Aécio,Alckmin e Agripino são hostilizados em SP e impedidos de falarem

O governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves, ambos do PSDB, foram vaiados na chegada à avenida Paulista neste domingo (13). Enquanto os manifestantes gritavam “ladrão de merenda” e “corruptos”, apoiadores dos políticos usavam buzinas para abafar os protestos.

Mais cedo, Alckmin recebeu, na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, uma comitiva formada por senadores e deputados da oposição. Em entrevista coletiva concedida na sede do executivo paulista, Alckmin falou que “é preciso virar a página”.

— Precisamos virar essa página. Precisamos de uma solução rápida para retomar o crescimento.

Geraldo Alckmin, e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) além de hostilizados por manifestantes quando chegavam na Avenida Paulista foram impedidos de falarem. Os dois não conseguiram discursar e deixaram o local.

O senador José Agripino também estava na comitiva tucana. Aécio e Alckmin em São Paulo

R7

Facebook Comments
Facebook