Arquivo da categoria: Capinando

Jovem de 20 anos morre eletrocutada em festival de funk

Estudante de odontologia, de 20 anos, Maria Fernanda Ferreira de Lima morreu após ter recebido choque durante um festival de funk no Terreirão do Samba, no centro do Rio de Janeiro. Ela estava na área de produção do evento, por volta das 4h deste domingo, 14, ao lado de amigos, e encostou numa barra de metal energizada.

Maria Fernanda chegou a ser levada ao Hospital Souza Aguiar, próximo de onde aconteceu o acidente. Mas teve quatro paradas cardíacas e não resistiu.

Maria Fernanda Ferreira de Lima
Maria Fernanda Ferreira de Lima

Foto: Facebook

Nas redes sociais, a organizadora do evento, a Puff Puff Bass, publicou nota lamentando a morte. “Infelizmente nessa noite, por volta das 4h, fomos informados pelos nossos brigadistas de incêndio de que havia acontecido um incidente. Logo após, nossos médicos decidiram que o melhor a se fazer era encaminhá-la ao hospital. Repassamos essa informação para o Terreirão do Samba e decidimos, a partir desta ocasião, encerrar o evento”. Os organizadores afirmaram também que zelam “pela integridade” dos seus clientes.

O caso está sendo investigado na 6a Delegacia de Polícia, da Cidade Nova, na região central. Os responsáveis pelo Terreirão do Samba e pelo evento já foram ouvidos.

Estadão

Emparn alerta que alta temperatura do oceano tem contribuído para o mormaço em Natal

Enquanto o interior vem tendo registros de chuvas de maior intensidade, felizmente, colaborando para reposição das reservas hídricas, em Natal, a onda de calor, que vem tirando o juízo de qualquer cidadão, deverá seguir pelo menos até abril.

Em reportagem sobre a onda de calor na capital potiguar, a Tribuna do Norte buscou o chefe do departamento de meteorologia da Emparn, Gilmar Bistrot, para explicar o tormento que vem passando o natalense nestes primeiros meses do ano.

O mormaço, segundo Gilmar Bistrot, tem como principal elemento o aumento da temperatura do Oceano Atlântico, acompanhado da umidade elevada e poucos ventos.

Luz do sol sobre nuvens na Itália formam imagem de Cristo, e registro viraliza no mundo

Foto de “Jesus” foi tirada durante o pôr do sol, em Agropoli, na Itália. Imagem: Alfredo Lo Brutto

Alfredo Lo Brutto não imaginava que uma foto tirada em um fim de tarde, na região da Campania, na Itália, daria tanto o que falar. O clique do chef de cozinha rodou o mundo e ele foi entrevistado pela Rai, uma das maiores redes de rádio e TV da Itália.

Na fotografia, as nuvens e o sol dão a impressão de que a figura de Jesus está surgindo no céu, com os braços abertos, como na estátua do Cristo Redentor.

Alfredo estava na praça Sanseverino, uma das principais da cidade, no último sábado (2), quando resolveu fotografar o pôr do sol. Foi quando notou que as nuvens faziam uma figura que lembrava a imagem de Cristo.

“Assim que vi essa imagem brilhante, senti uma grande necessidade de compartilhá-la”, afirmou Alfredo à Rai.

“Imediatamente reconheci como a imagem do Cristo Redentor, de braços abertos, como se quisesse abençoar toda a cidade de Agropoli”.

O pároco local, Bruno Lancuba, afirmou à Rai que a foto é sugestiva.

“Todos podem interpretar pessoalmente de acordo com a intensidade de sua fé”, disse.

Alfredo disse que sentiu uma mudança muito forte em sua religiosidade.

“Depois desta experiência intensa e dos sentimentos fortes que senti, posso dizer que tenho uma fé religiosa ainda maior”, afirmou.

Reprodução

UOL

20% dos brasileiros já terminaram um namoro antes do Carnaval

Carnaval já está chegando e o Sexlog, maior rede social adulta da América Latina, quis investigar se é sério mesmo que as pessoas terminam relacionamentos antes do Carnaval só pra curtir o feriadão na farra.

E não é pouca gente que teria essa coragem, acredita? De acordo com os dados, 21% dos usuários assumiram que já fizeram isso, com destaque para os cariocas (23%) e mineiros (22%).

Mas nem só de notícia triste é feita a pesquisa! Segundo ela, 74% começaram um relacionamento nessa época e não se arrependeram, dando destaque pra galera do Distrito Federal (79%), Paraná (75,8%) e São Paulo (75,2%). Além disso, 58% dos casados afirmam que se aventuraram e já transaram em lugares inusitados durante a folia.

Irmão do presidente hondurenho preso nos EUA por narcotráfico

Irmão do presidente hondurenho preso nos EUA por narcotráficoAFP

Juan Antonio Hernández, irmão do presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, foi detido nesta sexta-feira em Miami por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas, informou o governo em Tegucigalpa.

A nota acrescenta que em 24 de outubro de 2016 o presidente Hernández, “diante de crescentes rumores” de envolvimento do irmão no tráfico de drogas para os Estados Unidos, “deixou claramente estabelecida sua posição de que ninguém está acima da lei”.

O ex-chefe do cartel Los Cachiros Devis Leonel Rivera Maradiaga revelou em março de 2017, a um tribunal de Nova York, ter pago subornos a Juan Antonio Hernández quando era deputado.

O cartel traficou toneladas de cocaína para os Estados Unidos antes de ser desmantelado pela DEA, a agência americana de combate às drogas.

Brasil e 12 países fazem treinamento militar aeronáutico em Natal

Imagem relacionada

A Força Aérea Brasileira (FAB) começou hoje (18), em Natal (RN), mais um exercício militar Operação Cruzeiro do Sul (Cruzex) envolvendo 13 países e cem aeronaves brasileiras e estrangeiras. Segundo a FAB, é o maior treinamento multinacional já promovido pela Aeronáutica, que também envolve militares da Marinha e do Exército. Cerca de 1,7 mil militares participam dos exercícios. Estão previstas 1,3 mil horas de voo até 30 de novembro.

O treinamento faz parte do 8º Exercício Cruzeiro do Sul, que é realizado desde 2002 pela FAB, e faz simulações de cenários de guerra e promove a troca de experiências entre as nações participantes, como Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Peru e Uruguai. Alemanha, Bolívia, Índia, Portugal, Suécia, e Venezuela também participam, mas como observadores ou palestrantes.

A FAB participa do exercício com 70 aeronaves. Caças AF-1, da Marinha, também são utilizados. Os Estados Unidos enviaram para o Brasil cerca de 130 militares, seis caças F-16 e uma aeronave KC-135, usada para reabastecimento. O Chile participa com 90 militares e cinco caças F-16. O Peru tem quatro caças A-37 e mais quatro Mirage 2000, além de cem homens. A França e o Canadá enviaram dois cargueiros para a missão.

Resgate de submarino poderia colocar em risco outras vidas, diz juíza responsável por investigação

17.nov.2018 – Imagem da helice do submarino ARA San Juan no local onde foi localizado, a 907 metros da superfície. “Os escombros estão espalhados por uma área de 100 por 80 metros, o que sugere que houve uma implosão já no fundo do mar”, disse Enrique Balbi, porta-voz da Marinha Argentina

Luciana Rosa

Colaboração para o UOL, em Buenos Aires

Apesar da pressão por parte dos familiares de algumas das vítimas do o submarino ARA San Juan, encontrado na madrugada de sábado (17) depois de um ano desaparecido no oceano Atlântico, a juíza Marta Yáñez –responsável pela investigação sobre o incidente– informou em entrevista ao UOL que as possibilidades de resgate da embarcação são mínimas e poderiam colocar em ‘risco outras vidas e a integridade das provas’.

Ainda assim, segundo a magistrada, a decisão será determinada mediante perícias. “Certamente depois de algumas perícias nós determinaremos se é necessário e é possível fazer o resgate do submarino”, declarou Yáñez, que é uma das peças-chaves para determinar se o San Juan vai ou não ser resgatado dos 907 metros nos quais se encontra submerso.

“Do ponto de vista humano, parece que o resgate ajudará os familiares a encontrar um pouco de paz”, disse a juíza, que também destacou as vantagens do procedimento para as investigações. Segunda elas, as imagens da embarcação poderiam trazer um maior grau de certeza e aproximar os investigadores das causas da tragédia.

Para ela, no entanto, o aval do resgate não depende única e exclusivamente do judiciário. De acordo com Yáñez, a decisão será tomada a partir da recomendação de peritos especializados no assunto.

“Teríamos que verificar se realmente isso é factível do ponto de vista técnico, ou seja, se a embarcação pode ser resgatada nas condições em que está sem que coloque em risco outras vidas ou a integridade do que encontremos para conservar as provas”, ponderou a magistrada ao destacar a complexidade de retirar do fundo do mar o submarino de 2.500 toneladas.

Viabilidade que, segundo ela, também precisa ser estudada do ponto de vista econômico e determinado pelo poder político.

“Falar de tempo, hoje, seria muito imprudente”, respondeu a magistrada ao ser questionada sobre quanto tempo poderia demorar a decisão sobre a retirada ou não do submarino do fundo do mar.

Argentina diz não ter tecnologia para resgate

“Não temos equipamento para descer a essa profundidade, nem temos tecnologia para extrair um submarino dessas características”, disse a jornalistas o ministro da defesa argentino Oscar Aguad.

Segundo o capitão Gabriel Attis, chefe da base naval de Mar del Plata, a embarcação foi encontrada no leito marino com o casco inteiro, mas “totalmente deformado, colapsado e implodido”, e sem “aberturas”. Parte das hélices estão enterradas, e há pedaços espalhados por um raio de 70 metros.

Autoridades confirmaram ainda que a embarcação sofreu uma implosão duas horas depois do seu último contato. A implosão ocorre quando o submarino ultrapassa o seu limite de profundidade –no caso do ARA San Juan, era de cerca de 300 metros. No caso de uma implosão, as chances de sobrevivência são praticamente nulas.

Qual é a melhor idade para aprender um novo idioma?

Por Ariane Alves

São Paulo – O senso comum diz que a melhor maneira de aprender um idiomaalém da língua materna é começar tão cedo quanto possível, e que os adultos não terão um bom desempenho na aprendizagem. A verdade, de acordo com a ciência, é que a relação com as línguas estrangeiras varia de acordo com a idade. Cada fase da vida apresenta vantagens de desvantagens no processo de aprendizado.

Os bebês têm um bom ouvido para sons diferentes, o que ajuda na aquisição do repertório. O ponto forte das crianças é a velocidade com que podem assimilar sotaques nativos. Já os adultos têm mais habilidades adquiridas, como a alfabetização e o tempo de atenção e foco no processo, o que permite a expansão contínua do vocabulário, mesmo o da própria língua nativa

A linguística define como “aprendizado explícito” o processo de estudo que em geral se dá em uma sala de aula com um professor explicando as regras do idioma. “As crianças pequenas são muito ruins no aprendizado explícito, porque não têm o controle cognitivo e as capacidades de atenção e memória”, afirma à BBC Antonella Sorace, professora de linguística do desenvolvimento e diretora do Centro de Assuntos do Bilinguismo da Universidade de Edimburgo. “Os adultos são muito melhores nisso. Então pode ser que isso seja algo que melhore com a idade.”

Um estudo realizado em Israel descobriu que os adultos eram melhores em compreender uma regra de linguagem artificial e aplicá-la a novas palavras em um ambiente de laboratório. Os cientistas compararam três grupos separados: crianças de 8 anos, crianças de 12 anos e adultos jovens. Os adultos pontuaram mais alto do que os grupos mais jovens, e os de 12 anos também se saíram melhor que o grupo mais novo, de 8 anos.

Analisando os resultados, os pesquisadores descobriram que os adultos podem ter se beneficiados de estratégias avançadas de solução de problemas, habilidade adquirida com a maturidade. Ou seja, os alunos mais velhos tendem a saber mais sobre o mundo e sobre suas possibilidades e limitações, e usam esse conhecimento no momento de aprender e processar novas informações.

Chiquinha Gonzaga ganha homenagem do Google em seu 171º aniversário

Crédito: GoogleO Google nesta quarta feira, faz uma homenagem a pianista brasileira Chiquinha Gonzaga.

ISTO É

Nascida neste dia no Rio de Janeiro em 1847, Francisca Edwiges Neves Gonzaga ( conhecida como Chiquinha Gonzaga) mostrou uma afinidade pela música desde a infância. Tocando piano aos 11 anos, estudou música com o maestro Elias Álvares Lobo. Quando ela tinha 16 anos, seus pais insistiram que ela entrasse em um casamento arranjado, que terminou depois que o marido insistiu em dedicar-se a ele ou à música. Numa época em que as mulheres independentes enfrentavam grandes pressões sociais, Gonzaga sacrificava tudo para seguir suas ambições musicais. Ela se tornaria a primeira maestria feminina na América do Sul e uma das figuras mais importantes da história da música brasileira.

Para uma mulher ganhar a vida como músico profissional no Brasil do século XIX era inédito, mas Gonzaga persistiu, compondo 77 operetas e mais de 2.000 canções. “Atraente”, publicado em 1881, pode ser sua composição mais amada, introduzindo um som que viria a ser conhecido como “choro”. Com suas habilidades inigualáveis ​​de piano e presente para improvisação, Gonzaga foi pioneiro nesta mistura otimista de jazz, valsa , polca e batidas afro-brasileiras.

Em 17 de janeiro de 1885, Gonzaga fez sua estréia como maestro com sua peça, “Palhares Ribeiro, A Corte na Roça”. Apesar da popularidade de sua música, Gonzaga enfrentou resistência como uma mulher em um negócio dominado por homens. Frequentemente atuando com um grupo encabeçado por seu amigo íntimo, o flautista Joaquim Antônio da Silva Callado Júnior, e incluindo seu filho João Gualberto no clarinete, Gonzaga conseguiu prosperar diante da adversidade, inspirando outros a seguirem seus passos.

Durante o final da década de 1880, Gonzaga deu seu apoio ao movimento abolicionista, vendendo sua partitura para levantar fundos, e pagou pela liberdade do músico Zé Flauta. Sua marcha de carnaval de 1899 “O abre alas!” (Open Wings) foi uma homenagem à liberdade. Em 1917, ela co-fundou a Sociedade de Direitos dos Artistas SBAT para garantir que os compositores recebessem uma parte justa da receita de suas composições.

O legado de Gonzaga vive como uma das lendas musicais mais célebres do Brasil. Ela derrubou barreiras e impactou diretamente o desenvolvimento da música em sua terra natal. Apropriadamente, o aniversário de Gonzaga é agora o Dia Nacional da Música Popular Brasileira.