Tá ruim o negócio em Macau; Túlio tá dando trabalho até ao Padre

O pároco de Macau, João Batista Filho chegou recentemente de férias e se esbarrou em uma abacaxi. Em greve, os servidores de várias categorias do município salineiro foram recebidos hoje pelo vigário para apresentar suas reivindicações.

As cobranças vão além dos salários de janeiro que estão atrasados. A grita é geral pela falta de condições de trabalho, principalmente nas escolas, unidades de saúde e no hospital da cidade.

O padre emitiu nota solidarizando-se com os servidores.

Veja:

Recebi hoje com muita preocupação uma representação do SINTASE que desde o último dia 05 fevereiro, apoiado pelo SINDSAUDE e outros sindicatos, encampa a greve dos servidores públicos municipais da saúde. Penso que muito mais do que uma luta pelos salários em atraso, está em questão um grito pelo reconhecimento da dignidade da pessoa humana: o trabalhador é digno do seu salário (Lucas 10,7).

Mas também merece ser respeitado e ter as mínimas condições para o exercício de sua função. Por isso, manifesto publicamente minha solidariedade e apoio à categoria e faço votos de que, a partir do diálogo maduro e responsável, o poder municipal possa tão logo sanar as devidas situações para que a harmonia volte a reinar em nossa cidade.

Fonte: Blog do Xerife Robson Pires

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *