Arquivo diários:18/07/2018

Caso Suzane von Richthofen vai virar filme e estreia está programada para 2019

Santa Rita Filmes anuncia produção sobre o caso de Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos, réus confessos do assassinato dos pais de Suzane em 2002IG

Considerado um dos crimes mais chocantes do Brasil, o assassinato da família von Richthofen , em 2002, vai virar filme. Produzido pela Galeria Distribuidora, braço da Vitrine
Filmes, o drama psicológico irá narra o julgamento de Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos, réus confessos do assassinato dos pais Manfred e Marísia von Richthofen.

Com direção de Mauricio Eça (“Apneia” e franquia “Carrossel”), a pesquisa do
longa denominado “A Menina que Matou os Pais” durou mais de seis meses e procurou analisar todos os arquivos públicos do julgamento de  Suzane von Richthofen , desde o assassinato até a sua condenação.

“O filme que iremos contar é um thriller psicológico, de suspense, onde
discutiremos os motivos que levaram ao fato, entranto, em detalhes e discussões
nunca antes debatidos sobre o caso. Sem dúvida alguma essa é uma história muito
forte e original e por ser real torna tudo mais absurdo e instigante”, conta Eça.

Leia também no Blog do Primo: Imaginando derrota de Carlos Eduardo Alves, Rosalba prefere que o filho não disputa a vice e seja candidato a deputado estadual

O diretor também ressalta que o novo trabalho “apresenta um tema que muita gente conhece e tem ideias pré-concebidas”, mas não sabem o real motivo que levou a filha (Suzana) e seu namorado (Daniel) a cometerem o crime : “Por isso, esse projeto parte de um grande desafio que é entender um pouco a mente de cada um dos dois assassinos”, finaliza.

Marcelo Braga, produtor da Santa Rita Filme
Divulgação

Marcelo Braga, produtor da Santa Rita Filme

Marcelo Braga, produtor da Santa Rita Filmes, também falou sobre os cuidados que a produção teve para construir o roteiro sobre um crime tão cruel: “Tivemos todos os cuidados necessários para construir um roteiro inovador. Foram meses de pesquisa e entrega de todos envolvidos, não é fácil, psicologicamente, ter acesso a tantos detalhes e construir uma proposta de filme sobre um crime tão bárbaro. Será um desafio para nós, não só atrair a quemconhece o caso como também jovens que não tiveram acesso aos fatos na época”,afirma o produtor.

Com roteiro assinado por Ilana Casoy, criminóloga, escritora e maior especialista
em serial killers do Brasil, juntamente com Raphael Montes, escritor brasileiro
de literatura policial, o lançamento de “A Menina que Matou os Pais” está previsto para o primeiro semestre de 2019.

Com gravações previstas para acontecer no segundo semestre de 2018, a produção está em fase de casting para escolher os atores que irão interpretar Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos.