Ex-governador Robinson Faria está passando por dificuldades na Justiça Eleitoral

Um processo do ex-governador Robinson Faria que está sendo julgado no Tribunal Regional Eleitoral poderá deixar o ex-governador inelegível por 8 anos caso o parecer do desembargador relator Ibanez Monteiro seja aprovado pela maioria da Corte.
O processo acusa Robinson de abuso do poder político e econômico quando foi governador no período eleitoral.
Uma das acusações é o fato de Robinson ter aberto no período eleitoral alguns restaurantes populares.
Sem conhecer o processo e as acusações, me valendo apenas de informações informais, o Blog do Primo estranha o fato de ser considerado pelo relator abuso do poder político abrir restaurantes populares. É público e notório que os restaurantes populares foram iniciativas da ex-governadora Wilma de Faria, e deste  o governo dela está previsto como um programa de governo no PPA-Plano Plurianual. Mais estranho ainda é considerar um abuso de poder econômico e político implementar ações e programas que atenda demandas das camadas mais carentes da população. Estaria proibido governar para o povo em período eleitoral? Como o eleitorado poderia reconhecer a eficiência de um governante e reelegê-lo sem conhecer seu trabalho e desfrutar de suas realizações?
Os restaurante populares não atende apenas eleitores, atende o povo em geral, crianças, idosos que não são obrigados a votar e até pessoas de outros estados.
Mas, como disse, não conheço o processo, nem sou advogado.
O magistrado Fernando Jales, pediu vistas. Vamos aguardar.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *