Arquivos diários: 18/06/2017

Após 40 anos, mulher segue pista no Facebook e finalmente descobre quem é seu pai

O encontro de Al Annunziata e sua filha Jyll Justamond em um restaurante em Nova Jersey, EUA

Do UOL, em São Paulo

Um homem encontrou sua filha de 40 anos pela primeira vez. Ela estava em busca de seu pai por décadas.

A filha Jyll Justamond disse que tinha poucas informações do pai fornecidas pela mãe. Sabia que o primeiro nome dele era Al, era italiano e que trabalhava em um bar chamado Neary’s nos anos 1970.

Em abril, ela publicou um post em um grupo no Facebook para Palisades Park, onde o bar, hoje fechado, estava localizado. Com isso, ela chegou ao antigo dono, que disse saber exatamente quem ela estava procurando.

“Eu disse: ‘eu sei que isto é louco, mas aconteceu de você conhecer um jovem chamado Al que trabalhou ou passou por aí em 1976 ou 1977?'”, disse Justamond. “Ele respondeu: ‘Oh, você quer dizer Al Annunziata'”.

Pouco tempo depois, Annunziata recebeu uma mensagem perguntando: “você é Al?”.

“Ela disse: ‘talvez você conheça minha mãe biológica. O nome dela é Linda”, disse Annunziata a WCBS-TV.

Annunziata, de 63 anos, disse que quando a mãe de Justamond ficou grávida quatro décadas atrás, ela disse que outra pessoa era o pai. Ele diz ter acreditado nela, mas a ideia de que a criança pudesse ser dele nunca deixou a sua mente.

“Essa dúvida me acompanhou todos esses anos como uma pergunta ardente. Ela nunca foi resolvida”, disse.

Após um teste de paternidade que provou que ele era o pai, Justamond viajou do Colorado a Nova Jersey para encontrá-lo. O encontro ocorreu no domingo (11).

“Este é apenas o começo. Não vou deixá-la sair da minha vida nunca mais”, disse Annunziata.

Depois de muita arenga, novo procurador-geral será empossado no MPRN

Depois de uma arenga de alguns membros do Colégio de Procuradores que afirmaram em nota o impedimento do atual procurador-geral, Rinaldo Reis em transmitir o cargo,  a posse do promotor de Justiça Eudo Rodrigues Leite, no cargo de procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte será nesta segunda-feira 19, às 19h, no auditório da Escola de Governo Dom Eugênio Sales, no Centro Administrativo.

A solenidade acontece durante sessão extraordinária e solene do Colégio de Procuradores de Justiça do MPRN.

Homem responde a anúncio do Facebook para ganhar cão e é morto na frente dos filhos

Colaboração para o UOL – O norte-americano Scott Bowman foi morto dentro de sua casa na noite da última quarta-feira em Jacksonville, nos Estados Unidos. A noiva de Scott, Chelsea Bowman, relatou o episódio para a WFTV, emissora da rede de TV ABC, dos EUA.

Chelsea explicou que eles estavam separados, mas iriam casar novamente em breve. Ela disse que o casal queria um cachorro. Por esse motivo, eles responderam a um anúncio no Facebook de um homem que queria dar um cão.

Chelsea disse que falou para o homem – cujo nome não foi informado pela polícia local – que iria levar o cachorro. Mas, segundo ela, o homem insistiu em ir com o casal para a residência deles.

Quando eles chegaram em casa, Chelsea contou que eles convidaram o homem para uma bebida, como forma de agradecimento por ganharem o cachorro. Ela observou que a partir daí as coisas ficaram estranhas. “O cara tirou os sapatos e ficou. E ele não queria sair, deixando tudo muito desconfortável”.

Segundo Chelsea, o casal reiterou ao homem que era para ele deixar o local porque as crianças precisavam dormir – mas ele se recusou a sair. “Ele passou a ficar muito instável, (parecia) muito bêbado. Meu marido (Scott) foi usar o banheiro, e ele o esperou. Depois o agarrou e começou a agarrá-lo, derrubá-lo, agredi-lo. Scott não estava vencendo a luta”.

Chelsea explicou que a sua filha lhe contou que viu o homem apontar uma arma para a cabeça de Scott, que conseguiu se desvencilhar, ficar com a arma e atirar no braço do homem. A filha disse ainda que Scott começou a correr, mas o homem atirou no seu peito.

“(A filha) Kinley começou a gritar: ‘Você atirou no meu pai! Você atirou no meu pai!’. Eu disse a ele: ‘Corra! Vá buscar ajuda!’. Enquanto isso, tentei acordar o meu marido”.

Quando os policiais chegaram, havia um homem fora que lhes contou que se envolveu no tiroteio. Por isso, ele foi detido para averiguações. A Polícia local informou que, na última sexta, os indivíduos envolvidos no tiroteio foram identificados, e a investigação está em curso.

Chelsea Bowman disse que seu marido foi assassinado, e ela quer o assassino preso. “Eu sinto falta do meu marido. Eu só quero que ele volte. Sigo pensando que foi um sonho horrível”.

Em defesa do Estado laico e apoio às “Diretas Já”, Parada Gay atrai multidão em SP

Do UOL, em São Paulo

Sob o lema “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todos e todas por um Estado laico”, a Paulista já mobilizava a multidão logo no início do evento. Famílias com crianças, jovens e veteranos de outras Paradas dividiam espaço na tradicional via paulistana, palco do ato há mais de duas décadas.

Para Nelson Matias, sócio-fundador da ONG Associação da Parada do Orgulho LGBT, organizadora do evento, a hora é de festejar, “mas também reivindicar nossos direitos”. “Estamos aqui em nome do amor, da tolerância e da diversidade”, diz.

Ele explica que a temática da defesa do Estado laico foi escolhida por abranger não só a causa LGBT, mas também os direitos das mulheres e de outras religiões de matrizes africanas, ameaçadas pelo “fundamentalismo” no qual, segundo ele, é calçada a atuação da bancada evangélica no Congresso.

André Carvalho/UOL

Nelson Matias, um dos organizadores da Parada Gay 2017

“A religião não pode ocupar o espaço do Estado. Não podemos deixar que uma teocracia se instale no país”, diz Matias.

Ele cita o projeto de lei que criminaliza a homofobia, emperrada há 16 anos no Congresso, como um exemplo de atuação da bancada evangélica que atinge frontalmente as lutas por direitos da comunidade LGBT.

O Estatuto da Família e a retirada da discussão de gênero no Plano Nacional de Educação também são considerados por Matias retrocessos avalizados pelos parlamentares evangélicos em Brasília.

“Os direitos foram conquistados através do Judiciário, mas o Legislativo quer criar leis para anular essas conquistas”, diz.

André Carvalho/UOL

A estudante Natasha Ferreira distribui leques com o lema “Diretas Já” durante a Parada Gay 2017

“Fora, Temer” e “Diretas, Já”

Matias afirma que as bandeiras “Fora Temer” e “Diretas Já” estarão presentes em discursos realizados nos 19 trios elétricos que ocupam a Paulista.

“Nossos direitos estão sob ameaça com este governo golpista”, afirma ele, que critica a passividade dos brasileiros na luta contra o que ele chamou de retrocesso. “Estamos deitados em berço esplêndido, vendo tudo acontecer”.

Para ele, a retirada pelo MEC (Ministério da Educação) da homofobia da lista de preconceitos a serem combatidos na educação mostra a força da bancada evangélica junto ao governo Temer.

Shows

Os shows das cantoras Daniela Mercury e Anitta são as grandes atrações musicais da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. O ato, que tem início na avenida Paulista, segue pela rua da Consolação e se encerra no Vale do Anhangabaú.

Zeca Pagodinho é criticado na web após resposta a garoto no “Altas Horas”

Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

O sambista Zeca Pagodinho foi criticado nas redes sociais após resposta não tão delicada a um rapaz que estava sentado na plateia do “Altas Horas”, da Globo, neste sábado (17). O jovem refez uma antiga pergunta que parece perseguir o cantor há mais de 20 anos: “qual é a diferença entre o samba, o partido-alto e o pagode?”

“Que pergunta antiga”, reagiu o músico. “Olha, que tipo de samba você está falando? Tem samba-enredo, samba de partido-alto, samba de roda…”, prosseguiu.

Reprodução/TV Globo
Jovem refez pergunta antiga a Zeca Pagodinho Imagem: Reprodução/TV Globo…

“E qual a diferença?”, insistiu o rapaz. “A diferença é que você tem que fazer o samba, né? Você vai cantar um partido-alto e não [será] a mesma coisa que o samba-enredo”, devolveu o cantor.

Não satisfeito com a resposta, o garoto tentou novamente. “E qual é a diferença entre o partido-alto e o samba-enredo?”, questionou. “Poxa, cara, é tão difícil de perceber? E tem que perguntar isso pra mim? Vai na avenida que você vai ver o samba-enredo, vai para o morro que você verá o partido-alto e vai para o pagode que você verá o samba de roda”, afirmou.

“Entendi. Então, a diferença está no local onde ficam as pessoas?!”, ironizou o jovem. “Mas é claro. Não sou eu quem vai te ensinar isso, não”, finalizou o músico.

RN sangrando: Pai e filho de 15 anos são assassinados no Planalto, em Natal

RN sangrando VIOLENCIA 1Na onda de violência descontrolada no RN, o pedreiro Vivaldo Batista dos Santos, de 36 anos, e o filho dele, o estudante Valdemar Lima dos Santos, de 15 anos, foram assassinados, na manhã deste domingo (18), no Planalto, zona Oeste de Natal. As vítimas foram mortas com tiros e facadas.

A motivação do crime teria sido uma briga que um sobrinho de Vivaldo se envolveu em uma festa, na noite do sábado (17). De acordo com a polícia, três homens chegaram na casa das vítimas, na rua Mira Mangue, na manhã deste domingo, procurando por esse sobrinho e, então, teve início uma nova discussão seguida de briga.

Na confusão, Vivaldo e o filho Valdemar foram mortos. O sobrinho de Vivaldo conseguiu fugir. A polícia também acredita que pai e filho tentaram se defender usando facas, mas acabaram sendo assassinados a tiros e também a facadas.

Dallagnol entra de vez na política e vende palestras motivacionais

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

“Governo vende falsa promessa de estabilidade, posta sobre pilares corroídos pela corrupção, prontos a desabar no próximo escândalo.” A declaração publica acima, numa rede social, poderia ser de um político ou de um cidadão comum indignado com a situação do país. Mas não poderia, em respeito à ética da profissão, jamais poderia sair do twitter de um procurador da República, como é o caso.

Com essa postagem em seu twitter, o procurador Deltan Dallagonl, chefe da operação Lava Jato, para de fingir de uma vez por todas que é apenas um procurador e começa a fazer política nas redes sociais, atacando diretamente o governo.

Não importa se Dallagnol, em tese, está certo. Esse governo atual é corrupto mesmo, governo, aliás, que Dallagnol ajudou a botar no poder com as ações da Lava Jato. A questão é que um procurador, de acordo com o código de ética da profissão, não pode fazer política do jeito que Dallagnol está fazendo.

Só queríamos, então, deixar registrado aqui, para a história, este comportamento de um procurador da República nas redes sociais.

Palestras motivacionais

E como se não bastasse, Dallagnol foi assunto esta semana ao ver revelada, no Diário do Centro do Mundo, a maneira como e vende para palestras em geral num site especializado. Depois da divulgação involuntária, o “release inacreditável” sobre Dallagnol foi tirado do ar pelo site das palestras. Mas não importa, seus “atributos” podem ser conferidos ainda no texto de Kiko Nogueira, no DCM, que também deixa esse registro para a história.

Ministério Público Federal em guerra e Janot estaria sendo sigilosamente investigado

A gravação da conversa entre a procuradora da República Caroline Maciel com o procurador Ângelo Goulart Villela que está preso terá muitos desdobramentos.

Em Brasília corre uma conversa que o procurador-geral Rodrigo Janot teria solicitado a Joesley Batista para envolver Ângelo Goulart na delação para incrimina-lo.

O aviso foi dado pela procuradora Caroline, ela deixou claro de Janot iria lascar qualquer um que estivesse articulando em favor da candidatura de Raquel Dodge.

Até o senador José Agripino, segundo Caroline Maciel está na mira de Janot.

O procurador preso Ângelo Goulart está revelando muitas coisas aos caciques da Polícia Federal..

O soldado Vasco informou ao Blog do Primo que vem bomba no lombo de Janot e vai pegar até uns meninos da terrinha de Poti.

Estão falando até numa prisão do procurador-geral Rodrigo Janot.

O Senado está atuando muito mais que o MPF..

 

Globo dá voz a Joesley e quer tirar Michel Temer na marra do poder; entenda

Joesley Batista delatou Michel Temer e foi passear em Nova York com sua esposa. De volta ao Brasil ele continua a acusar o presidente da República

Portal IG

Após a entrevista exclusiva do empresário Joesley Batista, proprietário da JBS, à Revista Época, das Organizações Globo, paira uma pergunta no ar: até onde a empresa de comunicação é capaz de chegar para tirar o presidente Michel Temer do poder?

Pode parecer coincidência, porém ao analisarmos a trajetória das informações e acusações contra o Michel Temer é possível desconfiar de um grande golpe prestes a ser colocado em prática. A grande questão é? O que está por trás disso tudo?

Ao analisar a ordem cronológica dos fatos ficará mais claro o quão grandiosa é a armação contra o atual governo brasileiro. Em maio, foi um dos colunistas do jornal O Globo – Lauro Jardim – quem informou a todo o País sobre a delação velada de Joesley Batista, da JBS. O anúncio foi feito no final da tarde e carregada de mistério.

No dia seguinte após dar a exclusiva sobre a delação premiada de Joesley Batista, e enfatizar que Temer comprou o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha , o mesmo canal de comunicação passou a publicar de hora em hora detalhes picantes, tanto da delação premiada e blindada do empresário à Polícia Federal, como a publicar os áudios da conversa entre o dono da JBS e Michel Temer. Lembrando que elas podem ter sido editadas.

Qual o intuito político desta “mega operação” para derrubar Temer ainda é obscuro e em sua coluna no site da Rede TV , o jornalista Reinaldo Azevedo , um dos prejudicados, em especial na divulgação de áudios – um deles tinha uma conversa entre o jornalista e a irmã e assessora de Aécio Neves – usou as seguintes palavras para explicar o que está acontecendo: “A revista “Época”, do grupo, traz uma entrevista com Joesley. Com o devido respeito, juro!, aos profissionais envolvidos na operação, estamos diante de uma das coisas mais vergonhosas que já se fizeram no país sob a chancela de “jornalismo”.

 Boas verdades

O jornalista seguiu dizendo boas verdades sobre o assunto. O que eles conseguiram até agora, segundo análise de Reinaldo Azevedo, foi promover o caos na política, derrubar a bolsa de valores e demais indicadores econômicos, como o do Produto Interno Bruto (PIB) que teve sua estimativa revista para baixo. O dólar passou por uma semana de total descontrole e fez com que os investidores ligassem um novo sinal alerta sobre o País. Não podemos esquecer de que em breve, se não acontecer na próxima semana após a bombástica entrevista exclusiva de Joesley Batista, o procurador geral da união, Rodrigo Janot , deve entregar a denúncia contra Michel Temer.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já falou até em cancelar o recesso para poder julgar a acusação. Agora um novo questionamento: quem é o grande criminoso aqui? Michel Temer por tentar tirar o País da crise ou Joesley Batista, que em seus áudios confessou mais de 200 crimes?

Maduro acusa Twitter de desativar milhares de contas de chavistas

Da Agência EFE

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse hoje (17) que o Twitter desativou milhares de contas de cidadãos do país exclusivamente por eles serem “chavistas” e que isso ocorreu porque a rede social tem medo de que os governistas sejam maioria. A informação é da Agência EFE.

“Fazemos uma denúncia nacional e internacional contra a empresa Twitter da Venezuela, que no dia de hoje desativou milhares de contas de pessoas, de jovens, de trabalhadores, de profissionais, pelo único motivo de serem chavistas”, afirmou Maduro em um ato com militantes do Partido Socialista Unido (PSUV) em Caracas.

O presidente afirmou que a conta da governista Rádio Miraflores foi cancelada e chamou a decisão de “expressão do fascismo”. Além disso, pediu que os responsáveis pela exclusão das contas sejam desmascarados. “Vamos publicar a foto de quem dirige o Twitter na Venezuela”, ressaltou Maduro.

“Claro, eles têm a chave, têm o servidor e disseram acabou: mataram milhares de contas. Mas se eles apagarem mil contas, vamos abrir mais 10 mil, com a juventude e a força revolucionária da opinião pública e da verdade venezuelana”, afirmou o presidente.

Outras contas que parecem estar bloqueadas, segundo o governo, são as da Miraflores TV e a da Rádio Nacional da Venezuela.

“A batalha das redes sociais é muito importante. Eles sabem que é muito importante e utilizam as redes sociais para a guerra psicológica permanente”,acrescentou Maduro.

O ministro de Comunicação e Informação da Venezuela, Ernesto Villegas, disse no Twitter que, até o momento, cerca de 180 contas de órgãos públicos e de “militantes revolucionários” foram desativadas. “Não só contra a Rádio Miraflores e a Rádio Nacional da Venezuela: limpeza étnica contra o chavismo no Twitter é equivalente à queima de pessoas na realidade”.

Parada Gay de SP reúne 19 trios neste domingo e prevê 3 milhões de pessoas

A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo deve reunir 3 milhões de pessoas neste domingo (18). Serão 19 trios elétricos que vão desfilar na Avenida Paulista, descendo a Rua da Consolação e chegando ao Vale do Anhangabaú.

O evento começou às 12h com o tema “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todas e todos por um estado laico”. A previsão é de terminar às 18h.

Acordo do Mercosul permitirá redução de gastos com compra de medicamentos

Monica Yanakiew – Correspondente da EBC

O Brasil e os demais membros fundadores do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai) assinaram, nesta sexta-feira (16), um acordo para reduzir de forma significativa os gastos com a compra de medicamentos para a saúde publica.

De acordo com o ministro da Saúde do Brasil, Ricardo Barros, ao negociarem como bloco com a indústria farmacêutica os quatro paises podem conseguir descontos maiores, de até 83%.

O Brasil já participou, em 2015, de uma experiência de negociar com a indústria farmacêutica em forma conjunta, com a compra do medicamento Darunavir, usado no tratamento do HIV.

Com esse acordo, do qual participaram Argentina, Chile, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, o governo brasileiro conseguiu uma redução de US$ 14,2 milhoes na aquisição do remédio.

O novo acordo permitirá a compra conjunta, este ano, de outros medicamentos para tratamento de artrite reumatoide, câncer e Hepatite C.

Segundo Ricardo Barros, alem de reduzir gastos, o Brasil está investindo em pesquisa e na transferência tecnológica para ampliar a produção farmacêutica no país.

MPF é contra soltar Eduardo Cunha e Henrique Alves

O Ministério Público Federal da 5ª Região emitiu pareceres contrários à concessão de habeas corpus para o ex-ministro Henrique Eduardo Alves e o ex-deputado federal Eduardo Cunha, ambos do PMDB.

Para o MPF, como informou O Globo, a manutenção da prisão preventiva de ambos é necessária para evitar a continuidade de práticas ilícitas e assegurar a efetividade da aplicação das leis penais.

No caso de Henrique Alves, também se quer evitar uma possível fuga para fora do Brasil, já que ele realizou viagens internacionais nos últimos anos e “tem a seu favor a logística necessária para ausentar-se do país”.

No caso de Cunha, o MPF concluiu também que a soltura implicaria em um risco efetivo à ordem pública.

Os dois ex-parlamentares são réus pela prática de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro de forma continuada.

www.oantagonista.com

Vários marinheiros do destróier americano são encontrados mortos

Vários marinheiros do destróier americano são encontrados mortos

AFP

Vários marinheiros desaparecidos na colisão entre o destróier americano “USS Fitzgerald” e um cargueiro filipino no Japão foram encontrados mortos no interior do navio, anunciou neste domingo a Marinha dos Estados Unidos, sem informar o número.

Sete membros da tripulação do “USS Fitzgerald” permaneciam desaparecidos há mais de 24 horas depois do choque, na madrugada de sábado, ocorrido diante do litoral do sul do Japão com um navio de carga filipino, que não sofreu danos ou teve vítimas.

O choque causou muitos danos no navio americano e provocou entrada de água em seu interior.

“Um determinado número de marinheiros desaparecidos na colisão entre o ‘USS Fitzgerald’ e um navio mercante foram encontrados”, declarou o serviço de relações públicas da Sétima Frota dos Estados Unidos em um breve comunicado.

Deputados planejam esvaziar sessão na Câmara para salvar Temer

Marun diz que 'a oposição não terá votos para levar a frente uma denúncia frágil como essa' contra Temer
Marun diz que ‘a oposição não terá votos para levar a frente uma denúncia frágil como essa’ contra Temer

FOLHA DE SÃO PAULO

RANIER BRAGON
DE BRASÍLIA

Um dos planos traçados por aliados de Michel Temer para mantê-lo no cargo consiste no esvaziamento da sessão da Câmara dos Deputados que irá analisar a denúncia criminal contra o presidente.

A Procuradoria-Geral da República deve apresentar nos próximos dias a acusação formal contra o peemedebista em decorrência da delação dos executivos da JBS.

A Constituição estabelece que essa denúncia só pode ser transformada em processo no Supremo Tribunal Federal –com o consequente afastamento do presidente caso haja aprovação pelo plenário da Câmara, com o voto de pelo menos 342 de seus 513 integrantes.

Ou seja, Temer necessita ter ao menos 172 deputados ao seu lado, mas não necessariamente do voto desses parlamentares –a rigor, não precisa de nenhum.

É o lado contrário que tem a obrigação de reunir 342.

A votação da análise da denúncia se dará por meio de chamada nominal de cada um dos deputados, que irão declarar seus votos em um dos microfones do plenário. Após a primeira rodada, a tradição manda que haja uma segunda chamada dos faltosos, mas isso não é obrigatório. As regras serão definidas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), um dos principais aliados de Temer.

Um dos maiores temores dos governistas é o desgaste político e eleitoral de ir ao microfone do plenário da Câmara votar contra o prosseguimento das investigações.

Além de todas as suspeitas contra o presidente levantadas nos depoimentos capitaneados por Joesley Batista, pesa contra o peemedebista a péssima avaliação popular: de acordo com a última pesquisa do Datafolha, de abril, Temer contava com apenas 9% de aprovação das ruas.

Um dos planos de governistas é se ausentar na hora da votação e se fiar no hoje improvável cenário de oposição e dissidentes reunirem os 342 votos.

Estratégia essa que tende a murchar caso fique claro na percepção popular que a ausência é a mesma coisa de votar a favor de Temer.

Na época do impeachment de Dilma Rousseff, essa saída também foi pensada por apoiadores da petista, mas acabou naufragando diante da promessa de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), então presidente da Câmara e desafeto da presidente, de fazer sucessivas chamadas dos faltosos na sessão realizada em um domingo, com transmissão ao vivo para todo o país.

Governistas dizem contar hoje com cerca de 250 deputados para barrar a denúncia contra Temer, mas esse é um número oscilante.

“A chance de a oposição ter os 342 votos para aprovar a denúncia é a mesma que o Sargento Garcia tem de prender o Zorro, salvo haja algo novo, grave e comprovado contra o presidente”, disse o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos principais aliados do Planalto. “Confio no Temer, pode tirar a ressalva, a chance é a mesma de o sargento prender o Zorro”, se corrigiu, logo em seguida.

Ele diz que chega a ser aplaudido pela forma como tem defendido o presidente. “A forma como cada um vai se portar diante do microfone eu não sei, o que sei é que a oposição não terá votos para levar a frente uma denúncia frágil como essa.”

Editoria de Arte/Folhapress
O CAMINHO DA DENÚNCIA - Como funciona uma ação contra o presidente da República
O CAMINHO DA DENÚNCIA – Como funciona uma ação contra o presidente da República

Espanhol Iván Fandiño morre em tourada

Espanhol Iván Fandiño morre em touradaAFP

O toureiro espanhol Iván Fandiño morreu neste sábado em um hospital de Mont-de-Marsan, no sudoeste da França, onde foi internado após ser chifrado em uma tourada em Aire-sur-l’Adour, confirmou uma fonte médica.

Contatado pela AFP, o centro médico de Mont-de-Marsan não comentou a notícia alegando sigilo médico, e informou que emitirá um comunicado posteriormente.

Mas uma fonte médica independente disse que Fandiño, atendido no centro cirúrgico da arena de Aire-sur-l’Adour, sofreu duas paradas cardíacas na ambulância e chegou sem vida ao hospital de Mont-de-Marsan.

Fandiño, 36 anos, foi atingido pelo chifre do touro no pulmão após tropeçar em sua capa e cair no chão.

O toureiro basco, natural de Orduna, na região de Bilbao, participava das touradas de Aire-sur-l’Adour com o também espanhol Juan Del Álamo e o francês Thomas Dufau

Rocha Loures reclama de cela e pede para ser transferido da PF

Rodrigo Rocha Loures após delações da JBSO ex-deputado Rodrigo Rocha Loures apresentou novo recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF) para ser transferido da carceragem da Polícia Federal, em Brasília, onde está preso desde a última quarta-feira. No pedido, a defesa pede que ele volte para o 19ª Batalhão da Polícia Militar, ou, em último caso, para o Complexo Penitenciário da Papuda “por sua conta e risco”.

A defesa de Loures alega que a PF “não possui condições mínimas para a sua permanência, tendo em vista que se trata de uma cela de isolamento e não existem condições mínimas necessárias de saúde, como banho de sol e higiene pessoal”.

O relator da Operação Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, concedeu três dias para a PF se manifestar sobre o recurso de Loures, ponderando que o Estado deve privilegiar a integridade física de Loures, que alegou sofrer ameaças a sua vida na Papuda.

“O Estado deve privilegiar a integridade física do custodiado em perigo, mesmo que isso implique outras restrições, como a permanência – provisória – em estabelecimento policial não idealizado para cumprimento de pena, mas que, nas atuais circunstâncias, revelou-se, ao menos em um primeiro momento, a opção segura e, portanto, apta a garantir o bem alegadamente em risco”, diz Fachin no despacho.

Fonte: Veja

Soninha Francine assume namoro com ex-morador de rua

Ao falar de relacionamento com Paulo Sergio Rodrigues Martins, que morou 20 anos na rua em diversas cidades, ela também critica Dória

veja-logo

Demitida em abril da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo, em um vídeo constrangedor apresentado por João Dória Jr., a vereadora Soninha Francine fez críticas ao tucano e falou de sua vida pessoal — pela primeira vez, contou que namora um ex-morador de rua, Paulo Sergio Rodrigues Martins, que conheceu há quatro anos durante uma ação social com amigos em São Paulo — em entrevista ao Estadão. “Ele tava ‘bem Johnson’”, disse ela, se referindo ao fato de Martins ser alcoólatra quando se conheceram. Ele está sóbrio há alguns meses. Apesar de “imundo”, em “estado lamentável”, com “a barba toda emaranhada”, ela se apaixonou no primeiro dia.

“Gostei dele no dia que o conheci, e ele foi bem antipático comigo, foi bem refratário ao contato”, disse. “Eu participava de um trabalho social com população de rua, meu e de dois amigos, e o método e o objetivo era fazer amizade. Então a gente saía pela rua puxando assunto, puxando conversa, fazendo amizade. Não tínhamos essa meta original de tirar as pessoas da rua, das drogas, de reaproximá-las da família. Isso podia surgir, mas era primordialmente uma relação de amizade. O amigo tá ali pra falar, ouvir, fazer companhia. E aí algumas amizades nasciam fácil, no primeiro contato a gente já ficava bem próximo, tinha uma empatia fácil. Mas quando eu conheci o Paulo, ele não queria conversa, nada, nem um pouco. Me olhou feio, feio! Tava péssimo! Cara, e aí eu pensei: ‘Vou derreter essa carapaça’.”

Os dois hoje moram juntos. “Hesitei muito. Era um cara super impulsivo, de emoções extremadas. Na rua a gente já tinha desentendimentos. Mas a gente tinha que namorar em algum lugar. E criei coragem”, contou a vereadora. Paranaense, Martins morou 20 anos nas ruas de diversas cidades. Sobre as brigas, ela disse que melhoraram, porque ele parou de beber. “Teve um tempo em ele que ficava de castigo, dormia no carro. É difícil brigar com alguém que não tem endereço. Mas agora dá pra dizer que a gente está junto, porque agora ele parou de beber. Foram muitos anos de pinga. Da hora que acordava até a hora que dormia.”

Quanto a Dória, o criticou por, como Donald Trump, ter excesso de confiança. “Aquela coisa do excesso de confiança tá pegando. Uma coisa bem personalista, assim ‘deixa comigo’, sabe?” Ela também voltou a criticar a ação da prefeitura na Cracolândia, foco de usuários de crack que se espalhou pelo centro de São Paulo. “Só depois da ação policial ter terminado, e de ter comemorado o fim da Cracolândia, é que a Prefeitura começou a tomar as providências com os usuários. E muito destrambelhadamente, aquela coisa de no dia seguinte ir lá e querer derrubar imóvel pra mostrar a reconquista do espaço, aquilo foi muito desastrado. Eu jamais teria concordado com aquilo. Eu ia ter espanado ali.”