Arquivo diários:14/07/2020

Primando por Parnamirim: “PV apoia Elienai que é uma filial de Taveira” diz Iran Padilha

Taveira e Elienai estiveram sempre juntos

Embora respeite a decisão democrática do PV em apoiar à candidatura da vice-prefeita Elienai Cartaxo, lamento que os verdes de Parnamirim tenham optado pelo velho é uma extensão da administração de Taveira.
A vice-prefeita que se diz candidata de oposição passou mais de três anos calada e apoiando a atual gestão: “ela é tão comprometida com o desmantelo quanto o prefeito Taveira”, disse o professor Iran Padilha.

”Elienai não tem autoridade para renovar Parnamirim, ela é uma filial de Taveira” disparou o professor advogado.
Segundo informações ao Blog do Primo, haverá muitas defecções  no PV que não aceitam o apoio a vice-prefeita  de Taveira.

Gilmar Mendes volta a criticar militares na Saúde; Mourão pede retratação

Ministro Gilmar Mendes durante entrevista à Reuters em Brasília
22/08/2019 REUTERS/Adriano Machado

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, divulgou uma nota nesta terça-feira em que reafirma seu respeito às Forças Armadas, mas repete as críticas que fez ao envolvimento do Exército no atendimento à saúde em meio à epidemia de coronavírus.

No texto, o ministro afirma que é preciso analisar com cuidado o papel que está sendo atribuído às instituições nesse momento e que em sua fala no sábado, durante live organizada pela revista IstoÉ, destacou que “as Forças Armadas estão, ainda que involuntariamente, sendo chamadas a cumprir missão avessa ao seu importante papel enquanto instituição permanente de Estado”.

No sábado, o ministro afirmou que o Exército estava se associando a um genocídio ao assumir o Ministério da Saúde e a resposta do governo federal à epidemia de coronavírus.

A fala levou à uma nota dura do Ministério da Defesa, em que o ministro Fernando Azevedo e Silva informou que seria pedido à Procuradoria-Geral da República a abertura de procedimento contra o ministro.

Nesta terça, Mendes respondeu, mais uma vez, as críticas, dessa vez diretamente. No domingo ele havia usado sua conta no Twitter para dizer que respeitava as Forças, mas não retirou a crítica.

“Reforço, mais uma vez, que não atingi a honra do Exército, da Marinha ou da Aeronáutica. Aliás, as duas últimas nem sequer foram por mim mencionadas. Apenas refutei e novamente refuto a decisão de se recrutarem militares para a formulação e execução de uma política de saúde que não tem se mostrado eficaz para evitar a morte de milhares de brasileiros”, escreveu o ministro.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que já havia criticado Mendes na segunda-feira, disse nesta terça, em entrevista à CNN Brasil, que o ministro “exagerou demais” e deveria pedir desculpas às forças.

“Se ele tiver grandeza moral, ele tem que se retratar”, disse Mourão.

O vice-presidente disse ainda que não é hora de tirar do cargo o general Eduardo Pazuello, que está há dois meses como ministro interino da Saúde.

“Não é o momento agora. Espera a pandemia arrefecer e aí troca”, defendeu.

Prefeito Álvaro Dias determina abertura de Centro de Atendimento e Enfrentamento da Covid-19 na Zona Oeste

A Prefeitura autorizou  abrir mais um Centro de Atendimento e Enfrentamento da Covid-19, desta vez no Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), na zona oeste de Natal (RN). O prefeito Álvaro Dias visitou o espaço nesta terça-feira (14), ao lado de alguns auxiliares, e viu as condições para a utilização, inclusive aproveitando que as aulas estão suspensas, o que facilitaria o uso de alguns espaços para a instalação dos consultórios.

Justiça derruba liminar que obrigava planos de saúde a cobrir exame

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região derrubou decisão liminar que obrigava as operadoras de saúde a cobrir o teste de sorologia para a detecção do novo coronavírus. A ação foi impetrada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

O teste sorológico, que identifica a presença de anticorpos (IgA, IgG ou IgM) no sangue dos pacientes que foram expostos ao vírus em algum momento, havia sido incluído no rol de coberturas obrigatórias dos planos de saúde, no dia 29 de junho, por deteminiação judicial.

A Associação de Defesa dos Usuários de Seguros, Planos e Sistemas de Saúde (Aduseps), titular da Ação Civil Pública que resultou na obrigatoriedade de cobertura, já informou que entrará com um recurso para comprovar a importância dos testes.

– A ANS mais uma vez mostra que atua em defesa dos planos de saúde e não dos consumidores. Se esse teste não é importante para o controle da pandemia, pergunto: por que a Anvisa autorizou sua realização, inclusive por farmácias? É um absurdo essa decisão e vamos brigar para revertê-la – afirma Renâ Patriota, presidente da Aduseps.

Apesar de ter recorrido para derrubar a liminar, a ANS já tinha informado que a inserção do exame no rol de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde ainda está sendo debatida.

Ao recorrer da decisão, a agência justificou que todo novo procedimento incorporado no rol de coberturas obrigatórios deve passar por uma análise técnica, de eficácia e de impacto econômico, estudo este que ainda não tinha concluído.

Nesta quarta-feira, a agência realiza uma nova reunião para debater a inclusão da sorologia na lista de procedimentos obrigatórios. O último debate sobre o tema aconteceu na última sexta-feira, dia 3, com representantes do setor, de consumidores, Defensoria Pública, Ministério Público entre outros.

Gilmar Mendes diz que respeita Forças Armadas e que sua crítica foi ao emprego de militares na Saúde

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes divulgou uma nota para explicar sua declaração de que o Exército se associou a um “genocídio” na gestão da pandemia. Na nota, o ministro esclareceu que respeita as Forças Armadas, mas que não cabe a elas formular políticas públicas de saúde, ainda mais em um momento de pandemia.

Gilmar mencionou o fato de diversos militares terem sido nomeados para postos-chave na pasta. O ministério é comandado interinamente desde maio pelo general Eduardo Pazuello, que levou nomes do Exército para a estrutura da Saúde.

“Reforço, mais uma vez, que não atingi a honra do Exército, da Marinha ou da Aeronáutica. Aliás, as duas últimas nem sequer foram por mim mencionadas. Apenas refutei e novamente refuto a decisão de se recrutarem militares para a formulação e execução de uma política de saúde que não tem se mostrado eficaz para evitar a morte de milhares de brasileiros”, disse o ministro na nota.

Ele ainda citou que o país já tem mais de 72 mil mortos por Covid-19 e que qualquer analista se preocuparia com as políticas públicas de saúde que estão sendo tomadas.

“Nenhum analista atento da situação atual do Brasil teria como deixar de se preocupar com o rumo das nossas políticas públicas de saúde. Estamos vivendo uma crise aguda no número de mortes pela Covid-19, que já somam mais de 72 mil. Em um contexto como esse, a substituição de técnicos por militares nos postos-chave do Ministério da Saúde deixa de ser um apelo à excepcionalidade e extrapola a missão institucional das Forças Armadas”, disse o ministro do STF.

A declaração em que Gilmar citou o “genocídio” gerou reação no Ministério da Defesa. A pasta informou nesta segunda-feira (13) que encaminhará uma representação à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ministro.

G1

Lorota de Saco Preto

Conforme o ministro Rogério Marinho, que está inundando os blogs chapas branca, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou o repasse de R$ 30,7 milhões para ações de saneamento básico em 17 estados brasileiros. A maior parte dos recursos foi destinada às regiões Nordeste (R$ 15,8 milhões) e Norte (R$ 6,5 milhões), que possuem os índices mais baixos de cobertura dos serviços de água e esgoto. Os valores serão investidos em obras de abastecimento, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado, além de estudos e projetos para o setor.

Do Blog do Primo: R$ 37 milhões para 17 estados do Brasil um obras de saneamento básico é uma quantia irrisória. Esses recursos se fossem destinados apenas para esgotamento sanitário ainda é muito pouco, levando em consideração que saneamento básico é um conjunto de ações como: distribuição de água tratada, coleta de lixo, drenagem e esgotamento de efluentes com trata-me e destino final. Para se ter uma ideia, toda rede de coleta de esgoto e as estações de tratamento de Natal estão orçadas em R$ 500 milhões.

Mulheres dos presos no sistema prisional do RN revelam situação tensa nos presídios do RN


Mulheres do Sistema Prisional do RN estão protestando em frente a casa da governadora Fátima Bezerra pedindo “flexibilização para as visitas” nos presídios.

Segundo informações chegadas ao Blog do Primo por servidores da SEAP/RN, o ambiente nos presídios é tenso existindo possibilidade de revolta.
A Secretaria de Administração Penitência adotou uma série de restrições para conter o contágio do coronavírus nos presídios, o protocolo estabelece o isolamento dos presos. A governadora está preocupada e ciente do problema tomando todas as providências..

Ministro Rogério Marinho sentará no banco dos réus dia 6 de Novembro em Natal acusado de nomear fantasma e rachadinha

Ministro de Bolsonaro, Rogério Marinho é réu em processo de gafanhotos, laranjas e rachadinhas

O juiz Francisco Seráfico Nóbrega Coutinho da 6° Vara da Fazenda Pública de Natal marcou para o dia  06 de novembro deste ano audiência de instrução do processo  número 0820026-98.2014.8.20.5001 que tem o ministro Rogério Marinho (Saco Preto) como principal acusado de improbidade administrativa sob suspeita de nomeações de servidores fantasmas quando exerceu à Presidência da Câmara Municipal de Natal.
Segundo informações foram nomeadas várias pessoas consideradas gafanhotos, ou seja, comiam na folha e não trabalhavam em troca da famosa rachadinha. A audiência vai pegar fogo que queimará até em Brasília. Imprensa nacional estará presente..

O Ministro Rogério Marinho responde outros processos sem Fórum Privilegiado,  este que está aprazado para novembro o Ministério Público quer um ressarcimento de R$ 300 mil.
O Blog do Primo conversando com advogados dos réus foi informado que dificilmente ocorrerá à audiência pelo fato do ministro Rogério Marinho desenvolver ações para retardar e obstruir o andamento do processo.
O soldado Vasco garantiu que tanto Rogério Marinho, também conhecido por Saco Preto e sua parceira Rebeca são fortes no judiciário potiguar e o processo será procrastinado, o que não é a opinião do Blog do Primo por entender que o juiz Francisco Seráfico da Nóbrega é um magistrado justo e exemplar que honra nosso Poder Judiciário.
Vamos aguardar..

Primando por Macau: oposição conversa para tirar Túlio e salvar o município

Depois da Borboleta Micarla, Túlio Lemos é considerado o pior prefeito da história do RN

Informações que chegam de Macau estão dando conte que a gestão do atual prefeito Túlio Lemos entrou em estado de degeneração e total desagregação.
Segundo relatos do soldado Vasco são poucos os fornecedores que estão vendendo à Prefeitura que atrasa ou não faz o pagamento.
Com um histórico atraso na folha de pessoal, os servidores não respeitam mais a autoridade do burgomestre.
Os dias do prefeito Túlio estão contados, diz uma fonte do Blog do Primo. O desgaste de Túlio é o sofrimento do povo tão grande que até os adversários estão unindo forças para salvar Macau. Os ex-prefeitos Zé Antônio e Flávio Veras caminha no sentido de tirar Túlio da Prefeitura..

A derrota do atual prefeito Túlio Lemos é certa como Macau é a terra do sal.

MP da Paraíba denúncia mais uma vez Ricardo Coutinho por organização criminosa com a Cruz Vermelha

O MP da Paraíba denunciou mais uma vez Ricardo Coutinho pela participação no esquema de desvios de recursos da saúde e educação descoberto pela Operação Calvário envolvendo a Cruz Vermelha. 

O ex-governador, do PSB, é acusado de ordenar reformas mediante pagamento de propina no Canal 40, QG para reuniões de seus correligionários e aliados no estado.

A Promotoria cobra R$ 1,6 milhão de Coutinho e outros seis denunciados pelo crime de lavagem de dinheiro.