Ciro faz ofensiva em SP por apoio do Centrão

Resultado de imagem para carlos Eduardo Alves e Ciro Gomes
Carlos Eduardo Alves e seu candidato a governador Ciro Gomes
Por Cristiane Agostine | Valor

SÃO PAULO  –  O pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, fará uma ofensiva neste sábado (14), em São Paulo, para tentar obter o apoio do Centrão, bloco político formado pelo DEM, PP, PRB, PR e SD. Ciro se reunirá com lideranças nacionais do bloco, como o presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ) e o presidente do Solidariedade, deputado Paulinho da Força (SP), na expectativa de evitar que o grupo faça uma aliança com o presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin.

O bloco está dividido ainda sobre qual candidato apoiar na eleição presidencial. Lideranças do Centrão marcaram um encontro hoje para definir o rumo do grupo e Ciro pediu para conversar com os dirigentes antes dessa reunião.

O presidenciável do PDT tem a preferência da cúpula do DEM e do Solidariedade, além de ter como interlocutor no PP o empresário Benjamin Steinbruch, cotado para ser vice em sua chapa.

O PRB, que anunciou ontem a retirada da pré-candidatura presidencial do partido, do empresário Flávio Rocha, prefere Alckmin. Com cargos no governo federal, o PP tem sido pressionado pelo presidente Michel Temer (MDB) a não apoiar Ciro. O partido controla os ministérios da Saúde, Agricultura e Cidades e comanda a Caixa.

Alckmin também tem se movimentado para tentar costurar uma aliança com o grupo e, nesta semana, reuniu-se com o ex-ministro Aldo Rebelo (SD), um dos nomes cotados para ser vice do tucano, e com o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI).

Facebook Comments
Facebook