Primando por Natal: Carlos Eduardo Alves quer ser o Cacique Cabecão de Natal

Cacique Cabeção, quer mandar em Natal desta vez indicando uma prima da mulher Andréa Alves

Uma cidade como Natal, com mais de 420 anos, capital de um Estado, base das Forças Armadas, universitária e polo receptivo do Turismo ainda está servindo de capricho e arrumadinho político eleitoral.
Quem ainda pensa que Natal pode ser controlada por uma família é o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves que impõe o nome da prima de sua mulher Andrea Ramalho, Ayla Ramalho para ser à candidata à vice-prefeita do atual prefeito Álvaro Dias.
Carlos Eduardo Alves é uma pessoa que desde sua juventude não tem outra atividade que não seja política. Ele sempre viveu dos gordos salários pagos pela Assembleia Legislativa e Prefeitura de Natal governada por ele durante 16 anos. Ele é o famoso político profissional.
Sua família, os Alves, proprietária do maior sistema de comunicação do Estado, fez dele um “líder chapa branca”. Sua mulher, querendo um contra-cheque político ensaiou uma candidatura a prefeita de Parnamirim, mas logo tirou o cavalo da chuva ao saber que está inelegível. Imediatamente, Andréa Alves formulou outro plano político para viver dentro da política, inventou à candidatura de sua prima Aila com intuito de continuar ao lado da sua família mandando em Natal, empregando seus parentes e amigos.
O prefeito Álvaro Dias, que poucas pessoas acreditavam na sua competência,  deu cara nova à Natal.
Álvaro está bem avaliado gozando de grande prestígio popular por ter feito a nova política, sem os caciques e ouvindo especialmente o povo. Analistas políticos garantem que Álvaro não precisa de muletas para se reeleger e alertam que caso Álvaro retroceda, colocando no seu palanque um arranjo familiar com uma candidatura de proveta, certamente vai chocar o natalense que reagirá contrariamente.
Este tipo de acordo favorecendo famílias, o povo de Natal já mostrou que não aceita.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *