Arquivos diários: 02/07/2017

Rodrigo Maia começou a descolar de Temer

“Meu papel no caso da denúncia é ser o árbitro desse jogo”, declarou o presidente da Câmara”
 A possibilidade de a Câmara dos Deputados autorizar a investigação e, consequentemente, poder afastar o presidente Michel Temer por um prazo de até 180 dias fez o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se descolar do Palácio do Planalto. “O presidente da Câmara é presidente da Câmara, não de um governo. Não cabe ao presidente da Casa cumprir o papel de defensor de uma agenda porque essa não é uma agenda da Casa. Meu papel no caso da denúncia é ser o árbitro desse jogo. Não é ser defensor de uma posição ou de outra. Não tem como ter uma posição nem para um lado nem para outro”, disse Maia ao Estado anteontem.

Mesmo sem passageiro levar mala, passagens aéreas ficaram 21,26% mais caras

Arte/CB/DA PressApesar de as novas regras para a cobrança de bagagem nos voos nacionais e internacionais estarem vigorando desde o fim de abril, o consumidor ainda vai demorar para ver os preços das passagens baixarem como prometiam a Agência de Aviação Civil (Anac) e a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear).

As líderes nacionais, Gol e Latam, donas de mais 70% do mercado doméstico, iniciaram a cobrança de mala despachada, há menos de duas semanas. Mas já recebem críticas por manterem os mesmos tipos de tarifas, só mudando a nomenclatura do bilhete mais barato para indicar uma diferenciação. Em alguns casos, a passagem que deveria ser mais vantajosa para quem não pretende despachar a mala ficou mais cara do que a anterior, sem contar que o passageiro ainda pagará os R$ 30 por mala.
Antes da mudança, por exemplo, era possível comprar um bilhete, com dois meses de antecedência, de ida e volta entre Brasília e São Paulo por cerca de R$ 350 em um site de viagens com cotações de várias empresas aéreas. Agora, o mesmo bilhete para meados de agosto custa pelo menos R$ 478, sem contar as malas.
A Anac não regula diretamente os valores de preços, mas monitora o mercado. No último relatório, de 2016, o valor nominal do bilhete médio cresceu 6,8% em relação ao anterior.

Perigo: a Fiesp e a CNI apoiam o governo

Por Elio GaspariBRASILIA, DF, BRASIL, 01-10-2015, 09h00: Um pato inflável de 12 metros de altura é visto no gramado em frente ao congresso, na esplanada dos ministérios em Brasília. O ato marca o lançamento da campanha "Não vou pagar o Pato" em Brasília, organizado pela FIESP. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress, PODER)

Por Elio Gaspari

O presidente Temer ganhou o apoio de dois marqueses do sindicalismo empresarial. Mau sinal.

Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, foi claro: “Não cabe à Fiesp falar sobre renúncia de presidente”.

Em março de 2016, o doutor foi para a rua e disse que as manifestações acelerariam a deposição de Dilma Rousseff. A Fiesp mantinha diante de sua sede um imenso pato amarelo simbolizando os bocós que pagariam por eventuais aumentos de impostos. (O assunto foi trazido de volta na semana passada pelo ministro Henrique Meirelles.)

Em 2014, Skaf foi candidato do PMDB e de Temer ao governo de São Paulo. A bondosa Odebrecht passou-lhe R$ 6 milhões, num pacote negociado pelo então vice-presidente.

Robson Andrade, da Confederação Nacional da Indústria, foi categórico como um dirigente bolchevique: “Todo o empresariado prefere continuar com o presidente Michel Temer. Hoje a posição é essa: é melhor seguir e fazer a transição no país. Chega de turbulência”.

Quando ele dirigia a Federação da Indústrias de Minas Gerais, a entidade mimou o petista Fernando Pimentel, ex-prefeito de Belo Horizonte, com R$ 1,5 milhão em contratos de consultorias antiturbulências. (Essa tarifa excedia os valores cobrados pela empresa de Henry Kissinger nos Estados Unidos.) Pimentel é o atual governador de Minas Gerais.

Tanto a Fiesp de Skaf como a CNI de Andrade são entidades milionárias, mas essa riqueza não vem do encanto dos empresários que dizem representar. Elas estão amarradas aos cofres do Sistema S, que morde entre 0,2% e 2,5% das folhas de pagamento das empresas e só no ano passado arrecadou R$ 16 bilhões.

Presepada: Trump publica vídeo em que ‘espanca’ rede de TV CNN

O presidente dos EUA, Donald Trump, publicou na manhã deste domingo (2.jul.2017) no Twitter, 1 vídeo em que aparece derrubando e dando socos em uma pessoa que representa a rede de televisão CNN. É mais 1 episódio do conflito entre o republicano e a mídia americana.

Trump possui 33,1 milhões de seguidores na rede social. Minutos depois, a conta oficial de Trump gerenciada pela Casa Branca (@POTUS), retweetou a mensagem.

A montagem é baseada em uma gravação real, de 2007. Na ocasião, Trump assistia a 1 evento de WWE –luta coreografada em que os participantes realizam golpes acrobáticos– e “partiu para cima” do dono da marca que organiza as lutas, Vince McMahon.

Em resposta, a CNN classificou a mensagem publicada como juvenil e imprópria a 1 presidente americano.

A rede questionou também o Twitter por não suspender a conta de Trump na rede social por “assédio”:

Tucanos mossoroenses não tomaram conhecimento da presença de Robinson em Mossoró

Os tucanos mossoroenses não participaram da programação oficial do governador Robinson Faria em Mossoró.

Os correligionários do deputado Rogério Marinho do PSDB do RN que é presidido pelo deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa não deram boas vindas ao governador.

Tião da Prest e sua patota não se prestaram nem para recepcionar o governador no aeroporto..

Pelo visto, o PSDB de Mossoró está fora do governo..

robinson em Mossoró
Robinson esteve sempre com Rosalba e Sandra, os tucanos voaram para outro lado

Esses 7 sinais indicam excesso de controle na relação e problemas à vista

Resultado de imagem para briga de namoro gifs

Helena Bertho

do UOL

Um pouco de cobrança é normal e faz parte de todo relacionamento. Mas às vezes uma das partes acaba exigindo demais de seu amor, controlando suas escolhas e pedindo que se comporte de um jeito que vai contra quem realmente é. Toda relação deve ser baseada em equilíbrio e igualdade entre as partes, então se um dos dois começa a controlar demais, algo está errado. Se seu amor exigir alguma dessas coisas de você, fique alerta!

1. Mudar quem você é

Para começar, se escolheu estar com você, por que pedir que você mude? É preciso aceitar você do jeitinho que é. Além disso, ninguém muda por outro. Você pode amadurecer, aprender e evoluir, mas não sob as ordens do outro.

2. Se afastar da família e amigos

Quando você está com alguém, vem no pacote sua história, família e amigos. Pedir para que se afaste de quem gosta é tirar um pedacinho da personalidade da pessoa. E pode levar a um isolamento que faz mal e é típico de relações abusivas.

3. Abrir mão de seus sonhos 

Cada um tem os próprios sonhos e desejos. Exigir que você desista de algo que te faz bem para que fiquem juntos não é legal. Claro que as relações pedem que ambos cedam um pouco, mas essas atitudes devem partir da própria pessoa e não ser uma exigência.

4. Interferir nas suas escolhas profissionais

É claro que um pode comentar a carreira do outro e dar sua opinião, dizer como afeta a rotina do casal e da família. Mas a decisão final cabe sempre a você, afinal a carreira é sua e você pode ter objetivos diferentes do outro.

5. Forçar para fazer algo que você não quer

Estar com quem você ama não quer dizer que você tem que passar por situações desconfortáveis por ele. Se seu amor te pedir que faça algo que te faz mal de alguma forma, fale. Isso vale também para a cama: você nunca é obrigada a fazer o que não tiver vontade.

6. Dar senhas e acesso ao seu celular

Relacionamentos devem ser baseados na confiança. Pedir senhas, querer ler todas as trocas de mensagens, saber com quem você fala são formas de controlar sua vida e também sinais da falta de confiança. Além disso, para uma relação duradoura, é essencial que cada um mantenha a própria individualidade, espaços próprios para que não se sintam sufocados.

7. Mudar sua opinião

Discordar é normal e é pouco provável que duas pessoas pensem completamente igual. E exigir que você mude como pensa é uma forma de controle extrema que faz com que você se anule e apague dentro da relação, optando por ficar calada ao invés de se expressar e isso não é saudável.

Especialistas consultadas: Margareth dos Reis, psicóloga e terapeuta de casais, doutora pela Universidade de São Paulo; Lelah Monteiro, terapeuta de casal especialista em violência e abuso.

Recebimento da denúncia de Henrique Alves já era esperada

Resultado de imagem para colchão ChristeliA advogado de defesa e Henrique Alves tinham como certo o recebimento da denúncia feita pelo menino de ouro de janot no RN, o procurador da República Rodrigo Telles pelo juiz federal cearense Eduardo Guimarães, primo do famoso deputado da cueca José Guimarães.

Diante do fato concreto e esperado, Henrique comprou um legitimo colchão Christeli famoso no mundo inteiro por proporcionar um sono perfeito e restaurador.

Colchão feitos à mão, com colcha superior em cachemira e seda, espuma de memória ventilada desenvolvida com apoio da NASA  em látex.

O colchão entrou à noite na Academia de Polícia para não chamar atenção da galera..

Apenas um deputado potiguar diz votar a favor da autorização para o STF processar Temer

Resultado de imagem para rafael motta rnO deputado federal Rafael Motta foi o único parlamentar potiguar que declarou ao jornal Folha de São Paulo que votará a favos da autorização para o STF iniciar o processo de investigação de crime de corrupção passiva contra o presidente Temer.

O deputado Betinho Rosado disse que não vai se pronunciar..

Já o deputado Rogério Marinho disse que não sabe se votará a favor ou contra.

Os deputados Antônio Jácome, Felipe Maia, Fábio Faria, Walter Alves e Zenaide Maia não responderam..

Veja como declararam 354 deputados federais:

Continue lendo Apenas um deputado potiguar diz votar a favor da autorização para o STF processar Temer

Haja coração: médico protesta contra o Governo do Estado por fechar a única UTI Cardiológica do RN

Resultado de imagem para Sebastião Paulino
Dr. Sebastião Paulino – médico intensivista do Walfredo Gurgel

O médico Sebastião Paulino fez um dramático protesto contra a desativação da UTI Cardiológico do Hospital Walfredo Gurgel de onde foi diretor. Segundo relatos a mortalidade aumentou vertiginosamente. O hospital vive um verdadeiro pânico..

Veja o protesto indignado:

WALFREDO GURGEL: UTI FECHADA.

A única Unidade Cardiológica de Terapia Intensiva  da rede pública de nosso Estado, cujo funcionamento teve início em fevereiro de 2001, está de portas fechadas.

O desserviço referido já perdura por mais de duas semanas, vez que ocorreu em 13 de junho último, sob a alegação de que era imperiosa a necessidade de uma reforma.

Informações precisas acenam para a insuficiência de recursos humanos como causa, exclusivamente na área de enfermagem.
Deste modo, eminentes profissionais médicos da especialidade em comento, acompanham pacientes de outras especialidades, em condições adversas, perseguindo o “socorro” que não chega.

Desativar um leito de UTI no momento presente  é uma atrocidade. De outro modo, suspender as atividades da única UTI cardiológica da rede pública do Rio Grande do Norte, é um ato criminoso e de consequências funestas.
Representa o aumento inevitável e odioso do preenchimento de *Declarações de Óbito.*

É preciso não ter coração para conviver com uma realidade tão tenebrosa, apenas testemunhando tamanho desatino, em silêncio.

É um verdadeiro paradoxo: enquanto o CREMERN consegue sensibilizar a Justiça Federal com o intento precípuo de abrir mais leitos de UTI, somos compelidos a presenciar o ato criminoso já referido supra.

A tônica de quem coordena uma Unidade de Terapia Intensiva, no comum das vezes, é calcular quantas vidas são salvas em cada leito dentro de um certo lastro temporal. É deprimente e traumático aos extremos sentir-se obrigado a contabilizar o inverso.

Não bastasse o precário abastecimento, dada a falta de medicamentos e insumos de necessidade primária, agora ocorre o pior.

O corpo gerencial da Unidade segue de mãos atadas. Sou inteiramente consciente do desejo e responsabilidade de quem ocupa o cargo.
Lamentável!

Advogados de Temer, Dilma, Lula e Aécio articulam manifesto para questionar o Judiciário e o MP

Resultado de imagem para advogado fiel

Coluna Painel

Os advogados de Michel Temer (PMDB), Dilma Rousseff (PT), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Aécio Neves (PSDB) articulam o lançamento de um manifesto para questionar a atuação da Justiça e do Ministério Público. Os debates se desenrolam em um grupo de WhatsApp intitulado “Prerrogativas” — e a OAB é alvo frequente de críticas. Nas discussões, tratam da confecção de texto que prega o fim do que chamam de “Estado de exceção” e a “retomada do protagonismo da advocacia”.

4 detalhes assustadores de como eram feitas as cirurgias dois séculos atrás

Ilustração de livro de medicina antigoIr ao hospital no início do século 19 era quase uma sentença de morte.

Aqueles que tinham dinheiro eram tratados e operados em suas casas. Por isso, quem tinha a má sorte de acabar na sala de cirurgia de um hospital como o St. Thomas, um dos mais antigos de Londres, tinha uma alta probabilidade de morrer vítima de uma infecção.

Neste hospital fica a Old Operating Theatre (“antiga sala de operações”, em inglês), a mais antiga conservada em toda a Europa, que acaba de ser reaberta para visitação após três meses de reformas.

Em 1822, o local era um centro cirúrgico para mulheres. Hoje, ela funciona como museu de uma época em que ainda não se usava anestesia nem antissépticos e quando se acreditava que era o “miasma” – odor fétido dos solos e águas impuras – que causava as doenças.

Semanalmente, um funcionário do museu ocupa a antiga sala e explica aos visitantes, em detalhes, como as cirurgias eram feitas há 200 anos

1. Operações-relâmpago

Dois a cada três pacientes que passavam pela sala de cirurgia nos anos 1800 morriam, de acordo com Miles.

Old Operating Theatre, em London Bridge
Image captionA sala foi construída no topo de uma igreja e tinha acesso direto à ala feminina do hospital St. Thomas, em Londres

O mais comum era que morressem por causa de infecções contraídas no pós-operatório, mas, para minimizar as possibilidades de morte por hemorragia, os cirurgiões da época operavam o mais rápido que conseguiam.

Uma cirurgia, do princípio ao fim, durava cerca de 10 a 15 minutos. Serrar um osso durante uma amputação podia tomar dois ou três minutos do tempo dos médicos – que ficavam mais famosos de acordo com a rapidez de seus procedimentos.

Amputações de membros usando torniquete eram algumas das operações mais frequentes, mas também se faziam outros procedimentos, como a extração de pedras na bexiga.

2. Sem anestesia

Em 1822 os pacientes sentiam uma dor inimaginável durante as operações, que eram feitas em uma pequena maca de madeira.

Naquela época, os pacientes mais ricos, atendidos pelos médicos em suas casas, tomavam álcool para diminuir a dor nos procedimentos.

Maca da sala cirúrgica
Image captionAs pacientes eram colocadas em uma maca pequena, que geralmente não apoiava todo o seu corpo

No entanto, as mulheres que passavam pela Old Operating Theatre só recebiam um bastão revestido de couro para morder durante a cirurgia. Em alguns casos, os pacientes tinham os olhos vendados, mas, de modo geral, assistiam a tudo.

O éter só começou a ser usado como anestésico nos hospitais do Reino Unido em 1846. No ano seguinte, o clorofórmio também passou a ser usado para deixar os pacientes inconscientes.

3. Público de 200 pessoas

Assim como outras salas de cirurgia e de dissecação anatômica que existiam na época na Europa, esta tinha uma espécie de arquibancada e grades semicirculares para facilitar a visibilidade do público, que era composto principalmente por estudantes de medicina, aprendizes e assistentes dos cirurgiões.

Cerca de 200 pessoas se amontoavam para presenciar cada operação.

Caixa de ferramentas de um cirurgião em 1822
Image captionO material cirúrgico só era lavado após as operações – assim como as mãos dos cirurgiões e assistentes

De acordo com as descrições de procedimentos cirúrgicos da época, havia muito barulhos e empurrões nas arquibancadas. Do fundo era possível ouvir gritos de “cabeças, cabeças!” para que os mais próximos da mesa de operações abrissem espaço.

Fumaça de tabaco também era comum no ambiente, explica Gareth Miles.

A presença e o posicionamento dos membros do público era regulamentado e era comum em todas as salas de operações da época – no centro, ficavam o cirurgião e seus ajudantes, que seguravam o paciente para que não se movesse durante a cirurgia.

Ao redor da maca também ficavam outros cirurgiões do hospital e seus aprendizes, assim como quaisquer visitantes que o cirurgião principal permitisse.

Quando mostrando uma cirurgia nos anos 1800
Image captionO cirurgião precisava de diversos ajudantes para segurar o paciente; até 1846, não se usava anestesia nas salas britânicas

Durante o século 19, na Old Operating Theatre, as mulheres só podiam ocupar a maca cirúrgica, como pacientes. Sua presença no público não era permitida, porque se considerava que elas não eram fortes o suficiente para suportar as cenas.

Nas arquibancadas ficavam sentados, além dos estudantes, os aprendizes de outros hospitais, que iam observar novas técnicas e procedimentos, ou apenas o trabalho dos cirurgiões mais famosos.

4. Os instrumentos e as mãos eram lavados após as operações

Na época, médicos e cientistas acreditavam que as doenças contagiosas eram causadas pelo miasma – mau cheiro das ruas e dos rios, que se dissipava pelo ar -, e não por micro-organismos. Por isso, não se usava nenhum método antisséptico na sala de cirurgia.

O sangue das operações era recolhido em uma caixa de madeira com serragem ou areia, e os cirurgiões e seus assistentes só lavavam as mãos depois das operações, e não antes.

Caixote de madeira com serragem
Image captionCaixotes de madeira eram usados para recolher o sangue, e médicos tinham que operar rápido para minimizar hemorragias

Da mesma forma, segundo Gareth Miles, os instrumentos cirúrgicos não eram limpos ou esterilizados antes de um procedimento, como são hoje. E as vendas eram reutilizadas nos pacientes.

Os jalecos manchados de sangue eram considerados uma espécie de medalha de honra para os cirurgiões, que, além de tudo, chegavam à sala de cirurgia vestindo as roupas com as quais tinham vindo das ruas. As mesmas ruas por onde, teoricamente, se espalhava o miasma.

Agricultor pode solicitar recursos do Plano Safra a partir desta segunda-feira

Por Agência Brasil

BRASÍLIA  –  O agricultor brasileiro poderá contar, a partir desta segunda-feira, com recursos para financiar a próxima safra agrícola. São R$ 190,25 bilhões destinados pelo governo federal a operações de custeio, comercialização e investimento, por meio do Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) 2017/2018.

O Plano Safra é lançado pelo governo federal no início do ano agrícola, em 1º de julho de cada ano. Para ajudar os agricultores a custear a safra, é oferecido crédito em linhas com recursos obrigatórios, livres e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O produtor interessado deve verificar se seu banco oferta linhas de crédito do plano.

O Plano Safra 2017/2018 reduziu em um ponto percentual ao ano as taxas de juros das linhas de custeio e de investimento, e dois pontos percentuais ao ano as taxas dos programas para armazenagem e inovação tecnológica na agricultura.

No crédito de custeio e investimento, os juros caíram de 8,5% ao ano e 9,5% ao ano para 7,5% e 8,5%, à exceção do Programa de Construção de Armazéns (PCA) e do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), nos quais a taxa será 6,5% ao ano.

RN sangrando: mais quatro homicídios foram registrados na Região Metropolitana de Natal

RN sangrando VIOLENCIA 1

Na onda da violência descontrolada que afeta o RN, nesta madrugada foram registros dois homicídios na Região Metropolitana de Natal.

Um deles aconteceu no bairro Salinas, na zona Norte da capital, envolvendo um homem de 22 anos. O outro caso aconteceu em Ceará-Mirim, onde um homem de 42 anos foi a vítima. Nos dois casos, os crimes foram praticados com uso de arma de fogo.

Além dos dois homicídios desta noite, outros dois registros aconteceram no sábado. Um deles foi de um jovem de 18 anos no bairro Dix-Sept Rosado; o outro foi de um homem de 28 anos em Felpe Camarão, ambos na zona Oeste.

Assalto broxante, até motel sofre arrastão em Natal

Imagem relacionadaAqui no RN acontece de tudo, depois de assaltarem matadouro público, casamento, velório, bares, restaurantes,  assaltantes se passando por clientes invadiram um motel, na noite deste sábado (1º), e fizeram um arrastão. O assalto ocorreu em Natal num motel localizado no bairro de Candelária, na Zona Sul de Natal.

 Bandidos pegaram um táxi na Zona Norte da capital e renderam o taxista, colocando-o no porta-malas do veículo. Em seguida, foram ao motel e entraram normalmente como se fossem clientes.

Depois que estavam em um quarto, os assaltantes tiveram acesso à área interna do motel e então passaram a entrar em outros quartos, onde estavam clientes do estabelecimento. Eles roubaram dinheiro e objetos pessoais das vítimas.