Lemann incentiva ex-bolsistas a ingressarem na política

Imagem relacionadaAna Paula Paiva/Valor

Lemann: “Espero que alguns desses jovens cheguem à Presidência e chamem outros que conheceram na fundação”

O empresário Jorge Paulo Lemann, sócio da 3G Capital, está incentivando os jovens e ex-bolsistas beneficiados pela Fundação Estudar, instituição que concede bolsas de estudo em universidades estrangeiras e da qual é um dos idealizadores, a ingressar na carreira política. Seis ex-bolsistas e um ex-diretor da Fundação Estudar concorrem a cargos eletivos no pleito deste ano.

“Eu acho que alguns desses jovens da fundação já podem ser eleitos agora, espero que em alguns anos eles cheguem até a presidência e chamem outros jovens que eles conheceram na fundação para o tornar o país melhor”, disse Lemann, durante evento da Fundação Estudar que anunciou ontem 26 novos bolsistas.

No total, a Fundação Estudar já beneficiou 674 pessoas desde a sua criação em 1991. O primeiro bolsista foi Carlos Brito, CEO da AB InBev, que fez um MBA na Stanford University, nos Estados Unidos, bancado por Lemann e seus sócios Beto Sicupira e Marcel Telles – a iniciativa foi o embrião da Fundação Estudar. Desde então, a instituição concedeu bolsas para executivos que hoje ocupam cargos de liderança como Bernardo Hees (Kraft Heinz), Hugo Barra (Facebook), Rogério Melzi (Hospital Care), Fabio Jung (One Partners), entre outros. Uma das regras do programa é que as pessoas beneficiadas pela Fundação Estudar voltem para o Brasil ou trabalhem em projetos ligados ao mercado nacional após os estudos.

No próximo programa de bolsas, a instituição investirá R$ 1,9 milhão. Parte desses recursos vem dos ex-bolsistas, que após a conclusão de seus cursos contribuem com doações para os atuais alunos. Em 2017, 25% dos recursos levantados vieram de doações e 30% foram provenientes de recursos dos fundadores da instituição.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *