Câmara Municipal do Rio de Janeiro inicia debate sobre impeachment do prefeito Crivella

Marcelo Crivela e seu amigo e correligionário potiguar, Abraão Lincoln, suplente de deputado federal do PRB, que foi preso e investigado pela Polícia Federal

UOL

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro começa a debater nesta quinta-feira (12), em sessão extraordinária, a admissibilidade do pedido de impeachment do prefeito Marcelo Crivella (PRB). O pleito é baseado nas facilidades oferecidas por Crivella a um grupo de evangélicos durante reunião fechada no Palácio da Cidade, a sede do governo, na semana passada.

O caso foi revelado pelo jornal “O Globo”, na última quinta (5), e provocou a interrupção do recesso na Casa. Os parlamentares analisam hoje se há ou não indícios que dão fundamento a um eventual processo de impeachment. São necessários 34 votos (dois terços do Parlamento) para que o assunto possa prosperar.

Crivella, que é bispo licenciado da Igreja Universal, nega ter cometido qualquer irregularidade e diz ser vítima de perseguição religiosa.

Facebook Comments
Facebook