Sem formação médica, general ministro da Saúde assinará hoje (20) protocolo médico para uso da Cloroquina

Com a palavra o Conselho Federal de Medicina.


BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaroafirmou ontem, terça-feira que o ministro interino da Saúde, general, Eduardo Pazuello, irá assinar nesta quarta-feira um novo protocolo da utilização da cloroquina em pacientes com coronavírus. De acordo com Bolsonaro, o novo protocolo vai permitir a utilização a partir dos primeiros sintomas.

O último protocolo é do dia 31 de março e permite a cloroquina apenas em situações em casos graves. Agora, não, é a partir dos primeiros sintomas.

Segundo Bolsonaro, trata-se de “democracia”, porque só irá tomar quem quiser:

— O que é democracia? Você não quer, você não faz. Quem quiser tomar, que tome.

O presidente indicou que manterá Pazuello interinamente no cargo de forma indefinida, como o GLOBO mostrou, e disse que ele faz um trabalho “excepcional”:

— Por enquanto, deixa lá o general Pazuello, está indo muito bem. É um gestor de primeira linha — afirmou. — É um tremendo de um gestor, está fazendo um excepcional trabalho lá.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *