52% são contra privatização dos Correios; 29%, a favor, mostra PoderData

 

Blog do Primo: Ministro das Comunicações, Fábio Faria, mesmo com a maioria contra, quer acelerar o processo de privatização

Pesquisa PoderData realizada de 1º a 3 de março de 2021 mostra que 52% da população brasileira é contra a privatização dos Correios, enquanto 29% dizem ser a favor. Outros 19% não souberam ou não responderam a pergunta. O governo estuda a melhor forma de vender a estatal e já apresentou projeto com o tema ao Congresso no fim de fevereiro. Os números desta rodada do PoderData mostram que o texto pode enfrentar grande resistência da sociedade.

O projeto entregue pelo governo ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), define o marco regulatório para o setor postal e possibilita a desestatização da empresa. O texto também define a obrigatoriedade do cumprimento de metas de universalização e qualidade dos serviços e estabelece que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) seja a agência reguladora dos serviços postais.

De acordo com o Executivo, serão realizados debates e estudos para a definição do melhor modelo de desestatização, que pode ser venda direta, venda do controle majoritário ou só de parte da empresa.

A pesquisa foi realizada pela divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes. Foram 2.500 entrevistas em 509 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

DESTAQUES DEMOGRÁFICOS

Os grupos com maior taxa de apoio à venda da estatal são o dos com ensino superior (46%) e o dos que ganham mais de 10 salários mínimos (50%). A maior rejeição está entre os que têm de 16 a 24 anos (58%) e os que ganham até 2 salários mínimos (61%).

BOLSONARISTAS APOIAM MAIS

Mais da metade (51%) dos apoiadores do presidente querem que a estatal seja vendida. A taxa cai para 18% entre os que o rejeitam.

PODER360

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *