Arquivo diários:10/08/2020

O Patriota, partido com seis deputados usou dinheiro público para comprar carro de R$ 260 mil

Reunião do Patriota do RN

O Brasil tem um rombo bilionário nas contas públicas. Estados e municípios atrasam salários de servidores e, sem dinheiro para as mais básicas necessidades, ameaçam quebrar. Esse cenário de penúria acentuada, porém, não impediu que um partido como o nanico Patriota usasse R$ 260 mil do dinheiro público para comprar, à vista, uma Mitsubishi Pajero Sport zero km.

Uma das mais minúscilas siglas da Câmara, com apenas seis deputados, o Patriota (ex-Partido Ecológico Nacional) apregoa como uma de suas bandeiras a eficiência na gestão pública, com o menor gasto possível para a promoção de bens e direitos, e a “verdadeira austeridade fiscal com busca ao déficit nominal zero”.

A sua prestação de contas relativa a 2019, porém, aponta a aquisição de cinco carros. Além da Pajero de R$ 260 mil, foram outros quatros veículos, a preços unitários de R$ 29 a R$ 124 mil. Ao todo, desembolsou R$ 644 mil de verba pública na compra de carros.

Aras defendeu que perfis bolsonaristas bloqueados por decisão de Moraes fazem ‘crítica legítima’


Em manifestação anterior à decisão da suspensão das contas nas redes sociais de bolsonaristas no âmbito do inquérito das fake news por Alexandre de Moraes, o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, defendeu as publicações consideradas criminosas pelo ministro do STF.

Aras as classificou como “crítica legítima”. Ele indicou a ministros da Corte que deve manter o posicionamento ao tratar dos recursos de Facebook e Twitter no STF sobre o bloqueio de perfis fora do Brasil.

Na manifestação de maio, Aras diz que “a livre circulação de ideias e o debate público são fundamentais para a a garantia de uma sociedade aberta”. Ele argumenta que a liberdade de expressão, assim como as liberdades de imprensa e de cátedra, são freios a “eventuais ímpetos autoritários”.

Ele ainda diz que o bloqueio dessas contas, como viria a ser determinado por Alexandre de Moraes, seria medida desproporcional.

O inquérito das fake news apura a disseminação de conteúdo falso e ameaças a ministros do STF nas redes sociais.Figuras como o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), o blogueiro Allan dos Santos e os empresários Luciano Hang (da Havan) e Edgard Corona (das academias Smart Fit), alvos de investigação no âmbito do inquérito, tiveram suas contas suspensas.

Em junho, ao votar pela continuidade e pela legalidade do inquérito, Moraes leu mensagem em que incitavam o estupro das filhas de ministros e disse que essa “bandidagem” não é liberdade de expressão “em nenhum lugar do mundo”.

PAINEL / FOLHA

RN é o 13º estado em números de óbitos por milhão de habitantes

São Paulo é o Estado com mais mortes por covid-19. Ultrapassou a marca de 25.000 vítimas da doença neste domingo (9.ago.2020).

Proporcionalmente, a doença mata 65% a mais em Roraima: 903 infectados morrem a cada 1 milhão de habitantes, enquanto em São Paulo o número cai para 547. O número também é maior 7% maior que o registrado na Bélgica, país com mais mortes por covid-19 por milhão de habitantes.

O levantamento do Poder360 indica ainda que a região Norte concentra 5 dos 10 Estados onde a doença é mais letal no país. A região Sul é a que tem a letalidade mais baixa. Os 3 Estados, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, estão entre os 5 com menor número de mortes por milhão de habitantes.

As taxas de Roraima, Ceará, Rio de Janeiro, Amazonas, Pernambuco, Amapá e Sergipe  são maiores que a do Reino Unido, o 2º país com mais mortes causadas pela covid-19 por milhão de habitantes.

No total, o Brasil tem hoje 475 mortes por milhão de habitantes.

Eis 1 infográfico detalhando as informações:

PODER 360