Arquivo diários:04/07/2018

Petrobras aumenta preço do gás de cozinha em 4,4%

Petrobras anunciou nesta quarta-feira, 4, que aumentou em média de 4,4% o chamado gás de cozinha, referente a um botijão de 13 quilos de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). O novo preço, sem tributos, será de R$ 23,10 na refinaria. No acumulado do ano, o GLP 13 Kg acumula queda de 5,2% em relação a dezembro de 2017, informou a estatal. Os novos preços entram em vigor nesta quinta-feira, 5.

Pelo levantamento de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13 kg ao consumidor no Brasil é de R$ 68,28, sendo o maior preço de R$ 115,00 e o menor de R$ 50,00.

O gás de cozinha começou a ter reajuste trimestral em janeiro deste ano, “para suavizar os repasses da volatilidade dos preços ocorridos no mercado internacional para o preço doméstico”, disse a Petrobras na época.

Em nota no seu site, a empresa apontou como motivos o ajuste à alta da cotação internacional do GLP, que subiu 22,9% entre março e junho, período em que a desvalorização do real frente ao dólar foi de 16%.

Segundo a Petrobras, o impacto ao consumidor brasileiro seria maior do que o concedido, mas foi diluído pela combinação entre o período de nove meses usado como base para o cálculo do preço, conforme definido na metodologia anunciada em janeiro, e do mecanismo de compensação que permitirá que eventuais diferenças entre os preços praticados ao longo do ano e o preço internacional sejam ajustadas ao longo do ano seguinte, conciliando a redução da volatilidade dos preços com os resultados da Petrobras.

Henrique Eduardo Alves vira réu na Justiça do DF

Resultado de imagem para Henrique Alves e Carlos Eduardo Alves
Henrique Alves aposta na eleição do seu primo e candidato a governador Carlos Eduardo Alves para voltar a mandar no RN
Por Luísa Martins | Valor

BRASÍLIA  –  O ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) virou réu na Justiça Federal de Brasília pelo crime de lavagem de dinheiro. A decisão é do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal.

A ação penal continuará apurando se Henrique Alves usou contas em paraísos fiscais para dissimular propina de R$ 1,6 milhão recebida no âmbito das obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

“Considerando que o mesmo réu já foi processado e julgado por fatos conexos anteriores, até agora está demonstrada a plausibilidade das alegações contidas na denúncia”, escreveu o magistrado.

Alves tem dez dias para arguir preliminares, oferecer documentos, especificar novas provas e arrolar testemunhas a serem ouvidas no processo.

Agripinista histórico lança o movimento ‘Só Geraldo’; outro voto para senador será em branco

Primo Gigi, conversa curta e grossa..

Primo Gilvan Azevedo, agripinista de primeira hora, fiel escudeiro de Manuel de Brito, presidente do DEM de jardim do Seridó, seridoense de fibra longa, não está nada satisfeito com a substituição do senador José Agripino na chapa dos Alves, Carlos Eduardo Alves e Garibaldi Alves pelo crente Antônio Jácome..

Gilvan se nega a votar no pastor Antônio Jácome e na deputada Zenaide Maia e os demais candidatos ao Senado..

Insatisfeito com a traíragem que fizeram com seu amigo e senador José Agripino, Gigi como é chamado pelos muitos amigos, declarou ao Blog do Primo, que para o Senado, ele está lançando o movimento ‘Só Geraldo’.

Gilvam sabendo que poderá votar em dois candidatos para o Senado, abrirá mão de um voto e votará apenas em Geraldo Melo, o outro voto deixará em branco, para o governo, Gilvan afirma que votará em em Robinson Faria, ele não quer conversa com Alves..

Gigi em contato com o soldado Vasco, lamentando o que aconteceu com José Agripino, perguntou: quem se aproximou dos Alves que não se deu mal?

TCE aponta sobrepreço em aluguel de impressoras no Detran e determina suspensão de pagamentos

Resultado de imagem para Paulo Roberto Alves
O conselheiro Paulo Roberto Alves, irmão de Garibaldi Alves, primo do pré-candidato a governador Carlos Eduardo Alves foi quem enxergou o suposto sobrepreço

O Tribunal de Contas do Estado, através da Segunda Câmara de Contas, acatou pedido de medida cautelar determinando a suspensão de qualquer pagamento remanescente do contrato nº 007/2016, firmado entre o Detran e a empresa Ziuleo Copy Comercio e Serviços Ltda, alusivo a aluguel de impressoras. Em auditoria realizada pelo corpo técnico do TCE, por meio da Diretoria da Administração Indireta, foram detectadas irregularidades no processo, o que culminou no voto impedindo o pagamento de R$ 178.032,50, referente a empenhos pendentes e restos a pagar.

De acordo com o voto divergente do conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves, que havia pedido vistas após sugestão de voto da conselheira substituta Ana Paula Gomes, foi verificado um sobrepreço de 350% nos custos em comparação a contratação análoga. “O possível sobrepreço foi identificado pela análise comparativa dos valores contratados pelo DETRAN em concatenação com os valores praticados em outros quatro contratos administrativos da mesma espécie”, destacou o corpo técnico, lembrando que a estatal já efetuou pagamentos que somam R$ 852.155,01.

Além da caracterização do soprepreço, foi averiguado ainda excesso de, no mínimo, 47 (quarenta e sete) impressoras alugadas, bem como a cessão injustificada de equipamentos a outros órgãos da Administração. O relatório aventou ainda a existência das seguintes possíveis irregularidades: transferências indevidas de recursos públicos à Secretaria Estadual de Planejamento; existência de contas correntes ativas e dotadas de saldos financeiros que se encontram sem movimentação; paralisia parcial de seis contas bancárias dotadas de verbas públicas cujo somatório alcança R$ 36.905.221,96.

O voto, acatado à unanimidade, além de determinar a suspensão dos pagamentos restantes no contrato, notifica o Detran para que no prazo de trinta dias apresente os relatórios de impressões realizadas no âmbito do contrato nº 007/2016 e os pagamentos à empresa Ziuleo, além das providências relativas à operacionalização dos saldos financeiros das contas bancárias verificadas na auditoria, sob pena de multa diária e pessoal do atual Diretor-geral, no valor de R$ 200,00 (duzentos reais) por dia de atraso.

Também notifica o atual coordenador de administração financeira da Secretaria de Planejamento para prestar os esclarecimentos/demonstrativos técnicos fundamentados que entender cabíveis a respeito das operações interbancárias envolvendo a conta BB 1600-4 (arrecadação própria) e a conta única do tesouro estadual, notadamente, se excedem o patamar estipulado no art. 76-A do ADCT (art. 2º da EC 93/2016), no prazo de 30 (trinta) dias; e faz citações aos representantes das empresas envolvidas, ofertando-lhes o exercício do contraditório e ampla defesa, no prazo processual legal.

Prefeito de Natal Álvaro Dias diz que não quer o apoio de Júlio Protásio

Resultado de imagem para Alvaro Dias e Júlio Protásio
Em 2014 Júlio Protásio apoiou Álvaro – muitas exigências e poucos votos

O ex-vereador Júlio Protásio revelou em áudio que o prefeito de Natal Álvaro Dias exonerou seus cabos eleitorais e familiares da Prefeitura de Natal por ele não sua mulher e vereadora Ana Paula Correia não aceitarem uma imposição para votarem no candidato a deputado estadual Adjuto Neto.

Álvaro Dias desmente alegando o seguinte as seguintes razões: Júlio Protásio apoiou à candidatura de Álvaro Dias em 2014 para deputado estadual. Segundo Álvaro Dias, Júlio é muito exigente e o resultado eleitoral foi muito fraco, por isso dispensa o apoio dele e da vereadora Ana Paula..

Analistas dizem que pelo fato de Júlio Protásio ter sido condenado pela Justiça por corrupção, certamente ele perdeu o poder de transferência de votos e Álvaro sabe disso..

Programa para compra de aparelhos de segurança já tem 34 adesões

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil  Brasília

 O secretário nacional de segurança pública, Flávio Basílio, disse hoje (3) que 34 órgãos de segurança municipais e estaduais, de um total de 57, já se inscreveram no programa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que prevê a disponibilização de R$ 42 bilhões para a aquisição de equipamentos de segurança.
A compra dos aparelhos, que inclui drones, coletes à prova de bala, dispositivos elétricos e viaturas, será feita por meio de uma ata de registro de preço, um tipo de licitação pública que pode ser aderido por diferentes órgãos públicos. Além dessa linha de financiamento, a área de segurança pública ganhou outra fonte específica, com o reforço de recursos das loterias para o Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP), que só este ano deverão ser de R$ 800 milhões. A previsão do governo é que, até 2022, esse fundo atinja R$ 4,3 bilhões por ano.

“A gente passa a ter recursos previsíveis para a segurança pública”, afirma Basílio. Além do FNSP, outra fonte de financiamento para o setor é o Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), voltando principalmente à construção e reforma de unidades prisionais, que tem recursos estimados na ordem de R$ 1,3 bilhão este ano.

Pela nova legislação, governadores e prefeitos só terão acesso aos recursos federais se aderirem ao SUSP e acertarem metas de redução das taxas de criminalidade, de formação e qualificação de policiais, além de abastecerem o banco de dados nacional sobre segurança.

No Agreste, Ezequiel Ferreira destaca ações e participa do São Pedro do Povo em Santo Antônio

As ações parlamentares que beneficiam a população no município de Santo Antônio, no Agreste Potiguar foram lembradas pelo deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa em visita à cidade na noite desta terça-feira (3). O vice-prefeito Dr. Estácio Rubinstein, a vereadora Lucinha, o empresário Ivo Érico, a secretária de Eventos, Iara Estevão, a suplente Tanta e Carlos Renato, ex-secretário de Esportes e Turismo e de Obras e Transportes do município receberam o parlamentar.

“A população precisa de apoio nas áreas de saúde, com a ampliação de leitos de UTI; na infraestrutura com pavimentação das ruas e melhorias nas estradas; na educação com a reforma de escolas e ainda na segurança pública com o sistema de videomonitoramento para coibir e diminuir os índices de violência na cidade”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa.

Ezequiel elogiou a cultura da cidade, antes de participar do tradicional São Pedro do Povo e comentou as ações para o município do Agreste Potiguar, que tem hoje mais de 24 mil habitantes. O reforço na agricultura familiar com a entrega de palmas forrageiras e veículo frigorífico entregue pela Emater/RN também foram ações do mandato de Ezequiel Ferreira, em solicitação através de requerimento para o municípi

Amigos e familiares de Garibaldi Alves querem ele na Assembleia Legislativa e seu filho Walter Alves no Senado

Resultado de imagem para Garibaldi Alves Walter Alves
Garibaldi Alves na Assembleia e Walter Alves disputando o Senado

Apesar de ter escolhido o empresário Marcelo Queiroz  como primeiro suplente, familiares e amigos do senador Garibaldi Alves defendem que ele não dispute à reeleição para o Senado.

Enfrentando problemas de saúde, médicos que assistem o senador estão recomendando uma vida sem estresses.

Garibaldi Alves tem sido acometido recorrentes crises de  hipotensão,.. Uma fonte do Blog do Primo informou que o senador levou uma queda quando visitou o município de Assú.

Na semana passada Garibaldi Alves precisou ser levado ao hospital de urgência..

Um médico informou ao Blog do Primo que Garibaldi aparentemente tem sintomas de Síndrome de Shy-Drager.. Essa doença causa danos no sistema nervoso autônomo que controla a frequência cardíaca, pressão arterial, a digestão e também a respiração. Os principais sintomas dessa síndrome, é a incontinência urinária, lentidão dos movimentos, tremores musculares, problemas de fala e também de coordenação.

Doenças cardiovasculares, Parkinson e diabetes podem influenciar e se tornar um risco aos pacientes com hipotensão. O principal fator de risco da hipotensão é o uso de alguns medicamentos..

Verdadeiros amigos de Garibaldi Alves estão defendendo sua candidatura a deputado estadual e que seu filho Walter Alves dispute o Senado em seu lugar

Juízes criticam manifestações negativas de procuradores da República contra o STF

ESTADÃO

Associações de juízes divulgaram nota pública nesta terça-feira, 03, sobre “críticas pessoais” que vêm sendo feitas a membros do Poder Judiciário por “alguns” integrantes do Ministério Público e advogados. As associações dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) afirmaram “não ser aceitável que aqueles que exercem funções essenciais à justiça” façam críticas de natureza pessoal aos integrantes do Poder Judiciário, “atingindo a integridade da instituição”.

A nota foi publicada num contexto em que a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) é atingida por críticas em relação a recentes decisões, como libertar o petista e ex-ministro José Dirceu. O procurador da República Deltan Dallagnol, da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, por exemplo, disse que os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski “desrespeitam autoridade do plenário do STF”, através de sua conta no Twitter, se referindo a soltura de Dirceu. O procurador também comentou a recente determinação de Toffoli, que cassou a decisão do juiz federal Sérgio Moro para que o petista usasse uma tornozeleira eletrônica. “Toffoli cancela cautelares de seu ex-chefe”, disse na rede social.

“Não é aceitável que aqueles que exercem funções essenciais à Justiça, com o objetivo de deslegitimar a autoridade das decisões e macular a honra de seus prolatores, teçam críticas de natureza pessoal aos Membros do Poder Judiciário, atingindo a integridade da instituição”, afirmam as associações.

Ajufe, AMB e Anamatra também dizem na nota que “a independência judicial é um valor imprescindível para qualquer democracia e as decisões judiciais precisam ser observadas e cumprida”. Para as associações, apesar de ser “natural a crítica e a discordância quanto ao mérito de decisões judiciais”, as contestações devem ser feitas através de recursos judiciais.

O STF também foi alvo de novos ataques do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Por meio de carta, o petista criticou o comportamento de ministros do STF durante o julgamento dos recursos apresentados pela sua defesa nos últimos dias.

“Tudo isso me leva a crer que já não há razões para acreditar que terei Justiça, pois o que vejo agora, no comportamento público de alguns ministros da Suprema Corte, é a mera reprodução do que se passou na primeira e na segunda instâncias”, escreveu Lula em documento lido pela presidente nacional da sigla, senadora Gleisi Hoffmann, durante reunião da Executiva Nacional do PT, em Brasília, nesta terça-feira.