Manifestação termina em confronto e incêndio no Rio

Ônibus pegou fogo na avenida Presidente Vargas logo após dispersão de passeata; ato reuniu 150 mil pessoas, segundo sindicato

A manifestação contra cortes na Educação anunciados pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) terminaram em confronto no centro do Rio de Janeiro. Um ônibus pegou fogo por volta das 20h na avenida Presidente Vargas, onde se concentrou a passeata que durou mais de 3 horas e se manteve pacífica durante a maior parte do ato. Não há informações sobre a causa do incêndio.

Poucos minutos antes, um grupo de pessoas mascaradas havia entrado em confronto com a Polícia Militar durante a dispersão do ato contra o governo. Policiais reagiram com bombas de gás e houve correria ao redor da Praça da República e ao longo da Avenida Presidente Vargas. Os confrontos continuavam às 19h50, quando o ônibus começou a pegar fogo.

Ônibus é incendiado por manifestantes após o protesto contra o corte de verbas detinadas para educação proposto pelo governo na noite desta quarta-feira, 15, no centro da cidade do Rio. O protesto foi convocado pelas redes sociais e acontece em vários pontos do país.
Ônibus é incendiado por manifestantes após o protesto contra o corte de verbas detinadas para educação proposto pelo governo na noite desta quarta-feira, 15, no centro da cidade do Rio. O protesto foi convocado pelas redes sociais e acontece em vários pontos do país.

Foto: Wilton Junior / Estadão

Estadão
Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *