Moro deixou à magistratura para servir ao Presidente Bolsonaro, deixou o Ministério para ser político, agora deixou de ser político para servir à empresa condenada por ele

Rodrigo Maia, descartou a candidatura de Sergio Moro em 2022:

“Ele não é mais candidato. É consultor da Odebrecht.”

A bancada anti-Lava Jato é a maior do Congresso Nacional. Rodrigo Maia, o “Botafogo” do departamento de propinas da Odebrecht, não quer perder essa bandeira para o candidato de Jair Bolsonaro, Arthur Lira, que pode ostentar o título de réu do “Quadrilhão do PP”.

A garantia de impunidade rende votos de parlamentares de praticamente todos os partidos, de direita, centro e esquerda.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *