Arquivo diários:31/07/2020

Armação do cacique macio e manhoso pode desmoralizar e comprometer instituição

Sinal de fumaça do cacique pode criar problemas

O soldado Vasco me liga para dizer que está de campana para flagrar um autoridade do elefante, do milharal do faz de contas, que está aprontando todo tipo de cavilosidade e milacria numa campanha eleitoral na grande Natal.
Segundo o relato, o milharal que deveria ser um lugar neutro, tem servido de comitê partidário para um parente próximo da autoridade abusada e abusadora de suas prerrogativas e atribuições, inclusive colocando sua instituição em desgastes perante a sociedade.
Outra informação diz que, além de fazer do milharal comitê da campanha, o pajé potiguar articula uma operação fantasiosa contra as tribos adversárias, mas tem três índios guerreiros que estão dispostos a denunciá-lo por prática de rachadinhas.

Carlos Eduardo Alves está mordido fazendo ameaças e bravatas no Twitter

Carlos Alves está mordido e cuspindo fogo

O tupinoso ex-prefeito Carlos Eduardo Alves está mordido no Twitter postando indiretas. Ele,  apesar de nomear, quando foi prefeito, sua mulher secretária de Ação Social e depois para Secretaria da Mulher, mais  sua prima Ayla Ramalho Pereira para Secretaria de Tributação e depois para o PROCON, além do secretário de Obras e primo da Dona Andréia, o famoso Tomaz Pereira, que agora foi remanejado para Secretaria de Habitação, o burgomentre Alves está censurando e denunciando alguém por nomear parentes sem ter coragem de citar o nome.
A reação ao soromoio do ex-prefeito foi enorme, o primo blogueiro Igor Costa deu uma leruada cabeluda tirando à máscara dele,  que não é para protegê-lo do coronavírus, mas de muita hipocrisia, e até suspeitando que ele está com alzheimer.

Rumores que chegam ao Blog do PrImo dão conta que a esposa de Carlos Eduardo Alves, atual secretária de Álvaro na Secretaria da Mulher, Andréia Ramalho, quer indicar sua prima legítima, Aila Ramalho para ser à candidata à vice-prefeita. Carlos Alves está comendo corda e causando um enorme constrangimento, a própria Aila não estimula essa pretenção.
Então vem uma pergunta: qual a razão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, que só pode ser candidato a vereador, querer a tudo custo indicar uma parente as alardeando nunca ter feito “nepotismo”?
Será que o casal Calos Alves e Andréia Ramalho querem continuar vivendo sustentados pela Prefeitura de Natal?
Tem mais: diante das declarações do ex-prefeito (abaixo), o Ministério Público tem obrigação de intimá-lo para revelar qual é o “ gestor que está nomeando toda parentela ilicitamente, ilegalmente no serviço público”. A denúncia é grave, formulada pelo presidente do PDT, ex-prefeito de Natal e precisa ser esclarecida, sob pena do sr. Carlos Alves ser um parlapatão leviano e o Ministério Público ser considerado prevaricador.
Denunciar sem citar nome é atitude de covarde..

 

Em sua terceira aglomeração em dois dias, Bolsonaro volta a exibir cloroquina a apoiadores


Depois de protagonizar aglomerações em Piauí e Bahia, Jair Bolsonaro (sem partido) esteve novamente em uma pequena multidão ao cumprir agenda em Bagé, no Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (31). O presidente novamente as recomendações sanitárias para frear o avanço da pandemia do novo coronavírus e ainda voltou a erguer a caixa de um medicamento sem comprovação científica contra a Covid-19.

RN contabiliza registra 1.777 óbitos

Coronavírus

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap- atualizou os números do Coronavírus no Rio Grande do Norte nesta sexta-feira (31). Os casos confirmados chegam a 50.416. Nessa quinta-feira(30) eram 49.667.

O total de vítimas da Covid-19 no RN chega a 1.777, sendo 06 confirmadas nas últimas 24 horas e outras 20 com resultados de exames laboratoriais ao decorrer dos dias. Em investigação estão mais 185 óbitos.

Os casos suspeitos somam 62.115, descartados(80.278) e pacientes recuperados são 22.901.

Organismo internacional classifica gestão do prefeito Álvaro Dias como ótima em relação à transparência na gestão de recursos Covid


Na gestão do prefeito Álvaro Dias , Natal atingiu a classificação “ótima” no ranking de transparência nas ações e na aplicação de recursos em contratações emergenciais para enfrentar a pandemia do coronavírus, elaborado pelo organismo Transparência Internacional. A cidade cresceu 29 pontos entre 100 possíveis e ocupa agora a 11ª colocação no Brasil, com a pontuação 92,4.

A capital potiguar está na segunda colocação da região Nordeste e, de acordo com o levantamento, tem observado as recomendações. O último boletim coletou dados entre 20 e 23 de julho.

“A importância de sermos avaliados pela Transparência Internacional Brasil com a avaliação máxima da organização com o ‘ótimo’ demonstra que estamos seguindo os padrões internacionais mais sérios quanto à abertura dos dados mais sensíveis quanto aos gastos e elimina dúvidas quanto ao mau uso das receitas municipais e de fraudes nas contratações”, enfatiza Rodrigo Quidute, controlador geral do Município.

A Transparência Internacional Brasil é uma organização não governamental com presença em mais de 100 países, que possui credibilidade internacional. Ela avalia os portais de transparência com as informações sobre as contratações emergenciais no combate à Covid-19 que seja de forma fácil e ágil, através de pontuações. Com essas informações sobre receitas e despesas tendo a máxima transparência, busca-se eliminar níveis de percepção de corrupção sobre esses dados, por estarem abertos ao controle social da população.

“A transparência máxima tem que ser a regra em toda a administração pública e a gestão do prefeito Álvaro Dias tem essa meta estabelecida de forma incessante. O apoio do prefeito tem sido fundamental. Deixo também registrado que esse resultado não foi construído unicamente por esforços da Controladoria Geral do Município, mas construído sobre várias mãos, onde destaco os valorosos trabalhos do Departamento de Informática da Secretaria de Planejamento, liderados por Carolina Barbosa, que sempre esteve acompanhando as discussões e implementando os ajustes para chegarmos a essa excelente avaliação”, explica Quidute.

Natal pretende melhorar ainda mais seus índices e, de acordo com o Controlador, investimentos estão sendo feitos para que haja essa evolução. “Estamos buscando evoluir ainda mais para as próximas avaliações em funções que necessitam de processo de digitalização, mas que estamos próximo de concluir”, finalizou.

Dentre os procedimentos implementados pela Prefeitura de Natal para dar mais transparência às suas ações durante a pandemia, estão a elaboração de cartilha com orientações sobre a tomada de decisões no enfrentamento do coronavírus, divulgada para os gestores de todas as secretarias municipais; a uniformização e deflagração de processos licitatórios para a contratação de serviços, bem como a alimentação constante do portal da transparência municipal: https://www.natal.rn.gov.br/transparencia/#/.

Além dessas ações administrativas, a Prefeitura também implementou iniciativas de comunicação pública, criando o hotsite coronavirus.natal.rn.gov.br, com dados de boletins epidemiológicos do Município; informações sobre o coronavírus, como contágio, sintomas, dicas de prevenção; os protocolos de atendimento da rede pública municipal de saúde; e as iniciativas que a gestão municipal realizou até aqui para combater a Covid-19; além de tópicos relacionados à doença.

Dois auxiliares de Fábio Faria pedem exoneração

Bolsonaro , Silvio Santos e Fábio Faria 

Fábio Faria assinou nesta sexta, 31, as exonerações de Marcos Menezes de Souza e Raquel Ferrari da Secretaria de Comunicação da Presidência, comandada por Fábio Wajngarten.

Souza era diretor do Departamento de Mídia e Promoção do governo, e Raquel chefiava o setor que cuida dos canais digitais de comunicação do Planalto. Segundo o ministro das Comunicações, as demissões foram “a pedido”.

Com o competente coronel Araujo na Segurança, roubos e furtos caem 29% no Rio Grande do Norte

Indicadores revelam competência do coronel Araújo.

Assalto a ônibus, instituições financeiras e roubo de veículos apresentaram queda no comparativo com o mesmo período do ano passado

Mesmo diante do período de pandemia do coronavírus, as forças de segurança do Rio Grande do Norte seguiram empenhadas no combate à criminalidade do Estado. O resultado é a queda nos índices dos Crimes Violentos Contra o Patrimônio (roubos, furtos, receptação e extorsão) que alcançou o percentual de 29,3%, nos seis primeiros meses de 2020 em comparação ao mesmo período de 2019, passando de 20.061 para 14.182.

Os furtos tiveram uma queda bastante representativa de 45,7%, enquanto os roubos de 20,4%.Os ataques contra instituições financeiras apresentaram a maior redução, 51,7%, saindo de 29 para 14, sendo que desse total apenas cinco foram consumados. Os assaltos a ônibus apresentaram queda 47,4% (de 232 para 122), enquanto os furtos e roubos de veículos reduziram em 1,22%.

Em relação às Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLI), o Rio Grande do Norte registrou redução na quantidade de feminicídios, caindo de 14 para 10 no primeiro semestre. No quadro geral, comparando com o mesmo período do ano passado, o RN apresentou um aumento, passando de 729 para 807. Vale ressaltar que o aumento no número de homicídios tem se mostrado uma tendência em todo o Brasil. O país passou no ano de 2019 por uma das maiores reduções no número de CVLIs da série histórica. Apesar do crescimento de casos, cidades como São Gonçalo do Amarante e Parnamirim viram seus índices reduzirem, respectivamente, em 23,6% e 29,8%.

Campanha da Serasa para restabelecer crédito por R$ 100,00

O Blog do Primo tomou conhecimento que a Serasa lançou uma nova campanha que permite que endividados até R$ 1 mil quitem suas dívidas por apenas R$ 100.

Desde a última terça-feira (28), quem tiver débitos entre R$ 200 e R$ 1.000 com as empresas Ativos S.A, Tricard, Santander, Recovery, BMG e Credysystem poderão quitá-los por apenas R$ 100.

Com a extensão da campanha, a Serasa estima que mais de 25 milhões de dívidas poderão ser quitadas pelo site da Serasa Limpa Nome. O valor de R$ 100 é valido para qualquer um dos seis parceiros envolvidos.

Para ter acesso, o consumidor precisa acessar o site do Serasa Limpa Nome – que desde abril tem uma nova marca e um novo endereço: www.serasa.com.br. O consumidor também encontra as mesmas condições no aplicativo do Serasa disponível para Android e iOS.

O interessado pode verificar sua situação de crédito por meio do número de CPF.

As agências da Serasa, que fornecem atendimento presencial, permanecem fechadas. Porém, além do site do Serasa Limpa Nome e do app da Serasa, o consumidor também pode regularizar seus débitos financeiros pelo Whatsapp, através do número: (11) 98870-7025. Todos esses canais contam com as mesmas condições de renegociação.

Governo do Estado inicia Campanha de Vacinação contra Sarampo

O Blog do Primo informa que a partir dessa segunda-feira (03) até 31 de agosto, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), realizará a Campanha de Vacinação contra o Sarampo no RN. O objetivo é imunizar as pessoas de 20 a 49 anos de idade contra a doença que voltou a circular no Brasil.

No Rio Grande do Norte, cerca de um milhão e meio de pessoas se encontram nessa faixa etária. A meta é vacinar 95% desse público. Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Katiucia Roseli, “a vacinação é a principal forma de proteger a população contra o sarampo, interrompendo a cadeia de transmissão do vírus, reduzindo a incidência e gravidade da doença nesse público-alvo”.

Para atingir essa meta, é necessário que todos os serviços de saúde das redes estadual e municipais estejam mobilizados para vacinação. Nesse sentido, as equipes de saúde devem implementar estratégias diferenciadas de imunização, para facilitar o acesso da população nos lugares mais prováveis.

A vacina é uma estratégia de rotina que se encontra disponível para a população durante todo o ano. “Nesse momento, ressaltamos a importância de atualizar o cartão de vacina, mas lembramos que durante qualquer período do ano essa população terá acesso à vacina”, informa Katiucia.

Números

Com a reincidência da circulação do vírus do sarampo no país em fevereiro de 2018, o Brasil registrou, até março deste ano, 29.233 casos confirmados, com 30 óbitos causados pela doença. Em 2019, o Rio Grande do Norte registrou 11 casos de sarampo, sendo 02 importados. Neste ano, o estado não registrou nenhum caso da doença e, também, não há nenhum caso em investigação.

Opções de pagamento no Brasil: saiba o que muda com a chegada do PIX e do WhatsApp Pay

O Banco Central autorizou, nesta sexta-feira (31), a retomada dos testes com o WhatsApp Pay, interrompidos em junho. Com isso, ganha mais força uma mudança significativa nas opções de pagamento no Brasil.

Consumidores brasileiros terão em breve novas possibilidades de efetuar pagamentos de compras e serviços bem como transferências de dinheiro, além dos tradicionais métodos à vista, cartão de crédito e débito, boleto, TED, DOC, etc. O WhatsApp Pay e o PIX são exemplos de iniciativas que devem facilitar operações financeiras corriqueiras e até ajudar na retomada do comércio no pós-pandemia. Contudo, ambos de se tratam de soluções distintas e ainda não estão disponíveis.

Com o WhatsApp Pay, usuários pessoa física e jurídica do WhatsApp, inicialmente, poderão fazer pagamentos e transferências pelo próprio aplicativo de mensagem. Basta ter um cartão de crédito ou débito associado à conta. A funcionalidade, que terá parceria da Cielo (CIEL3), foi suspensa em junho e recebeu nesta sexta-feira, 31, autorização do Banco Central para voltar a ser testada. Mark Zuckerberg pretende disponibilizar a solução tecnológica também no Instagram, Messenger e no próprio Facebook.

Já o PIX, gestado pelo BC e com estreia nacional prevista para 16 de novembro, consiste, na verdade, em um nova modalidade de pagamento e transferência instantâneos. Ele pode ser visto como concorrente, por exemplo, de dinheiro em espécie, cartões, boletos, TED, DOC, entre outros.

Ou seja, ao enviar uma quantia para um amigo, você pode mandar por meio de um PIX em vez de um DOC. Assim como pode comprar um celular em uma loja física ou na internet, usando o PIX como método de pagamento, em vez de um cartão de crédito ou boleto.

A vantagem dele é a velocidade da operação, que levará até 10 segundos, e a disponibilidade em qualquer dia e horário da semana. Bem diferente de TED, que pode levar dias para ser efetuado, já que o processamento respeita o horário bancário.

O PIX deverá ser obrigatoriamente incorporado por instituições com mais de 500 mil contas – são 34 no País, segundo o BC -, que deverão disponibilizar a modalidade em suas plataformas, por exemplo, nos aplicativos de bancos e fintechs. O BC informou que já recebeu 980 pedidos de cadastro. O próprio WhatsApp Pay já revelou interesse em disponibilizar o PIX em sua base.

Mas, afinal, o que essas novidades tecnológicas trazem para os consumidores?

Transferência e pagamento – WhatsApp Pay

No caso de pessoas físicas, assim como se envia uma foto ou vídeo no WhatsApp, com o WhatsApp Pay, será permitido o envio de até R$ 1 mil por transação para outros contatos no aplicativo. Contudo, há uma limitação de 20 transações por dia, e teto máximo de R$ 5 mil por mês, sem cobrança de taxas. Essa movimentação será efetuada através de um de cartão de débito, cadastrado no app de mensagens. Porém, só estará disponível na operação inicial os cartões do Nubank, Banco do Brasil ou Sicredi, com bandeira Visa ou Mastercard.

No caso de pessoas jurídicas, as empresas que utilizam o WhatsApp Business (versão corporativa do aplicativo) não terão limites de transações e valores, mas terão que pagar uma taxa fixa de processamento de 3,99% para receber os pagamentos de clientes, por meio de cartão de débito e crédito. O processamento da operação será feito pela Cielo. Desse modo, o comerciante receberá o valor da venda em um dia, no caso de débito, e em dois dias, no caso de crédito.

Transferência e pagamento – PIX

Por se tratar de uma modalidade de pagamento, o PIX dispensa a necessidade de cartões ou dinheiro em espécie, por exemplo. As operações de pagamento ou transferências serão ilimitadas e instantâneas entre duas contas – corrente, poupança ou de pagamento -, de pessoas físicas ou jurídicas. Ou seja, o usuário envia o dinheiro ou faz o pagamento de sua conta para a de outra pessoa ou empresa.

Para isto, será necessário informar apenas uma destas informações: CPF ou CNPJ, número do celular, e-mail ou um EVP, que é um código numérico para quem não quiser ser identificado. Outra opção são links ou QR Codes estáticos e dinâmicos, que poderão ser lidos por um smartphone.

Lembrando que não haverá um aplicativo PIX. As instituições deverão disponibilizar essa opção de pagamento e transferência em suas plataformas. Segundo o BC, o custo da operação será de R$ 0,01 para cada dez transações. O serviço terá opções gratuitas, mas ainda não se sabe se as instituições financeiras envolvidas poderão embutir tarifas, assim como bancos cobram por suas TEDs, por exemplo.

Estadão