Procuradora-geral Raquel Dodge reconhece que o governador Robinson Faria não cometeu crime de corrupção

Resultado de imagem para Raquel Dodge
Raquel Dodge

A procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, emitiu um parecer recomentando que as acusações feitas pela JBS envolvendo o governador Robinson Faria de recebimento de propina sejam encaminhadas apenas para a Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte.

Para a procuradora-geral Robinson não cometeu nenhum crime de corrupção, ela quer saber se houve suposto crime eleitoral na campanha de 2014.

Essa decisão da chefe do Ministério Público afasta qualquer outra suposta ilegalidade envolvendo o chefe do Executivo Estadual do RN no inquérito.

Segundo representantes da JBS, a empresa teria pago R$ 1,2 milhão referente a serviços prestados na campanha de Faria ao governo do RN, que não constavam na prestação de contas. O governador nega e a decisão da PGR reforça que não houve qualquer prática criminosa.

 

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *