteiro do meu prédio comprou o primeiro carro”, afirmou Denise.

Bolsonaro é tratado como celebridade em protesto de São Paulo

São Paulo – Tratado como celebridade, o deputado Jair Bolsonaro circulou com dificuldade pela Avenida Paulista, entre os carros dos grupos de ideologia de extrema direita, como o Revoltados Online e SOS Forcas Armadas, tamanho era o assédio por fotos com os manifestantes. O deputado do Rio de Janeiro chegou a ser chamado de “presidente” por manifestantes que protestam em São Paulo neste domingo, 12.

Convocado do alto do carro de som do Revoltados pelo líder do movimento, Marcello Reis, o parlamentar discursou, precedido pela execução do Hino Nacional.

Apoiadores de Dilma emplacam hashtag nos trending topics mundiais

Os apoiadores da presidente Dilma Rousseff (PT) conseguiram emplacar a hashtag #AceitaDilmaVez nos trending topics mundiais do Twitter. Por volta das 15hs deste domingo, o termo #AceitaDilmaVez era o terceiro mais usado em todo o mundo.  No Brasil, o termo ficou na segunda colocação atrás apenas de uma campanha publicitária de uma marca de cosméticos.

Desde o início dos protestos, pessoas que apoiam o governo federal começaram uma campanha na internet em resposta às manifestações em todo o Brasil. Pela manhã, as mobilizações reuniram pelo menos 50 mil pessoas em 13 estados. Na tarde de domingo, a maior concentração ocorre em São Paulo, mas em um volume já considerado inferior ao dos protestos de 15 de março.

O elefante e o Beija Flor

O secretário de Turismo do RN, Ruy Gaspar não para de divulgar o nosso Estado. Ele reuniu-se com a diretoria da Escola de Samba, Beija Flor de Nilópolis para viabilizar que o RN seja o tema da maior escola de samba do Carnaval Carioca ,no carnaval de 2016.

Na foto Neguinho da beija flor, juiz Jarbas Bezerra agendou o encontro e o presidente Farid Abrão.

Precisaremos do apoio dos empresários do nosso Estado.

Isso ocorrendo será uma grande divulgação do nosso Estado.

Nos 100 dias do governo, Robinson Faria, o Turismo e Segurança são os setores de mais destacados.

Ex-ministro Paulo Brossard morre aos 90 anos em Porto Alegre

Ex-ministro da Justiça e do Supremo Tribunal Federal (STF) morreu hoje (12), em sua residência em Porto Alegre. O velório deve ocorrer no Palácio Piratini, sede do governo do estado

Por Andreia Verdélio, da Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça e do Supremo Tribunal Federal (STF) Paulo Brossard morreu hoje (12), em sua residência em Porto Alegre, aos 90 anos. O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, decretou luto oficial de três dias. O velório deve ocorrer no Palácio Piratini, sede do governo do estado.
“Lamento profundamente a morte de Paulo Brossard, um dos maiores juristas do Brasil. Perdemos um grande homem, um professor, um ferrenho opositor da ditadura militar, um político que fez história”, disse Sartori em sua página no Facebook, prestando suas condolências aos parentes.
O jurista Paulo Brossard de Sousa Pinto nasceu em Bagé (RS) em 23 de outubro de 1924, filho de pecuaristas do município. A carreira política dele começou em 1954, quando foi eleito deputado estadual, sendo reeleito mais duas vezes para o cargo. Foi eleito ainda deputado federal pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) em 1966 e senador em 1974. Brossard comandou o Ministério da Justiça de 1986 a 1989 e foi ministro do STF de 1989 a 1994.
Ele era casado com Lúcia Alves Brossard de Sousa Pinto, com quem teve dois filhos.

Presidente da Nestlé diz que água não é um direito humano e deve ser privatizada

Na opinião de Peter Brabeck, a água deveria ser tratada como qualquer outro bem alimentício e ter um valor de mercado estabelecido pela lei de oferta e procura

De Abdla Digital

O atual presidente e ex-CEO da Nestlé, o maior produtor de alimentos do mundo, acredita que a resposta para as questões globais da água é a privatização. Esta afirmação está no registro da maravilhosa empresa que vende junk food na Amazônia, tem investido dinheiro para impedir a rotulagem de produtos cheios de organismos geneticamente modificados,tem um preocupante registro médico e ético devido à sua fórmula dirigida a crianças e tem implementado um exército cibernético para monitorar crítica na internet e moldar discussões nas mídias sociais.
Esta é, aparentemente, a empresa a qual devemos confiar a gestão da nossa água, apesar de grandes empresas de bebidas como a Nestlé terem um histórico na criação de escassez:Peter Brabeck-Letmathe, um empresário austríaco que é presidente do grupo Nestle desde 2005, afirma que é necessário privatizar o fornecimento da água. Isso para que nós, como sociedade, tomemos consciência de sua importância e acabássemos com o subpreço que se produz na atualidade.
Palavras sujas que provocaram estupor, sobretudo quando se tem em conta que a Nestlé é a líder mundial na venda de água engarrafada. Um setor que representa 8% de seu capital, que em 2011 totalizaram aproximadamente 68,5 bilhões de euros.
Pero Brabeker junta essa a outras críticas para destacar que o fato de muitas pessoas terem a percepção de que a água é gratuita faz com que em várias ocasiões não lhes deem valor e a desperdicem. Assim sustenta que os governos devem garantir que cada pessoa disponha de 5 litros de água diária para beber e outros 25 litros para sua higiene pessoal, mas que o resto do consumo teria que gerido segundo critérios empresariais.
Apesar das rejeições que sua posição provoca, faz tempo que ele defende, sem cerimônia, com entrevistas como esta que aparece no vídeo abaixo, que qualifica de extremistas as ONGs que sustentam que a água deveria ser um direito fundamental.

Bolsonaro vai apresentar projeto para separar o sangue doado por homossexuais

Ele diz que o sangue doado “é todo misturado”, e que o receptor deve estar ciente se está recebendo o sangue de um heterossexual ou não.

Por Thiago Bunners

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) anunciou que vai entregar uma proposta de lei que visa possibilitar às pessoas que necessitarem de transfusão de sangue escolher se querem receber apenas sangue doado por heterossexuais.
A justificativa do projeto, segundo ele, é que homossexuais correm risco maior de contrair doenças sexualmente transmissíveis. Ele diz ainda que o sangue doado “é todo misturado”, e que o receptor deve estar ciente se está recebendo o sangue de um heterossexual ou não.
Recentemente o Ministério da Saúde flexibilizou a doação de sangue para homossexuais, que até então era proibida. Desde junho do ano passado gays e lésbicas podem doar sangue desde que tenham um parceiro fixo ou que não tenham mantido relações sexuais nos últimos doze meses.

Igreja Universal oferece a fiéis escrituras de “terrenos no céu”

Por Marcos Paulo – São Paulo

A igreja Universal do Reino de Deus, em mais uma de suas campanhas marqueteiras, absurdas e anti-bíblicas, colocou à venda escrituras de sociedade com Deus. Mediante a oferta depositada, o fiel recebe um contrato que lhe da direitos sobre o Criador, o qual passa a ser seu sócio, e pode exigir as bênçãos que supostamente lhe correspondem. Para “autenticar” o contrato, 70 pastores da IURD estariam selando o documento com o sangue do cordeiro, e à partir de então o contrato passaria a ter valor legal ante Deus.
O vídeo da divulgação da venda das escrituras foi vazada por um grupo na internet. O programa foi transmitido na internet pelo site da Igreja Universal.
No vídeo o pastor que ali comandava disse que fiéis já estariam comprando a novidade, os chamados “contratos da fé” são escrituras de “terrenos no céu”. Com a compra do papel, o fiel teria direito a um terreno celestial.
As escrituras não tiveram valor estimado ou divulgado no vídeo, mas a compra delas é sucesso entre os fiéis de mais de 70 igrejas da universal.