Arquivo diários:03/06/2018

Canal do Panamá em Parnamirim

Os moradores de Parnamirim que trafegam na Avenida Olavo Montenegro estão navegando com seus automóveis.

Com a total falta de drenagem a via fica completamente alagada.

Já estão chamando a Av. Olavo Montenegro de ‘Canal do Panamá”.

A Prefeitura de Parnamirim responsável pela drenagem da área responsabiliza o Departamento de Estrada e Rodagens do RN..

Enquanto isso, os motoristas estão contabilizando prejuízos em seus carros..

Confira o drama de quem utiliza  a Olavo Montenegro:

 

 

Governo acompanha sem alarme suposta nova greve de caminhoneiros; “Quadro é de normalidade”

O ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Sergio Etchegoyen

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

O governo federal acompanha a suposta nova mobilização de caminhoneiros para esta segunda-feira (4), mas, no momento, o quadro é de normalidade, afirmou neste domingo (3) o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Sergio Etchegoyen.

Segundo mensagens em aplicativos de mensagem e em redes sociais, uma nova mobilização está sendo convocada para segunda. No entanto, o ministro disse que não há motivo para preocupação e o momento é de normalidade nos abastecimentos de combustíveis pelo país.

“Nós estamos acompanhando e verificando qual o tamanho, quais são as consequências dessa eventual, propalada, convocada mobilização para amanhã, mas sem nos preocuparmos no ponto do alarme. Mas, obviamente, há de ser acompanhado. Todas as notícias são acompanhadas, todos os fatos são acompanhados. […] Nossa avaliação é de que estamos em um quadro de normalidade e não tende a se modificar”, declarou Etchegoyen.

Pela manhã, Etchegoyen se reuniu no Palácio do Planalto com o chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho, secretário-executivo da Casa Civil, Daniel Sigelmann, secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Herbert Drummond, secretário-executivo do Ministério da Justiça, Claudenir Brito, secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

Eles trataram dos acordos firmados ao longo dos últimos dias com os caminhoneiros e debateram eventuais novos protestos contra o governo, informou. O presidente Michel Temer (MDB) não participou do encontro e permaneceu no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência em Brasília, onde mora.

Etchegoyen disse ainda que o governo “não lida com boatos, mentiras, inverdades, imprecisões”, mas com o movimento da suposta nova greve que também tem sido divulgado na mídia. Ele falou que, pelo fato de a internet ser um espaço livre, é difícil identificar os responsáveis pelas mensagens. Porém, informou, o governo está mais preocupado em saber se “isso corresponde ao que acontece no mundo real” do que suas origens.

Desde sexta-feira (1º), o ministro Extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, vem falando que as mensagens da suposta nova greve são falsas e que os responsáveis por elas são monitorados e poderão vir a ser punidos por “desordem” e levar temor à população.

Exército deverá sair das rodovias
O ministro do GSI afirmou que o decreto de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) assinado por Temer que permite o uso do Exército no desbloqueio de rodovias e na condução de veículos não deverá ser prorrogado. Ou seja, o Exército deverá parar de atuar junto aos caminhoneiros nas estradas do país. O decreto foi publicado em 25 de maio e vence nesta segunda-feira.

“Neste momento, não há nenhum elemento que sugira a prorrogação da GLO. A tendência, neste momento, é de encerrá-la amanhã”, afirmou.

Neymar volta após 3 meses, espanta medo com golaço e comemora com médico

Após quase três meses da complicada lesão no pé direito, Neymar voltou a disputar uma partida. E foi em grande estilo. Neste domingo (3), em Liverpool, o craque participou dos 45 minutos finais do amistoso entre Brasil e Croácia e marcou o golaço que garantiu a vitória da seleção por 2 a 0.

Após um início receoso, quando chegou a tirar o pé de uma disputa, o craque espantou o medo em belo lance aos 23 minutos da etapa final. Philippe Coutinho recebeu passe de Willian pelo meio e tocou para Neymar na esquerda; o meia avançou, tirou dois marcadores em um espaço pequeno e, já perto da pequena área, finalizou para balançar a rede.
Gol de Neymar:

Sopa Cidadã para os caminhoneiro e bichinhas em Parnamirim

Resultado de imagem para posto chianca parnamirim rn
Leide Gaga do Posto Chianca

O Programa Sopa Cidadã criado pelo governador Robinson Faria tem como objetivo de atender pessoas de baixa renda como um programa de complementação alimentar.

No entanto, o programa deve ser instalado em áreas de risco social onde morem pessoas em situações precárias, mas a pessoa que escolheu o prédio para funcionar o Sopa Cidadã em Parnamirim deve está querendo desgastar o governador Robinson Faria ou quis beneficiar o dono do galpão alugado pelo Governo do Estado.

O programa que deveria ser instalado num bairro populoso com pessoas carentes, cobrando apenas R$ 0,50 centavos por pessoa, foi instalado numa área onde funciona vários galpões de cargas por trás do Posto Chianca, onde tem uma grande concentração de caminhões e  bichinhas que atendem os caminhoneiros carentes..

As pessoas carentes precisam andar léguas para tomar uma sopinha, mas o dono do galpão deve está feliz.. Os caminhoneiros também estão adorando, eles namoram com as bichinhas e depois de tomaram uma sopinha..

Por causa de um erro o sabedoria de um auxiliar o governador paga o pato..

 

Governador circula em Mossoró visitado obras e no Pingo do Mei Dia

Fala-se muito na rejeição do governador Robinson Faria, mas não é exatamente isso que está sendo visto quando ele aparece no meio do povo.

Em suas visitas aos municípios no interior, Robinson tem sido bem recebido, não se registra hostilidades..

Robinson tem circulado em ser hostilizado

O governador esteve neste sábado em Mossoró, onde visitou as obras do Hospital da Mulher e do Hospital Tarcísio Maia que está sendo ampliado e recuperado.

No Tarcísio Maia, o investimento do Governo do Estado é de quase R$ 2,5 milhões na implantação de 20 novos leitos de UTI. A estrutura física está com 30% dos serviços executados e a previsão de entrega é para outubro deste ano.

O Hospital da Mulher, é o maior investimento realizado por um governo na área da Saúde no RN. O serviço está na fase de terraplanagem, com 7% do total executado. O projeto está sendo realizado através do programa Governo Cidadão, por meio de empréstimo com o Banco Mundial.

Analistas políticos estão constatando uma grande recuperação da imagem do governador, ele está revertendo o quadro que era desfavorável.. Para os analistas, Robinson está viabilizando sua reeleição.. 

“Canarinho Pistola” aparece em Liverpool para amistoso

UOL Esporte/Lucas Figueiredo/CBF

O “Canarinho Pistola” está vetado para os jogos da Copa do Mundo, mas não deixará de prestar seu apoio para a seleção brasileira no amistoso contra a Croácia neste domingo em Liverpool. O mascote que virou sucesso de público já chegou à cidade inglesa e fez um “city tour” neste sábado, passando pelos principais pontos turísticos.

O “Canarinho Pistola” esteve no lendário “Cavern Pub”, jogou bola e tocou cavaquinho ao lado das estátuas que homenageiam os integrantes do “The Beatles” e confraternizou ao lado de brasileiros que já entraram no clima do jogo com bandeiras verde-amarelas.

Lucas Figueiredo/CBF

O mascote será uma das atrações o jogo que será realizado às 11h deste domingo no Anfield Road. Depois de apoiar o time contra a Croácia, o “Canarinho” já tem passagem garantida para Viena, onde o Brasil enfrentará a Áustria em amistoso no dia 10 de junho.

Leia também no Blog do Primo: Primeira-dama poderá mudar de primado

Na Copa do Mundo, o mascote está vetado a aparecer em jogos e treinos oficiais na Rússia por diretrizes comerciais da Fifa. Durante a Copa, o “Canarinho” surgirá apenas em atividades abertas ao público em Sochi, cidade litorânea que será a casa da equipe de Tite durante a Copa do Mundo, e nas ativações em pontos turísticos das cidades por onde a seleção passar.

Lucas Figueiredo/CBF

Lucas Figueiredo/CBF

Animais de estimação agora podem viajar com seus donos

Passageiros com transtornos psicológicos agora têm permissão para viajar de avião com seu bicho de estimação — mesmo que seja um pato

REVISTA VEJA

Imagine a cena: nos Estados Unidos, em um voo de cinco horas de Nova York para Los Angeles, o passageiro acomoda-se na poltrona e depara, instalado no assento ao lado, com um pavão-azul. Não, isso não aconteceu — mas por pouco. Em janeiro, a artista plástica americana Ventiko queria porque queria embarcar com o exótico companheiro em um voo da United Airlines. A empresa vetou a entrada de Dexter (o pavão, claro, tem nome) na aeronave e aproveitou a ocasião para fazer uma revisão e estabelecer limites mais claros em sua política de transporte dos chamados animais de suporte emocional, ou ESA, na sigla em inglês — uma categoria de pet cada vez mais comum no exterior e que está começando a pôr as patinhas de fora no Brasil.

Só a concorrente Delta transporta anualmente cerca de 250 000 animais acomodados na cabine, junto aos donos. Eles se encaixam em três classes de, digamos, passageiro. Uma é o cachorrinho ou gato pequeno, levado em caixa apropriada. Outra é o animal de serviço, treinado para auxiliar pessoas com deficiência, principalmente cegos, que sabe se comportar e viaja solto. A terceira é o ESA, o bicho de estimação do qual o dono não se separa porque ele lhe dá tranquilidade e confiança. Sua companhia é prescrita por psicólogos e psiquiatras, como parte do tratamento contra ansiedade, depressão e síndrome do pânico.

Vergonha, praias urbanas de Natal estão cobertas por lixões e podres

Como cidade que é um polo receptor do turismo, Natal vai muito ruim.

Nossas praias urbanas, que estão abandonadas e degradadas há muito tempo,estão cobertas por lixões.  Encontra-se lixões em todas esquinas nas ruas da nossa orla..

O prefeito Álvaro Dias está pagando caro pela ineficiência da URBANA e das empresas terceirizadas..

Leia também no Blog do Primo: Feminista parlapatona, vereadora Natália Bonavides não presta solidariedade à vereadora Nina Sousa

Amigos do prefeito Álvaro Dias estão jurando que ele está sendo sabotado..

Os sabotadores estão bem perto do prefeito, eles são ‘carlistas’ e querem gerar saudade da gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves provocando uma onda favorável à candidatura do ex-prefeito a governador.. Muitos dos secretários de Álvaro Dias trabalharam contra sua indicação para ser candidato a vice-prefeito de Carlos Eduardo Alves, eles queriam Marcelo Queiroz..

Analistas políticos garantem que Álvaro ainda não assumiu à Prefeitura de Natal,  amigos do atual prefeito dizem que se ele  não mudar o secretariado deverá ir no mesmo caminho da ex-prefeita Micarla de Sousa..

Até urubus e pombos são vistos atras do prédio abandonado do Hotel dos Reis Magos..

Nos anos 90, Bolsonaro defendeu novo golpe militar e guerra

Líder das intenções de voto para presidente em cenários sem Lula que lidera com o dobro das intenções do segundo,  Jair Bolsonaro (PSL) chegou a defender um novo golpe militar no Brasil, nos anos 1990.

Em entrevistas, reuniões e em discurso no plenário da Câmara, o deputado federal afirmou, na ocasião, não acreditar em solução para o Brasil por meio do voto popular.

A Câmara dos Deputados chegou a enviar uma representação ao Supremo Tribunal Federal, mas ela não prosperou.

Em entrevistas atuais, o hoje presidenciável adota um discurso oposto, chegando a afirmar, como fez na participação na Marcha para Jesus, na quinta-feira (31), que jamais usou a palavra “intervenção” ao ser questionado sobre a atual defesa de intervenção militar no país, eufemismo para golpe.

“Nunca falei a palavra intervenção. Se um dia o militar chegar ao poder, será através do voto”, afirmou.

Em entrevista ao programa Câmera Aberta há 19 anos, porém, Bolsonaro foi questionado pelo entrevistador se ele fecharia o Congresso Nacional se fosse presidente da República.

“Não há menor dúvida, daria golpe no mesmo dia! Não funciona! E tenho certeza de que pelo menos 90% da população ia fazer festa, ia bater palma, porque não funciona. O Congresso hoje em dia não serve pra nada, só vota o que o presidente quer. Se ele é a pessoa que decide, que manda, que tripudia em cima do Congresso, dê logo o golpe, parte logo para a ditadura”, afirmou.

Na mesma entrevista, de 1999, afirmou que não acreditava que houvesse solução por meio da democracia e defendeu a morte de “30 mil”, incluindo a de civis e a do então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

“Através do voto você não vai mudar nada nesse país, nada, absolutamente nada! Só vai mudar, infelizmente, no dia em que partir para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez. Matando uns 30 mil, começando pelo FHC, não deixar ele pra fora não, matando! Se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente.”

Diante da repercussão do caso e da ameaça de cassação, deu nova entrevista semanas depois ao mesmo programa dizendo ter sofrido um “massacre”. Evitou repetir as declarações, mas não se retratou: “Não vou voltar a pregar isso aí, dei o meu recado.”

Seis anos antes, Bolsonaro já havia pregado a ruptura institucional, dessa vez em reuniões com militares nos Estados da Bahia e Rio Grande do Sul e em discursos no plenário da Câmara.

O que pensa Bolsonaro

Na ocasião a imprensa noticiou sua defesa da volta da ditadura. Em discurso no plenário, afirmou que não desmentia nenhuma das publicações. E acrescentou: “Sou a favor sim de uma ditadura, de um regime de exceção, desde que esse Congresso Nacional dê mais um passo rumo ao abismo, que no meu entender está muito próximo”.

A Câmara enviou uma representação ao STF pedindo a punição de Bolsonaro, mas o então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, deu parecer pelo arquivamento sob o argumento da imunidade que os parlamentares gozam em relação aos seus votos, palavras e opinões. E também porque, em sua visão, Bolsonaro não havia cometido delito penal.

Folha enviou questionamentos para a assessoria do presidenciável, mas não houve resposta.