Ministro da Educação nega saída do governo

Foto: Agência Brasil

Em meio a boatos de que sairia do governo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou categoricamente que não deixará o cargo. “Eu não vou pedir demissão e meu relacionamento com o presidente está ótimo”, disse, em entrevista ao iG . Ele afirma que os boatos sobre sua saída são mentirosos e têm o objetivo de desestabilizar seu trabalho.

O comentou ainda o relatório da Comissão Externa de Acompanhamento do Ministério da Educação da Câmara dos Deputados, que, na manhã desta quarta-feira (27).  classificou a gestão da pasta como “insuficiente” , além de emitir 52 recomendações. “São dois parlamentares que querem se promover sem ter feito a lição de casa deles, basicamente é isso”, disse, após desconsiderar o documento.

Weintraub  assumiu o comando da Educação no dia 8 de abril deste ano, após um início de governo conturbado e marcado por polêmicas, que culminaram na demissão precoce do então ministro Ricardo Vélez Rodríguez.  Como seu antecessor, o atual chefe do Ministério da Educação é da ala olavista do governo. Ele é ex-aluno de Olavo de Carvalho e foi indicado por seu professor para o posto.

Otimista, o governista faz uma análise positiva do primeiro ano de governo: “Um ano que começou extremamente duro e com grande parte da mídia atacando e mentindo. A gente conseguiu reverter e terminar o ano em uma direção muito positiva”, garante.

iG

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *