Arquivos diários: 14/06/2017

Carlos Eduardo Alves foi visto no Tribunal de Justiça

Resultado de imagem para carlos eduardo alves e claudio santosO prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves foi visto pelo soldado Vasco entrando no gabinete do ex-presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio Santos.

Carlos Eduardo Alves está semana esteve conversando com o senador José Agripino, governador Robinson Faria e Claudio Santos. Muitas conversas é um sinal que Carlos Eduardo está se mexendo..

Claudio Santos tem seu nome lembrado por setores produtivos e políticos do RN como candidato a governador.

Família oferece R$ 200 mil para babá que topar trabalhar em casa mal-assombrada

UOL

Conhece alguém que está desesperado por um emprego? Em meio à crise financeira, a solução pode estar no Reino Unido, onde uma família oferece um salário de R$ 200 mil por ano para quem topar trabalhar em uma casa mal-assombrada.

O anúncio feito no site Childcare procura uma babá para cuidar dos dois filhos do casal; no entanto, as últimas cinco contratadas pediram demissão alegando terem presenciado atividades sobrenaturais no imóvel.

As histórias envolvem barulhos estranhos, vidros que se quebram sozinhos e móveis com vida própria. A família, no entanto, afirma que nunca presenciou os fenômenos relatados. Aquele que aceitar a vaga terá que passar quatro noites por semana sozinho com as crianças, uma vez que os pais trabalham em outra cidade.

“Uma propriedade encantadora, espaçosa e histórica em um local remoto com vistas espetaculares”, diz o anúncio no site especializado. “Moramos aqui há quase 10 anos. Nos disseram que era assombrada quando compramos, mas temos a cabeça aberta e decidimos comprar a casa mesmo assim.”

O salário para cuidar das crianças de 5 e 7 anos de idade é de 50 mil libras anuais (R$ 200 mil, segundo a cotação atual). Além disso, o novo empregado da família também terá direito a 28 dias de férias por ano, uma suíte e uma cozinha privada. Richard Conway, fundador do site, se declarou surpreso com a proposta.

“Nós ficamos céticos, mas depois de falar com a família e com os antigos funcionários, percebemos que se tratava de uma vaga verdadeira”, disse ao Daily Mail. “A família nos assegurou de que ninguém jamais se machucou na casa, mas imaginamos que a babá escolhida terá que ter muita disposição.”

Diplomacia caboré: deputado saco preto Rogério Marinho foi à Genebra e arranjou uma briga na OIT

Desmentido pelo diretor da OIT no Brasil,  Rogério Marinho ficou iradoResultado de imagem para Peter Poschen

O relator do projeto de modernização das leis trabalhistas na Câmara, deputado federal Rogério Marinho (PSDB), disse nesta quarta-feira (14) que o diretor do escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, Peter Poschen, age como “ativista de esquerda”. Segundo o parlamentar, o representante do órgão no país emite “comentários políticos” a respeito do projeto.

 Rogério afirma que a postura adotada por Poschen “não é adequada para alguém que representa uma entidade multilateral da qual o Brasil é signatário”. O deputado reagiu a nota emitida pelo diretor da OIT desmentindo o deputado que afirmou que o Brasil foi excluído da lista dos países que desrespeitam legislação trabalhistas.

Rogério Marinho foi mentir para fazer média e se deu mal, diz o soldado Vasco

Juristas protocolam pedido de impeachment de Gilmar no Senado

Por Fabio Murakawa e Vandson Lima | Valor

BRASÍLIA  –  Um grupo de juristas, que inclui o ex-procurador-geral da República Claudio Fonteles (2003-2005), protocolou nesta quarta-feira no Senado um pedido de impeachment contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O grupo inclui ainda o professor de direito da Universidade de Brasília (UnB) Marcelo Neves, além de estudantes de direito.

A denúncia tem como base uma série de fatos e comportamentos atribuídos a Gilmar que, na opinião dos denunciantes, configuram atividade político-partidária, quebra de imparcialidade em processos e quebra de decoro. Pela lei do impeachment, essas condutas são vedadas a magistrados.

Além da denúncia apresentada ao Senado, os juristas pretendem apresentar uma reclamação disciplinar ao STF e uma comunicação à Procuradoria-Geral da República para que se investigue a conduta de Gilmar em uma conversa telefônica entre Gilmar e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).

Continue lendo Juristas protocolam pedido de impeachment de Gilmar no Senado

Procurador implicante: Janot mostra com post de Aécio que senador mantém funções legislativas

Pelo visto o senador Aécio Neves não pode receber ninguém em sua casa

 

BRASÍLIA  –  O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, utilizou um post feito pelo senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) no Facebook para demonstrar que o tucano continuou exercendo suas funções legislativas, apesar da suspensão decretada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. A imagem consta de uma manifestação assinada em 9 de junho e anexada nesta quarta-feira aos autos do inquérito que investiga o parlamentar.

No dia 30 de maio, Aécio publicou foto de um encontro, em sua casa, com os senadores Tasso Jereissati, Antonio Anastasia, Cássio Cunha Lima e José Serra, todos do PSDB. “Na pauta, votações no Congresso e a agenda política”, escreveu.

“A despeito da suspensão do exercício das funções parlamentares, decretada judicialmente no âmbito dessa ação cautelar, Aécio Neves continuou exercendo suas funções, conforme reunião divulgada por ele mesmo em redes sociais no dia 30”, diz Janot, que reitera o pedido de prisão feito contra o senador.

Petrobras reduz preço da gasolina em 2,3% e do diesel em 5,8%

Rio de Janeiro – A Petrobras anunciou nesta quarta-feira a redução do preço médio da gasolina nas refinarias em 2,3 por cento e o do diesel em 5,8 por cento, a partir de quinta-feira, e informou que passará a realizar ajustes de preços em períodos mais curtos do que os realizados atualmente.

A decisão de reduzir os valores de ambos os combustíveis, segundo a Petrobras, reflete as variações recentes nos preços internacionais do petróleo que, depois de flutuar ao redor de 50 dólares por barril, registrou queda sucessiva estando abaixo de 46 dólares por barril atualmente.

“No câmbio, depois de uma desvalorização significativa na moeda brasileira em relação ao dólar, refletindo incertezas políticas, a moeda americana tem flutuado em torno de 3,30 reais”, destacou a petroleira, em uma nota à imprensa.

A empresa reiterou que os novos preços continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional, conforme princípio da política de preços para o diesel e a gasolina adotada desde outubro de 2016, e estão alinhados com os objetivos do plano de negócios 2017-2021.

As revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor, frisou a Petrobras, já que a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados.

Se o ajuste anunciado nesta quarta-feira for integralmente repassado e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode cair 3,5 por cento, ou cerca de 0,11 real por litro, na bomba em média, e a gasolina, 0,9 por cento ou 0,03 real por litro, em média, disse a estatal.

Possíveis repasses, no entanto, dependerão do movimento de outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores.

Sobre a frequência dos reajustes, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), responsável pelos movimentos, reiterou que os reajustes em períodos aproximados de 30 dias não têm sido suficientes para refletir a volatilidade dos preços internacionais de derivados e do câmbio.

“O GEMP avançou nessa discussão e iniciará a prática de ajustes de preços em períodos mais curtos, sem alterar a regra de formação de preços da atual política, para acomodar as volatilidades observadas no mercado internacional”, explicou a Petrobras.

Boa condenação: marido que roubou banco para ficar longe da mulher é condenado a prisão domiciliar

Lawrence John RippleDo UOL, em São Paulo

Um homem de 71 anos que roubou um banco, em setembro do ano passado, para poder ser preso e assim ficar longe de sua mulher foi condenado à prisão domiciliar. Por mais irônico que possa parecer, era justamente o que ele queria.

Lawrence John Ripple confessou ter assaltado o banco em Kansas City, nos Estados Unidos, e poderia ter sido condenado a até 37 anos de cadeia. No entanto, sua defesa pediu clemência afirmando que o idoso estava com depressão por conta de uma cirurgia cardíaca na época do crime.

Por isso, o juiz Carlos Murguia o condenou, na última terça-feira (13), a seis meses de prisão domiciliar. Além disso, Ripple ficará três anos em regime condicional e prestará 50 horas de trabalho comunitário. O idoso também terá de pagar US$ 227,27 (cerca de R$ 745) ao banco.

A história de Ripple viralizou em setembro quando ele entrou no Bank of Labor e entregou um bilhete à atendente que dizia “tenho uma arma, me dê o dinheiro”.

A funcionária do banco entregou US$ 2.924 (cerca de R$ 9.600) ao idoso que se sentou no lobby do prédio para esperar a chegada da polícia. Ripple contou às autoridades que escreveu o bilhete na frente de sua mulher e disse que preferia ser preso à ficar com ela em casa.

Antes do roubo, Ripple tinha uma vida tranquila, sem antecedentes criminais. Ele é padrasto de quatro enteados e tinha um relacionamento estável com a mulher.

O idoso afirma que desde o assalto, passou a fazer tratamento contra a depressão e se sente bem novamente.

Acompanhado no tribunal por sua mulher e parentes, Ripple disse que se sentia arrependido e pediu desculpas ao banco e à atendente.

“Não foi minha intenção assustar a atendente como eu fiz”, disse no tribunal.

Senado corta salário de Aécio e verba de gabinete após ordem do STF

Resultado de imagem para Aécio neve e josé agripino
Aécio Neves e seu amigo José Agripino

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

O Senado informou ao STF (Supremo Tribunal Federal) nesta sexta-feira (14) que cortou o pagamento de salário ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), afastado das funções do mandato por decisão judicial do ministro Edson Fachin, em processo que investiga a participação do senador nos crimes de corrupção e obstrução da Justiça.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), enviou um ofício ao ministro do STF Marco Aurélio Mello, relator do processo contra Aécio, no qual informa que, além do corte no salário, o senador também teve o pagamento da verba de gabinete suspenso, o carro oficial recolhido e seu nome retirado dos painéis eletrônicos de votação.

Aécio também está proibido de entrar no Senado, pela decisão de Fachin.

As medidas adotadas contra o senador serão reavaliadas pela 1ª Turma do STF na próxima terça-feira (20), quando será julgado pelos ministros tanto o recurso da defesa de Aécio contra as restrições quanto o pedido da PGR (Procuradoria Geral da República) para que o senador seja preso preventivamente.

Eduardo Cunha: “Meu silêncio nunca esteve à venda”

Resultado de imagem para Eduardo Cunha e henrique Alves
Eduardo Cunha com seus amigos Alves do RN

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse nesta quarta-feira (14) à Polícia Federal que seu silêncio “nunca esteve à venda”, segundo o advogado Rodrigo Sánchez Rios. “Ele nunca foi procurado por ninguém para falar a respeito”, disse o defensor.

Cunha chegou à superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por volta das 10h, trazido do Complexo Médico Penal, em Pinhais, região metropolitana, onde está preso preventivamente desde o ano passado. Ele foi uvido como testemunha no processo. O advogado disse que estima que o depoimento de Cunha à PF tenha durado cerca de uma hora e meia.

Financiamentos de veículos novos crescem 10,1% em maio

Resultado de imagem para fábrica renault brasilOs financiamentos de veículos novos no Brasil subiram 10,1% em maio deste ano ante igual mês do ano passado, para 160,2 mil unidades, em soma que considera veículos leves, pesados e motos.

É o primeiro crescimento nesse tipo de comparação desde fevereiro de 2014. Os dados foram antecipados ao Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) pela B3, empresa que resultou da fusão entre a BM&FBovespa e a Cetip.

Em relação a abril, o aumento foi ainda maior, de 28%, desempenho que contou com a ajuda de quatro dias úteis a mais em maio. No acumulado do ano, no entanto, o resultado ainda é negativo, de 4,8%, para 695,1 mil unidades.

Líder republicano nos EUA é ferido após ataque com tiros

 

Resultado de imagem para Steve Scalise
Steve Scalise

WASHINGTON  –   O líder da maioria republicana na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Steve Scalise, foi baleado nesta quarta-feira durante uma prática de beisebol num campo no subúrbio de Washington D.C. O atirador foi detido pela polícia. Testemunhas disseram que ter ouvido mais de 50 tiros.

Segundo relatos, Scalise estava no campo de beisebol com assessores e outros congressistas republicanos quando um atirador abriu fogo no local. Ele foi atingido no quadril e teve de passar por cirurgia. O estado dele é considerado estável. Há ao menos cinco pessoas feridas.

“Estávamos terminando o jogo que fazemos todos os dias. Em 30 segundos, havia uma rajada de tiros”, relatou o deputado republicano Chuck Fleischmann (Tennessee).

O campo fica numa região residencial de Alexandria, uma cidade histórica localizada ao sul do Centro de Washington, ao norte da prefeitura local e da rua central, a King Street, onde há uma série de cafés, restaurantes, hotéis e vários pontos turísticos.

Diante do ocorrido, as votações na Câmara dos EUA foram interrompidas.

No Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lamentou o fato e disse que está rezando pela recuperação de Scalise, um defensor de sua agenda parlamentar na Câmara.

“O deputado Steve Scalise, da Louisiana, um verdadeiro amigo e patriota, foi gravemente ferido, mas se recuperará inteiramente. Nossos pensamentos e orações estão com eles”, disse Trump.

O bom é ser delator: Justiça Federal perdoou Richardson e condenou 9 réus que não fizeram delação na Pecado Capital

Resultado de imagem para RYCHARDSON DE MACEDO BERNARDO
Rhychardson foi perdoado, saiu rico e mangando do tempo podendo até ser novamente presidente do IPEM-RN e lavar os pés com Whisky Old Parr   novamente nos Parrachos de Pirangi em sua lancha.

   A denúncia que ficou conhecida como Operação Pecado Capital, apontando desvios de recursos do Instituto de Pesos e Medidas no Rio Grande do Norte, teve mais uma sentença. Dispensa indevida de licitação, peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro foram os crime reunidos em 22 processos sentenciados pelo Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara, e que resultou na condenação de 17 pessoas. No total, os réus, além das penas de reclusão, pagarão uma multa de R$ 6.825.100,00.

                Entre os condenados está o ex-deputado estadual Francisco Gilson de Moura. A sentença, contendo 215 páginas, condenou  o ex-deputado Gilson Moura pelos crimes de corrupção passiva e peculato, praticados em continuidade delitiva e concurso material entre os dois tipos de ilícito, resultando em uma pena de 30 anos, 2 meses e 28 dias e ainda a multa no valor de R$  1.618.000,00.

“Conforme descritos em cada uma das denúncias oferecidas, ora reunidas aos autos deste processo, os eventos criminosos foram praticados contra a administração pública pelos integrantes do esquema criminoso, idealizado e gerenciado por RYCHARDSON DE MACEDO BERNARDO, que, para satisfazer os seus propósitos ilícitos, reuniu-se com os outros acusados, na realização da empreitada criminosa, no objetivo de desviar e apropriar-se dos valores e recursos do IPEM/RM, os quais lhes foram transferidos pelo INMETRO, para fins de realização de serviços comuns e em decorrência de convênios chancelados entre essas duas entidades jurídicas”, destacou o Juiz Federal Walter Nunes.

Juiz federal Walter Nunes perdoou Rychardson e demais delatores

                Na sentença o magistrado ressaltou que o esquema de locupletamento de recursos do IPEM ocorria de várias formas com pagamentos de empresas diversas, faturamento de mercadorias sem efetivamente serem entregues, faturamento de serviços inexistentes e ainda contratação por serviços que, na verdade, eram prestados à campanha de Gilson Moura para prefeito de Parnamirim, sendo alguns pagos com a inclusão, em folha, de pessoas ligadas a essas empresas.

                No caso de Rychardson de Macedo Bernardo ele fez acordo de delação premiada e, nesse processo específico, recebeu o perdão judicial, já que ele nos processos anteriores foi condenado ao total de pena de 15 anos, 11 meses e 29 dias.

Foram condenados:

  1. Perdoado – Rychardson de Macedo Bernardo – 28 anos, 11 meses e 11 dias de reclusão pelos crimes de corrupção passiva e peculato, e 12 anos, 1 mês e 4 dias de detenção pelo crime de dispensa indevida de licitação. Multa de R$ 1.938.000,00
  2. Francisco Gilson de Moura – em 30 anos, 2 meses e 28 dias de reclusão, concernentes aos crimes de corrupção passiva e de peculato. Multa de R$1.618.000,00
  3. Augusto Halley Caldas Targino – em 14 anos, 3 meses e 3 dias de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 963.900,00
  4. Perdoado – Aécio Aluízio Fernandes de Faria – 11 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 234.600,00
  5. Perdoado – Daniel Vale Bezerra – 11 anos, 1 mês e 10 (dez) dias de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 234.600,00
  6. Perdoado – Carlos Macílio Simão da Silva – 6 anos, 4 meses e 20 dias de detenção para o crime de dispensa de licitação indevida e 7 anos e 6 meses de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 476.850,00
  7. Wilson Gomes Zumba – 5 anos e 9 meses de detenção para o crime de dispensa de licitação indevida. Multa de R$ 130.050,00
  8. Gerlane Morais Nicolau Gurgel – 4 anos, 7 meses e 6 dias de detenção para o crime de dispensa de licitação indevida. R$ 122.400,00
  9. Fernando de Lima Fernandes – 4 anos e 10 meses de reclusão para o delito de corrupção passiva. R$ 91.800,00
  10. Gilvan Dantas Galvão – 5 anos de reclusão para o delito de corrupção ativa. Multa de R$ 255.000,00
  11. Márcio Muniz da Silva – 5 anos de reclusão para o delito de corrupção ativa. Multa de R$ 114.750,00
  12.  Oldair Vieira de Andrade – 8 anos e 4 meses de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 137.700,00
  13. Perdoado – José Bruno de Souza Neto – 8 anos e 4 meses de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 145.350,00
  14.  Perdoado – Danúbio Almeida de Medeiros – 11 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão para o delito de peculato. R$ 224.400,00
  15. Perdoada – Nélia Ramalho Freire de Medeiros – em 8 anos e 4 meses de reclusão para o delito de peculato. R$ 137.700,00

                No caso dos réus RYCHARDSON DE MACEDO BERNARDO, AÉCIO ALUÍZIO FERNANDES DE FARIA, DANIEL VALE BEZERRA, CARLOS MACÍLIO SIMÃO DA SILVA, JOSÉ BRUNO DE SOUZA NETO, DANÚBIO ALMEIDA DE MEDEIROS e NELIA RAMALHO FREIRE DE MEDEIROS eles fizeram colaboração premiada e tiveram perdão judicial.

Fonte: Justiça Federal RN

Vengonha: Revista Valor Econômico revela que o deputado saco preto Rogério Marinho mentiu feio

Valor Econômico.OIT NEGA TER AVALIZADO PROJETO QUE ALTERA A LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

A OIT (organização Internacional do Trabalho) rebateu a afirmação do relator da reforma trabalhista na Câmara, Rogério Marinho (PSDB-RN).

A afirmação do relator da reforma trabalhista na Câmara, Rogério Marinho (PSDB-RN), de que a Organização Internacional do Trabalho (OIT) reconheceu que o projeto que agora tramita no Senado não fere direitos dos trabalhadores gerou mal-estar na organização, que teve de emitir dois comunicados a respeito nos últimos dias. Motivou também o único momento tenso ontem na monótona sessão em que foi lido o parecer de Ricardo Ferraço (PSDB-ES), na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado.

A OIT (organização Internacional do Trabalho) emitiu dois comunicados, nos últimos dois dias, negando que tenha avalizado as alterações na legislação trabalhistas propostas pelo governo brasileiro.

A afirmação foi feita pelo relator da reforma trabalhista na Câmara, Rogério Marinho (PSDB-RN).

Rogério Marinho valor econômicoAs informações são de reportagem de Fabio Murakawa no Valor.

Marinho esteve em Genebra há três semanas e divulgou na semana passada nota dizendo que “a OIT excluiu o Brasil da lista de possíveis infratores das normas trabalhistas internacionais” e que, “com isso, a entidade não avaliza as acusações de que a modernização das leis do trabalho no país poderão infringir direitos do trabalhador”.

O deputado comemorava, assim, o fato de o Comitê de Peritos para Aplicação das Convenções e Recomendações da OIT não ter incluído o Brasil entre os 24 casos que serão discutidos pela Comissão de Aplicação de Normas (CAN) da entidade durante a 106ª Conferência Internacional do Trabalho, que ocorre em Genebra até sexta-feira.

A viagem de Marinho ocorreu após denúncia contra o projeto apresentada por centrais sindicais. O deputado chegou ser parabenizado pelo Itamaraty pela defesa que fez da reforma trabalhista.

As afirmações de Marinho, entretanto, causaram mal-estar na OIT, uma vez que a entidade não pode opinar sobre projetos de lei. Respondendo a questionamento feito pelo líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), sobre sua posição a respeito da reforma, o diretor do escritório da entidade no Brasil, Peter Poschen, disse que “uma possível validação da OIT com relação ao referido projeto foge à realidade”. “A OIT não proferiu nenhum parecer sobre o projeto de lei”, escreveu.

“Desta forma, a exclusão do Brasil da lista dos 24 casos não está relacionada mérito do PLC 38/2017 e não deve ser interpretada, de maneira alguma, como uma opinião sobre o referido projeto”, escreveu.

Deputado presidente da CCJ diz que vai rejeitar pedido da base aliada para interrogar Fachin

Resultado de imagem para deputado Rodrigo Pacheco
Deputado Rodrigo Pacheco

Igor Gadelha/Brasília

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), decidiu rejeitar requerimento apresentado por parlamentares da base aliada por meio do qual cobravam informações ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a relação dele com o executivo Ricardo Saud, um dos delatores do grupo J&F, que administra a JBS. Caberá agora recurso à Mesa Diretora para que o pedido seja votado diretamente no plenário da Casa.

“Devo indeferir e não pautar o requerimento (na CCJ). Falta embasamento jurídico”, afirmou Pacheco ao Broadcast/Estadão na noite desta terça-feira (13). De acordo com o peemedebista, que também é da base aliada do governo, o requerimento é atípico e, por isso, não há previsão na Constituição Federal nem no Regimento Interno da Câmara para votá-lo na comissão que preside.

O requerimento foi apresentado pelo deputado Fausto Pinato (PP-SP) com apoio de vários deputados da base e até da oposição, em reação à delação premiada da JBS. Na delação, executivos da empresa incriminaram o presidente Michel Temer e disseram ter pago propina a 1.890 políticos, entre eles, vários parlamentares. Além do requerimento, base e oposição articularam a criação de uma CPI Mista para investigar o frigorífico no Congresso.

Demi Moore diz que perdeu os dois dentes da frente por sofrer de estresse

ReproduçãoDo UOL, em São Paulo

A atriz americana Demi Moore, 54, afirmou que chegou perder seus dois dentes frontais devido ao acúmulo de estresse na carreira. A revelação foi feita na TV americana, no programa do apresentador Jimmy Fallon.

Apesar do clima bem-humorado o “estrago” já foi consertado na entrevista, a atriz fez questão de frisar na entrevista que este é um assunto que deve ser tratado com seriedade pela população e governantes, pois trata-se de uma condição silenciosa e muitas vezes subestimada.

“Eu adoraria dizer que perdi os dentes andando de skate ou fazendo algo realmente legal, mas acho que é importante compartilhar. Depois da doença cardíaca, um dos maiores assassinos nos Estados Unidos é o estresse”, disse ela em vídeo divulgado nesta terça (13).

Após participar do programa, Demi revelou, em um comunicado ao site “Page Six” que os dentes não caíram na mesma época, como sugeria a foto mostrada no programa.

“Aconteceu num intervalo de um ano, mas permanece o fato de eu ter perdido meus dois dentes da frente. Agradeço a Deus pela odontologia moderna. Sem ela, eu não estaria sorrindo no Tapete Vermelho.”