STF decidirá sobre suposta ameaça feita por irmão de Geddel a ex-ministro

Geddel (esq.) e Calero (dir.) protagonizaram impasse sobre obra na Bahia; ambos pediram demissão do governo TemerMarcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin repassou à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, um pedido de investigação sobre suposta ameaça feita pelo deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) ao ex-ministro da Cultura Marcelo Calero – pivô da  renúncia de Geddel Vieira Lima (irmão de Lúcio) ao posto de articulador político do governo Temer.

O pedido de investigação foi levado ao STF pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que relatou episódio narrado pelo próprio Calero. Segundo o site O Antagonista , o ex-chefe do MinC disse que Lúcio Vieira Lima o ameaçou de morte em novembro do ano passado, mesmo mês em que Geddel deixou a Secretaria-Geral do governo após ter sido alvo de acusações.

Naquela ocasião,  Calero acusou Geddel de tê-lo pressionado para que o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), órgão subordinado ao MinC, autorizasse a construção do edifício La Vue Ladeira da Barra, empreendimento de alto padrão em Salvador (BA) no qual a família de Geddel havia adquirido um apartamento.

 

Facebook Comments
Facebook