Arquivo diários:26/10/2020

Paraquedista com mais de mil saltos na carreira morre após queda em Boituva (SP)

Um paraquedista de 33 anos morreu durante um salto individual em Boituva, no interior de São Paulo, neste domingo (25). Segundo relatos testemunhas, Leandro Torelli teria feito uma manobra arriscada. Após a queda, ele foi socorrido, mas morreu no hospital. As informações são da TV Globo.
Ainda conforme as testemunhas, que participavam do clube de salto, Torelli era um paraquedista com experiência, incluso com mais de mil saltos na carreira. Além de paraquedista, ele também seria instrutor.
Torelli teria realizado uma manobra conhecida como “curva baixa”, que seria uma mudança de direção já muito próximo do chão.

Após a queda, Torelli foi levado ao Hospital São Luiz, em Boituva. Ele ainda foi transferido para um hospital em Sorocaba, mas não resistiu aos ferimentos.

Há um vídeo antes do momento da queda em que aparece um avião passando próximo à Torelli, mas, segundo a emissora, não houve colisão, sendo a morte causada pela queda.

O corpo da vítima está sendo valado nesta segunda-feira (26) em São Paulo, local de residência de Torelli.

Primando por Natal: pesquisa IBOPE aponta vitória de Álvaro Dias no primeiro turno


Pesquisa Ibope divulgada pela Inter TV Cabugi nesta segunda-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a Prefeitura de Natal nas Eleições 2020:

Álvaro Dias (PSDB): 44%

Kelps (Solidariedade): 7%

Delegado Leocádio (PSL): 7%

Hermano Morais (PSB): 5%

Senador Jean (PT): 5%

Coronel Azevedo (PSC): 2%

Coronel Hélio Oliveira (PRTB): 2%

Carlos Alberto (Beto) (PV): 1%

Rosália Fernandes (PSTU): 1%

Branco/ Nulo: 17%

Não sabe/ Não respondeu: 9%

Fernando Freitas (PCdoB), Afrânio Miranda (Podemos) e Nevinha Valentim (PSOL) tiveram menos de 1%. A candidata Jaidy Oliver (DC) não foi citada.

A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Cabugi.

Lascou o delegado: Sérgio Leocádio enfrenta ação para ressarcir o erário em acusação do MP de fraude à licitação quando foi secretário de Micarla

O delegado aposentado Sérgio Leocádio protagonizou uma cena viral na noite de 1º de outubro, emNatal (RN), quando, em debate promovido pela Band, sacou algemas para afirmar que iria prender o prefeito de Natal, Álvaro Dias, por peculato.

A afirmação do candidato do PSL à Prefeitura de Natal estava em todas as conversas políticas no dia seguinte, bem como no noticiário. Era mais um ato da campanha de Sérgio, que estava se posicionando para o eleitor como um candidato de reputação ilibada, de histórico irretocável e diferente de tudo que estava aí.

É a terceira vez que Leocádio vai para uma disputa eleitoral. Ele tentou ser vereador em 2016 e alçou voo como candidato a vice-governador de Breno Queiroga em 2018.

Mas foi em 2020 que ele ganhou visibilidade ao se colocar como pedra na vidraça alheia na disputa pelo Palácio Felipe Camarão, oferecendo ao natalense uma imagem que seria impecável por destoar de todos os outros candidatos.

Um levantamento do Blog do Dina, no entanto, joga dúvidas sobre o discurso de Sérgio Leocádio, que tenta reprisar em 2020 em Natal o discurso anticorrupção que levou Bolsonaro à Presidência da República em 2018.

Há pelo menos duas ações que batem de frente com o discurso de alguém que se apresenta como intransigente com a malversação da coisa pública.

Esta reportagem se deterá, no entanto, somente sobre uma ação, cuja íntegra pode ser consultada ao fim desta reportagem. A segunda ação, apesar de ter sentença definida, ainda não deixa claro que crime Leocádio cometeu vinte anos atrás, em ação movida pelo Ministério Público Federal.

Ação

Movida em 2016, a ação do Ministério Público do Rio Grande do Norte se referia ao período no qual Sérgio Leocádio foi secretário de Segurança e Defesa Social de Natal, posto que ocupou na gestão Micarla de Sousa, de 13 de julho de 2009 a 30 de dezembro de 2010.

Segundo a denúncia dos promotores Giovanni Rosado Diógenes Paiva, Paulo Batista Lopes Neto, Hayssa Kyrie Medeiros Jardim e Keiviany Silva de Sena houve fracionamento de despesa para viabilizar a contratação direta de uma empresa, dispensando, assim, a licitação.

“No transcurso das investigações empreendidas, verificaram-se diversas irregularidades nos contratos submetidos à análise, notadamente quanto à constatação de fraude ao procedimento de dispensa e fracionamento indevido de despesas para o fim de proporcionar a dispensa irregular de licitação”, narram os promotores, segundo quem houve ainda direcionamento da empresa escolhida para um serviço de motoboys. O MP alegou, ao indicar direcionamento, que havia proposta mais vantajosa para a gestão.

Continue lendo Lascou o delegado: Sérgio Leocádio enfrenta ação para ressarcir o erário em acusação do MP de fraude à licitação quando foi secretário de Micarla

Carlos Eduardo Alves não entrou na campanha, no Instagram ele só tem olhos para loura Schott

Carlos Eduardo Alves fora da campanha

O ex-prefeito de Natal e candidato derrotado por duas vezes ao governo do RN  Carlos Eduardo Alves está completamente isolado mesta campanha. Ninguém tem notícias dele participando da campanha de Álvaro Dias e demais municípios do interior.
Amigos de Álvaro Dias estão indignados com à distância do ex-prefeito Alves da campanha de Álvaro, ele que tanta confusão fez para indicar à vice-prefeita que é prima de seus esposa, Andrea Ramalho. Outro amigos de Álvaro tem opinião diferente, eles estão achando bom pelo fato de Álvaro poder ganhar no primeiro-turno sem precisar do ex-prefeito.
O soldado Vasco procurou algum registro no Instagram do prefeito Carlos Eduardo Alves ( @carloseduardo12 )e não encontrou nenhuma foto participando de campanhas. Também verificamos no perfil de Álvaro Dias ( @prefeitoalvaro45) e não encontramos sequer uma curtida do ex-prefeito. Se Alvas acessa o perfil de Álvaro não curte nada de nadica como dia a prima Thaísa Galvão.
No Instagram, o ex-prefeito Carlos Alves não quer saber da campanha de ninguém, o soldado Vasco tentou verificar se ele está curtindo algumas publicações de candidatos, mas não viu nenhuma.
Ao investigar os movimentos do ex-prefeito, o soldado Vasco ficou impressionado com o interesse e intensas curtidas de Alves no Instagram da bela loira Suzana Schott.
Pelas numerosas curtidas de Carlos Eduardo Alves no perfil de Suzana, ele não quer saber de campanha política, o ex-prefeito só tem interesse na louraça Schott.
Confira:

 

Bolsonaro diz não ter pressa por vacina

Jair Bolsonaro disse neste domingo que é preciso de “tranquilidade” para conseguir a vacina contra a Covid-19.

“Já tivemos alguns escândalos com a verba para respirador. Não podemos ter escândalo com a vacina. Nós estamos atrás da vacina brasileira, com muita tranquilidade e responsabilidade. Não é de uma hora para a outra, ‘ah, tal dia vai ter a vacinação’​”, afirmou a funcionários de uma peixaria no Distrito Federal.

Fábio distante e Robinson presente

Está tudo acertado, o ministro Fábio Faria não disputará à reeleição em 2024. No seu lugar o candidato seu pai ex-governador Robinson Faria.
Enquanto o deputado federal Fábio Faria optou em não participar da campanha Municipal deste ano ajudando suas bases eleitorais, o ex-governador Robinson Faria é um dos políticos mais presentes e solidário com seus amigos e correligionários nos municípios do RN.
Robinson poderá fazer dobradinha com Ezequiel ou Rogério Marinho  que provavelmente disputarão o Senado
Analistas políticos dizem que Robinson poderá ser disparado o mas votado do RN.

PF abre inquérito para apurar movimentações financeiras de Frederick Wassef

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar movimentações financeiras de Frederick Wassef, ex-advogado de Jair e Flávio Bolsonaro. A investigação tem como base documento de inteligência do Coaf produzido em julho deste ano, que mostrou pagamentos de R$ 9 milhões da JBS para Wassef. O relatório reúne informações bancárias envolvendo o advogado, seu escritório e uma empresa à qual é vinculado. Algumas das operações foram consideradas suspeitas pelo Coaf.

O relatório, revelado pela revista Crusoé, foi produzido um mês depois de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, ser preso em um imóvel de Wassef, em Atibaia (SP). Após o episódio, o advogado anunciou ter deixado a defesa do filho do presidente.

O inquérito foi aberto após o Ministério Público enviar à Polícia Federal a documentação do Coaf, com o objetivo de que os indícios existentes fossem apurados.

No mês passado, Wassef virou réu sob acusação de peculato e lavagem de dinheiro, suspeito de participar de um esquema que teria desviado R$ 4,6 milhões das seções fluminenses do Sesc (Serviço Social do Comércio), do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e da Fecomércio (Federação do Comércio).

PAINEL FOLHA