Arquivo diários:03/12/2020

Cloroquina, Azitromicina e Zinco têm muita eficiência contra a Covid-19, diz estudo

O Dr. Vladimir Zelenko e sua equipe anunciaram que um estudo retrospectivo analisando os dados de seus pacientes foi aceito para publicação na International Journal of Antimicrobial Agents após um rigoroso processo de revisão por pares.

O estudo concluiu que a intervenção precoce e o tratamento de pacientes de alto risco com COVID-19resultaram em um número significativamente menor de hospitalizações e mortes.

O tratamento que consiste em zinco, hidroxicloroquina em baixas doses e azitromicina também é conhecido como “Protocolo de Zelenko”, devido aos estudos iniciais do Dr. Vladimir Zelenko sobre o assunto.

Este estudo é único porque apenas pacientes ambulatoriais de ALTO RISCO foram tratados com o regime de três medicamentos. Pacientes de alto risco são aqueles que têm 5% a 10% de chance de morrer por COVID-19.

Esta categoria inclui pacientes com mais de 60 anos, com menos de 60, mas com outros problemas médicos ou que têm dificuldade para respirar. Todos os pacientes ambulatoriais de alto risco identificados foram tratados em sua consulta inicial, a maioria nos primeiros cinco dias do início dos sintomas. Todos esses pacientes tiveram confirmação laboratorial de infecção por COVID-19

Esta análise retrospectiva é o produto da colaboração única de três médicos com uma rara sinergia de indústria, academia e medicina clínica.

Dr. Roland Derwand é um médico alemão e especialista na indústria de ciências da vida. O Professor Martin Scholz é consultor independente e professor adjunto de medicina experimental na Heinrich Heine University, Düsseldorf, Alemanha. Drs. Derwand e Scholz foram os primeiros a chamar a atenção para “O Protocolo de Zelenko” em seu artigo de hipótese publicado sobre a importância de combinar zinco com hidroxicloroquina como método para tratar COVID-19.