Arquivo diários:23/08/2019

Governo federal autoriza operação das Forças Armadas em Roraima

Medida deverá ser estendida a todos os Estados da Amazônia brasileira. Intensificação de queimadas na região causou repercussão mundial

BRASÍLIA – O governo federal autorizou operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para que as Forças Armadas atuem no Estado de Roraima. O objetivo é que a medida seja estendida a todos os Estados da Amazônia Legal. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) já havia afirmado que a “tendência” era que o governo acionasse tropas do Exército para auxiliar no combate aos incêndios na região amazônica.

As queimadas recordes na região amazônicavêm despertando forte preocupação dos governos europeus e da comunidade científica, com ampla divulgação negativa sobre o governo brasileiro. França e Irlanda ameaçam bloquear o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul, firmado em junho, caso o Brasil não tome providências para proteger a floresta amazônica.

Na noite de quinta, o governo publicou em edição extra do Diário Oficial da União(DOU) despacho que determina que todos os ministros adotem “medidas necessárias para o levantamento e o combate a focos de incêndio na região da Amazônia Legal para a preservação e a defesa da Floresta Amazônica”.

Estadão

Natal receberá mais de R$ 2 milhões pra saúde

A cidade do Natal foi beneficiada com R$ 2.134.000 do governo federal para ações de saúde. O anúncio foi feito pelo deputado federal Benes Leocádio (Republicanos), que esteve no Palácio Felipe Camarão, nesta sexta-feira (23), informando sobre a liberação dos recursos em audiência com o prefeito Álvaro Dias.
“Agradecemos o apoio do deputado Benes dado para fortalecer a rede pública de saúde em Natal. A população se beneficia com o aprimoramento e a ampliação dos serviços que prestamos nessa área”, destacou o chefe do executivo municipal.
Através de emendas parlamentares, o deputado Benes viabilizou um total de R$ 1 milhão para ações de melhorias e reforços de Unidades Básicas de Saúde (UBS), R$ 500 mil para o Hospital Infantil Varela Santiago, R$ 130 mil para o Grupo Reviver, e R$ 504 mil para a Liga Contra o Câncer; recursos esses oriundos do Fundo Nacional de Saúde.
A audiência teve participação da deputada estadual, Eudiane Macedo, e do presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Paulinho Freire.

Bolsonaro alerta para “guerra da informação contra a verdade”

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta sexta-feira (23), da cerimônia do Dia do Soldado, celebrado em 25 de agosto, no Quartel-General do Exército, em Brasília. Em seu discurso, citou a Amazônia e a “árdua missão” de defendê-la e que há uma guerra de informação em curso. “Meus irmãos militares, população brasileira, vamos marchar para o sucesso. Não nos faltam inimigos, como os de sempre, que temo ganharem a guerra da informação contra a verdade”, disse.

Na última semana, Bolsonaro já havia afirmado, em discurso para os cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), que “outros países cada vez mais tentam ganhar a guerra da informação para que nós venhamos a perder a soberania sobre essa área”, em referência à divulgação das taxas de desmatamento na Amazônia Legal e das queimadas na região.

Durante a leitura da Ordem do Dia, o comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, também destacou a atuação dos militares nas diversas regiões “garantindo a soberania do país”. “Aos incautos, que insistem em tutelar os desígnios da brasileira Amazônia, não se enganem, os soldados do Exército de Caxias estarão sempre atentos e vigilantes, prontos para defender e repelir qualquer tipo de ameaça”.

O Dia do Soldado homenageia o nascimento do marechal Luís Alves de Lima e Silva, em 1803, o Duque de Caxias, soldado símbolo da Pátria. “Soldado do Exército Brasileiro, soldado do Brasil, hoje é o nosso dia, todos nós somos soldados da pátria. O exemplo nós temos, o nosso invicto Caxias que lega a todos nós a esperança, a certeza, a fé, a garantia que esse povo é vitorioso”, disse Bolsonaro em seu discurso.

Durante a solenidade, personalidades e autoridades civis militares e organizações militares foram condecoradas com a Medalha Exército Brasileiro e a Medalha do Pacificador, pelos serviços prestados ao Exército.

Bolsonaro chegou à cerimônia acompanhado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Também estavam presentes o vice-presidente, Hamilton Mourão, e os ministros da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro; da Defesa, Fernando Azevedo; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; da Infraestrutura, Tarcísio Freitas; do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto; da Cidadania, Osmar Terra; e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Agência Brasil

Direita programa manifestação em Natal do Domingo

No próximo domingo (25), às 15 horas no Midway, os movimentos de direita do Rio Grande do Norte voltarão às ruas para protestar em apoio à Operação Lava Jato, contra os desmandos e manobras dentro do Supremo Tribunal Federal (STF) e pedir o impeachment dos minitros Gilmar Mendes Toffoli e Alexandre de Moraes, além de manifestar apoio a Sérgio Moro e Deltan Dallagnol e também pedir veto total à Lei de Abuso de Autoridade.

Para um dos organizadores, Carlos Reny, “o STF já extrapolou todos os limites, mostrando que vários de seus indicados estão a serviço de políticos corruptos. Um exemplo claro disso foi a decisão da não-transferência do presidiário Lula, em menos de 24 horas, enquanto pessoas de bem morrem em filas de espera sem decisões judiciais. Não podemos aceitar essa canalhice. O Brasil está acima do STF!”, explica Reny, integrante do Força Democrática.

Ratos administrativos fazem campanha difamatória contra advogado

Contrariando interesses de um grupinho que mandava no pedaço em varias governos, o advogado Mouzart de Albuquerque Neto tem sido vítima de uma campanha produzida por pessoas que não estão aceitando mudanças na Coordenadoria Jurídica da Secretaria de Administração do RN.

A referida Coordenadoria é fundamental e importante para amparar legalmente processos no âmbito administrativo do Governo do RN..

Muitos tubarões gulosos não querem perder o controle.

O antigo titular da Coordenação pedIu para sair por não suportar tamanha pressão.Os contrariados alegam que Mouzart responde processos promovidos pela sanha incontrolável do MPRN, mas são processos coletivos e em vários semelhante ele foi absolvido em todos.

A Ordem dos Advogados do RN já emitiu nota de apoio e solidariedade ao advogado ressaltando sua conduta ilibada e atestando seu notório e notável saber jurídico.

O presidente da OAB/RN, advogado Aldo Medeiros já manifestou pessoalmente total solidariedade ao seu colega vítima do complô sorrateiro.  Mouzart nunca sofreu nenhuma condenação por crime de qualquer espécie.

A governadora Fátima Bezerra precisa ficar de olho num grupinho de advogados que estão querendo controlar maviosamente setores jurídicos do Poder Executivo com objetivos políticos e escusos.

Confira a nota da OAB:

Bolsonaro fala sobre envolvimento de fazendeiros em incêndios

O presidente Jair Bolsonaro mudou o tom sobre os recentes incêndios na Floresta Amazônicaem uma live nesta quinta-feira, afirmando que as queimadas são prejudiciais a todos e sobre o possível envolvimento de fazendeiros. Depois de levantar suspeitas contra ONGs, Bolsonaro deu mais ênfase à possibilidade de envolvimento de fazendeiros nos incêndios, que disse terem “viés criminoso”.

20/08/2019
REUTERS/Adriano Machado
20/08/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters
“Ajudem-nos a combater isso daí, tá certo? Você que é da região, você que é fazendeiro, há suspeita que tem produtor rural que tá, agora, aproveitando e tacando fogo geral aí. Porque as consequências vêm para todo mundo”, disse o presidente. “Que vocês querem ampliar a área de produção, tudo bem. Agora, não é dessa forma que a gente vai conseguir atingir o nosso objetivo”, acrescentou.

Depois de o presidente francês, Emmanuel Macron, classificar nesta quinta-feira os incêndios na região como uma emergência internacional e pedir que a situação seja discutida em cúpula do G7, Bolsonaro mostrou preocupação com possíveis retaliações e disse que é preciso equilibrar a narrativa sobre o tema. “Se o mundo resolver nos retaliar e a economia nossa bagunçar, todos vocês, repórteres, todo mundo, vai sofrer as consequências”, disse.

“Nós temos que ter informações. Nós temos que nos preocupar em buscar equilibrar essa narrativa de notícias sobre essa região tão rica em tudo, em minérios, em biodiversidade, em água potável, em riquezas energéticas”, acrescentou.

Para o presidente, “é nisso que o mundo tá de olho” e os países que enviam recursos para preservar a floresta o fazem para atingir a soberania do Brasil. “Esses países que mandam dinheiro pra cá, não mandam por caridade. Espero que dê pra entender isso daí. Mandam pra cá com interesses de buscar atingir nossa soberania.”

Por outro lado, o presidente admitiu que existe uma grave falta de recursos neste momento, a ponto de o governo não ter “condições mais de pensar em botar alguns aviões nossos na região amazônica para combater o fogo”.

Macron fala sobre a Amazônia: “Nossa casa está queimando”

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que os incêndios na Amazônia devem fazer parte da agenda da cúpula do G7, que ocorre no fim de semana em Biarritz, no sudoeste francês.

No Twitter, Macron postou foto do incêndio na Amazônia e a hashtag #ActForTheAmazon
No Twitter, Macron postou foto do incêndio na Amazônia e a hashtag #ActForTheAmazon
Foto: DW / Deutsche Welle

Macron recebe no sábado os líderes dos países do G7 – Alemanha, França, Itália, Canadá, Estados Unidos, Japão e Reino Unido – em Biarritiz para seu encontro anual. Entre os temas da cúpula estavam o retorno da Rússia ao grupo e a saída do Reino Unido da União Europeia (UE). Diante do avanço das queimadas na Amazônia, o anfitrião fez um apelo ao grupo para que o tema também seja tratado no encontro.

As chamas destroem parte da floresta no Brasil e na Bolívia há duas semanas. Nos últimos dias, a fumaça dos incêndios florestais chegou até o Peru e a cidade de São Paulo.

Ainda não há dados oficiais sobre a dimensão do estrago causado pelos incêndios. Estima-se, porém, que milhares de hectares estão sendo consumidos pelo fogo nos estados de Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os focos de fogo em todo o país neste ano superam em 83% a quantidade registrada no mesmo período em 2018.

O presidente Jair Bolsonaro culpou a seca pela tragédia e, sem qualquer prova, chegou a acusar ONGs ambientalistas de estarem por trás das queimadas para suspostamente prejudicar seu governo.

O descaso do governo brasileiro com o meio ambiente tem sido alvo críticas da comunidade internacional. As imagens dos incêndios que já atingiram vários estados brasileiros, no entanto, dispararam um alerta mundial nesta semana e repercutiram em massa nas redes sociais, com intensa pressão para que as autoridades trabalhem para solucionar o problema.

Como parte dessa mobilização, circula nas redes a convocação para um protesto na sexta-feira, em frente a embaixadas do Brasil em vários países do mundo.

Nesta quinta-feira, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, afirmou que está profundamente preocupado com a situação. “Em meio à crise climática global, não podemos permitir mais danos a maior fonte de oxigênio e biodiversidade do planeta. A Amazônia precisa ser protegida”, disse.

Menina invade palco e interrompe discurso do papa Francisco

Diante da tentativa preocupada de parentes e funcionários de retirá-la do local, o papa sinalizou para que a deixasse circular pela área

Uma menina invadiu o palco onde o papa Francisco conduzia a audiência-geral na Sala Paulo VI, no Vaticano, nesta quarta-feira, 21. Durante a catequese do pontífice, a menina correu pelo local, bateu palmas e buscou a atenção de Francisco em algumas oportunidades.

Menina interrompe discurso do papa Francisco.
Menina interrompe discurso do papa Francisco.

Foto: Remo Casilli / Reuters

Diante da tentativa preocupada de parentes e funcionários de retirá-la do local, o papa Francisco sinalizou para que a deixasse circular pela área. O pontífice deu prosseguimento, segundo a comunicação do Vaticano, ao seu ciclo de catequeses sobre os atos dos apóstolos e nessa ocasião falou sobre a “comunhão integral na comunidade dos fiéis”.

Ao fim da cerimônia, ele deixou uma mensagem sobre o comportamento da garota. “Todos nós vimos esta menina tão bela. Pobrezinha, é vítima de uma doença e não sabe o que faz. Eu pergunto uma coisa, mas cada um responda no seu coração: eu rezei por ela? Vendo-a, eu rezei para que o Senhor a cure, a proteja? Rezei pelos seus pais e a sua família? Sempre que vemos alguma pessoa que sofre, devemos rezar. Que esta situação nos ajude sempre a fazer esta pergunta: eu rezei por essa pessoa que eu vi e percebe-se que sofre?”

RN terá novos voos para RJ em novembro e para SP, GO e BSB na alta temporada

O Rio Grande do Norte terá novas saídas regulares ligando a capital potiguar ao estado do Rio de Janeiro, por meio do aeroporto RIOGaleão. Serão três frequências regulares partindo do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, às quintas, sextas e domingos, com retorno do Galeão nas segundas, sextas e sábados.

A operação será realizada pela companhia Gol Linhas Aéreas, que também vai implantar voos na alta temporada para São Paulo (Congonhas), Brasília e Goiânia, além dos voos internacionais para Buenos Aires, que aguardam aprovação das autoridades argentinas.

Todas as vendas devem acontecer a partir de setembro, com operações iniciadas em novembro. “Além de aumentar a frequência do aeroporto internacional do Rio de Janeiro, também elevaremos a conectividade com o Sul, Centro-oeste do Brasil e vários países da América do Sul, que são mercados importantíssimos para o Rio Grande do Norte. Estamos muito felizes com o anúncio dos novos trechos feito pela Gol e na expectativa positiva de acrescentar a segunda saída direta da Argentina para o RN”, comenta a secretária de turismo do Rio Grande do Norte, Aninha Costa.

“A GOL tem como propósito ser a primeira para todos e expansões como essas, que a Companhia vem fazendo com bastante frequência, são de grande importância para o desenvolvimento do setor aéreo brasileiro, além de estimular o crescimento do turismo local”, afirma Claudio Borges, diretor de relações institucionais da GOL.

Os novos voos para o Rio Grande do Norte são resultado da assinatura do regime especial de redução do querosene de aviação (QAV), assinado no dia 18 de junho, que estabelece a redução da base de cálculo em cinco alíquotas: 12%, 9%, 5%, 3% e 0%. Em contrapartida, as companhias aéreas devem cumprir metas para assegurar a redução.