Sem festa na Esplanada, pandemia muda Ano-Novo no DF. Veja o que funciona

Sem as típicas festas da virada na Esplanada dos Ministérios e na Prainha dos Orixás, o Réveillon dos brasilienses será diferente na virada de 2020 para 2021. No ano passado, a noite contou com shows do sertanejo Luan Santana e o sambista Dudu Nobre, em celebração que custou R$ 3,4 milhões. Neste ano, contudo, a pandemia do novo coronavírus impedirá as festas tradicionais na capital federal.
Em decreto publicado no Diário Oficial (DODF) em 18 de novembro, o Governo do Distrito Federal (GDF) cancelou a realização dos eventos públicos referentes ao Ano-Novo. Já as comemorações privadas poderão acontecer, desde que sigam as normas sanitárias de combate à Covid-19.

Ainda conforme o DF Legal, dependendo do número de pessoas, as multas podem chegar a R$ 40 mil. O estabelecimento pode ser imediatamente interditado e, caso haja resistência, os responsáveis serão levados para a delegacia.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *