Policiais analfabetos e arbitrários, com uma OAB sem autoridade para fazer valer prerrogativas dos advogados, dá nisso!

Advogado é levado em camburão da PM por suposto desacato


POR JURINEWS

O advogado pernambucano Sávio Delano foi detido nesta quinta-feira (5/6) acusado de ter desacatado um tenente da Polícia Militar, em Caruaru (PE). Delano e outros advogados estavam colhendo assinaturas em uma assembleia para a criação de um novo sindicato de vigilantes, segundo informações de jornais locais. Por esse motivo, houve um tumulto e o Batalhão Integrado Especializado da PM (Biesp) foi acionado para conter a situação.

Em um vídeo amplamente repercutido nas redes sociais, o tenente manda o advogado entrar no camburão da viatura policial. Delano, então, alega que a atitude dos policiais fere suas prerrogativas de advogado: “É minha prerrogativa de advogado, não precisa disso, não. Vocês estão ferindo minha prerrogativa de advogado!”, diz, enquanto é conduzido para o camburão.

Pouco tempo depois, o advogado foi liberado. Em outro vídeo, Delano afirmou que em momento algum desrespeitou os policiais. Para ele, a atitude foi “um atentado à dignidade dos advogados” e feriu não só suas prerrogativas, mas também a Constituição e o Estado Democrático de Direito.

“Essa é a formação dos nossos policiais. Se um advogado, no exercício da profissão, é tratado dessa forma, imagina o pobre cidadão”, disse Delano, que afirmou que seguirá os procedimentos legais e cabíveis contra a ação.

Facebook Comments
Facebook