Arquivo diários:27/08/2018

Romero Jucá deixa liderança do governo no Senado; Garibaldi Alves poderá ser o novo líder de Temer

Resultado de imagem para Garibaldi alves e Temer
Garibaldi Alves e Temer

Por Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O senador Romero Jucá (MDB-RR) anunciou que está deixando a liderança do governo após desentendimentos com o Palácio do Planalto sobre as respostas que têm sido dadas à crise de Roraima, após a imigração de venezuelanos que chegam ao Brasil pelo estado. Por meio do Twitter, ele disse que já comunicou a decisão ao presidente Michel Temer.

“Acabo de comunicar ao presidente Michel Temer que deixo a Liderança do Governo por discordar da forma como o governo federal está tratando a questão dos venezuelanos em Roraima”, escreveu na rede social.

Jucá, que foi líder do governo no Congresso desde que o presidente Temer assumiu a presidência, foi escolhido líder no Senado em março do ano passado, em substituição ao então senador, Aloysio Nunes, quando este assumiu o ministério das Relações Exteriores.

Documentos de veículos também terão versão eletrônica

A exemplo do que já ocorre com o título de eleitor e com a carteira nacional de habilitação (CNH), o registro e o licenciamento de veículos automotores terão também uma versão digital. O documento poderá ser baixado a partir de hoje (27), por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CNH Digital), já disponível tanto para o sistema Android como para o IOS.

A primeira unidade federativa a fazer uso deste documento é o Distrito Federal. O aplicativo reunirá, na mesma plataforma, CNH, seguro obrigatório e Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Segundo o ministro, a ideia do aplicativo é facilitar a vida do cidadão e diminuir as filas dos departamentos de trânsito.

Henrique Alves está mais buliçoso que nunca

Resultado de imagem para Henrique alves e Carlos Eduardo AlvesO ex-deputado federal e chefe da Nação Bacurau Henrique Alves está atuando com a mesma competência de sempre..

Grande articulador, Henrique tem mandado chamar alguns prefeitos que votam nos adversários de Carlos Eduardo Alves na casa do finado Nélio Dias onde funciona um escritório de campanha e oferecido muitas vantagens para os prefeitos apoiarem seus primos Carlos  e Garibaldi Alves..

O soldado Vasco tomou conhecimento que o prefeito de um município serrano do Seridó foi cantado com 150 bons argumentos para mudar de lado, mas não aceitou.. Já existe algumas conversas gravadas e outras que serão gravadas.. Hoje, só quem é doido para ter conversas deste tipo..

Estão gravando até ronco de freiras.. Foi por causa de gravações que o primo Lobão foi preso..

 

Robinson Faria acelera campanha no Agreste fazendo grande comício em Passa e Fica

Neste domingo, o governador Robinson Faria acelerou sua campanha na Região Agreste visitando os municípios de Goianinha, Espírito Santo e Passa e Fica..

O encerramento da Caravana da Verdade foi com um grande comício em Passa e Fica com discursos do prefeito Leo Lisboa, deputado federal Rafael Mota e do deputado estadual Ricardo Mota. Também esteve presente o deputado federal Fábio Faria..

Confira imagens:

Bancos retomaram 70 mil imóveis por falta de pagamento desde 2014

Fernando Nakagaw

Com a alta inadimplência nos financiamentos imobiliários provocada pela crise econômica, o número de imóveis retomados pelos bancos disparou nos últimos anos. Desde o início de 2014, as cinco maiores instituições financeiras do País retomaram R$ 11,5 bilhões em imóveis por falta de pagamento. O setor estima que essa cifra corresponde a cerca de 70 mil casas e apartamentos.

A inadimplência cresceu à medida que a crise elevou o desemprego e reduziu a capacidade financeira das famílias. Atualmente, os cinco maiores bancos têm o volume recorde de R$ 13,7 bilhões em imóveis à espera de um interessado – incluindo as unidades que já estavam no estoque -, cifra que cresceu 745% em quatro anos e meio.

Números nos balanços do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander revelam que, juntas, as instituições tiveram aumento médio de quase R$ 2 bilhões no volume de imóveis retomados a cada ano entre 2014 e o ano passado. O ritmo continua forte em 2018 e, em apenas seis meses, bancos tomaram mais R$ 1,48 bilhão em casas e apartamentos de inadimplentes.

Aplicativo dá transparência e dificulta abusos no Facebook

Por Jonas Valente – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Ao abrir uma “Linha do Tempo” do Facebook, usuários são inundados com mensagens. Uma parte importante delas é de anúncios ou conteúdos patrocinados (ou impulsionados, no jargão usado pela rede social). Desde o início da campanha eleitoral, os brasileiros passaram também a receber propaganda de candidatos e partidos, canal utilizado pela primeira vez na disputa deste ano.

Mas muitas pessoas não sabem o porquê de estarem recebendo essas publicações pagas. Outras não diferenciam esse tipo de mensagem daquelas enviadas por amigos. Um aplicativo lançado nesta semana pode ajudar usuários a lidar com essas práticas de direcionamento, ao dar mais transparência e dificultar o uso de dados para a segmentação de anúncios. O Fuzzify.me é uma extensão (plug-in) e pode ser instalada gratuitamente em navegadores Chrome e Firefox

A ferramenta foi produzida pela organização brasileira Coding Rights, que atua com direitos humanos e tecnologias digitais. O desenvolvimento contou também com a participação de pesquisadoras de outras entidades internacionais, como Human Rights Watch.

 

Depois de instalada, a extensão é mostrada na forma de um botão no canto superior direito do navegador, ao lado do menu. Ao abri-la, é possível ver os anúncios publicados na “Linha do Tempo” e o motivo de eles serem mostrados. Assim, o recurso ajuda o usuário a compreender melhor como seu perfil está sendo construído e que tipo de segmentação está sendo adotada por cada anunciante.

“A ideia é que, olhando a Linha do Tempo e porque você está sendo alvejada com anúncios, vá entendendo como o Facebook está te perfilando e te vendendo. Pensamos que seria interessante no contexto de eleições para pegar os anúncios políticos também”, explicou à Agência Brasil Joana Varon, uma das criadoras da ferramenta.

Dificultando anúncios

Continue lendo Aplicativo dá transparência e dificulta abusos no Facebook

Supremo quer trocar bolsa-moradia por reajuste

Dias Toffoli e Luiz Fux assumirão em 13 de setembro a presidência e a vice-presidência do STF. Antes de tomar posse, decidiram converter uma agenda sindical num processo de corrosão da futura gestão. Sugeriram a Michel Temer trocar o “direito” dos juízes a um auxílio-moradia de R$ 4.377,73 por um reajuste salarial de 16,38%.

O aumento elevará o contracheque dos ministros do Supremo, teto salarial do funcionalismo, de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil.

A proposta de Toffoli e Fux carrega um vício de origem. O “direito” que os ministros oferecem como compensação para o reajuste é, na verdade, um privilégio imoral. A lei da magistratura anota que, além dos vencimentos, juízes “poderão” receber vantagens como o auxílio-moradia (quando forem transferidos para outras cidades, por exemplo). A coisa virou tunga em 2014, quando liminar concedida por Fux estendeu o mimo a todos os magistrados e procuradores

Ciro Gomes falando sobre MDB de Garibaldi Alves diz que “vai botar pra correr ladrão e bandido pra correr até a porta da cadeia.”

Resultado de imagem para Garibaldi Alves Carlos Eduardo
Bravata: o partido de Ciro no RN com seu candidato Carlos Eduardo Alves (PDT) apoia o senador investigado pela Policia Federal Garibaldi Alves do MDB

Estadão Conteúdo

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, subiu o tom das críticas aos adversários neste domingo. Em visita à capital paulista, o pedetista criticou o tucano Geraldo Alckmin, o emedebista Henrique Meirelles e presidenciável do Novo, João Amoêdo.

O MDB foi quem tomou a maior parte dos ataques. Questionado se aceitaria um eventual apoio da sigla do presidente Michel Temer caso seja eleito, Ciro revidou: “Nem a pau, Juvenal. Meu governo vai botar pra correr ladrão e bandido. Botar pra correr até a porta da cadeia.”

Ao afirmar que no decorrer da campanha deixará evidente qual projeto cada candidato representa, Ciro reforçou a associação direta de Alckmin e Meirelles com o governo do Temer.

“A turma do Temer está dividida entre Meirelles e o Alckmin. Então, se você é favorável às ideias do Temer, à proposta do Temer, vota na turma do Temer”, disse Ciro, que visitou neste domingo uma feira livre na região de Itaquera, na capital. “Eu lutei muito contra o Temer, contra essas reformas antipovo, antipobre, e estou fazendo propostas populares”, afirmou.

Sem citar diretamente o nome de Amoêdo, Ciro fez referência ao patrimônio declarado de R$ 425 milhões do candidato do Novo. “Tem candidato nesta eleição que tem R$ 425 milhões, quase meio bilhão de Reais, e vive com mais da metade disso em renda fixa. E vive falando mal do Estado. Então, o camarada faz com que todo cidadão desempregado no Brasil hoje pague o juro com que ele paga seu jatinho”

Procuradora que postou contra ministros do STF promete pedir de desculpas

Resultado de imagem para A procuradora Monique Cheker

A procuradora Monique Cheker, do Ministério Público Federal do Rio, prometeu fazer um pedido de desculpas público a integrantes do STF que fizeram queixa ao CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) após ela insinuar, no Twitter, que ministros receberiam “por fora” para ajudar “companheiros”.

A postagem foi relatada pela Folha em julho. Gilmar Mendes e Dias Toffoli acionaram o CNMP. Na ocasião, ela acusou o Painel e a colunista Mônica Bergamo de deturparem o texto. Depois, escalou interlocutores para sondar o STF sobre a chance de encerrar a polêmica.

Na minuta da carta pública, Cheker ainda responsabilizava a imprensa pelo episódio