Arquivo diários:30/03/2020

GM, Embraer, Senai: fábricas são adaptadas na luta para fazer respiradores

Conglomerados no Brasil e no mundo tentam usar sua linha de produção para fabricar milhares de unidades do aparelho, usado no tratamento da covid-19

Fábricas de aspiradores de pó, carros e aviões. As linhas de produção das mais diversas máquinas e equipamentos em todo o mundo terão nas próximas semanas uma missão diferente: produzir respiradores.

Depois da manada de manufaturas correndo para fabricar álcool em gel e máscaras, dispositivos essenciais para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, grandes conglomerados industriais internacionais estão se oferecendo para produzir os aparelhos que ajudam os pacientes infectados pela covid-19, que ataca os pulmões, a respirar.

Fabricantes especializadas já não dão mais conta da demanda pelos respiradores. O caso mais emblemático vem dos Estados Unidos, onde o governo do presidente Donald Trump fez menção a uma lei do período de guerra para forçar a General Motors a produzir respiradores em suas fábricas. Mesmo antes disso, montadoras como Tesla, Toyota e Ford já haviam se voluntariado para ajudar fabricantes de respiradores a aumentar a produção, e algumas, como a GM, iniciaram projetos com parceiras especializadas.

 

Mandetta ignora Bolsonaro e diz para o povo seguir estados

Ministro da Saúde contraria discurso que tem sido defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e defende isolamento social
André Borges, Daniel Weterman, Emily Behnke e Jussara Soares

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta segunda-feira, 30, que a população tem que seguir as orientações dos Estados na condução das ações de combate ao coronavírus. A afirmação do ministro contraria frontalmente o discurso que tem sido defendido pelo presidente Jair Bolsonaro, que não tem poupado críticas duras aos Estados, por causa de suas quarentenas.

 

Bolsonaro acusa governadores de inflarem número de vítimas

‘Parece que há interesse por parte de alguns governadores de inflar o número de vitimados do vírus’, disse o presidente
Pedro Caramuru, Gregory Prudenciano e Gustavo Porto

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar as políticas de contenção à proliferação do novo coronavírus, defendidas por governadores brasileiros, em especial, a recomendação de quarentena. Em entrevista à Rede TV! nesta segunda-feira (30), ele afirmou: “Não se pode impor isolamento como alguns Estados fizeram de forma quase eterna”.

“Parece que há interesse por parte de alguns governadores de inflar o número de vitimados do vírus. Daria mais respaldo para eles, para justificar as medidas que tomaram”, defendeu Bolsonaro. Para o mandatário, há restrições a uma “quarentena maior que está aí porque esse pessoal vai ter dificuldade para sobreviver”. Ele disse tratar da doença, da preservação da vida e do emprego simultaneamente.

Vergonha e desmoralização: por disparates publicados, Facebook, Instagram e Twitter estão apagando postagens do Presidente Bolsonaro

Após o Twitter, o Facebook também decidiu, nesta segunda-feira (30), apagar publicação do presidente Jair Bolsonaro de suas plataformas, por entender que ela cria “desinformação” que pode “causar danos reais às pessoas”.

A postagem é de um dos vídeos do passeio que o presidente fez no Distrito Federal neste domingo (29), criando aglomeração e contrariando seu próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que recomendou que as pessoas ficassem em casa como medida de enfrentamento ao novo coronavírus.

O vídeo também foi apagado do Instagram, rede social que pertence ao Facebook. “Removemos conteúdo no Facebook e Instagram que viole nossos Padrões da Comunidade, que não permitem desinformação que possa causar danos reais às pessoas”, diz a empresa em nota.

Neste domingo, duas postagens feitas por Jair Bolsonaro foram apagadas do Twitter. A empresa considerou que as postagens violavam as regras de uso ao potencialmente colocar as pessoas em maior risco de transmitir o novo coronavírus.

Foi a primeira vez que a rede social apagou postagens do presidente do Brasil. A companhia também apagou um post do ditador da Venezuela, Nicolás Maduro.

A publicação de Maduro indicava uma receita caseira de uma bebida que poderia ser útil para curar a doença.

Após apagar a postagem, o Twitter disse em nota que “anunciou recentemente em todo o mundo a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir Covid-19”.

Coronavírus: Brasil tem mais mortes por dia do que Itália desde 1º óbito

Desde 1º óbito, em 17 de março, até último domingo, foram 136 mortes no país. Na Itália, foram 107 mortes

O Brasil teve mais mortes por dia do que a Itália, atualmente o país com mais mortos pela pandemia de coronavírus, desde que o primeiro óbito foi registrado, de acordo com um levantamento da BBC News Brasil a partir de dados da plataforma Worldometer.
Até o domingo (29 de março), o país registrava 136 mortes (98 apenas no Estado de São Paulo) relacionadas a covid-19, a doença causada pelo novo vírus.

A primeira morte no Brasil foi registrada em 17 de março, em São Paulo.

Nesse mesmo intervalo de tempo (13 dias), a Itália contabilizou 107 mortes, ou oito por dia, desde seu primeiro óbito (21 de fevereiro).

Desde a confirmação do primeiro caso de coronavírus até o último domingo (29 de março), o Brasil registrou 136 mortes. Já a Itália, cerca de 10,8 mil.

É importante destacar que a comparação de dados, embora traga alertas importantes, não é necessariamente indicativo de que o Brasil terá a mesma trajetória epidêmica que outros países.

sso porque diversas variáveis podem influenciar nessa trajetória, como estado de saúde dos doentes, tamanho da população idosa, resposta dos governos e capacidade do sistema de saúde em atender os pacientes, por exemplo.

Comparação com países

Na mesma base de comparação, o Brasil teve o segundo maior número de mortos por dia entre os países com mais mortes atualmente desde o registro do primeiro óbito, atrás apenas da Espanha.

Nos 13 dias seguintes à confirmação da primeira morte de um paciente por covid-19, em 3 de março, a Espanha contabilizou 294 mortos, ou 22,6 por dia.

A Itália ocupa a terceira posição nesse comparativo, com 107 mortos, seguida de Portugal (100 mortos), Bélgica (88 mortos) e Alemanha (84 mortos).

Advogada bolsonarista divulga foto adulterada de Fátima Bezerra e sugere que governadora do RN faz “macumba” contra Bolsonaro


Por Rafael Duarte
A advogada bolsonarista Lenice Moreira de Moura divulgou em sua página pessoal do Faceboo uma foto adulterada de uma reunião realizada dia 27 de março entre a governadora do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra, o vice-governador Antenor Roberto, o secretário estadual de Saúde Cipriano Maia e o prefeito de Natal Álvaro Dias.
Na postagem, Lenice ataca Fátima e sugere que a governadora faz “macumba” contra o presidente da República Jair Bolsonaro. Após prints das imagens repercutirem em grupos de whatsaap, a bolsonarista que se diz “cristã” apagou a postagem.
Na foto adulterada, apareciam sobre a mesa uma garrafa de cachaça, velas e a imagem de Iemanjá. Junto às fotos, Lecine de Moura publicou o seguinte ataque à governadora do Estado:
– Vejam como a DESGOVERNADORA do PT no RN “TRABALHA” … Vejam o BAIXÍSSIMO NÍVEL! Eis o “FEITIÇO PREPARADO contra BOLSONARO e seus principais MINISTROS”. É na base da MACUMBA que essa GENTE busca REALIZAR seus PLANOS MALIGNOS! Você que é uma “pessoa do bem” ou um “cristão” considera CORRETO tal atitude da GOVERNADORA? É com ESSAS ARMAS que uma PESSOA do BEM pretende vencer? #AcordaPovoCristão#OrarPeloPresidente!
Foto adulterada e divulgada no perfil de Lenice de Moura (foto: facebook Lenice de Moura)No perfil da advogada bolsonarista, Lenice de Moura se descreve como professora de Direito Tributário do UNI-RN, professora da faculdade Estácio e doutora em Ciências Sociais pela UFRN.
Entre os crimes que ela pode responder estão o de racismo religioso e falsificação. Professora de faculdades privadas de Natal, ela faz campanha para o futuro partido do presidente da República Aliança pelo Brasil, ataca o Supremo Tribunal Federal e adversários de Jair Bolsonaro. Em outra postagem recente, Lenice de Moura publicou um vídeo em que aparece em cima de um trio elétrico durante carreata realizada sábado (28) pelas ruas de Natal por bolsonaristas em defesa do fim da quarentena, o que vai de encontro a todas as recomendações dos órgãos de saúde do mundo em meio à pandemia do Coronavírus. Com o vídeo, em que discursa com microfone em punho, Lenice de Moura estampa a imagem de Jair Bolsonaro no peito, chama o Coronavírus de “Comunavírus” e divulga mais uma conhecida fake news, a de que se trata de vírus chinês fabricado em laboratório. – CARREATA MEMORÁVEL dia 28/03, em NATAL-RN. POVO na RUA em DEFESA do DIREITO ao TRABALHO, do DIREITO uma VIDA DIGNA, em DEFESA do DIREITO à LIBERDADE! Estão manipulando as pessoas, para criar o CAOS. Mas DEUS é MAIOR, e por ELE VENCEREMOS o COMUNAVIRUS, o VÍRUS CHINÊS FABRICADO em LABORATÓRIO!
Foto adulterada é de uma reunião de alinhamento entre Governo do Estado e prefeitura de Natal
A imagem adulterada que foi divulgada pela advogada bolsonarista Lenice de Moura é de uma reunião de alinhamento de ações entre o Governo do Estado e a prefeitura de Natal. Participaram do encontro a governadora Fátima Bezerra, o prefeito de Natal Álvaro Dias, o vice-governador Antenor Roberto e o secretário estadual de Saúde Cipriano Maia.

Fontewww.saibamais.jor.br

Taxa de infecção no RN diminui em virtude do isolamento

Os dados se refere as seguintes cidades: Natal (36), Mossoró (16), Paramirim (10), Assu (1), Apodi (1), Caicó(2), Carnaubais (1), Luiz Gomes (1), Macaíba (1), Monte Alegre (1), Passa e Fica (1), São Gonçalo do Amarante (2), São José do Mipibu (1) e Tibau (1).
O isolamento social estabelecido pelo Governo do Estado está surtindo efeito levando em consideração o pequeno aumento da taxa de infecção de pessoas no RN.
As medidas devem continuar e assim a pandemia estará sobre controle no RN.

No penúltimo boletim foram confirmados 68 pessoas infectadas, hoje (30), foram registrados a confirmação de apenas mais 9 casos

Advogado defende tese sobre pagamento de aluguel em tempos de Covid-19

De acordo com informações do Advogado Rashid Pires (instagram @rashidpires), muitos proprietários de imóveis estão renegociando prazos de vencimento, reduzindo o valor do aluguel para metade ou então dando dois meses de isenção, por exemplo.

Portanto, nesse momento de crise, o inquilino em dificuldades, especialmente aquele que possui um ponto comercial, deve procurar o proprietário do imóvel para propor um acordo.

E se não tiver acordo?

O Dr. Rashid defende a tese de que o momento atual no qual estamos vivendo pode se enquadrar na teoria da imprevisão, que está prevista nos artigos 478 a 480 do Código Civil, a qual permite ao devedor duas possibilidades na justiça: a) rescindir o contrato sem multas ou b) obter a redução da prestação.

Mas, mesmo diante de todo caos econômico gerado pela pandemia do Coronavírus, o locatário não pode simplesmente deixar de pagar o aluguel de forma unilateral. É preciso agir de boa-fé. O ideal é o acordo com o proprietário, que também está sofrendo com a crise. A justiça deve ser última alternativa para o inquilino propor a rescisão do contrato sem multa ou a redução da prestação.

Rashid Pires

Advogado – OAB/RN 6282

Siga no Instagram: @rashidpires

Partidos querem acionar Bolsonaro na Justiça por passeio

Presidente foi às ruas um dia após seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pedir que ele não menosprezasse a gravidade do coronavírus
Matheus Lara

Nove partidos, em sua maioria siglas de esquerda, emitiram uma nota conjunta criticando o passeio do presidente Jair Bolsonaro pelas ruas de Brasília no domingo, 29. Ele cumprimentou comerciantes e se posicionou contra o isolamento recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a pandemia de coronavírus.
“Estamos estudando medidas judiciais cabíveis contra a atitude do Presidente da República, no intuito de salvaguardar vidas em nossa cidade, bem como mobilizando-nos em diversas ações de natureza política”, diz a nota assinada por PT, PSOL, PCdoB, PDT, PSB, PCB, PV, Rede e Unidade Popular. Também assinam os grupos Consulta Popular e PRC.