Mais baixaria do deputado Frota e sua turma

O deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) publicou em suas redes sociais uma foto íntima de Luiz Galeazzo, o publicitário bolsonarista cotado para assumir o comando da Diretoria de Conteúdo e Gestão de Canais Digitais na Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência).

O nome de Galeazzo como futuro membro da Secom foi divulgado pela revista Época nesta quarta-feira (5).

Pouco depois, Frota publicou em sua conta no Twitter uma foto em que o publicitário e influenciador digital aparece com duas mulheres nuas, mordendo a nádega de uma delas.

“Vejam o conservadorismo do Bolsonaro. Esse é o Luiz Galeazzo que será o novo secretário de mídias digitais da Secom. Convidado para trabalhar no governo”, escreveu o deputado.

Ele marcou na publicação os perfis da secretaria vinculada à Presidência, da Igreja Universal do Reino de Deus, do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Cidadania, Osmar Terra, além de veículos de comunicação.

No seu perfil do Instagram, no fim da tarde, Galeazzo afirmou que se trata de uma foto antiga. Segundo ele, foi um ataque covarde e criminoso.

“Tive minha vida íntima exposta numa foto antiga usada e repercutida por um político e parte da imprensa para me atacar por conta de minha posição política”, afirmou.

“Um ataque covarde e criminoso que atinge não só a mim, mas a minha família e atual namorada. Medidas cabíveis serão tomadas.”

Procurado, o deputado do PSDB afirmou que a foto estava na internet e que decidiu publicá-la para expor “a hipocrisia e o falso moralismo”.

“Essas fotos já estavam nas redes, estavam numa nuvem”, afirmou à Folha.

“Esse é o Galeazzo em ação no conservadorismo. Eu decidi postar para mostrar para as pessoas que a hipocrisia e o falso moralismo estão latentes nesse governo do Bolsonaro.”

Frota, que já teve carreira como ator pornô —passado que é citado por seus críticos—, disse que “é bom que as pessoas vejam que todos têm seu telhado de vidro”.

 

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *