Arquivo diários:14/06/2020

Brasil tem 867.624 casos de Covid-19 e 43.332 óbitos por Coronavírus

O número de casos do novo coronavírus no Brasil subiu para 867.624 e o total de mortes chega a 43.332. Os dados, divulgados na noite deste domingo (14), constam no painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo

“STF não aceita ameaça”, diz Toffoli

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, repudiou neste domingo (14) o grupo de manifestantes que lançou fogos de artifício em direção ao prédio da Corte na noite de sábado (13) em Brasília.

“O Supremo jamais se sujeitará, como não se sujeitou em toda a sua história, a nenhum tipo de ameaça, seja velada, indireta ou direta e continuará cumprindo sua missão”, afirmou Toffoli.

“Guardião da Constituição, o Supremo Tribunal Federal repudia tais condutas e se socorrerá de todos os remédios, constitucional e legalmente postos, para sua defesa, de seus ministros e da democracia brasileira”, acrescentou.

As cenas foram descritas por Toffolli como “mais um ataque ao STF, que também simboliza um ataque a todas as instituições democraticamente constituídas”.

“Financiadas ilegalmente, essas atitudes têm sido reiteradas e estimuladas por uma minoria da população e por integrantes do próprio Estado, apesar da tentativa de diálogo que o Supremo Tribunal Federal tenta estabelecer com todos – Poderes, instituições e sociedade civil, em prol do progresso da nação brasileira”, afirma.

R7

RN tem apenas 1 óbito por Covid-19 nas últimas 24hs


Os números mais recentes do Ministério da Saúde atualizados no início da noite deste domingo (14), mostram que o RN registrou 382 novos casos de coronavírus. Somados aos 13.789 registrados até sábado(12) pela Sesap, são agora 14.171 pessoas infectadas em todo o estado.

Ainda de acordo com o ministério, foi registrado apenas um óbito nas últimas 24h, totalizando 534 mortes provocadas pela Covid-19 no RN.

Primando por Parnamirim: coronel Dolvim afirma ter “fortes indícios de corrupção em Parnamirim”

Coronel Dolvim articulando sua candidatura dentro do sistema político liderado pelo Presidente Bolsonaro

O coronel Jori Dolvim Dantas em contato com o Blog do Primo confirmou sua pré-candidatura à Prefeitura de Parnamirim contando com o apoio do vice-Presidente general Mourão.
Dentre muitas preocupações do pré-candidato coronel Dolvim estão os fortes indícios de corrupção em Parnamirim.
Militar do Exército, coronel Dolvim será o fiel representante e candidato do Presidente Bolsonaro em Parnamirim, assim sendo terá os apoios dos ministros do Presidente Bolsonaro Fábio Faria das Comunicações e Rogério Marinho do Desenvolvimento Regional.
Com à candidatura do coronel Dolvim, bolsonaristas não votarão no prefeito Rosano Taveira.

Confirmada à candidatura do coronel Dolvim, o presidente Bolsonaro vai orientar os ministros Rogério Marinho do PSDB e Fábio Faria do PSD para retirarem o apoio ao prefeito Taveira. “Não tem cabimento o Presidente Bolsonaro ter um candidato a prefeito de Parnamirim e seus ministros ficarem contra”, disse uma fonte ao soldado Vasco.  PSDB e PSD estarão na aliança com o coronel Dolvim.

Após sugestão de Bolsonaro, deputados do Espírito Santo invadem hospital

Parlamentares capixabas invadiram Hospital Dório Silva, no município de Serra, na sexta-feira. Eles afirmaram que quase todos os leitos estão ocupados por pacientes com a Covid-19

Por Estado de Minas


Depois da sugestão do presidente Jair Bolsonaro para que seus seguidores nas redes sociais filmem a situação nos hospitais, cinco deputados estaduais do Espírito Santo – Lorenzo Pazolini (Republicanos), Vandinho Leite (PSDB), Torino Marques (PSL), Danilo Bahiense (PSL) e Carlos Von (Avante) – invadiram o Hospital Dório Silva na última sexta-feira (12), localizado no município de Serra.

A imprensa capixaba divulgou nota da Secretaria de Estado da Saúde: “é inadmissível esse tipo de atitude, no momento em que o Espírito Santo, o país e o mundo enfrentam a mais grave crise de saúde em nossa geração. Mais grave é o fato de que essa atitude foi insuflada por uma declaração irresponsável do chefe da nação”.
De acordo com os parlamentares, quase todos os leitos do hospital estavam ocupados por pacientes infectados com coronavírus, não restando espaço para quem precisa tratar outras doenças. O deputado Torino Marques divulgou a ação em suas redes socias, afirmando que iria mostrar a “realidade da situação por dentro”.

Nomeação de Fabio Faria para Ministério das Comunicações surpreende generais de Bolsonaro


Colaboradores Yahoo Notícias
Yahoo Notícias

A recriação do Ministério das Comunicações, que será chefiado pelo deputado federal Fabio Faria (PSD-RN), surpreendeu os ministros mais próximos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo o jornalista Lauro Jardim, de O Globo, os generais Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) teriam sido pegos de surpresa com a decisão de Bolsonaro, na noite da última quarta-feira (10).

Os ministros sabiam dos planos da volta da pasta, mas não tinham ideia de quando seria recriado e quem ocuparia o cargo de ministro, de acordo com a publicação.

Bolsonaro admitiu ter convidado Fabio Faria para ser ministro das Comunicações, mesmo sem experiência na área, por uma questão familiar. O deputado é marido de Patrícia Abravanel e genro de Silvio Santos, apresentador e dono do SBT.

O presidente também afirmou que a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) será extinta e incorporada à nova pasta. Seu chefe, Fábio Wajngarten, ocupará um cargo imediatamente abaixo de Faria no ministério.

 

Estimular invadir hospital é crime e vergonhoso, diz Gilmar sobre conselho de Bolsonaro

Bolsonaro e conselheiro Rogério Marinho, réu em processo de servidores fantasmas na Câmara Municipal e outras suspeitas.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou neste domingo que invadir e estimular invasões de hospitais é crime e cobrou uma ação do Ministério Público contra essas atitudes, depois que o presidente Jair Bolsonaro pediu que apoiadores entrem em hospitais e façam vídeos.

“Invadir hospitais é crime – estimular também. O Ministério Público (a PGR e os MPs Estaduais) devem atuar imediatamente. É vergonhoso – para não dizer ridículo – que agentes públicos se prestem a alimentar teorias da conspiração, colocando em risco a saúde pública”, disse o ministro do STF em publicação no Twitter.

Weintraub pede orações aos manifestantes e disse saber que “o outro lado” faria “macumba” contra ele

Medo de macumba

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, se reuniu neste domingo, 14, com cerca de 15 manifestantes bolsonaristas que furaram o bloqueio na Esplanada dos Ministérios neste domingo e permanecem em um espaço em frente ao Ministério da Agricultura.

Em vídeo publicado no Facebook pela página “Movimento Avança Brasil”, Weintraub parece em um círculo de pessoas, a maioria sem o uso máscaras contra a propagação da covid-19. Instado pelos manifestantes, Weintraub evitou comentar sobre decisões recentes do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nas gravações feitas pelos manifestantes bolsonaristas, Weintraub também aproveitou para se defender das acusações contra ele feitas em inquérito instaurado pelo próprio STF. “Eu não cometi uma única ação fora da lei até o momento. Se eu tivesse feito alguma coisa, um contrato errado, se eu tivesse qualquer coisa já teriam me pendurado de ‘ponta-cabeça’ naquela árvore. Não falta mídia me querendo me pegar, fora pessoas com muito poder em Brasília”, acrescentou.

O ministro da Educação gravou ainda mensagens pedindo seguidores para páginas, entre elas a do autointitulado “Professor Opressor”. Ele também listou ações feitas pela pasta, como o aumento de bolsas de estudo em cursos de Medicina.

Bolsonaristas protestam em frente ao QG do Exército no DF

Cerca de 50 pessoas estão reunidas no Setor Militar Urbano; eles pedem a presença do presidente Jair Bolsonaro e gritam ‘Ibaneis Ditador’
Eduardo Rodrigues e Dida Sampaio

Impedidos de entrar na Esplanada dos Ministérios, cujo acesso para veículos e pedestres está proibido desde 0h deste domingo, cerca de 50 manifestantes estão no quartel-general do Exército, no Setor Militar Urbano, em um ato a favor do governo. Eles pedem a presença do presidente Jair Bolsonaro na manifestação.

Parte desses manifestantes decidiu seguir em carreata para o Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, aos gritos de “Ibaneis Ditador”, em referência ao governador do DF, Ibaneis Rocha. Neste momento, o Eixo Monumental está fechado devido ao protesto.

“Desafiem o povo. Vocês vão cair. Nós vamos derrubar vocês, seus comunistas”, ameaça um manifestante em outro vídeo, no qual também xinga o ministro do STF, Gilmar Mendes.

Esse foi mais um ato realizado pelo grupo liderado pela militante Sara Winter, ex-assessora de confiança da ministra Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Após ter acampamentos ilegais desmantelados pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), cerca de uma dúzia de manifestantes invadiu a cúpula do Senado. O grupo deixou o prédio do Congresso pacificamente após intervenção da Polícia Legislativa.