Arquivo diários:25/11/2020

Covid-19: Brasil tem 170.115 mortes e 6.118.708 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde

O Brasil registrou 630 novas mortes pelo novo coronavírus e 31.100 novos casos da doença nesta terça (24). Com isso, o total de mortos chegou a 170.115 e o de casos a 6.118.708, de acordo com o painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

Homem denuncia ex-mulher por agressões e cobra “Lei Maria da Penha” para homens. “Já foram 11 boletins e nada acontece”

Em natal, homem denuncia ex-mulher por agressões e cobra “lei maria da penha” para homens
Homem denuncia ex-mulher por agressões e cobra “Lei Maria da Penha” – Foto: Reprodução / TV Futuro

Destaque no portal AGORA RN

Um homem que denunciou a ex-namorada mais de 10 vezes por agressões por não aceitar o fim de um relacionamento, cobrou que a Lei Maria da Penha fosse alterada por “só beneficiar mulheres”.

O caso foi revelado pela TV Futuro RN. O homem afirmou que sofreu ameaças, agressões e torturas psicológicas por parte da ex-companheira. Ele já registrou 11 boletins de ocorrência e disse que nada acontece porque não existe uma lei tão punitiva para as mulheres como no caso de agressões feitas por homens.

O homem disse que “quando a mulher quer, ela sabe torturar a mente do homem” e que a lei Maria da Penha deveria sofrer uma mudança para que pudesse beneficiar o homem.

“Estou tentando de todas as formas, porque se fosse o contrário, se um homem tivesse tocado em uma mulher, ele já estaria preso e condenado. Isso tem que haver mudança. Uma lei que só beneficia mulher é claro, a mulher é mais frágil, mas quando a mulher quer ela sabe torturar a mente do homem, o físico e tudo mais. Tem que haver a mudança dessa lei para beneficiar o homem também. Não existe uma lei única só para mulher, por ela ser mulher. Tem que haver uma defesa ao homem”, disse.

“Eu plano por defesa. Eu plano por justiça. Só porque eu tenho sexo masculino eu posso sofrer tudo sem a consequência nenhuma contra uma mulher?”, questionou

Articulação bolsonarista: Rogério Marinho (Saco Preto) para o governo; Fábio, Robinson ou Girão para o Senado

Cartas de Bolsonaro para o RN

Articuladores políticos do Palácio do Planalto estão trabalhando a formação de chapas nos estados para fortalecer à candidatura à reeleição do Presidente Bolsonaro.

Aqui no RN a formulação já está feita: o candidato a governador é Rogério Marinho e ao Senado  Fábio Faria.
O ministro Fábio Faria está em dúvidas se é candidato à Câmara dos Deputados em São Paulo ou vem para o RN encarar uma disputa para o Senado.
Caso Fábio Faria decida por São Paulo, seu pai e ex-governador Robinson Faria poderá tanto ser candidato ao Senado como à Câmara dos Deputados. Robinson decidindo ser candidato à Câmara dos Deputados, o atual deputado, general Girão poderá fazer dobradinha com Rogério Marinho disputando o Senado.

Taxa de transmissão da Covid-19 no país é a maior desde maio, aponta Imperial College

A taxa de transmissão do novo coronavírusvoltou a subir no Brasil e já é a maior desde maio, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira (24) pelo Centro de Controle de Epidemias do Imperial College, de Londres.

A taxa passou de 1,10 no último balanço (divulgado em 16 de novembro) para 1,30 nesta semana. Esse é o maior número desde a semana de 24 de maio, quando o índice atingiu 1,31.

Assim, no momento, um grupo de cem infectados brasileiros transmitem o vírus para outras 130 pessoas, acelerando ainda mais a propagação do novo coronavírus no país.

Até a tarde desta terça-feira, o país registrava 169.569 mortos pela Covid-19. São também 6.090.197 de casos confirmados, segundo o consórcio de veículos de imprensa.

O Brasil teve um aumento de 51% nas mortes em relação à média móvel de óbitos de duas semanas atrás. Segundo os dados do consórcio de veículos de imprensa, três regiões apresentaram tendência de aceleração na média de mortes: Centro-Oeste (42%), Sudeste (118%) e Sul (19%). Nordeste (-4%) e Norte (11%) tiveram estabilidade.

Onze estados tiveram alta nesta mesma taxa. Outros seis permaneceram estáveis e nove estados e o Distrito Federal registraram queda na média de óbitos.

Esse índice tem como objetivo indicar para quantas pessoas um paciente infectado consegue transmitir o vírus. Quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa.
Contudo, é preciso ressaltar que algumas altas podem ser explicadas pelos problemas com a divulgação dos dados vivido pelo país no início do mês. Há semanas, a plataforma de registro de mortes por Covid-19 do Ministério da Saúde apresentou instabilidade e impossibilitou a inserção de dados na plataforma e-SUS.

Assim, alguns estados ficaram sem divulgar o número de mortes por dias consecutivos. São Paulo, estado mais atingido pela pandemia no país, foi um dos afetados pelo problema técnico.

Henrique Alves é réu em processo

Henrique Alves foi o grande chefe político da família Alves com Garibaldi e Carlos Eduardo Alves

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves, o empresário Joesley Batista e o ex-executivo da J&F Ricardo Saud viraram réus por corrupção, lavagem de dinheiro e caixa dois eleitoral — no caso que veio à tona em 2017, após a delação premiada de Saud.
A Justiça Eleitoral no Rio Grande do Norte recebeu a denúncia apresentada pelo Ministério Público Eleitoral no último dia 23 de outubro. A decisão é da juíza eleitoral Hadja Holanda de Alencar, da 2ª Zona Eleitoral de Natal.
Segundo a denúncia, o ex-deputado federal solicitou à empresa dos irmãos Batista o pagamento de vantagens indevidas para custeio de sua campanha eleitoral ao governo do Rio Grande do Norte em 2014, tendo recebido 2.936.000,00 milhões de reais.
Nas palavras da promotora eleitoral Iara Pinheiro de Albuquerque, que assina o documento, os crimes foram cometidos por Henrique Eduardo Alves “motivado pela ganância de se ver eleito governador do estado do Rio Grande do Norte”.

*

O ex-deputado Henrique Alves é réu em outros processos da lava jato.

Fonte: Blog de Thaísa Galvão

Candidato à reeleição em Blumenau passa mal e debate ao vivo é interrompido; VEJA VÍDEO


O candidato à reeleição pela Prefeitura de Blumenau (SC), Mário Hildebrandt (Podemos), passou mal durante um debate ao vivo realizado pela NDTV, afiliada à RecordTV.
Enquanto comentava sobre as enchentes e deslizamentos que ocorreram em 2008, Hildebrandt parou de falar e começou a perder o equilíbrio. O candidato oponente é João Paulo Kleinübing, do Democratas.

O debate foi interrompido e, após alguns minutos de intervalo, a emissora decidiu cancelar o evento. Hildebrandt foi conduzido ao Hospital Santa Isabel.

VEJA VÍDEO:

Guedes trocou Rogério Marinho por Fábio Faria

Quem manda é Paulo Guedes 

Paulo Guedes fez uma troca no Conselho Fiscal do Sesc — uma das entidades símbolo do Sistema S.

Sai Luiz Eduardo Ramos e entra Fábio Faria.

A designação do ministro das Comunicações como representante do Ministério da Economia no conselho foi publicada nesta terça-feira no Diário Oficial.

Como nos governos anteriores, os jetons para participar de reuniões de conselhos de empresas estatais e entidades têm turbinado os salários de ministros.

A “Folha de São Paulo” revelou, em outubro, que Rogério Marinho, por exemplo, recebeu pelo menos R$ 189 mil em jetons para participar de 11 reuniões no Sesc. Depois da reportagem, ele foi substituído por Ramos.

Candidatos com diagnóstico de covid-19 poderão fazer Enem na reaplicação em fevereiro

Os estudantes que irão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 e que testarem positivo para covid-19 terão uma nova chance de fazer a prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) também definiu regras específicas para evitar aglomerações e reduzir o risco de contágio. Os casos deferidos pelo Inep poderão participar de uma reaplicação do exame nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021.

No caso de infecção por covid-19, o candidato deverá comunicar a sua condição por meio da Página do Participante, até um dia antes da aplicação do exame. Na página, deverá ser anexado o laudo médico com o diagnóstico e descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10). No documento, deve constar o nome completo do participante, além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento.

O documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB. Caso o diagnóstico ocorra no dia da aplicação do Enem, além de registrar o ocorrido por meio da Página do Participante, o inscrito deverá entrar em contato com a Central de Atendimento do Inep (0800 616161) e relatar a condição, a fim de agilizar a análise do laudo pela autarquia.

Além da covid-19, são doenças infectocontagiosas: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola e varicela. Em nota divulgada, o Inep afirmou que pessoas com problemas logísticos, como falta de energia elétrica, também poderão comunicar o problema pela Página do Participante para fazer o exame em fevereiro.

Entre as medidas de segurança adotadas para os dias da prova presencial, 17 e 24 de janeiro, o Inep estabeleceu a redução do número de pessoas por ambiente de aplicação e uma sala especial, com ocupação de até 12 pessoas para participantes do grupo de risco. Fazem parte desse grupo gestantes, lactantes, idosos e pessoas com condições médicas preexistentes, como cardiopatias, doenças pulmonares crônicas, diabetes, obesidade mórbida, hipertensão, doenças imunossupressoras e oncológicas.

Também serão disponibilizados álcool em gel aos participantes e o uso de máscara, ou proteção facial é obrigatório. “O participante poderá levar mais de uma máscara para troca ao longo do dia. As máscaras serão verificadas pelos fiscais para evitar possíveis infrações, respeitando a distância recomendada”, diz a nota. As máscaras também poderão ser retiradas para os candidatos bebam água e façam lanche durante a aplicação da prova. As provas do Enem 2020 estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). A divulgação dos resultados acontece a partir do dia 29 de março.

Estadão Conteúdo

Crescimento de Boulos e vice do MDB preocupa Covas

O desempenho do candidato Guilherme Boulos (PSOL) na reta final da campanha paulistana gerou preocupação no PSDB do prefeito Bruno Covas em duas frentes.

Primeiro, a abstenção, que afetou mais o tucano no primeiro turno. Segundo, o crescente foco na situação de seu vice, Ricardo Nunes (MDB).

Como mostrou o Datafolha, Boulos passou de 35% para 40% quando o critério é o de votos totais, o que permite ver de onde eles vieram: de quem ia votar em branco, nulo ou estava indeciso.

No critério que vale no dia da eleição e dá a medida da distância entre os candidatos, o de votos válidos, que excluem brancos, nulos e indecisos, o psolista oscilou positivamente para 45%, reduzindo a distância a dez pontos a menos do que Covas.

Apesar de ter oscilado negativamente nos válidos (de 58% para 55% em relação à semana passada), o tucano permaneceu estável com 48% totais.

Segundo a Folha ouviu de estrategistas da campanha, lideranças tucanas e analistas eleitorais, a situação é de alerta, mas não de pânico, já que Boulos não roubou votos que já eram de Covas.

Ainda há um cesto de 9 pontos de branco/nulo e 3 pontos de indecisos, na contagem total. É improvável que o psolista pegue todos para si.

Aí surgem os complicadores. No primeiro turno, a abstenção foi alta, 29,3%, por fatores que vão do desinteresse à pandemia, passando pela facilidade de justificar ausência na urna via aplicativo.

Covas viu os distritos em que tinha melhor intenção de voto (com moradores mais pobres e menos escolarizados) registrar abstenções na casa dos 40%. Além disso, o grupo em que tem melhor desempenho é o dos maiores de 60 anos (73% ante 27% dos válidos).

O segmento soma 22% da amostra do Datafolha. E são essas pessoas que podem decidir não ir votar temendo a Covid-19, dado que integram uma das populações sob maior risco de complicações.

O prefeito está fazendo, em suas caminhadas de campanha, apelos a líderes comunitários e religiosos para que conclamem o eleitorado no domingo (29).

Nesta terça (24), o outro problema que preocupa os tucanos se colocou: o vice.

Em pesquisas qualitativas do PSDB e do PSOL, o envolvimento de Nunes com a chamada máfia das creches, conjunto de empresas fornecedoras de conveniadas da prefeitura, é pouco citado.

Nesses grupos, um antigo boletim de ocorrência de violência doméstica envolvendo a mulher de Nunes, assunto que os dois dão como superado, surge mais vezes.

Covas reagiu com contrariedade nesta terça, quando foi perguntado durante uma sabatina na rádio CBN acerca da questão.

“É impressionante como vocês são pautados pela propaganda do PSOL. Fico horrorizado com isso, como gostam de acabar com a vida do meu vice sem denúncia”, disse.

Um trecho do boletim de ocorrência que tratou do caso foi então lido no ar: “Inconformado com a separação, Nunes não lhe [à esposa] dá paz, vem efetuando ligações proferindo ameaças, envia mensagens ameaçadoras e invade a sua casa, onde faz escândalos e a ofende com palavrões”.

Covas havia feito a mesma acusação a jornalistas na noite anterior, durante entrevista com Boulos ao programa Roda Viva, na TV Cultura.

Apesar dessas preocupações, por ora o PSDB não pretende alterar a formatação da campanha de Covas.

FOLHAPRESS