Delegado Lucena prende sem pena e faz uma limpeza no RN

Prender bebados é uma coisa, prender marginais foragidos é outra. Vamos prestigiar o primo Lucena.

A grande imprensa do RN tem dado muito destaque ao capitão Styverson que tem prendido muitos bebados nas madrugadas com as Blitz da Lei Seca, mas, quem está fazendo uma verdadeira limpeza no RN prendendo marginais foragidos é o delegado Lucena, aquele do bordão “bandido bom é bandido preso, e sendo político é melhor ainda”.

Nunca se capturou tantos bandidos como está fazendo o delegado Lucena, fiquei sabendo que não existe nem vagas nos presídios  para receber tantos presos.

O delegado Lucena e sua equipe da Decap esta semana prendeu vários bandidos que estavam foragidos.  No bairro de bom pastor, prendeu RUMENNIGG RITCHIE REVOREDO, foragido da justiça desde junho de 2015. Contra ele existia um mandado de prisão da 12 vara criminal da comarca de natal.
Depois  prendeu LUCAS MACIEL CARCALHO, 21 anos, estava foragido da justiça desde junho de 2015. Contra ele existia um mandado de prisão da 4 vara criminal da zona norte da comarca de Natal.

Na manhã de hoje(29), primo Lucena, prendeu, no município de Geogino Avelino-Rn, o foragido da justiça José Acacio de Souza Barros, 28 anos.  Ele foi condenado a 12 anos de prisão por ter cometido um homicídio na cidade de Arêz. Contra ele existia um mandado de prisão em aberto pela 1 vara criminal da comarca de Parnamirim-RN.

Prender bebados é uma coisa, prender marginais foragidos é outra.

Vamos prestigiar o primo Lucena.

 

Trump boicota debate e é ridicularizado por adversários

Os pré-candidatos republicanos à Presidência dos EUA durante debate em Iowa

THAIS BILENKY
DE NOVA YORK

O senador ultraconservador Ted Cruz (Texas), segundo colocado na disputa pela nomeação do Partido Republicano, procurou ocupar o espaço vazio deixado por Donald Trump caçoando dele no debate entre pré-candidatos presidenciais desta quinta-feira (28).

De partida, Cruz, ligado ao movimento de extrema direita Tea Party, ironizou ao responder a primeira pergunta, sobre o “elefante que não está na sala”, feita pela jornalista Megyn Kelly, pivô da contenda de Trump com a Fox News que o levou a boicotar o evento em Iowa, o Estado que inaugurará as primárias na segunda-feira (1).

“Eu sou um maníaco e todo mundo nesse palco é gordo, estúpido e feio”, disse. “E agora que já tivemos a porção Donald Trump, eu quero agradecer a todos aqui pelo respeito aos homens e mulheres de Iowa por comparecerem.”

O ex-governador pela Flórida Jeb Bush também ironizou. “Eu meio que sinto a falta de Donald Trump. Ele era tipo um ursinho de pelúcia para mim. Sempre tivemos uma relação tão amorosa.”

A Fox News informou que o empresário bilionário exigiu uma doação para caridade de US$ 5 milhões da emissora para que comparecesse ao evento.

Em comício nas proximidades, Trump comemorou ter roubado a atenção do debate. “Nos disseram que temos mais câmeras do que eles”, afirmou.

Na ausência do líder da disputa, Cruz se tornou o principal alvo dos adversários, mas manteve a zombaria. Reclamou com o moderador que as últimas perguntas tinham sido todas um convite para os demais pré-candidatos o atacarem e foi vaiado. “É um debate, senhor”, respondeu o moderador Chris Wallace.

Mas o senador continuou. “Olha, vou ter que dizer isso. Se vocês continuarem a fazer perguntas maldosas, eu talvez tenha de deixar o palco”, brincou, imitando Trump, para risada da plateia.

O senador Marco Rubio (Flórida), terceiro colocado na disputa, rebateu. “Não se preocupe. Não deixarei o palco por nenhuma pergunta que me fizerem”, afirmou, também sob aprovação do público.

IMIGRAÇÃO

Como tem acontecido ao longo da campanha, o tema da imigração despertou algumas das passagens mais acaloradas do debate.

A Fox News exibiu uma compilação de antigas declarações de Cruz e de Rubio em que ambos se posicionaram de forma mais tolerante com imigrantes em situação irregular.

“Essa é a mentira em cima da qual a campanha de Ted está construída”, acusou Rubio. “Você se dispôs a dizer e fazer qualquer coisa para conseguir votos.”

“Marco é muito charmoso e suave”, contra-atacou Cruz. “Mas John Adams [segundo presidente da história dos EUA] já dizia que os fatos são teimosos.” Cruz disse que, enquanto Rubio optou por ficar do lado do presidente democrata Barack Obama, ele liderou a luta contra o que chama de “anistia”, a regularização de imigrantes sem documentos.

O senador pela Flórida disse que a discussão estava fora de foco. “Não haverá progresso enquanto não se provar às pessoas desse país que a imigração ilegal está sob controle.”

Bush entrou na discussão para acusar Rubio de ter mudado de posição e ouviu de volta que ele também o havia feit

Márcia Maia está revoltada com a direção nacional do PSB, mas tenta culpar Rafael Motta

Márcia Maia está fumando numa quenga

A deputada Márcia Maia desesperadamente tenta atribuir a substituição de sua mãe Wilma de Faria da presidência do PSB pela direção nacional a uma articulação do deputado Rafael Motta.

A direção nacional do PSB tem renovado vários diretórios reginais nos Estados, o exemplo foi o Rio de Janeiro onde o senador Romário foi substituído. O PSB quer renovar, e aqui no RN Wilma está presidindo o partido por Wilma há 22 anos.

O deputado federal Rafael Motta foi convidado para ingressar no PSB.

A direção nacional está incomodada com os diversos escândalos e processos que Wilma está envolvida.

Uma fonte da direção nacional disse ao soldado Vasco, que Wilma está moralmente impedida a presidir o partido no RN.

Rafael Motta foi convidado para ingressar no PSB depois que discordou e criticou publicamente o presidente nacional do PROS pelo fato de comprar um helicóptero e avião para o partido.

Artigo: Violência contra a mulher – uma causa do Legislativo Potiguar

No Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte tramitam mais de 13 mil processos de violência contra a mulher (dados de 2015). O levantamento do Mapa da Violência – Homicídio de Mulheres, publicado em 25 de novembro do ano passado, aponta que entre 2003 e 2013 houve um crescimento de 178% dos casos de feminicídio no Rio Grande do Norte. Dado que, mesmo com advento da Lei Maria da Penha em 2006, infelizmente continua a assombrar as mulheres potiguares e brasileiras.

A violência contra mulher tem sido até os dias de hoje cultuada pela sociedade machista e patriarcal. Embora tenham avançado os mecanismos legais de combate a essa realidade, que vitima a cada minuto uma nova mulher, ainda não foi superado o conceito de que a relação entre homens e mulheres é estabelecida por critérios de poder, etnia e classe. Então, como reverter esse quadro por meio da atuação do Poder Legislativo?

Um primeiro passo defendido ao longo do meu primeiro mandato na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte consistiu em trabalhar para que esse tema seja incluído no processo educativo das crianças e jovens potiguares, por meio da apresentação de um projeto de lei que institui, no mês de agosto, o “Mês de Proteção à Mulher”. Acredito que as crianças ao serem inseridas em um contexto de formação cidadã que promova a igualdade de gênero, crescem menos suscetíveis a reproduzirem episódios de violência – até mesmo de crescer considerando ser normal ver a mãe ser agredida dentro de casa.

Por outro lado, também defendo a aplicação de medidas mais rígidas para garantir o cumprimento das medidas protetivas expedidas pela Justiça, dentro do arcabouço legal da Lei Maria da Penha. Neste sentido queremos criar, no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte, o projeto de lei que cria a Patrulha Maria da Penha. Só com uma fiscalização efetiva da Polícia Militar os agressores se manterão afastados das mulheres. Estas, por sua vez, poderão se sentir mais protegidas junto com seus filhos, que também são vítimas da violência doméstica.

A violência contra a mulher será uma causa sempre presente no Poder Legislativo Potiguar enquanto a nossa sociedade não trilhar caminhos que promovam a igualdade de gênero e enxergar que a mulher também é protagonista de sua própria vida. Neste sentido, enquanto representante do povo, defendo que as mulheres vençam o medo e denunciem seus agressores e estou empenhada em colaborar com essa transformação social.

Pelascaridades: cidade no interior de MG tem todos os vereadores presos por corrupção

  • Câmara Municipal de Centralina está em recesso
    Câmara Municipal de Centralina está em recesso

A pequena cidade de Centralina (MG), com seus 10 mil habitantes e localizada a 669 quilômetros de Belo Horizonte, vive um situação inusitada: todos os seus nove vereadores foram presos preventivamente suspeitos de corrupção.

Eles são investigados pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Uberlândia acusados de desvio de dinheiro público.

Segundo a investigação, todos os nove vereadores eleitos para legislatura que termina este ano fraudaram notas fiscais para justificar recebimento de diárias de viagens que nunca foram feitas.

Quatro deles foram presos na semana passada, na primeira etapa da investigação que recebeu o nome de “Viagem Fantasma” e renunciaram aos cargos.

Os quatro, entre eles o presidente da Câmara Municipal, Eurípides Batista Ferreira, o Baianinho (Pros), o primeiro secretário, Hélio Matias (PSL), Carla Rúbia (Solidariedade) e Roneslei do Carmo Soares (PR), foram ouvidos e soltos um dia após a prisão. Agora cumprem prisão domiciliar.

Os outros cinco: o vice-presidente da Casa, Ismael Pereira Peres (PT), o 2º secretário Rodrigo Lucas (Solidariedade), Wandriene Ferreira de Moura (PR), Sônia Martins de Medeiros Rosa (PP) e Cleison Vieira (PDT), foram detidos na manhã desta quinta-feira (28) durante a segunda etapa da operação.

Os cinco serão encaminhados para o presídio Professor Jacy de Assis em Uberlândia (537 quilômetros de Belo Horizonte). Além dos vereadores, um ex-servidor da Câmara Municipal e um ex-vereador, que hoje atua como advogado, também foram presos na operação. Outros 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Segundo o Ministério Público, os suspeitos cometeram associação criminosa, peculato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Câmara está em recesso

Com a prisão dos cinco vereadores e a renúncia dos quatro primeiros presos, a Câmara Municipal de Centralina fica sem representantes.

O UOL tentou entrar em contato com a comunicação da Casa, mas foi informada que a Câmara está em recesso, que retorna aos trabalhos apenas na próxima semana e que os suplentes devem assumir os cargos.

Zika pode infectar 4 milhões nas Américas, 1,5 mi só no Brasil, diz OMS

A propagação do zika vírus acontece de maneira explosiva e pode infectar de 3 a 4 milhões de pessoas nas Américas, incluindo 1,5 milhão no Brasil, informou nesta quinta-feira (28) a Organização Mundial de Saúde (OMS). Marcos Espinal, chefe de doenças transmissíveis da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), braço da OMS no continente, não definiu um período para a ocorrência dos casos.

Emergência internacional

Foi numa reunião de emergência com os estados-membros em Genebra (Suíça), com participação do Brasil, que a OMS anunciou a convocação de um comitê emergencial sobre o zika, para a próxima segunda-feira, para decidir se o surto do vírus deve ser declarado uma emergência de saúde internacional. A última medida do tipo foi anunciada em 2014, na epidemia do ebola na África Ocidental. No ano anterior, a poliomielite havia recebido o mesmo status.

“O explosivo avanço do zika vírus a novas áreas geográficas, onde a população tem baixa imunidade, é outro motivo de preocupação especialmente diante do possível elo entre a infecção durante a gravidez e o nascimento de bebês com microcefalia, alertou Margaret Chan, diretora-geral da OMS.

Chan disse também que “a OMS juntou os melhores especialistas do mundo para comprovar se o zika tem relação com a microcefalia (circunferência craniana menor do que 32 cm, que causa deficiência cognitiva) ou com a síndrome de Guillain-Barré (problema neurológico que causa paralisia)”.

Ainda há incertezas devido à não-confirmação de causalidade entre o vírus e o aumento de nascimento de bebês com microcefalia.

“O possível vínculo (entre vírus e má-formação), apenas recentemente suspeitado, mudou rapidamente o risco de perfil de uma ameaça moderada para uma de proporções alarmantes”, disse. “Ainda que o elo causal não tenha sido – e enfatizo isso – estabelecido, as evidências circunstanciais são sugestivas e extremamente preocupantes.”

Depois de receber incentivos no RN, Flávio Rocha abre uma nova fabrica no Paraguai

paraguai.jpgDona da rede de varejo Riachuelo, a Guararapes instalou sua primeira confecção em Natal-RN em 1951, tornou-se uma gigante do setor têxtil nacional e sempre concentrou sua produção no país. Até agosto deste ano, quando associou-se à Texcin, no projeto de um centro de confecção de US$ 5 milhões, e passou a produzir parte das coleções femininas no Paraguai. Outros US$ 5 milhões serão aplicados numa segunda etapa, quando a empresa deve empregar duas mil pessoas. As informações são d’O Globo.

A Guararapes é apenas uma entre muitas empresas brasileiras que estão se instalando no Paraguai. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), no momento em que o setor alerta para o risco de desindustrialização no Brasil, pelo menos 42 companhias cruzaram a fronteira e montaram operações no país vizinho. A Vale, por exemplo, adquiriu lá recentemente empresa de logística fluvial, enquanto que a catarinense Buddemeyer, fabricante de artigos de cama, mesa e banho, está instalando uma unidade têxtil. O mesmo ocorre com a InterCement, a cimenteira do grupo Camargo Corrêa, que também ergue nova fábrica em Yguazú.

— Mandamos para lá parte do maquinário da fábrica de Fortaleza. E enviamos tecidos e moldes. Nosso parceiro costura as roupas e fornece para nossas lojas no Brasil. O Paraguai tem o custo chinês, com o transit time (tempo de chegada no país) de Santa Catarina. Uma peça demora seis meses para chegar da China até aqui, do Paraguai chega em um dia — disse Flávio Rocha, presidente da Guararapes.

Com Henrique Alves no ministério, o Brasil perde posições em ranking mundial do turismo

O Brasil perdeu posições em um ranking mundial de competitividade no setor do turismo no ano de 2015, embora tenha obtido pontuação semelhante à de 2009. Em sua última edição, relativa a 2011, o relatório elaborado pelo Fórum Econômico Mundial colocou a sede da Copa do Mundo e das Olimpíadas de 2016 na posição 52 entre 139 países avaliados.

A pontuação, 4,36 em uma escala de um a sete, foi praticamente a mesma que em 2009 (4,35), quando foi elaborado o ranking anterior mais recente. Naquele ano, quando foram consideradas 133 nações, o país ficou em 45º lugar.

Deu no blog do primo xerife: Carlos Siqueira vai entregar o PSB de Wilma a Rafael Motta amanhã (29)

Segundo o bem informado primo xerife, Robson Pires, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, estará amanhã, sexta feira, 29, em Natal. E conforme o blogue dele antecipou o presidente Carlos Siqueira vem com o objetivo de comunicar a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, que a direção estadual da legenda será entregue ao deputado federal, Rafael Motta. E vai pedir a Wilma para continuar na legenda.

Wilma não deverá aceitar a proposta.

Governo prevê zerar em maio a taxa extra da tarifa de energia elétrica

O governo Dilma traçou um cronograma para mudança das bandeiras tarifárias a fim de baratear o custo da energia no país. A meta é que, em março, mude da cor vermelho para amarelo. No mês de maio, a bandeira passaria a ser verde –sem custo adicional para o consumidor.

Entre a vermelha, em vigor desde que o sistema de bandeiras entrou em operação, em janeiro de 2015, e a cor verde, que deve vigorar a partir de maio, a redução na conta de luz é de 10%.

O sistema de bandeiras tarifárias define todo o mês uma cobrança extra para compensar o uso de usinas térmicas, que são mais caras.

Lula repudia “tentativa” de envolvê-lo na Lava Jato

Ex-presidente nega ter ocultado patrimônio ou praticado atos ilícitos. “Não será investigando um apartamento – que nem mesmo lhe pertence – que vão encontrar uma nódoa em sua vida”, diz texto divulgado por sua assessoria

Em nota publicada em sua página no Facebook, o ex-presidente Lula protestou contra o que chamou de “tentativa” de envolver seu nome em “atos ilícitos” investigados pela Operação Lava Jato. “Lula não ocultou patrimônio, não recebeu favores, não fez nada ilegal”, diz o texto divulgado pela assessoria do petista na noite dessa quarta-feira (27). O Ministério Público de São Paulo apura se o ex-presidente ocultou de seu patrimônio um apartamento triplex, no condomínio Solaris, em Guarujá (SP), que teria sido cedido à família dele pela construtora OAS, investigada na Lava Jato.

“Nos últimos 40 anos, nenhum líder brasileiro teve a vida particular e partidária tão vasculhada quanto Lula, e jamais encontraram acusação válida contra ele. Lula foi preso, sim, mas pela ditadura, porque lutava pela democracia no Brasil e pelos direitos dos trabalhadores. Não será investigando um apartamento – que nem mesmo lhe pertence – que vão encontrar uma nódoa em sua vida”, diz a nota.

Em outra frente de apuração, procuradores da Lava Jato afirmaram ontem que todos os apartamentos do condomínio Solaris serão alvo de investigação. Há suspeita de que os apartamentos tenham sido comprados para lavar dinheiro desviado da Petrobras. O caso é objeto da 22ª etapa da operação, deflagrada nessa quarta-feira pela Polícia Federal com o nome de Triplo X.

Em seu despacho, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações em primeira instância, informou que há indícios de que a OAS “teria utilizado o empreendimento imobiliário no Guarujá para repasse disfarçado de propina a agentes envolvidos no esquema criminoso da Petrobras”. Um dos imóveis, segundo os procuradores, pertence à família do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso desde abril de 2015, acusado de receber propina no esquema de desvio de recursos da estatal.

Na nota de repúdio divulgada no Facebook, a assessoria de Lula ressalta que o ex-presidente não foi citado na decisão de Sérgio Moro. “O ex-presidente Lula não foi sequer citado na decisão do juiz Sérgio Moro e repudia qualquer tentativa de envolver seu nome em atos ilícitos investigados na chamada Operação Lava Jato.”

De acordo com o texto, Lula “nunca escondeu” que comprou uma cota da cooperativa Bancoop para ter um apartamento no Solaris. “Para ter o apartamento, de fato e de direito, seria necessário pagar a diferença entre o valor da cota e o valor do imóvel, com as modificações e acréscimos ao projeto original. A família do ex-presidente não exerceu esse direito.”

A apuração do Ministério Público de São Paulo é independente da nova fase da Lava Jato. A investigação que corre em São Paulo recai sobre a legalidade da transferência de empreendimentos da Bancoop à OAS. A empreiteira pagou por reformas feitas em 2014 no tríplex reservado à família de Lula. Entre as modificações, estava a instalação de um elevador privativo. De acordo com reportagem publicada pela Folha de S.Paulo em novembro, a mulher do ex-presidente, Marisa Letícia, desistiu de ficar com o imóvel.

Leia a íntegra da nota divulgada no perfil de Lula no Facebook:

“LULA REPUDIA TENTATIVA DE ENVOLVIMENTO NA LAVA JATO

O ex-presidente Lula não foi sequer citado na decisão do juiz Sérgio Moro e repudia qualquer tentativa de envolver seu nome em atos ilícitos investigados na chamada Operação Lava Jato.

Nos últimos 40 anos, nenhum líder brasileiro teve a vida particular e partidária tão vasculhada quanto Lula, e jamais encontraram acusação válida contra ele.

Lula foi preso, sim, mas pela ditadura, porque lutava pela democracia no Brasil e pelos direitos dos trabalhadores. Não será investigando um apartamento – que nem mesmo lhe pertence – que vão encontrar uma nódoa em sua vida.

Lula nunca escondeu que sua família comprou, a prestações, uma cota da Bancoop, para ter um apartamento onde hoje é o edifício Solaris. Isso foi declarado ao Fisco e é público desde 2006. Ou seja: pagou dinheiro, não recebeu dinheiro pelo imóvel.

Para ter o apartamento, de fato e de direito, seria necessário pagar a diferença entre o valor da cota e o valor do imóvel, com as modificações e acréscimos ao projeto original. A família do ex-presidente não exerceu esse direito.

Portanto, Lula não ocultou patrimônio, não recebeu favores, não fez nada ilegal. E continuará lutando em defesa do Brasil, do estado de direito e da Democracia.”

Com cabelo branco, Dirceu quer adiar depoimento na Operação Lava Jato

dirceu enveA defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pediu ao juiz federal Sergio Moro adiamento do depoimento previsto para sexta-feira (29). Os advogados querem que a oitiva seja suspensa até que o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque finalize as negociações sobre o acordo de delação premiada com a força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF) que comanda as investigações da Operação Lava Jato.

Na petição, a defesa afirmou que José Dirceu não vai ficar calado durante o depoimento e que vai esclarecer todos os fatos imputados a ele. No entanto, os advogados argumentaram que a fase de oitivas terminará na sexta-feira e, dessa forma, o depoimento deve ser feito após Dirceu tomar conhecimento prévio de todos os fatos imputados a ele, inclusive por delatores.

“Assim, caso o acordo entre Renato Duque e o Ministério Público Federal seja efetivamente firmado e, de alguma forma, trate de fatos que são objeto desta ação penal, haverá nítida causa de inversão processual, que macula o feito de nulidade insanável”, justificam os advogados.