Vinho azul: a criação com que espanhóis tentam revolucionar mercado de bebidas

O Gïk Blue mistura uvas roxas e brancas com pigmentos e aromatizantes orgânicos para obter um vinho doce e de um azul vibrante.

Mas enquanto alguns levantam suas taças e celebram a novidade, outros torcem o nariz.

“O Gïk nasceu para ser algo divertido, uma bebida para dar uma agitada no mercado e ver o que acontece”, afirma um de seus criadores, Aritz López. “Queríamos inovar e começar uma pequena revolução. E a indústria do vinho parecia o ponto de partida perfeito.”

O único problema é que nem López nem ninguém em seu círculo eram viticultores experientes. O rapaz e seus sócios então recorreram a engenheiros químicos da Universidade do País Basco para criar um vinho azul que “faz uma fusão entre a natureza e a tecnologia”.

O processo durou dois anos.

O Gïk é uma mistura de diferente variedades de uvas roxas e brancas com dois pigmentos orgânicos que tornam a bebida azul: a antocianina, retirada da casca da uva roxa, e a indigotina, uma substância orgânica normalmente utilizada como corante alimentar.

O sabor é então enriquecido com adoçantes não calóricos para criar um produto que é um cruzamento de vinho e coquetel, com um toque doce e levemente xaroposo.

2017 inicia com bandeira verde na conta de luz

Imagem relacionadaDa Agência Brasil

O ano de 2017 começa com bandeira verde na conta de luz do mês de janeiro. De acordo com o relatório mensal do Operador Nacional do Sistema (ONS), a condição hidrológica favorável determinou o acionamento de usinas térmicas com “Custo Variável Unitário abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh)”.

Prefeitos e vereadores eleitos tomam posse neste domingo

carlos-eduardo-alvaro-dias
Carlos Eduardo e Ãlvaro Dias assumem Prefeitura e Vice-Prefeitura de Natal

Tomam posse hoje (1º) os mais de 63,4 mil candidatos que venceram as eleições de outubro de 2016 e vão ocupar as prefeituras e assembleias legislativas em 5.568 municípios. Entre os prefeitos, 1.384 dos vencedores foram reeleitos, sendo 15 em capitais.

Muitos prefeitos vão encontrar o município com cofres vazios e déficit. Na última semana, o governo federal repassou R$ 4,5 bilhões para aliviar as contas dos municípios, após o Tribunal de Contas da União (TCU) recuar da decisão que impedia o repasse.

Nas primeiras eleições realizadas após o fim do financiamento de empresas a candidatos e partidos, o que reduziu a menos da metade os recursos das campanhas, pouco mudou no perfil dos governantes escolhidos pela população: eles continuam a ser predominantemente homens (87%), brancos (58%) e na faixa etária entre 40 e 49 anos (34%).

Ano-Novo em Copacabana cumpre expectativa de 2 milhões de pessoas, diz Riotur

Vinícius Lisboa – Repórter da Agência Brasil

O réveillon de Copacabana atingiu a expectativa de reunir 2 milhões de pessoas para a queima de fogos, divulgou hoje (1) a Riotur. A estimativa da prefeitura é que o número tenha sido batido quando faltava meia hora para o espetáculo.

A queima de fogos de 2017 teve um pot pourri de gêneros musicais que iam da ópera ao funk e encerrou com o clássico Cidade Maravilhosa, composição de André Filho. Foram 12 minutos de explosões, com 21 mil bombas detonadas de 11 balsas.

O show principal da noite celebrou os 20 anos de O Grande Encontro, reunindo Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença. Canções consagradas como Anunciação e Tropicana foram interpretadas, e uma das surpresas foi Chega de Saudade, de Antonio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes.

A queima de fogos de 2017 teve um pot pourri de gêneros musicais que iam da ópera ao funk e encerrou com o clássico Cidade Maravilhosa

Novo secretário-geral da ONU quer que 2017 seja ano de paz

Resultado de imagem para Antonio Guterres AFP

O novo secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, disse neste domingo que gostaria de fazer “da Paz a nossa prioridade” em 2017, em uma mensagem de Ano Novo enviada em seu primeiro dia como chefe do organismo mundial.

O ex-primeiro-ministro português, de 67 anos, recebeu o cargo de secretário-geral da ONU das mãos do sul-coreano Ban Ki-moon, herdando complexas crises em Síria, Sudão do Sul, Iêmen, Burundi, Coreia do Norte e outros locais.

“Como ajudar os milhões de seres humanos vítimas de conflitos e que sofrem enormemente em guerras que parecem não ter fim?”, se perguntou Guterres.