Arquivo diários:07/02/2021

Paulo Guedes diz a Bolsonaro que Ernesto Araújo causa prejuízos ao Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, está incomodado com Ernesto Araújo e tem manifestado sua insatisfação em relação ao chanceler diretamente com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
Segundo a revista Época, Guedes já alertou o chefe do Executivo sobre “prejuízos” que o ministro das Relações Exteriores “causa ao Brasil”. Apesar das queixas, de acordo com a publicação, Ernesto Araújo “fica onde está por um tempo”.
Nesta semana, o chanceler virou chacota entre diplomatas ao aparecer na capa da revista digital bolsonarista “A Verdade, interpretando o personagem James Bond, o famoso 007. O título da matéria é “Missão Brasil” e o subtítulo, “em um dos momentos mais difíceis da humanidade, Ernesto Araújo é o homem certo para defender os interesses do Brasil”.

O embaixador Paulo Roberto de Almeida postou a capa da revista em seu perfil no Facebook, com o seguinte comentário: “Mamãe, haverá garoto mais ridículo que eu?”

A revista digital pertence ao “Jornal da Cidade Online”, veículo bolsonarista, já condenado e alvo de ações na Justiça por publicação de notícias falsas ou distorcidas e ataques a personalidades ligadas à política.

Governo do RN recebe novo lote de vacinas contra a Covid-19


O Rio Grande do Norte recebeu mais um lote de vacinas contra a Covid-19. O desembarque das 46.800 doses da CoronaVac no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante aconteceu no fim da manhã deste domingo (7) e foi acompanhado pela governadora Fátima Bezerra.

Os imunizantes recebidos pela equipe da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vão atender os idosos do RN, começando pelos acamados e os que estão acima dos 90 anos. Na sequência serão imunizados os idosos com mais de 85 anos, a partir da organização de cada município.

“Toda a logística já está pronta para fazer a distribuição aos municípios. Fazemos o apelo para que se tenha todo o cuidado no sentido de evitar aglomerações”, afirmou a governadora Fátima. “Os idosos acamados que começarão a ser vacinados agora serão atendidos em suas casas através das equipes de saúde dos municípios. Depois daremos início à vacinação dos idosos em geral a partir dos 90 anos, de forma decrescente, do mais idoso ao menos idoso”, completou a chefe do Executivo.

A escolha desses grupos prioritários para vacinação se deu conforme a disponibilidade das doses da vacina por parte do Ministério da Saúde. As doses que serão encaminhadas aos municípios seguem a divisão dos lotes anteriores, com base na estimativa populacional.

“O Ministério da Saúde sinalizou que a partir de agora estaremos recebendo as vacinas semanalmente. É importante que a população não fique ansiosa e não se dirija às unidades de saúde de forma desorganizada exatamente para que não cause aglomeração”, destacou a subsecretária de planejamento e gestão da Sesap, Lyane Ramalho.

A entrega das vacinas aos municípios seguirá os planos anteriores, com o transporte dos imunizantes até as Unidades Regionais de Saúde Pública, com o apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.

SEGUNDA DOSE

No início desta semana a Sesap vai distribuir o estoque para aplicação da segunda dose da CoronaVac para os potiguares atendidos com o primeiro lote de vacinas

A vacinação deste público deverá ocorrer em até duas etapas: de 10 a 17 de fevereiro e de 15 a 19 de fevereiro, devendo ser respeitado o intervalo de 21 a 28 dias entre a primeira e a segunda dose.

Renan Calheiros quer anistia de hackers da Lava Jato e fala ainda em ‘incluí-los no Panteão da Pátria’


Foto: Cristiano Mariz/Veja

Recém-empossado líder da maioria no Senado, Renan Calheiros (MDB-AL) disse em seu perfil no Twitter que vai apresentar projeto de lei para anistiar os hackers que revelaram diálogos atribuídos a procuradores da Operação Lava-Jato, como Deltan Dallagnol, e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, quando ainda era o juiz responsável pela força-tarefa.

“Os diálogos entre Moro, Dallagnol e o Santo Ofício de Curitiba desvendaram um pântano de transgressões. Vou apresentar um projeto para anistiar os hackers que descobriram a patifaria. A contribuição para democracia justifica tirá-los da cadeia e incluí-los no Panteão da Pátria”, escreveu ainda Renan Calheiros neste domingo (07), em seu perfil na rede social.

As conversas, apreendidas na Operação Spoofing e tornadas públicas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, mostram orientações do ex-magistrado aos procuradores em investigações envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O petista anexou os documentos em processo que pede a nulidade de condenações impostas por Moro, alegando suposta parcialidade do ex-juiz.

A postagem de Renan vem em meio à retomada de força política do senador no Congresso. Agora líder da maioria, ele quer se firmar na oposição ao governo e rivalizar, mais uma vez, com o ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP), que pode assumir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante da Casa, com as bênçãos do presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Renan sinaliza, nos bastidores, a possibilidade de disputar a vaga com o rival, reeditando, assim, uma guerra de braço entre os dois. A primeira delas foi em 2019, quando Alcolumbre venceu a eleição à presidência do Senado.

UOL

Segundo Vicente Serejo os imortais são furas fila; Prefeito negou


Um fato cônico está circulando nas rodas de conversas de Natal. O assunto foi uma nota publicada pelo jornalista Vicente Serejo agradecendo ao prefeito Álvaro Dias por autorizar à vacinação dos imortais da Academia Norte-rio-grandense de Letras que foi prontamente desmentida pelo alcaide.
É bem verdade que quase todos imortais são idosos, mas o rito da vacinação determinou que os idosos institucionalizados seriam os primeiros, mas a Academia é uma casa de cultura ou um abrigo de velhos?

Fernando Mineiro responde provocação de Garibaldi Alves

Depois de derrotado vergonhosamente não eleição passada quando ficou em quarto lugar na disputa para o Senado, o ex-senador Garibaldi Alves querendo provocar mídia com o objetivo de voltar ao Senado, façanha quase impossível, segundo analistas políticos, deu algumas declarações contra a governadora Fátima Bezerra.

O ex-senador que teve seu nome envolvido em várias delações premiadas, sinhá em restabelecer um contra-cheque proveniente de um mandato eletivo.
Com relação ao que disse o velho cacique da derrotada oligarquia Alves, o deputado federal diplomado Fernando Mineiro disse o seguinte:

Abuso: Deltan Dallagnol admite que prisão é eficiente para forçar acordos de delação

Em conversa com procuradores, Dallagnol disse que ameaça de transferência de preso para prisão insalubre era “eficiente“

Por André Boselli e Luiza Calegari
“Nunca uma transferência foi tão eficiente, rsrsrs”. A frase é do procurador Deltan Dallagnol, à época coordenador da frente paranaense da “lava jato”. Foi escrita em “chat” de procuradores no dia 4 de agosto de 2017. A “transferência” a que ele se refere é a de Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil.

Dias antes, em 27 de julho, Bendine tinha sido preso preventivamente na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. Mas poderia ser transferido para o Complexo Médico Penal (CMP) — em Pinhais, região metropolitana de Curitiba —, cujas condições são reconhecidamente precárias.

Na conversa, uma outra pessoa tinha dito que Bendine pediu para não ser transferido, sinalizando que poderia fechar um acordo de delação premiada. Foi nesse momento que Deltan ironizou a “eficiência” de uma ameaça de transferência para forçar uma “colaboração”.

O sucinto diálogo deixa claro o que muitos advogados há tempos vêm alertando: o modus operandi do consórcio de Curitiba envolveu decretações de prisão preventiva como forma de pressionar os investigados a fazer acordos de colaboração premiada.

As frases constam do material a que a defesa do ex-presidente Lula teve acesso, após decisão do ministro Ricardo Lewandowski. Os dados foram obtidos por hackers e, posteriormente, apreendidos pela Polícia Federal, no curso da apelidada operação spoofing.

Leia a íntegra do trecho:

4 Aug 17
• 14:49:07 Advogados do Bendine estão tentando falar com o Moro e com vocês para dizer que ele quer fazer um acordo de colaboração e não ir para o CMP….
• 15:05:15 Moro pediu para transferir o Bendine só na segunda.
• 17:39:52 Deltan kkkk
• 17:39:59 Deltan Nunca uma transferência foi tão eficiente rsrsrs
• 17:40:06 Deltan Pediram reunião pra segunda pela manhã
• 19:04:29 Boa… rs

Associação Médica do Rio Grande Do Norte Defende Tratamento precoce contra coronavírus

A Associação Médica do Rio Grande do Norte (AMRN) adotou a posição de defesa do tratamento precoce contra o vírus chinês com a prescrição de protocolo de medicamentos como Hidroxicloroquina,Ivermectina e Azitromicina na fase inicial da doença. A posição da entidade foi comunicada oficialmente na semana passada em entrevista coletiva.

A entidade médica potiguar afirma que estes medicamentos são eficazes, e ajudam aos pacientes a não evoluírem para estágios mais graves da moléstia e coíbem a sobrecarga do sistema de saúde com internações, além de reduzir o número de óbitos. Na coletiva, todos os médicos reforçaram a necessidade da adoção do tratamento precoce, defenderam a autonomia do médico em observar as especificidades de cada caso e criticaram a politização da pandemia.

Participaram da coletiva os seguintes médicos: Dr. Marcelo Cascudo (cardiologista); Dr. Geraldo Ferreira (anestesiologista); Dr. Fernando Suassuna (Infectologista); Dr. Álvaro Barros (Cardiologista); Dr. Marcos Leão (Hematologista); Dra. Roberta Lacerda (Infectologista); Dr. Luiz Alberto Marinho (Infectologista) e Dr. João Maria de Lucena Marinho (Cardiologista).

Republicanos deve assumir pasta da Cidadania, com orçamento de R$ 104,2 bi

Como parte de uma espécie de minirreforma ministerial, o Ministério da Cidadania deve vir a ser ocupado por um político do Republicanos, partido do Centrão que integra a base aliada do governo no Congresso Nacional. A pasta é responsável por gerir o Bolsa Família, e coordenava o auxílio emergencial – benefício para atingidos pelos efeitos da pandemia do coronavírus que pode voltar nas próximas semanas. A princípio, o órgão terá um orçamento de R$ 104,2 bilhões em 2021, segundo o projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) em análise pelo Legislativo.

O atual ministro, Onyx Lorenzoni, deve ser remanejado para a Secretaria-Geral da Presidência da República, deixando aberta a vaga na Cidadania. A troca está prevista para ocorrer após o feriado de Carnaval.

Entre os cotados para o cargo, estão três deputados federais da sigla: Jhonatan de Jesus (RR), Marcos Pereira (SP) e João Roma (BA). Jhonatan foi líder do partido na Câmara em 2020 e Pereira é o presidente nacional da sigla. O Planalto tem preferência por Roma, já que o parlamentar é ligado ao presidente do DEM, ACM Neto, de quem Bolsonaro se aproximou fortemente durante as negociações para as eleições do novo comando do Congresso.

Procurado, o deputado Jhonatan de Jesus disse que, por enquanto, tudo não passa de especulação. “A escolha vem do presidente da República. Qualquer cidadão no nosso país ficaria feliz em ser ministro, mas neste momento tenho outros projetos”, disse ele ao Metrópoles.

Os deputados Marcos Pereira e João Roma não responderam aos pedidos de comentário da reportagem. O espaço está aberto para manifestações.

Outro deputado da legenda, Lafayette de Andrada (MG), também vinha sendo uma aposta, mas esta semana ele passou a ser sondado para lançar candidatura a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a fim de fazer frente à indicação controversa da deputada Bia Kicis (PSL-DF).

Esta semana, o Republicanos iria se reunir para decidir o nome a ser apresentado ao presidente Bolsonaro como indicação do partido, mas a reunião acabou não acontecendo, e deve ser adiada para depois do Carnaval. Deputados e senadores ainda negociam as presidências das comissões permanentes, o que deve impactar na definição de demais indicações.

Lira exonera cerca de 500 funcionários comissionados da Câmara

O novo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), assinou um ato neste fim de semana exonerando cerca de 500 funcionários comissionados da Casa. São 27% do total de cargos de natureza especial (CNE), de livre nomeação pelo presidente da Câmara. Foram assegurados os cargos apenas daqueles nomeados pelos gabinetes das lideranças partidárias, da estrutura das comissões permanentes, das mulheres gestantes e dos funcionários que estão de férias.

De acordo com a assessoria da presidência da Câmara, “os cargos deveriam ter sido exonerados na gestão anterior. Ato regular e administrativo”. A Câmara dos Deputados tem 1.841 cargos de livre nomeação, segundo documento enviado ao GLOBO via Lei de Acesso à Informação (LAI).

No ato de Lira, há uma brecha para que o comissionado volte em até 30 dias sem apresentar nova documentação. Isso foi visto como indicativo de que Lira já antecipa recontratar boa parte dos exonerados e deve receber um “beija-mão” de deputados nos próximos dias.

Parlamentares foram pegos de surpresa pela medida. Interpretaram as exonerações como uma forma de calibrar o poder do novo presidente. Deputados aliados ou de oposição deverão negociar para manter seus indicados nos postos.

Para Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara, trata-se de uma “questão administrativa”, corriqueira numa mudança de gestão.

— Nós precisamos identificar quem é quem. Aqueles que forem mantidos vão sendo recontratados. Não precisa nem mandar novos documentos. Substituições são naturais quando há uma mudança de gestão — diz Ramos.

As exonerações serão publicadas no Diário Oficial da Câmara dos Deputados de segunda-feira.

Os cargos comissionados foram alvo de polêmicas durante a campanha para a presidência da Câmara em janeiro. Aliados de Lira acusaram o então presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) de exonerar seus aliados.

Lira foi eleito presidente da Câmara na última segunda-feira. Na reunião de líderes, na quinta-feira, ele determinou o retorno das sessões presenciais depois do carnaval. Haverá um sistema “híbrido” para que deputados do grupo de risco não tenham que participar.

Nas próximas semanas, serão definidos os titulares das principais comissões da Câmara. A mais importante é a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em que a indicada é a deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF). Seu nome enfrenta resistência de líderes.

O GLOBO

Felipe Neto diz que gabinete do ódio tem estratégia para associá-lo à pedofilia

O influenciador digital Felipe Neto afirmou, neste sábado (6.fev.2021), que o gabinete do ódio tem “estratégia” para associá-lo a pedofilia. De acordo com o youtuber, o grupo cria perfis em redes de relacionamento e sites pornográficos usando seu nome e e-mail e consome conteúdo que possa remeter a pedofilia e escatologia.

“Minha equipe jurídica já está mapeando todas as contas que arquitetam esses ataques, tentando me associar com pedofilia, redes de relacionamento e sites pornô. Todos serão levados ao conhecimento do Ministério Público. A articulação do ódio precisa ser destruída”, afirmou.

Neto já afirmou que não sabe dizer se o grupo tem relação com as ameaças de morte que recebeu, mas que “acha difícil que não”. Também declarou que não tem “a menor dúvida” de que o gabinete do ódio irá atacá-lo mais vezes. “É coordenado, é financiado, é ilegal”, disse.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, em junho de 2020, Felipe Neto criticou o gabinete do ódio e disse que a prática de tentar associá-lo à pedofilia é recorrente por parte de membros do grupo.

“Uma vez, o gabinete do ódio criou uma videomontagem minha, dando a entender que eu ensinava crianças a praticar sexo. A montagem foi bem feita, nível profissional. Quando alguém vê isso no Facebook, qual é a primeira reação? Compartilhar”, falou à Folha.

“Recentemente criaram um print falso do meu Twitter, como se eu tivesse postado ‘a culpa da pedofilia é dessas crianças gostosas’. O post teve milhares e milhares de compartilhamentos pelo Facebook e só Deus sabe quantos envios por WhatsApp”, continuou.

PODER360