Enem começa hoje com regra clara: desrespeito aos direitos humanos não zera redação

Do UOL, em São Paulo

Mais de 6,7 milhões de inscritos são esperados neste domingo (5) para participar do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2017. Eles farão a prova em cerca de 12,4 mil locais espalhados por todo o Brasil. Os portões abrem às 12h e fecham pontualmente às 13h, sem tolerância de atraso.

O segundo dia de provas acontece daqui a uma semana, em 12 de novembro (domingo).

Neste primeiro dia de prova, o candidato já vai se deparar com a redação, que gerou polêmica nos últimos dias. Após disputa na justiça, ficou decidido: o candidato que desrespeitar os direitos humanos não terá nota zero na redação automaticamente, mas poderá perder pontos-

Em nota, o MEC e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) comunicaram que não pretendem recorrer da decisão do STF. “O MEC e o Inep entendem que os participantes do Enem 2017 precisam fazer a prova com segurança jurídica e com a tranquilidade necessária ao Exame.”

Além do texto argumentativo, neste domingo o candidato também vai ter que responder às provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Ele terá, ao todo, cinco horas e meia para responder às 90 questões e fazer a redação.

Facebook Comments
Facebook