Arquivo diários:16/03/2019

Paulinho caminha tranquilo para a reeleição em São Gonçalo do Amarante, diz o primo xerife Robson Pires

Por Robson Pires

Sem adversários, o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulinho da Habitação (PR), faz uma gestão aprovada pela maioria dos habitantes e politicamente não possui adversários. Poti Neto (MDB) que disputou com ele o último pleito, sumiu. Talvez a turma que se filiou ao PSL possa se organizar, mas, por enquanto, está longe de representar ameaça.

Em abril voos com saídas de João Pessoa estão 22.5 % mais baratos que os de Natal

*Em abril, voos com saída de João Pessoa estão 22,5% mais baratos que os de Natal*

Viajar para o Brasil durante o mês de abril saindo de João Pessoa ao invés de Natal representa uma economia de 22,5% na hora da aquisição das passagens aéreas. É o que mostra um levantamento feito pelo site Agora Eu Voo, especializado em barganhas de viagens, que foi publicado nesta sexta-feira (15). Em algumas datas, a diferença chega a ser de 112%, ficando o trecho R$ 359 mais barato.

O Agora Eu Voo simulou, quarta e quinta-feira (13 e 14), viagens nos 30 dias do mês de abril para São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília, destinos para os quais Natal e João Pessoa possuem voos regulares diretos. Foram 240 simulações ao todo a partir das duas cidades. A capital federal é a que custa menos saindo da Paraíba: as passagens são em média 26,9% mais baratas.

São Paulo é a única cidade para a qual, em todos os 30 dias do mês, custa menos viajar por João Pessoa. As passagens são 23,6% mais baratas. Para o Rio de Janeiro, em 72% do mês, a saída pela Paraíba é 17,2% mais em conta. Apesar de Salvador fugir a regra e ter, na maioria das datas, passagens mais baratas a partir de Natal, é para lá que está a maior diferença. Em 14 de abril, por exemplo, o trecho está 112% mais caro, R$ 677 de Natal contra R$ 498 de João Pessoa.

Responsável pelo Agora Eu Voo, o jornalista Octávio Santiago conta que, apesar da diferença, o número de voos com saídas de Natal é superior ao de João Pessoa. “Essa questão não está ligada, portanto, a quantidade de decolagens. O Governo do Estado reduziu o ICMS sobre o querosene de aviação, mas a contrapartida social não aconteceu e a Lei da Oferta e Procura é quem dita os preços”, diz ele.

O levantamento também sugere diálogo com as companhias aéreas. Como justifica Octávio, a Latam realiza voos diários diretos de Natal e de João Pessoa para Brasília. Porém, em datas como 26 e 27 de abril, o de Natal custa R$ 587 e o de João Pessoa apenas R$ 316: 46% de diferença. “É preciso que a companhia explique a razão para tamanha discrepância”, sugere o jornalista, que lembra: “se é mais caro para sair, também é para chegar, o que atrapalha a vinda de turistas”.

Fonte: www.agoraeuvoo.com.br

Deputada Cristiane Dantas promove sessão solene para comemorar o Dia Internacional da Mulher

A Assembleia Legislativa promoveu, ontem, sexta-feira (15), uma sessão solene proposta pela deputada Cristiane Dantas, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. Na ocasião, foram homenageadas a governadora do RN, Fátima Bezerra, a corredora Magnólia Figueiredo e a delegada da Mulher Ana Alexandrina Gadelha, em solenidade proposta pela bancada feminina da Casa.

Deputada Cristiane Dantas

“Além de reconhecer a atuação das mulheres, dirijo minhas palavras aos homens. O movimento feminista ainda é muito incompreendido. Foi criado um rótulo que associa o feminismo a uma disputa entre homens e mulheres, mas todo rótulo é equivocado”, disse a deputada Cristiane Dantas. Ela pediu ainda a efetivação de políticas públicas como o projeto “Maria da Penha nas Escolas”.

A deputada estadual Eudiane Macedo destacou, em sua fala, a importância do autoconhecimento das meninas e mulheres. “Saber o nosso lugar no mundo é essencial para não aceitarmos menos do que podemos e do que merecemos. A história mostra que nada nos foi dado, nada foi por acaso, tudo foi conquistado por nós mesmas”, discursou a deputada.

Em sua fala de agradecimento, Magnólia externou sua gratidão à sua família e disse que “não importa se as pessoas acham que é um espaço masculino, o que importa é suas decisões serem respeitadas”. Ana Alexandrina, por sua vez, destacou a “missão” de defender outras mulheres e a importância de haver a igualdade de oportunidades.

A sessão solene foi conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira, que homenageou as três parlamentares mulheres da Casa. O Coletivo de Feministas e Feminismos Nísia Floresta também foi homenageado. A senadora Zenaide Maia e a vereadora de Natal Nina Souza participaram da solenidade, que foi encerrada com apresentação do Coral da Assembleia.

Manuela D’Ávila ganha dano moral por crítica de médica no parto da filha

CONJUR/Por Jomar Martins

Pessoas públicas, como os políticos, estão sujeitas a críticas e, implicitamente, aceitam que seus direitos subjetivos de personalidade sejam afetados por diferentes opiniões. Entretanto, esta mitigação de direitos não se estende ao espaço de vida privada da pessoa criticada, núcleo que deve ser inexpugnável ao escrutínio alheio.

Com a prevalência deste entendimento, a maioria da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul aceitou apelação da ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PC do B), que teve ação de danos morais julgada improcedente pela 16ª Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre. Com a procedência da indenizatória, Manuela irá receber R$ 5 mil da médica Juliana Zanrosso Caran, que a criticou por motivos políticos em rede social logo após o parto da filha.

Vitória da divergência
O relator da apelação, desembargador Tasso Soares Delabary, se alinhou ao juízo de origem, por entender que a postagem não contém nenhum conteúdo ofensivo ou pejorativo, mas apenas manifestação livre do pensamento num debate público instaurado pela própria autora, que tachava a cesariana de “violência obstétrica”, o que gerou animosidade com a classe médica.

“Logo, se a própria autora contextualizou sua gravidez à agenda política de defesa da redução de cesáreas e contra o que denominou de ‘violência obstétrica, não se pode reputar como abusiva ou como ataque pessoal a conduta da demandada que, diante do parto por cesárea, manifesta sua contrariedade com a forma que a autora se refere à atividade obstétrica como um todo e lança, ainda que de forma irônica, questionamento quanto à posição defendida pela parlamentar”, justificou no voto.

Delabary, entretanto, foi voto vencido no colegiado, prevalecendo o entendimento do colega Eugênio Facchini Neto. Para o redator do acórdão, a médica mostrou “conduta reprovável” ao escolher o momento do parto para, indiretamente, criticar Manuela, ainda que tenha tido o cuidado de postar um texto não ofensivo, aparentemente neutro e com linguagem polida. “A fina ironia que deu tom ao texto pode ser mais ferina do que outro texto, explicitamente ofensivo, mas que ao mesmo tempo revelasse o despreparo e a falta de inteligência de quem tivesse elaborado. Não foi à-toa que o texto, segundo a própria demandada, foi curtido por mais de 22 mil pessoas e compartilhado por mais de 7 mil”, escreveu no voto.

A seu ver, este não era o momento para a ré provocar a autora, que estava em estado puerperal, que deixa a mulher mais vulnerável. “No hospital Divina Providência, não se internou a Deputada Estadual Manuela D’Ávila para defender ou debater questões relativas ao ‘parto humanizado’. (…) [Manuela]Desejava que a equipe médica que a assistia a auxiliasse nesse momento importante de sua vida. Ela, seu marido e seu médico decidiriam as condutas a adotar a partir do momento em que ela baixou hospital. Essas questões diziam respeito à vida privada da autora”, anotou no voto.

Crítica política pós-parto
O fato que deu ensejo à ação indenizatória ocorreu no dia 28 de maio de 2015, uma hora após Manuela ter dado à luz à filha, num trabalho de parto que durou 26 horas e precisou ser concluído por cesariana. Sabendo que Manuela é defensora do “parto humanizado” e crítica ferrenha da cesariana, a médica obstetra a criticou em sua página no Facebook.

Segundo a inicial, a médica aproveitou o momento de dificuldade da então deputada para fazer provocações para um debate irracional e agressivo, quando deveria ter aguardado seu retorno à militância política ou, pelo menos, que estivesse fora de perigo de complicações pós-parto.

Na contestação, Juliana Caran afirmou que sua manifestação, feita em sua própria página do Facebook, teve a intenção apenas de incentivar o debate e não de ofender a autora. Defendeu que não houve qualquer invasão à privacidade da autora, não podendo ser responsabilizada por eventuais ofensas praticadas por terceiros

Presidente do BNB ressalta investimentos do FNE em encontro no Rio Grade no Norte

O presidente do  Banco do Nordeste, Romildo Rolim, em Natal, na manhã desta sexta-feira, 15, afirmou que a instituição viveu o seu melhor ano em 2018, com aplicação recorde de R$ 32,6 bilhões em toda a sua área de atuação e de R$ 3,7 bilhões somente no Estado do Rio Grande do Norte. Ele informou, ainda, que a expectativa para 2019 é de expansão desse trabalho.

O encontro com empresários locais foi realizado no restaurante Nau. Romildo Rolim ouviu de uma plateia qualificada a opinião comum que atesta a importância do Banco para o Estado e a região.

O presidente do BNB ressaltou que no ano passado foram aplicados os valores integrais do orçamento previsto no Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Segundo ele, a instituição tem buscado aperfeiçoar e agilizar os processos internos e o atendimento, sem deixar de lado as normas e regras de concessão de crédito, que asseguram a correção das operações.

“Foi o melhor ano do Banco do Nordeste em termos de aplicação e de qualidade do ativo. Fomos mais efetivos no reembolso e na gestão da adimplência. Em 2019 vamos continuar aplicando todo o nosso orçamento, cumprindo nossa missão de banco de desenvolvimento da Região. Contribuímos para alavancar a economia do Estado e gerar emprego e renda para a população”, afirmou Romildo. Continue lendo Presidente do BNB ressalta investimentos do FNE em encontro no Rio Grade no Norte

Acusados de matar Marielle vão para presídio em Bangu

Os dois suspeitos pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes foram transferidos da Delegacia de Homicídios (DH) para o Complexo Prisional de Bangu. A transferência ocorreu no final da tarde desta sexta-feira (15), após eles se negarem a prestar depoimentos à Polícia Civil, resguardando o direito constitucional de só falar em juízo.

Após uma passagem por Bangu, eles serão transferidos para um presídio federal, que ainda não foi definido.

“Foi [um ato] pró-forma aqui na delegacia e nós entendemos desnecessário, porque já existe denúncia. A gente não entendeu por que ele depor em sede de inquérito policial, uma vez que é um procedimento administrativo que busca indícios de autoria. Diante do fato das defesas técnicas não terem tido acesso ao inteiro teor do que consta no processo, eu orientei meu cliente a exercer o seu direito de permanecer calado e só falar em juízo”, disse o advogado Henrique Telles, que defende o ex-policial militar Élcio Queiroz. Continue lendo Acusados de matar Marielle vão para presídio em Bangu

Governadores do Nordeste rejeitam pontos da reforma da Previdência, mas veem “debate necessário”

Governadores do Nordeste rejeitam pontos da reforma da Previdência, mas veem “debate necessário”

 

Os nove governadores da região Nordeste assinaram, nessa quinta-feira (14), um documento em que afirmam que a reforma da Previdência é “um debate necessário para o Brasil”, mas criticam pontos da proposta de emenda à Constituição (PEC) do governo Bolsonaro. A carta foi produzida em encontro do chefes do Executivo da região em São Luís.

O grupo atacou tópicos que já têm sido alvos de discórdia entre deputados, que devem começar a analisar a proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara na semana que vem. O colegiado de governadores se disse “em defesa dos mais pobres, tais como beneficiários da Lei Orgânica da Assistência Social, aposentados rurais e por invalidez, mulheres, entre outros

Os governadores do Nordeste são majoritariamente de partidos de esquerda, que no Congresso são contra a PEC de Bolsonaro. Na região há quatro governadores do PT, dois do PSB, um do PCdoB, um do MDB e um do PSD.

Também foi alvo de críticas a ideia do ministro da Economia, Paulo Guedes, de desconstitucionalizar parte das regras previdenciárias do país, que passarão a ser regidas por leis. Na visão dos governadores, isso diminuirá a proteção aos beneficiários. Continue lendo Governadores do Nordeste rejeitam pontos da reforma da Previdência, mas veem “debate necessário”

Executiva completa 16 anos de sucessos

Só falta cumprir  tabelas 👍

O sonho de dois jovens que haviam acabado de sair da faculdade, em 2003, se transformou em uma das mais bem sucedidas e premiadas agências de comunicação do Rio Grande do Norte. A Executiva – Agência de Comunicação comemora, neste dia 15 de março, 16 anos de fundação, festejando a conquista de prêmios de nível nacional e internacional e um grande crescimento em termos de estrutura e de atendimento a clientes.

O mais recente prêmio conquistado pela agência potiguar veio no início deste ano, com o reconhecimento pela revista austríaca Archive, de uma peça publicitária do Colégio CEI Romualdo como uma das melhores do mundo. No Norte e Nordeste do país apenas duas agências obtiveram esse reconhecimento: a Executiva e uma agência pernambucana foram agraciadas com a premiação da Achive, que é uma grande referência para o mercado mundial. Aqui no RN, apenas uma outra agência, a Art&C, conquistou o mesmo prêmio. “No que diz respeito a premiações, esse é um dos grandes feitos da Executiva nesses 16 anos. Todavia, o que nos deixa verdadeiramente felizes é perceber a satisfação dos nossos clientes”, sentenciou um dos sócios-fundadores da agência, o publicitário Erick Gurgel.

Mas os prêmios não pararam por aí. A Agência Executiva também ganhou o título de melhor campanha educativa de trânsito do Brasil, na Bienal do Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran, em 2017, com uma campanha educativa do Detran/RN, do Governo do Estado, concorrendo com os maiores centros de comunicação do país como: São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia, entre outros.

O início, como na maioria dos novos negócios, não foi fácil.Uma trajetória premiada que começou de forma modesta. A agência funcionava em apenas uma sala, com dois funcionários e dez clientes, amigos próximos dos recém-formados publicitários Erick Gurgel e Odemar Neto, que confiaram a eles a gestão das suas marcas. Os dois fizeram a faculdade juntos e compartilharam do mesmo sonho, que acabou virando realidade.Hoje, a Agência Executiva cresceu e se tornou uma das mais respeitadas agências de publicidade do RN. A estrutura conta com mais de 30 funcionários, distribuídos em uma sede com 12 salas e atendem às demandas de aproximadamente 50 clientes. Na sala de criação, que pode ser considerada o cérebro de uma agência de propaganda, existe capacidade para até 20 colaboradores. “Temos estrutura suficiente para atender os nossos atuais clientes e expandir ainda mais nosso trabalho”, garantiu Erick.

Para comemorar esses 16 anos de conquistas e realizações, a Executiva lançou uma campanha que ganhará as ruas em breve. “Por todos os ângulos e por todos os aspectos que a gente olhar pra Executiva a gente observa um crescimento. A gente ampliou o número de clientes, crescemos em número de profissionais, a infraestrutura vem ampliando ano após ano, tanto em equipe quanto em equipamentos e, a cereja do bolo tem sido a conquista de importantes prêmios. Graças a Deus as coisas vem acontecendo dentro do planejado. Só temos a agradecer aos clientes, parceiros e fornecedores”, finalizou Erick Gurgel

Fonte: Tabela do Primo

Revoltados por perder fundo milionário, procuradores da República pedem demissão

As críticas internas no Ministério Público Federal à atuação da procuradora-geral, Raquel Dodge, se intensificaram nesta semana, após a chefe da instituição ter solicitado ao Supremo Tribunal Federal  que suspendesse o acordo firmado pela Lava Jato com a Petrobrás, que criava um fundo de R$ 2,5 bilhões. Dois procuradores da República que atuavam em uma secretaria vinculada ao gabinete de Raquel pediram demissão, o que foi recebido pela categoria como um protesto.

Os procuradores Pablo Coutinho Barreto e Vitor Souza Cunha eram chefes da Secretaria de Perícia, Pesquisa e Análise (SPPEA), que realiza um trabalho de investigação criminal. Procurada pela reportagem, a Procuradoria-Geral da República disse que os procuradores informaram que saíram por motivos pessoais e que o órgão não faria comentários. Continue lendo Revoltados por perder fundo milionário, procuradores da República pedem demissão