Governo Federal recebe primeiro carro elétrico para uso como veículo oficial

Brasília - O Ministério de Minas e Energia recebe da Itaipu Binacional o primeiro veículo elétrico que será usado pelo Poder Executivo (Marcelo Camargo/Agência Brasil) Wendel A. Sousa

O ministério de Minas e Energia (MME) recebeu da empresa Itaipu Binacional, na manhã de hoje (5), um veículo elétrico para uso do Poder Executivo em regime de comodato. Na solenidade de entrega do carro modelo Renault-Fluence e de eletropostos, para uso de transporte oficial no ministério, o ministro Fernando Coelho incentivou iniciativas de uso de energias alternativas aos combustíveis fósseis, como o petróleo.

“No dia do meio ambiente, nos sentimos muito felizes com a entrega desse carro. Queremos incentivar sim o uso não só dos veículos elétricos, mas também das baterias. Sem nos esquecermos também das responsabilidades que nosso país assumiu com tratados internacionais no que diz respeito à preservação do meio ambiente”, disse o ministro.

Na cerimônia, o ministro Fernando Coelho assinou, com o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior e o diretor-geral da Itaipu Binacional, Fernando Leone Viana, um contrato que regulamenta o uso de veículos elétricos e eletropostos em regime de comodato pelo poder executivo do Brasil.

A fabricação do carro é parte de um estudo para a comercialização de carros elétricos no Brasil, que poderiam ser substitutos dos veículos movidos a etanol. O diretor-geral da Itaipu apelou às instituições parceiras para investirem nas pesquisas. “O projeto do carro elétrico é desenvolvido com parceiras que somem forças para a preservação das questões ambientais. Essa cerimônia hoje também tem o apelo do fomento. Pretendemos continuar com a difusão da ideia da comercialização do carro elétrico”, afirmou.

MPF abre inquérito para investigar US$ 80 milhões da JBS para Lula e Dilma

Fabio Serapião

A Procuradoria da República do Distrito Federal instaurou inquérito para investigar o suposto repasse de US$ 80 milhões do Grupo J&F para os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do Partido dos Trabalhadores. A investigação é um desdobramento do acordo de colaboração premiada firmado pela Procuradoria-Geral da República e executivos do Grupo J&F, dono da JBS.

O Procedimento Investigatório Criminal (PIC) foi instaurado pelo procurador Ivan Marx porque o desmembramento promovido pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), baseou-se na conexão dos fatos narrados pelos delatores com a Operação Bullish. Deflagrada em 12 de maio, a operação mirou os aportes bilionários do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) nas empresas do Grupo J&F.

Na delação, Joesley Batista narrou que, em 2009, foi criada uma conta para receber os repasses relacionados a Lula e, no ano seguinte, outra foi aberta para envio de valores relacionados a Dilma

Polícia Federal envia 84 perguntas para Temer responder no prazo de 24 horas

Resultado de imagem para Temer e Henrique Alves
Todos investigados

A Polícia Federal entregou ao presidente Michel Temer, nesta segunda-feira (5), 84 perguntas relacionadas à delação da JBS, na qual o peemedebista é citado e é alvo de investigação por corrupção, obstrução de Justiça e organização criminosa no Supremo Tribunal Federal (STF), após vir à tona gravação de uma conversa com o empresário Joesley Batista.

 

Rogério Marinho está escondido com medo do povo

Imagem relacionadaUm amigo do deputado federal saco preto disse ao soldado Vasco que depois do desgaste monumental que Rogério Marinho verificou com seu famigerado relatório da reforma trabalhista, foi aconselhado mergulhar para o povo esquecer a maldade que ele fez ao trabalhador brasileiro.

O desgaste do deputado saco preto é tão grande que ele não está usando o aeroporto de São Gonçalo, o deputado embarca e desembarca no aeroporto de João Pessoa.

Onde Rogério mostra sua cara é hostilizado.

Levantamento aponta os metros quadrados mais caros do mundo; Cidades brasileiras ficam fora da lista

Resultado de imagem para Hong Kong
Hong Kong

Se é difícil acreditar que o metro quadrado de uma casa de luxo possa ser vendido por US$ 122,2 mil, saiba que este lugar existe e está em Hong Kong, que tem os imóveis de alto padrão mais caros do mundo, segundo lista divulgada pela Forbes a partir de pesquisa recente da Savillis. Pode parecer estranho, mas exatamente na ilha que também abriga densas populações de moradores em compartimentos chocantemente apertados.

A atividade de bilionários no mercado imobiliário tem sido tão intensa nos últimos anos que levou a uma duplicação dos valores de propriedade no setor -, afirma o empresário carioca Michael Magno, da Magno Empreendimentos Imobiliários, empresa que tem no segmento de imóveis de luxo um de seus nichos mais operantes.

Atendendo uma clientela Vip composta por jogadores de futebol, cantores, atores entre outras fortunas brasileiras e internacionais, o empresário afirma que o Rio de Janeiro por enquanto está fora da lista da conceituada Forbes. “Mesmo com os valores dos imóveis na cidade ultrapassando os 10 milhões de reais e despertando o interesse dos investidores, ainda estamos muito distantes de encabeçar uma lista como essa.

De acordo com um levantamento realizado recentemente, o Rio de Janeiro é o local que possui o maior número dos imóveis mais valorizados no país.Em um espaço de quatro quilômetros entre os bairros de Ipanema e Leblon, na zona sul da cidade, se encontram sete dos dez imóveis mais valorizados do Brasil”, esclarece Michael Magno.

Ainda de acordo com a pesquisa, em segundo lugar vem Tóquio, no Japão, com o metro quadrado valendo US$ 84,4 mil. Os apartamentos de luxo chegam a US$ 121, 6 milhões, já que o tamanho médio do imóvel de alto padrão na cidade é de 1.486 metros quadrados.

Confira abaixo o ranking mundial:

Leia Mais

Novamente Sérgio Moro e defesa de Lula batem boca em audiência

Jornal do Brasil

Resultado de imagem para Cristiano Zanin Martins
Cristiano Zanin Martins

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, discutiu com Cristiano Zanin Martins, um dos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante a audiência realizada nesta segunda-feira (5).

O ex-deputado Pedro Corrêa (PP) prestava depoimento como testemunha de acusação por videoconferência com Recife (PE), nesta manhã, quando o bate-boca começou. O advogado de defesa de Lula queria saber se Pedro confirmava uma afirmação feita em outro depoimento.

“O senhor vai negar que a testemunha responda a essa questão?”, perguntou Cristiano Zanin.

Quando foi chamado pelo Ministério Público Federal (MPF), em setembro de 2016, o ex-deputado disse que lhe foi informado de que faltavam informações para embasar a denúncia contra Lula. Por isso, Corrêa fechou acordo de delação premiada com o MPF, mas a colaboração ainda não foi homologada.

Moro interveio dizendo que Pedro Corrêa já tinha respondido e ratificado essa questão. O advogado de Lula insistiu e afirmou que a pergunta era relevante e pertinente. O juiz federal, então, declarou que a defesa estava confundindo a testemunha.

“Vossa Excelência que parece que está respondendo no lugar da testemunha”, disse Cristiano.

Sérgio Moro questionou se Martins estava querendo humilhar a testemunha, quando o mesmo citou a condenação de Pedro Corrêa. “É inapropriado”, disse o juiz federal.

O ex-deputado, que atualmente cumpre prisão domiciliar por razões médicas, já foi condenado pela Lava Jato a mais de 20 anos de prisão por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro.

Por fim, o juiz federal perguntou se o advogado tinha mais alguma pergunta “sobre fatos” a fazer.

Martins respondeu: “Eu fiz as perguntas. Se as perguntas infelizmente incomodam, eu lamento. Mas eu já fiz as perguntas e não tenho mais perguntas a fazer”.

A audiência foi encerrada logo em seguida.

Juízes criticam ‘estratégia’ de Temer para ‘constranger’ Fachin

O ministro Edson Fachinveja-logo

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) criticou nesta segunda-feira uma alardeada “estratégia” montada pela base aliada do governo do presidente Michel Temer para “constranger” o ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte.

Na quinta-feira passada, deputados governistas protocolaram na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara um pedido de explicações ao ministro sobre a sua relação com o executivo e delator premiado do Grupo J&F Ricardo Saud. O empresário teria lhe ajudado no Senado a ser referendado como novo ministro do Supremo, em maio de 2015.

Em nota, o presidente da entidade, Roberto Carvalho Veloso, manifestou “indignação e repúdio” quanto a medidas que, no seu entendimento, visam obstruir a Justiça e enfraquecer o poder judiciário. “A estratégia de atacar a honra pessoal de magistrados que desempenham sua função constitucional como forma de intimidação e represália à atuação livre e independente é conduta que não pode ser admitida no Estado Democrático e de Direito”, escreveu Veloso.

Semana do Meio Ambiente em Natal é oficialmente aberta pelo prefeito Carlos Eduardo Alves

A Semana do Meio Ambiente em Natal foi aberta oficialmente pelo Prefeito Carlos Eduardo, nessa segunda-feira (5), dia internacional do Meio Ambiente. O evento reuniu ambientalistas, secretários municipais, artistas, representantes da sociedade civil organizada, alunos de escolas municipais e a comunidade em geral, no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte.

O primeiro ponto da extensa programação agendada para a semana, que tem o tema “O Futuro se Planta Agora”, foi a inauguração do Centro de Produção de Mudas da Mata Atlântica, que passa a funcionar no antigo canteiro de obras do Parque da Cidade, com plantio de mudas pelos Amigos do Parque. O prefeito desenlaçou a fita inaugural e ficou à par do funcionamento do local.

Com o novo equipamento, a expectativa é que haja uma produção de mais de 6.300 mudas a cada 12 meses, além da criação de um espaço destinado ao desenvolvimento de pesquisas científicas e ações de educação ambiental.

Em seguida, no auditório do Parque, foi realizada a apresentação do Grupo UFRN/CELLOS, da Escola de Música, com a entrega do Certificado Amigos do Parque. Carlos Eduardo ainda anunciou o início do processo de revisão do Plano Diretor da capital potiguar e o início dos trabalhos da UrbanLab, que pretende revitalizar o bairro da Ribeira, com projetos elaborados por acadêmicos da UFRN.

“Hoje é um dia especial, uma data universal, mas Natal dá seu exemplo ao planejar o plantio de 25 mil mudas no Parque da Cidade, além de estar já realizando o plantio de 20 mil mudas nas quatro regiões da capital”, revelou Carlos Eduardo.