Arquivo mensais:novembro 2019

Heloísa Bolsonaro diz que passa ‘perrengue’ com o salário do marido Eduardo

IstoÉ

Heloísa Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro, disse em um vídeo que passa “perrengue” com o salário do marido. O filho do presidente ganha R$ 33.763 por mês, além de auxílio-moradia ou apartamento de graça para morar, verba de mais de R$ 30 mil por mês para gastar com alimentação, aluguel de veículo e escritório e ressarcimento de gastos médicos.

Nos vídeos feitos no Instagram, Heloísa, afirmou que não trabalhar e que pretende retomar a independência financeira. A esposa do deputado também disse que investe o dinheiro do casal em viagens.

“Não nos falta nada, a vida é muito boa com a gente. A gente consegue fazer viagens nas férias e jantar bem com os amigos… Não estou reclamando, só quero que vocês entendam que não é esse luxo. A gente não fica andando de iate e barco à toa, de jatinho, de primeira classe… a gente passa muito perrengue também. Quando a gente vai pros Estados Unidos, economiza. A gente foi pro Havaí, mas nosso almoço era US$ 2 ou US$ 3, no mercadinho… ficava até mais magrinha, maravilha”, declarou Heloísa.

A psicóloga contou que faz faxina em casa quando não pode contratar o serviço de um profissional e reclamou de gastar R$ 60 com uma manicure para fazer as unhas.

Eleitores de Ceará-Mirim e Alto do Rodrigues vão às urnas neste domingo (1)

As eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito de Ceará-Mirim e Alto do Rodriguesacontecem neste domingo (01), das 8h às 17h, e a Justiça Eleitoral potiguar já está com tudo encaminhado para que o pleito ocorra conforme o planejado. Ao todo, 62.360 eleitores do RN vão às urnas para escolher os candidatos.

O município de Ceará-Mirim, pertencente à 6ª zona eleitoral, contará com 47 locais de votação, 179 seções eleitorais e 161 urnas eletrônicas para atender à demanda de 51.837 eleitores aptos a votar. Além disso, 644 mesários voluntários atuarão no pleito garantindo a organização. Já em Alto do Rodrigues (47ª zona eleitoral), cujo eleitorado é menor – com apenas 10.523 pessoas aptas a votar, haverá 11 locais de votação, 39 seções e 32 urnas eletrônicas, além dos 128 mesários voluntários.

As novas eleições ocorrem em virtude da cassação e perda de mandato dos antigos prefeitos e vice-prefeitos de ambas as cidades, a partir de recentes decisões do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN).

Governo assina termo para fomentar utilização de mão de obra carcerária

O Governo do Estado, através da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), firmou com a Procuradoria Regional do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho um Termo de Cooperação Técnica para implementação do Plano Estadual da Política Nacional de Trabalho à Pessoa Privada de Liberdade e Egresso do Sistema Prisional.

A solenidade aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 28, na Sede da Governadoria, com a presença do Governador em exercício, Antenor Roberto, o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, os procuradores do Trabalho da 21ª Região, Xisto de Medeiros e Ileana Neiva, e o procurador-geral de Justiça, Eudo Leite, entre outras autoridades do sistema penal e da segurança pública.

A Seap está reestruturando o sistema para que empresas contratem mão de obra carcerária e está intensificando parcerias com o setor público, privado, sociedade civil organizada e a comunidade em geral em prol da capacitação e trabalho de condenados a penas privativas de liberdade, bem como recuperando egressos do sistema penitenciário. Nesse contexto, o MPT foi convidado para colaborar e potencializar as ações realizadas dentro das unidades prisionais.

O secretário Pedro Florêncio explica que a meta da gestão é manter o sistema sob controle e seguro, além de promover ações de ressocialização dos internos através de educação, capacitação e trabalho. “É uma satisfação enorme ver as instituições comprometidas com o tema. Não  tem outra alternativa para evitar o retorno ao crime”, disse.

Continue lendo Governo assina termo para fomentar utilização de mão de obra carcerária

Injeção perto dos testículos será lançada como 1º contraceptivo masculino

A Índia está prestes a lançar o primeiro contraceptivo injetável para homens. Os pesquisadores do país terminaram os testes clínicos e aguardam que o Controlador Geral de Remédios Indianos aprove a fabricação, o que pode levar cerca de sete meses.

Os estudos começaram em 1984. O contraceptivo é uma injeção que, aplicada na região próxima aos testículos, inibe a produção de espermatozoides. A técnica dura cerca de 13 anos e é reversível.

Tiririca é investigado pelo MP por suposta ‘farra de passagens aéreas’

Foto: Divulgação/EBC

Em seu primeiro discurso na Câmara, em dezembro de 2017, o deputado Tiririca disse estar decepcionado com a política brasileira e com seus colegas. “O que eu vi nos sete anos aqui, eu saio totalmente com vergonha”, afirmou ele. Apesar de ter se despedido do Congresso naquele ano, o humorista se candidatou pelo Partido Liberal em 2018 e foi eleito por São Paulo com quase meio milhão de votos. Em seu terceiro mandato em Brasília, o parlamentar percebeu que, diferentemente do que dizia em sua campanha, pior que está, fica.

No último dia 18 de novembro, o Ministério Público Federal instaurou uma investigação para apurar se o deputado utilizou “verba de gabinete para realizar viagens particulares”. Embora tenha sido eleito por São Paulo, Tiririca comprou com dinheiro público passagens aéreas para o Ceará, seu estado natal. A Câmara estabelece, entre outras regras, que os recursos destinados para viagens do político têm de estar relacionados com o exercício do mandato ou com deslocamentos para a sua base eleitoral. Os bilhetes não podem servir para benefício pessoal.

No caso de Tiririca, o Ministério Público Federal apura num inquérito civil se os gastos do deputado e seus assessores com passagens aéreas ao longo deste ano tiveram como finalidade cumprir agenda parlamentar ou se foram utilizadas com outro propósito. O parlamentar eleito por São Paulo costuma postar fotos em suas redes sociais divulgando shows em sua terra natal. Somente neste ano, o seu gabinete desembolsou mais de 70 000 reais em dinheiro público para se deslocar dezenas de vezes de Brasília para Fortaleza. Procurada, a equipe de Tiririca informou que não recebeu qualquer notificação da investigação e que todas as passagens aéreas são compradas de acordo com o regimento da Câmara.

Veja

Preço da carne só voltará ao patamar anterior daqui a 3 ou 4 meses, diz ministra

O preço da arroba do boi gordo, que em São Paulo teve aumento real de nada menos que 35% em um mês, não vai mais retornar ao patamar anterior. A afirmação é da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Em entrevista ao Estado, Tereza Cristina disse que a alta das exportações para a China teve forte impacto na valorização da carne em todo o País. O que também ajudou a puxar o aumento, no entanto, disse a ministra, foi a falta de reajuste nos preços nos últimos três anos.

O presidente Jair Bolsonaro, em transmissão pela internet, declarou que a ministra garantiu que, daqui a três ou quatro meses, o preço da carne volta à normalidade.

Já o Ministério da Agricultura, em nota, afirmou que está acompanhando de perto a situação e acredita que o mercado “irá encontrar o equilíbrio”. “Não é papel do ministério intervir nas relações de mercado. Os preços são regidos pela oferta e procura. Neste momento, o mercado está sinalizando que os preços da carne bovina, que estavam deprimidos, mudaram de patamar”, afirmou, em nota.

Estadão

Ministro da Educação nega saída do governo

Foto: Agência Brasil

Em meio a boatos de que sairia do governo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou categoricamente que não deixará o cargo. “Eu não vou pedir demissão e meu relacionamento com o presidente está ótimo”, disse, em entrevista ao iG . Ele afirma que os boatos sobre sua saída são mentirosos e têm o objetivo de desestabilizar seu trabalho.

O comentou ainda o relatório da Comissão Externa de Acompanhamento do Ministério da Educação da Câmara dos Deputados, que, na manhã desta quarta-feira (27).  classificou a gestão da pasta como “insuficiente” , além de emitir 52 recomendações. “São dois parlamentares que querem se promover sem ter feito a lição de casa deles, basicamente é isso”, disse, após desconsiderar o documento.

Weintraub  assumiu o comando da Educação no dia 8 de abril deste ano, após um início de governo conturbado e marcado por polêmicas, que culminaram na demissão precoce do então ministro Ricardo Vélez Rodríguez.  Como seu antecessor, o atual chefe do Ministério da Educação é da ala olavista do governo. Ele é ex-aluno de Olavo de Carvalho e foi indicado por seu professor para o posto.

Otimista, o governista faz uma análise positiva do primeiro ano de governo: “Um ano que começou extremamente duro e com grande parte da mídia atacando e mentindo. A gente conseguiu reverter e terminar o ano em uma direção muito positiva”, garante.

iG

Procurador parlapatão é afastado após dizer que escravidão ocorreu porque ‘índio não gosta de trabalhar’

Foto:Divulgação/MPPA

O procurador do Ministério Público do Pará (MPPA) que disse que a escravidão no Brasil ocorreu porque ‘o índio não gosta de trabalhar’ foi afastado nesta quinta (28).

A decisão foi tomada em sessão extraordinária do colégio de procuradores da entidade, homologou pedido de afastamento do procurador Ricardo Albuquerque. O grupo também decidiu por unanimidade instaurar processo administrativo contra ele, que é ouvidor-geral do MPPA.

Ele ficará longe do cargo até a conclusão da investigação instaurada pela Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para apurar a conduta dele.

Em palestra na terça (26), Albuquerque disse que “esse problema da escravidão aqui no Brasil foi porque o índio não gosta de trabalhar. Até hoje”.

“O índio preferia morrer do que cavar mina, do que plantar para os portugueses. E foi por causa disso que eles [colonizadores portugueses] foram buscar pessoas nas tribos lá na África para vir substituir a mão de obra do índio aqui no Brasil”, seguiu ele, em apresentação a alunos de uma universidade que visitavam a sede da procuradoria.

Albuquerque também afirmou que não acha que “tenhamos dívida nenhuma com quilombolas”. “Nenhum de nós aqui tem navio negreiro. Nenhum de nós trouxe um navio cheio de pessoas da África para serem escravizadas aqui no Brasil”.

Em nota divulgada no mesmo dia, o MPPA disse repudiar o teor das declarações do procurador, que não compactua com qualquer ato de preconceito e que o teor das declarações “reflete tão somente a opinião pessoal” dele. As manifestações de Silva foram gravadas e circulam por redes sociais.

Também por meio de nota, o procurador afirmou que o áudio com suas falas está sendo divulgado fora de seu contexto, uma vez que o assunto era o Ministério Público como instituição “e não tinha como escopo a análise de etnias ou nenhum outro movimento dessa natureza”.

“Depois de falar por aproximadamente uma hora e 20 minutos, o procurador de justiça disponibilizou a palavra aos presentes para que, num ambiente acadêmico, respondesse a críticas, comentários ou curiosidades, lamentando que o divulgador ao invés de mostrar sua discordância de maneira dialética e leal, optou por, de maneira sub reptícia, tentar macular o bom nome de uma pessoa preocupada em contribuir com a disseminação do conhecimento de maneira imparcial”, conclui a nota dele.

Folha de SP

Tribunal tendencioso: Ministros do STF e do STJ dizem que TRF-4 ‘errou a mão’ em caso Lula para reafirmar a Lava Jato

A decisão do TRF-4 de não só manter como também ampliar a condenação de Lula no caso do sítio de Atibaia (SP) instalou em setores expressivos do Supremo e do Superior Tribunal de Justiça a percepção de que a corte que revisa atos da república de Curitiba errou a mão. O revés imposto ao petista veio mesmo com precedente do STF favorável à sua tese. Questões técnicas que foram desconsideradas reforçaram a percepção de ministros de que o processo foi usado para reafirmar a Lava Jato.

O TRF-4 entendeu que a defesa de Lula não foi prejudicada pelo fato de ele ter apresentado alegações finais ao mesmo tempo que delatores. O Supremo decidiu, por maioria, que colaboradores seriam uma espécie de assistentes da acusação, o que garantiria ao réu o direito de falar por último, para rebater o que lhe for imputado.

Um ministro do STJ lembra que há menções a acusações de delatores na sentença que condenou Lula na primeira instância —e que foi validada pelo TRF-4. Para ele, isso dá força ao argumento da defesa do petista, que reivindicava que o entendimento do Supremo fosse aplicado.

Se isso ocorresse, o caso deveria voltar à primeira instância para que o petista reapresentasse as alegações finais. Esse ministro diz que, por esse motivo, o próprio STJ pode acabar derrubando a decisão do TRF-4.

O entendimento do TRF-4 está afinado com o que argumentou a força-tarefa da Lava Jato na PGR ao ministro Edson Fachin, do Supremo, em outro caso que envolve Lula, o da compra de um terreno para seu instituto.

Na peça, a PGR cita o sítio e diz que o petista não sofreu prejuízo em sua defesa. Em agosto, Fachin mandou o caso do instituto de volta à primeira instância, por conta da ordem das alegações finais.

PAINEL FOLHA

III Jogos Paradesportivos do Natal acontecem neste fim de semana

Júlia Arruda

De sexta a domingo, serão realizadas competições de natação, halterofilismo, bocha, tênis mesa e de quadra, futebol society e corrida infantil._

Valorizar o paradesporto e estimular a inclusão de pessoas com deficiência através do esporte. Esses são os objetivos dos Jogos Paradesportivos do Natal, que chegam em 2019 a sua terceira edição e serão realizados neste fim de semana. O evento é promovido pela Prefeitura do Natal através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL) e fruto da Lei nº 6.507/14, de autoria da vereadora Júlia Arruda. Ao todo, serão sete modalidades contempladas: natação, halterofilismo, bocha, tênis mesa e de quadra, futebol society e corrida infantil. A programação é gratuita e aberta ao público.

A abertura será nesta quinta-feira (28), às 15h30, no Palácio dos Esportes, com o tradicional desfile das equipes e instituições, e as competições acontecem de sexta (29) a domingo (1º). “Essa terceira edição vem para consolidar os Jogos Paradesportivos como um evento importante de incentivo ao paradesporto amador. A gente fica muito feliz em ver pessoas que, com suas deficiências, nunca haviam experimentado o esporte vivenciando pela primeira vez alguma modalidade esportiva”, comenta a secretária de Esporte e Lazer, Danielle Mafra.

A programação começa na sexta-feira (29), às 9h, no UNI-RN, onde serão realizadas as provas de natação, e segue, às 10h, no Palácio dos Esportes, com o halterofilismo. À tarde é a vez do tênis de mesa, às 14h, no campo de Brasília Teimosa. Já no sábado (30), haverá competições durante todo o dia, começando pelo tênis de quadra, às 8h, no Aeroclube; bocha, às 8h30, no Palácio dos Esportes; e o futebol society, às 15h30, no campo de Brasília Teimosa. Fechando a programação, no domingo (1º), tem a corrida infantil, a partir das 7h, no Palácio dos Esportes.

Os Jogos Paradesportivos entraram oficialmente para o calendário de esportes de Natal em 2017, atendendo a um apelo de instituições que atuam no paradesporto amador. Autora do projeto e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Câmara Municipal, a vereadora Júlia Arruda destaca o papel social do evento. “Mais do que uma oportunidade para Natal valorizar os grandes nomes que temos no esporte paralímpico, esse é o momento de levantar a bandeira da inclusão pelo esporte, envolvendo as famílias e mostrando pra toda a sociedade que pessoas com deficiência também podem e devem superar suas limitações”, comenta.