Arquivo diários:18/11/2020

Encerrando convênio, ministro Rogério Marinho determina paralização das obras de recuperação da Barragem das Traíras, diz Secretaria de Recursos Hídricos

Ministro Rogério Marinho e Bolsonaro

Sobre os atrasos na recuperação das obras da Barragem de Passagem das Traíras a Secretaria de Recursos Hídricos garante que é de responsabilidade do ministro Rogério Marinho. 

Segundo assessoria de imprensa da Secretaria,  de  tal atraso não se deve ao Estado do RN, mas pelo fato do Ministro Rogério Marinho ter determinado a paralização da obra e o encerramento do Convênio/DNOCS nº 06/2019-SICONV nº 888992/2019, cujo objeto era a recuperação da barragem.

A obediência a Lei nº 12.334/2010, que trata de segurança de barragem, especialmente, a Barragem de Passagem das Traíras, foi e é prioridade na gestão da governadoraFátima Bezerra. A Agência Nacional de Águas, desde 2015, vem alertando o governo do RN sobre a possibilidade de rompimento da barragem, caso venha a transbordar, limitando inclusive, sua capacidade em 3 milhões de m³ e nada foi feito pelo governo anterior.

Diante da situação de alerta, feito pela ANA, o atual governo do RN liberou imediatamente recursos do tesouro estadual para contratar a empresa que executou os estudos e elaborou o projeto de recuperação. A governadora Fátima Bezerra assinou convênio com o Governo Federal para a execução das obras, e por meio da Secretaria de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos – SEMARH, foi executado com total diligência a abertura de uma fenda no reservatório, afastando de vez o risco iminente do seu rompimento, tranquilizando a população do Seridó, quanto à possibilidade de ocorrer um sinistro em grandes proporções.

Na primeira visita que o Ministro Rogério Marinho fez ao RN, julho de 2020, em cima da parede da barragem, e diante de toda a imprensa do RN, AVOCOU para o governo federal a responsabilidade de conclusão das obras de recuperação, sob o argumento de que sua conclusão seria ainda neste ano de 2020, determinando a paralização das obras e o encerramento do convênio, ficando os serviços a cargo do DNOCS.

Diante deste fato inusitado, o governo do RN comunicou o ocorrido ao Ministério Público Federal, que, diligentemente, tomou providências. A priori, ouviu o Comitê de Bacias Piranhas/Assú, o que redundou na alimentação do Procedimento Administrativo nº 1.28.200.000064/64/2019-36. Logo, não temos dúvida, que este Órgão Federal atuará na fiscalização, junto ao responsável, qual seja, Ministério do Desenvolvimento Regional para conclusão de uma obra de extrema importância para Região do Seridó.

Deputado Tomba Farias chama a atenção da Justiça Eleitoral sobre a realização de “pesquisas forjadas”


Embora tenha eleito um expressivo contingentes de prefeitos em várias regiões do estado, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) se mostrou decepcionado com a falta de critérios da Justiça Eleitoral com um aspecto das eleições 2020: os resultados de pesquisas do Instituto Seta que, segundo ele, foram forjados e apresentaram números muito diferentes com relação a outras pesquisas, e também destoantes da realidade apresentada após a divulgação dos resultados das urnas.
Tomba Farias cita a disparidade dos números das pesquisas Seta, feitas em alguns municípios nas vésperas das eleições: em Afonso Bezerra a Seta disse que o candidato Neto de Zoraide teria uma maioria de 21,75% e o resultado final foi de apenas 1,76%. Em Arez, a Seta previu um empate técnico entre os candidatos Bergson e João Elias, mas no final deu-se a vitória de Bergson, que obteve 56,76% dos votos (5.196), vencendo em todas as urnas.
Em Canguaretama, a Seta destacou que candidata Irmã Lila estaria na frente do candidato Wellinson com 4% das intenções de votos, mas Wellinson venceu a eleição com uma maioria de 16,09% dos votos (2.982). Também em Campo Redondo, o Instituto disse que Dr. Renan venceria por 17,9%, mas foi eleito por apenas 2,65% dos votos. Da mesma forma, em Tangará a Seta apontou a vitória do candidato Dr. Airton por apenas 5,8%, mas as urnas mostraram uma maioria de votos de 14,8%.
“Todos esses municípios tiveram resultados diferentes do que previu as pesquisas Seta, feitas nos últimos dias de campanha”, ressalta.
Segundo o líder do Trairi, a força do poder econômico, ao contratar pesquisas tendenciosas, é usada para desequilibrar o pleito. “Alguns institutos fizeram bem seu trabalho, mas o instituto Seta fez pesquisa em Afonso Bezerra que teve resultado divergindo em 21,75 pontos percentuais. Isso numa campanha que as pessoas mal poderiam sair de casa, faz toda a diferença no pleito”, assinala.

Para ele, o TRE RN teve um grande desempenho, mas episódios, envolvendo pesquisas do Instituto Seta, que precisam ser fiscalizados. “O TRE e a justiça comum precisam fazer valer o direito dos candidatos. Agradeço a Deus e aos eleitores pelas vitórias em nossas bases eleitorais, mas não poderia deixar de registrar a minha indignação com o considero uma farra das pesquisas que se observou no interior do estado”, finalizou.

Primando por Parnamirim: Traíragem total

Vandilma e Anna Michelle – perderam eleicso

O povo não votou em Maurício Marques, mas também não aceitou aqueles candidatos que o então prefeito ajudou e depois foi traído por eles.
O povo não gosta de traição, disse o soldado Vasco.
Vereadores que foram secretários de Maurício ou ajudados por ele amargaram derrotas.
As vereadoras Anna Michele a Vandilma que foram ex-secretárias e  votaram contra prestação de contas de Maurício  foram derrotadas. No dia da votação da contas de Maurício, ambas fizeram discursos inflamados contra o ex-chefe.

Segundo uma fonte do Blog do Primo, o prefeito Taveira sabe bem como elas são, além de poucos votos,não merecem confiança e cospem nos pratos que comeram.
O Blog do Primo não conhece, portando não diz nada, só faz ouvir.

Coronavírus: ‘Brasil já está na 2ª onda de covid-19’, diz pesquisador da USP

Coronavírus

Rafael Barifouse – Da BBC News Brasil em São Paulo
“O Brasil já está na segunda onda de covid-19. O alerta vem do pesquisador Domingos Alves, responsável pelo Laboratório de Inteligência em Saúde (LIS) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), em Ribeirão Preto.

Alves vem acompanhando há oito meses os dados da pandemia brasileira como um dos responsáveis pelo portal Covid-19 Brasil, que reúne dezenas de especialistas de diferentes áreas em torno da produção de estatísticas e análises da propagação do novo coronavírus no país.

Sua avaliação de que o Brasil está vivendo, assim como os Estados Unidos e a Europa, uma nova onda de contágios se baseia na evolução da taxa de reprodução (Rt) do coronavírus no país, que indica que a pandemia voltou a crescer por aqui.

Essa taxa é calculada com base no aumento de novos casos e permite saber quantas pessoas são contaminadas por alguém que já está infectado.

Se o índice fica acima de 1, isso indica que a pandemia está se expandindo. Quando está abaixo, é um sinal de que a pandemia está perdendo intensidade.

No caso do Brasil, a taxa era de 1,12 em 16 de novembro, de acordo com o Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba.

Isso significa que 100 pessoas irão infectar outras 112, que, por sua vez, irão infectar outras 125. Assim, a epidemia brasileira cresce exponencialmente.

Avião que matou empresário paraibano carregava 360 kg de cocaína pura

DECA 1 - CARGA AVALIADA EM 11 MILHÕES: Avião que matou o filho de Deca carregava 360 kg de cocaína pura 

Uma aeronave de pequeno porte caiu e matou o piloto em uma área próxima a Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), em São Pedro (SP), neste sábado (14). O caso está sendo registrado na Delegacia de São Pedro, mas a investigação tem o apoio da 2ª Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) da Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais). Estima-se que o avião estava carregado com 360kg de cocaína pura. Por volta das 16h de sábado, a droga estava sendo escoltada pela Polícia Civil para a realização de contagem. A droga está avaliada em R$ 11 milhões.

Caso está sendo apurado pela Polícia Civil.

O delegado divisionário da Deic Wilson Lavorenti, acompanhado das equipes da delegacia especializada, esteve no local para dar início às apuraçuões.

“As investigações serão realizadas com o apoio da nossa delegacia. Ainda não sabemos se o piloto seria o proprietário da aeronave ou apenas contratado para fazer o transporte”, afirmou o delegado.

Polícia apreendeu 360kg de droga

Os peritos do IC (Instituto de Criminalística) de Piracicaba também estiveram no local para fazer o levantamento sobre as circunstâncias do ocorrido. Posteriormente, o corpo do piloto, que foi retirado das ferragens foi levado ao IML (Instituto Médico Legal) para a realização de exame necroscópico para tentar confirmar a causa da morte. A Polícia Civil identificou o piloto como sendo o empresário paraibano Marcelo Gonzaga
“Pela análise prévia do local, não conseguimos identificar combustível nas imediações, possivelmente o avião sofreu uma espécie de pane seca e caiu”, completou Lavorenti.

 

Filho do empresário e ex-senador Deca do Atacadão, Marcelo Ricardo Gonzaga, vítima de um acidente aéreo na cidade de Piracicaba, às margens da Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), no interior de São Paulo.

Saiba quem é Marcelo Ricardo, empresário paraibano que morreu em queda de avião

Marcelo era casado com a fisioterapeuta Ticiane Viana Gonzaga, tinha um filho e durante muitos anos trabalhou como diretor comercial na empresa Rio do Peixe, e atualmente era vice-presidente de vendas e marketing na BDK Corporate & Private Bank, em Campina Grande, na Paraíba. A empresa é uma Distribuidora de canal de massa das operadoras TIM, OI e VIVO de alguns estados. Ele era filho do empresário e ex-senador José Gonzaga Sobrinho, mais conhecido como Deca do Atacadão.

WhatsApp Image 2020 11 14 at 19.05.01 - Saiba quem é Marcelo Ricardo, empresário paraibano que morreu neste sábado em queda de avião

Amapá tem novo apagão total

Amapá registrou um novo apagão total na noite de terça-feira (17), por volta das 20h30, atingindo as 13 das 16 cidades do estado que já estavam com fornecimento racionado por causa do blecaute ocorrido em 3 de novembro.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) confirmou que houve novo desligamento no Amapá e que está trabalhando para restabelecer a totalidade das cargas no estado o mais breve possível.

Moradores de bairros de Macapá relataram que o fornecimento começou a ser retomado por volta de 22h40, mas apresentando oscilações e falhas. Após o apagão, apenas hospitais, órgãos públicos e estabelecimentos comerciais com geradores não tiveram interrupção.

Prefeito Álvaro Dias reúne Comitê Científico, anuncia aumento de fiscalização no comércio e nas praias de Natal e reforça recomendação do uso da Ivermectina

Foto: Joana Lima

O prefeito Álvaro Dias se reuniu, na noite desta terça-feira (17), com membros do Comitê Científico Municipal de Combate à Covid-19 e secretários municipais para discutir novas ações a fim de evitar o aumento do número de casos da doença em Natal. Entre as medidas a serem adotadas pela administração municipal, estão o aumento da fiscalização no comércio e na orla marítima da cidade para coibir aglomerações; revisão do protocolo de tratamento médico e realização de campanhas educativas para a população.

“Vimos nos últimos dias um aumento do número de casos da Covid-19 no Rio Grande do Norte. Não queremos que esses números cresçam em Natal, por isso a Prefeitura está tomando as medidas cabíveis para evitar a segunda onda da doença. Vamos reforçar a fiscalização conjunta da Semsur, Semurb e Guarda Municipal para evitar as aglomerações. Também vamos reforçar o uso da ivermectina no combate e tratamento da Covid-19. A adoção dos medicamentos foi discutida e aprovada pela Secretaria Municipal de Saúde, pelo Comitê Científico do Município e pelo Conselho Regional de Medicina”, disse o prefeito Álvaro Dias.

O presidente do Comitê Científico Municipal de Combate à Covid-19, o infectologista Fernando Suassuna, defende o uso da ivermectina e explica que já existem estudos comprovando a eficácia do medicamento. “Desde junho, quando começamos a usar ivermectina nos pacientes tratados na rede municipal de Natal, já havia evidências observacionais que referendavam o uso desse medicamento. Cinco meses depois, temos 85 trabalhos realizados que comprovam a eficiência desse medicamento, não só pela medicina observacional, mas pela medicina translacional e até os ensaios clínicos – que os mais críticos questionavam. Existem também trabalhos que comprovam o efeito preventivo do medicamento, existe uma revisão feita através da inteligência artificial – comprovada pelos chineses – que verifica que o medicamento funciona na célula infectada pelo vírus. Também existem evidências recentemente publicadas do efeito anti-inflamatório e do efeito antiviral (material que será publicado na Revista Científica Lancet), validando a ideia de que a ivermectina é o medicamento que deve ser recomendado para prevenção e tratamento em todas as fases da doença”, disse o presidente do Comitê Científico Municipal.

O prefeito destacou que toda a estrutura montada pela gestão municipal continuará funcionando até o fim da pandemia do coronavírus. “Os três Centros de Enfrentamento à Covid-19, o Hospital de Campanha e as dez unidades básicas de referência continuarão funcionando com médicos treinados e capacitados para tratar o coronavírus e com medicamentos ofertados à população para tratar a doença”, garantiu Álvaro Dias.

Participaram da reunião o secretário de saúde George Antunes, a secretária adjunta da Saúde, Rayanne Araújo, o secretário municipal de Governo, Fernando Fernandes, o secretário adjunto de Comunicação Social, Marcos Alexandre; os médicos e membros do Comitê Científico Rosangela Morais (Infectologista),  Hélida Maria Bezerra (Nefrologista) e João Maria Lucena (Cardiologista).

Infectologistas alertam em carta que hospitais estão lotados e defendem necessidade de lockdwon em SP

Um grupo de infectologistas de São Paulo enviou carta a amigos para alertá-los de que “há um aumento expressivo de casos de Covid-19 nos hospitais de São Paulo”, que estariam, segundo eles, “lotados” por causa de um aumento “de 100% em alguns serviços”.

A carta, enviada em caráter pessoal a pessoas conhecidas, foi assinada por médicos como Giovanna Baptista Sapienza, Marcela Capucho Chiaratin, Renata Guise Azevedo, Natanael Sutikno Adiwardana e Daniel Wagner Santos.

“Recomendamos fortemente novo ISOLAMENTO DOMICILIAR!”, escreveram eles, em maiúsculas. “Não ir a bares, restaurantes e festas. Não organizem encontros ou eventos sociais. Acreditamos que vocês estejam cansados de tudo isso, mas lembrem-se que nós estamos MUITO mais…. e ainda estamos vendo pessoas morrerem, famílias inteiras contaminadas, e os casos aumentando progressivamente sem nenhuma medida sendo tomada por parte dos governos”, seguem.

“Estamos em período eleitoral e talvez por isso não haja interesse político em novo ‘lockdown’ agora, mas é uma medida extremamente necessária! Por favor, ajude a controlar a pandemia e se proteja!​”, escrevem ainda os médicos.

O número de pessoas internadas em hospitais privados vem aumentando exponencialmente —no hospital Albert Einstein, eles saltaram de uma média de 55 para 86 nesta semana.

Nos hospitais municipais, as internações crescem. No dia 13, eram 693 internados. No dia 14, 685. No dia 15, 690. No dia 16, 732. Na terça (17), chegou-se ao patamar de 814.

MÔNICA BERGAMO

Bolsonaro revê estratégia e avalia se filiar a partidos do Centro

Bolsonaro seguindo orientação do ministro Fábio Faria

Diante do resultado das eleições municipais que apontou crescimento dos partidos de centro, o presidente Jair Bolsonaro já considera a filiação a uma das legendas de que integram esse campo político.

A escolha seria por uma legenda da base aliada. Duas vêm sendo avaliadas. Uma delas é o Progressistas, antigo PP, comandado pelo senador Ciro Nogueira. É o partido também do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, e do pré-candidato a presidente da Câmara Arthur Lira.

O presidente tem dito que se sente bem na sigla, à qual foi filiado por 11 anos, entre 2005 e 2016. No domingo, o partido amealhou 696 prefeituras, tornando-se o segundo maior do país em número de prefeitos.

A outra é o PSD do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. Com 657 prefeitos eleitos, ficou na terceira colocação no domingo. O partido é o mesmo do ministro das Comunicações, Fabio Faria.

Uma terceira possibilidade também tem sido colocada na mesa: a filiação ao Patriotas, partido ao qual o presidente quase se filiou para disputar a presidência em 2018. Nesse caso, a avaliação é de que seria mais uma opção pelo comando de uma legenda do que pela capilaridade política que os partidos do centro oferecem, uma vez que o Patriotas elegeu apenas 49 prefeitos. De qualquer modo, todas as três integram a base aliada de Bolsonaro no Congresso.

O presidente e seus filhos estão pessimistas com a criação do Aliança pelo Brasil, mas o projeto não está abortado. Ele será retomado e considerado uma opção para a adesão de bolsonaristas.

Bolsonaro, porém, está mais propenso a um partido já estruturado, com know-how político, com uma máquina partidária já pronta e que, claro, já faça parte dos aliados. Como o Expresso CNN mostrou na segunda-feira, os principais partidos da base (Progressistas, PSD, PTB, PSC, PL e Republicanos) cresceram mais que os partidos do chamado centro independente (PSDB, DEM e MDB), que não devem seguir com Bolsonaro em 2022.

Esses aliados elegeram 2.207 prefeitos, 24,76% a mais do que em 2016. O outro grupo elegeu 1743, 16,4% a menos do que há quatro anos.

Quando se consideram os votos dados aos partidos, os aliados obtiveram 32,7 milhões de votos, 18,3% a mais do que os 27,7 milhões de 2016. Já o centro independente teve 29,9 milhões de votos, menos 21,1% do que há quatro anos.

O outro campo político que certamente terá um candidato em 2022 é a esquerda, composto por PT, PSB, PDT, Cidadania, PCdoB, Rede e PSOL. Foram 932 prefeitos eleitos ante 1.196 em 2016, redução de 22%. Em total de votos, foram 23,8 milhões neste ano ante 29 milhões em 2016, redução de 17%.

CNN BRASIL