Arquivo diários:21/09/2019

Álvaro Dias apagando fogo

Tá parecendo ter incendiários na Prefeitura

O prefeito de Natal, Álvaro Dias tem se revelado um bom negociador. Ultimamente ele apagou alguns focos de discórdias com prestadores de serviços e fornecedores.

Depois de controlar um foco de incêndio com uma empresa coletora de lixo, o prefeito Álvaro Dias contornou uma ameaça de greve dos médicos da Cooperativa Médica do RN que prestam serviços à Prefeitura de Natal e não conseguiam ser recebidos pela Secretária de Finanças.  Antes, Álvaro apagou o fogo dos insanos semáforos instalados nas Avenidas Salgado Filho e Hermes da que incendiou a paciência dos motoristas de Natal.

Um trabalho de inteligência do prefeito está trabalhando para identificar se essas tentativas de incêndios são articulados e deliberados..

Casal troca socos em moto em movimento; veja vídeo

Flagra da agressão entre o piloto e a garupa em um scooter foi feito em Goiânia

Qualquer tipo de agressão entre duas pessoas é algo lamentável. Pior ainda entre um casal. Crime se for um homem contra uma mulher. E foi exatamente isso que aconteceu um vídeo que viralizou na internet, em que o piloto de um scooter e sua garupa trocam socos com o veículo em movimento. O registo criminoso foi feito em Goiânia.

Foto: YouTube/Reprodução / Estadão Conteúdo

Além das várias infrações de trânsito cometidas, como pilotar o scooter com uma mão só, o ato do piloto e da garupa poderia ter levado a uma queda envolvendo terceiros. Pelo menos isso não aconteceu e o motociclista conseguiu parar o scooter.

Para se andar de moto com segurança, é preciso respeitar alguns fatores.

Lei de agressão contra mulher mudou

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancionou na terça-feira, 17, a Lei Nº 13.871, que altera a Lei Maria da Penha para responsabilizar financeiramente os autores de violência doméstica, mesmo antes do fim do processo, e possibilitar a indenização às mulheres vítimas de agressões e o ressarcimento ao Estado dos valores gastos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Desmantelo geral: Major Olímpio diz que fica no PSL e que deseja saída de Flávio Bolsonaro

Estadão Conteúdo

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), reafirmou ao Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, o seu desejo de que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) deixe a sigla. Major Olímpio também expressou vontade de continuar no partido: “Vou resistir e mostrar que estou com o presidente Bolsonaro. Eu não sairei”.

Nesta quarta-feira, 18, no ato de filiação da senadora Juíza Selma Arruda (MT) ao Podemos – após ter deixado o PSL – Major Olímpio afirmou que ela trocou de legenda “porque está do lado certo”. Sobre outros integrantes da bancada do PSL no Senado, Olímpio informou que “(a senadora) Soraya Thronicke (MS), disse que não sairá”. “O outro senador é o Flávio Bolsonaro (RJ), que eu já disse que gostaria que deixasse o partido”, afirmou o líder do PSL.

Também o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), colocou o cargo à disposição do presidente Jair Bolsonaro. Bezerra foi alvo de um mandado de busca e apreensão cumprido pela Polícia Federal na manhã da última quinta-feira, 19.

Ao avaliar a semana do PSL e da base do governo no Senado, Major Olímpio falou que foi “ruim porque perdemos a Selma”.

30 anos da Constituição Potiguar serão comemorados na Assembleia Legislativa

Comemorando em outubro os 30 anos da Constituição Estadual do Rio Grande do Norte, a Assembleia Legislativa programou uma série de ações para celebrar o momento histórico. As atividades envolvem desde a realização de concurso de redação a homenagens àqueles que contribuíram para a elaboração e promulgação, em 1989, desse valioso documento de construção da cidadania potiguar.

Um dos trabalhos impulsionados esse ano em razão dos 30 anos é a revisão e atualização da Constituição Estadual, conduzida por uma comissão de servidores legislativos, além do Regimento Interno da Casa, que passa por igual processo. No dia 9 de outubro, está prevista uma sessão solene para homenagear os parlamentares constituintes com a entrega da “Comenda Deputado Arnóbio Abreu”, instituída com o intuito de reconhecer as relevantes contribuições ao Estado. Na oportunidade, a cantora potiguar Khrystal fará uma curta apresentação interpretando o Hino do Estado do Rio Grande do Norte. Continue lendo 30 anos da Constituição Potiguar serão comemorados na Assembleia Legislativa

Bolsonaro diz que vai jantar com Trump em Nova York

Jair Bolsonaro disse hoje que participará de um jantar com Donald Trump durante sua passagem por Nova York para participar da Assembleia-Geral da ONU, registra o Estadão.

“A previsão é sair daqui na segunda e na madrugada de quarta estar de volta. Tem um jantar [a] que devemos comparecer. Estaremos ao lado do Trump, motivo de honra”, disse o presidente brasileiro ao chegar ao Palácio da Alvorada, no fim da tarde.

“Tenho conversado muito com ele, sobre os mais variados assuntos”, acrescentou Bolsonaro.

O Antagonista

Bolsa fecha no maior patamar em dois meses; dólar cai

 

A Bolsa brasileira operou deslocada do mercado americano e fechou em alta de 0,45%, a 104.817 pontos, maior patamar desde 11 de julho. O dólar, que chegou a R$ 4,185 pela manhã, perdeu força e encerrou em queda de 0,26%, a R$ 4,153.

Nos Estados Unidos, índices da Bolsa de Nova York, que operavam em alta pela manhã, inverteram o sinal com a notícia de que uma delegação chinesa cancelou visitas a fazendas no estado americano de Montana.

O presidente americano Donald Trump também mexeu com os ânimos do mercado ao declarar que a China é uma ameaça ao mundo e que não busca um acordo parcial com a Pequim, apenas um acordo total. Continue lendo Bolsa fecha no maior patamar em dois meses; dólar cai

Advogados de Lula querem divulgar áudios para provar que foram interceptados por Moro

manifesto de 17 juristas do mundo acusando o ministro Sergio Moro, da Justiça, e a força-tarefa da Lava Jato de promoverem um julgamento injusto de Lula gerou réplica dos procuradores –e agora uma tréplica dos advogados do petista.

Numa carta enviada ao professor Matthew Stephenson, da Faculdade de Direito de Harvard, que está publicando a polêmica em seu blog, eles dizem que se dispõem a divulgar áudios “numa conferência internacional” para provar que foram interceptados ilegalmente por ordem de Moro– o que o juiz nega.

Entre elas estariam conversas de Lula com o advogado Cristiano Zanin, por exemplo.

MÔNICA BERGAMO

Flávio Bolsonaro recorre outra vez ao STF para suspender atos de investigação no caso Queiroz

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) recorreu mais uma vez ao Supremo Tribunal Federal para tentar suspender atos da investigação sobre peculato e lavagem de dinheiro. O procedimento está no Ministério Público do Rio desde o ano passado e apura suspeita da prática ilegal de rachadinha, como é conhecida a devolução de parte dos salários dos funcionários do seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio. A reclamação foi sorteada para o ministro Gilmar Mendes.

Frederick Wassef, advogado do senador, entrou com uma reclamação no STF alegando que um habeas corpus que a defesa propôs continuou tramitando no Tribunal de Justiça do Rio após a decisão do presidente do STF, Dias Toffoli,  em julho. Na ocasião, o ministro suspendeu todos os inquéritos abertos a partir de informações compartilhadas por relatórios do antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A investigação sobre o senador começou em julho do ano passado e foi baseada em um relatório que encontrou movimentações financeiras atípicas de R$ 1,2 milhão na conta de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio.

Na reclamação feita ao STF, no dia três de setembro, a defesa de Flávio reclama da tramitação de um habeas corpus do caso na 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). A defesa pediu a suspensão dos procedimentos em função da decisão do ministro Toffoli, mas o desembargador Antônio Amado disse que a decisão do ministro não se aplica à tramitação do habeas corpus. Wassef pede ao STF que suspenda todos os atos do caso até o julgamento do mérito sobre a ação que discute o compartilhamento de dados do Coaf com o MP.

Nos últimos dias, a procuradora Soraya Taveira Gaya, do Ministério Público do Rio, deu parecer favorável para que o senador tenha foro especial nas apurações do caso envolvendo a atuação de seu ex-assessor Fabrício Queiroz. Isso porque, segundo ela, os fatos analisados dizem respeito ao período em que ele foi deputado estadual. O parlamentar é investigado por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O parecer da procuradora atendia justamente um pedido da defesa do senador, que também solicitou que a investigação saísse da primeira instância e fosse analisada pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio. Dessa forma, o procedimento não ficaria mais sob a responsabilidade do juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau, da 27ª Vara Criminal, que determinou a quebra de sigilo de ex-assessores de Flávio na Alerj, e sim sob a tutela de um colegiado de 25 desembargadores.

O advogado Frederick Wassef que defende o senador Flávio Bolsonaro disse, por nota, que a procuradora “emitiu um parecer técnico respaldado pelos autos e pela lei”. A defesa ressalta que há meses vem “denunciando uma série de irregularidades sempre em desfavor de Flávio Bolsonaro. Entre elas, a quebra de sigilo fiscal e bancário sem autorização judicial, via relatórios do Coaf”, além do foro inadequado para investigar o hoje senador, já que “Flávio era deputado estadual e os fatos apurados são em relação ao período do mandato e em função do mandato”. Procurada para falar sobre a reclamação no STF, a defesa não retornou.

O GLOBO