Arquivo da categoria: Esporte

Fora Bolsonaro no vôlei de praia

Talita e Carol Solberg - Divulgação

Com um top amarelo com o símbolo do Banco do Brasil, Carol Solberg pegou o microfone e gritou: “Fora, Bolsonaro”, ao vivo pelo SporTV. O vídeo, transmitido no domingo cedo, viralizou nas redes sociais. Em perfis que fazem oposição ao governo Jair Bolsonaro (sem partido), a fala ganhou respaldo. Já em perfis bolsonaristas, o tom foi de clamor pelo fim do patrocínio do banco estatal à jogadora.

Isso não será possível porque não existe qualquer patrocínio do Banco do Brasil à Carol. Ela usava um top com a marca do banco estatal porque, no Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, como é usual na modalidade, a parte de cima do uniforme é fornecido pelo organizador (no caso, a Confederação Brasileira de Vôlei) e de uso obrigatório para as duplas. Em Saquarema (RJ), foram distribuídos modelos nas cores amarelo, branco, azul, verde e dourado.

Se o top é padronizado, com os patrocinadores do torneio, o resto da vestimenta pode receber patrocinadores privados. Aí entram a parte de baixo do biquíni, a viseira e as faixas no braço. Carol só exibe um patrocinador pessoal: o isotônico natural e orgânico Jungle. Sua atual parceira, Talita, é sargento no Exército e apoiada pelo Bolsa Atleta. Carol, não.

O Banco do Brasil patrocina a Confederação Brasileira de Vôlei desde 1991, no governo Fernando Collor, e foi renovado por outros seis presidentes: Itamar Franco, FHC, Lula, Dilma e Temer. O contrato mais recente foi firmado em 2016, durante o governo Temer, com reserva de R$ 218 milhões por quatro anos de um acordo que termina ao final deste ano. Existe um temor grande, nos bastidores, que o contrato não seja renovado.

Paralelamente, o Banco do Brasil tem a tradição de patrocinar as duas melhores jogadores de vôlei de praia do país, a partir de critérios do próprio banco. No final de 2018, por exemplo, foram firmados contratos com Alison (R$ 232 mil por nove meses), André Stein (R$ 145 mil por 12 meses), Ágatha (R$ 265 mil por 12 meses), Duda (R$ 150 mil por 12 meses), Evandro, Vitor Felipe, Bárbara Seixas, Fernanda Berti (R$ 224 mil por 12 meses, cada). Atualmente, são patrocinadas, no feminino, as duplas Ágatha/Duda e Ana Patrícia/Rebecca.

UOL

CBV

protesto de Carol Solberg contra o presidente Jair Bolsonaro repercutiu nas redes sociais e criou um mal-estar para a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). A entidade divulgou uma nota de repúdio contra o ato da jogadora, transmitido ao vivo pela televisão, durante a premiação da etapa de Saquarema do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. Carol Solberg e sua parceira Talita terminaram na terceira colocação. No momento dos agradecimentos, Carol disse no microfone: “Só para não esquecer: Fora, Bolsonaro!”.

“A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), vem, através desta, expressar de forma veemente o seu repúdio sobre a utilização dos eventos organizados pela entidade para realização de quaisquer manifestações de cunho político. O ato praticado neste domingo (20.09) pela atleta Carol Solberg durante a entrevista ocorrida ao fim da disputa de 3º e 4º lugar da primeira etapa do Circuito Brasileiro Open de Volei de Praia – Temporada 2020/2021, em nada condiz com a atitude ética que os atletas devem sempre zelar”, diz trecho da nota.

A CBV anunciou ainda que tomará providências para que episódios como este não se repitam. A entidade, contudo, não diz que medidas serão estas e nem se incluirão qualquer tipo de advertência a Carol Solberg.

Torcida para jogos no Maracanã será liberada em outubro

A prefeitura do Rio de Janeiro e a Federação de Futebol do Rio (FFERJ) definiram nesta sexta-feira (18) a volta do público no estádio Maracanã a partir do dia 4 de outubro, na partida entre Flamengo e Atlético Paranaense, pela 13ª rodada.

No encontro realizado a portas fechadas, no Riocentro, foram apresentados os protocolos para o retorno gradativo do público, como uso obrigatório de máscara, distanciamento social, venda de ingressos pela internet e ocupação de apenas 30% de cada setor. A expectativa é que o estádio receba, no máximo, cerca de 24 mil torcedores por jogo.

CNN Brasil

Globo fora da Fórmula 1

A partir de 2021, a TV Globo não transmitirá mais as corridas de Fórmula 1. De acordo com informações do site Meio & Mensagem, a emissora carioca desistiu da compra dos direitos de transmissão da principal categoria do esporte a motor.

A negociação estava sendo feito junto ao Liberty Media, o grupo detentor dos direitos comerciais do Mundial. No entanto, não houve acordo em relação aos valores pedidos para a renovação do vínculo.

A Globo transmite as corridas da categoria desde 1972, quando fazia as corridas em parceria com a Tupi. Depois de perder os direitos em 1980 para a Bandeirantes, a emissora Carioca voltou a carga em 1981 e, desde então, era a única TV aberta responsável pela Fórmula 1 no Brasil.

Metrópoles

Fórmula 1 cancela corrida no Brasil

A Fórmula 1 anunciou nesta sexta-feira (24) que não realizará o Grande Prêmio do Brasil, no circuito de Interlagos, em razão da pandemia do novo coronavírus. A prova estava prevista para o dia 15 de novembro.

Além do Brasil, o avanço da doença também fez as corridas nos Estados Unidos, no México e no Canadá serem canceladas.

“Após discussões contínuas e estreita colaboração com nossos parceiros, também podemos confirmar que, devido à natureza fluida da pandemia contínua de Covid-19, às restrições locais e à importância de manter as comunidades e nossos colegas em segurança, não será possível competir no Brasil, EUA, México e Canadá nesta temporada”, afirmou a categoria, em comunicado.

 

CNN Brasil

Flamengo e Fluminense na tela do SBT


SBT
e Flamengo estão próximos de um acordo para a transmissão da final do Campeonato Carioca de 2020.

A tendência é que o Fla x Flu marcado para as 21h30 da próxima quarta-feira seja transmitido com exclusividade pelo canal de Silvio Santos, que vê nesse inesperado evento a chance de enfrentar a novela “Fina Estampa” e a sessão “Cinema Especial”, atrações da Globo, de igual para igual no ibope do Rio de Janeiro.

Responsável pelas exibições de Flamengo x Boavista e Flamengo x Volta Redonda nas duas últimas rodadas da Taça Rio, a FlaTV continuará ativa no YouTube.

Globo não exibirá final da Taça Rio entre Flamengo e Fluminense

TV Globo anunciou nesta 2ª feira (6.jul.2020) que não vai transmitir a final da Taça Rio, o 2º turno do Campeonato Carioca, a ser disputada por Flamengo e Fluminense na próxima 4ª feira (8.jul.2020), às 21h30.

A juíza Eunice Bitencourt Haddad, da 24ª Vara do Rio de Janeiro, esclareceu que a ordem dada por ela mesma em favor da Ferj (Federação de Futebol do Rio) não é válida para jogos do Flamengo, pois a emissora não tinha contrato com o clube rubro-negro.

A Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) havia ganhado decisão liminar (provisória) na Justiça que obriga o canal a transmitir as partidas finais do Campeonato Carioca.

A magistrada, entretanto, decidiu que os clubes estão livres para ceder os direitos do jogo de 4ª feira ou fazer a transmissão por conta própria. Segundo entendimento da Ferj, os direitos são do Fluminense, que venceu o sorteio realizado nesta 2ª feira (6.jul) e será o mandante da partida.

TV Globo havia anunciado a rescisão do contrato com a Ferj na 5ª feira (2.jul.), alegando que houve quebra do contrato de exclusividade para transmissão do campeonato. Isso porque, na noite anterior, o Flamengo transmitiu o jogo contra o Boa Vista em seu canal no YouTube.

A ação do clube foi amparada pela Medida Provisória 984, editada pelo presidente Jair Bolsonaro e que dá ao clube mandante o direito de arena, ou seja, o direito de negociar, autorizar ou proibir a transmissão em qualquer meio.

Depois da decisão da juíza declarando que a liminar não vale para jogos do Flamengo, a Ferj soltou a seguinte nota:

“A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro faz saber que tomou conhecimento pela imprensa que a Globo Comunicação e Participações S.A. veio a público informar que não transmitirá a final da Taça Rio a ser realizada no dia 08/07/2020 entre o Fluminense Football Club e o Clube de Regatas Flamengo. A emissora distorce, às escâncaras, a ordem judicial a qual está submetida, criando subterfúgios literários para justificar sua intenção de descumprir o contrato em vigor (por força de decisão judicial) de transmissão do Campeonato Estadual da Série A de Profissionais.”

A Globo afirmou que “reitera seu entendimento de que o contrato foi rescindido e reafirma que os clubes estão livres para ceder os direitos sobre seus jogos ou transmiti-los”.

PODER 360

Neymar compra cobertura em prédio mais alto da América Latina; fotos

Balneário Camboriú, em Santa Catarina, vai ficar conhecida como a cidade onde fica o maior edifício residencial da América Latina. Os prédios terão, cada, 81 andares que chegam a 275 metros de altura e uma das coberturas foi comprada por Neymar, ainda na planta, por cerca de R$ 4,7 milhões.
Cada apartamento possui 257m2 de área privativa e possui quatro suítes, uma master e uma semi master, além de duas convencionais. O apartamento adquirido pelo craque também tem sala com vista para o mar, espaço gourmet, cozinha semi-integrada, lavabo, área de serviço e dependência de empregada.
A área de lazer possui 10 mil metros quadrados, com bistrô, piscina e bar molhado, além de dois helipontos com permissão para voos diurnos e noturnos. A expectativa da construtora é de que a obra, que passa por processos de acabamento, possa ser entregue em dezembro de 2020.

Fla TV x Vasco TV: qual foi a audiência dos jogos do Carioca no YouTube?

Após a Rede Globo anunciar a rescisão de contrato para transmissão do Campeonato Carioca, o Gigante da Colina correu para exibir sua partida contra o Madureira através da Vasco TV, seu canal oficial do YouTube. Mesmo com o pouco tempo de planejamento, a operação gerou bons resultados para o clube.

A audiência da partida, que contou com narração e comentários dos jornalistas Sandro Gama, Carlos Gregório Matos e Alex Calheiros, chegou ao pico de 460 mil espectadores simultâneos no YouTube e a tag da transmissão ficou em primeiro lugar nos assuntos mais comentados do Twitter.
Sem precisar correr contra o tempo, a Fla TV também transmitiu a partida do Rubro-Negro contra o Boavista. A partir do longo impasse com a Rede Globo e após a Medida Provisória assinada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que altera a venda dos direitos de transmissão, o Flamengo já se preparava para exibir sua partida através do YouTube a mais tempo.

O pico de audiência também foi maior, quando por volta das 22h15 cerca de 2,2 milhões de pessoas assistiram à partida de modo simultâneo, o que representou o novo recorde de audiência em uma transmissão esportiva no YouTube, marca que pertencia ao Gre-Nal válido pela Libertadores de 2020.

Após a partida do Flamengo, o presidente da República, Jair Bolsonaro, festejou a transmissão da partida e a MP assinada por ele com a participação de Rodolfo Landim, presidente Rubro-Negro, e aproveitou a oportunidade para provocar a Rede Globo, alegando que, ao exibir a partida, o clube carioca teria faturado mais de R$ 10 milhões.

No entanto, segundo apurou o UOL esporte, o Flamengo arrecadou pouco menos de R$ 900 mil – 11 vezes menos do que o citado de maneira equivocada pelo presidente -, levando em conta as doações da torcida com os ingressos virtuais da campanha #ValeOIngresso.

Vale destacar que, tanto a Fla TV quanto a Vasco TV apresentaram um bom padrão técnico de transmissão. As duas partidas contaram com diversas câmeras em uma linha, da mesma forma que a Rede Globo faz no Premiere, o seu canal pay-per-view. Os dois clubes também optaram por não utilizar as câmeras que ficam atrás do gol para economizar recursos.

Globo x Flamengo: quem teve mais audiência na quarta-feira

Jorge Nicola
A primeira partida do Flamengo com transmissão exclusiva da FlaTV fez muito barulho. Somando YouTube, Facebook e Twitter, o jogo contra o Boavista alcançou aproximadamente 2,3 milhões de espectadores simultâneos, que garantiram ao Rubro-Negro o status de maior transmissão esportiva online do país. Mas e em relação à audiência da Globo, que exibiu o Botafogo?

Primeiro, é importante responder que a vitória por 2 a 0 do Fla se tornou a nona maior live do YouTube no mundo. Com os 2,075 milhões de espectadores simultâneos da metade do segundo tempo, a FlaTV só ficou atrás de lives musicais, na seguinte ordem: Marília Mendonça; Jorge & Mateus; Andrea Bocelli; Gusttavo Lima; Sandy & Junior; Leonardo & Eduardo Costa; BTS; e Marília Mendonça.

A FlaTV ainda ganhou aproximadamente 500 mil novos inscritos em um único dia, superando os 4 milhões no YouTube. A transmissão da partida, que começou às 19h30, ou seja, duas horas antes de a bola começar a rolar, contou com 14 milhões de visualizações e só terminou na madrugada de quinta, depois de entrevistas com Jorge Jesus e Rodolfo Landim.

Duelo com a Globo: A quarta-feira foi de disputa pesada entre Flamengo e Globo. Ao longo do dia, a emissora tentou na Justiça impedir que o Rubro-Negro apresentasse a partida na FlaTV. Não conseguiu. De noite, a disputa se deu por audiência. A Globo com Portuguesa x Botafogo e a FlaTV com Flamengo x Boavista.

A Globo liderou com folga a audiência no Rio, batendo os 20 pontos durante o primeiro tempo. O SBT registrou nove pontos, enquanto a Record teve sete. Na etapa final, o empate do Botafogo com a Portuguesa oscilou entre 15 e 16 pontos.

Já a audiência no YouTube não é medida por pontos. E há uma diferença importante entre a transmissão da Globo e da FlaTV: a primeira ocorreu no Rio e em alguns estados do Nordeste, enquanto a segunda se deu em território nacional. Essa distinção faz, inclusive, com que o cálculo para cada ponto do Ibope seja completamente diferente.

Mas, em números gerais, os 20 pontos da Globo no Rio representam cerca de 2,4 milhões de espectadores simultâneos, contra 2,3 milhões da FlaTV. Utilizando o novo método do Ibope para calcular cada ponto de audiência e tomando como base as 15 maiores praças (por causa da transmissão nacional), a audiência do Flamengo equivale a aproximadamente 8,8 pontos de audiência.

AS MAIORES LIVES DO YOUTUBE NO MUNDO:
1º Marília Mendonça: 3,31 milhões de espectadores simultâneos (8 de abril)
2º Jorge & Mateus: 3,24 mi (4 de abril)
3º Andrea Bocelli: 2,86 mi (12 de abril)
4º Gusttavo Lima: 2,77 mi (11 de abril)
5º Sandy & Junior: 2,55 mi (21 de abril)
6º Leonardo & Eduardo Costa: 2,52 mi (1º de maio)
7º BTS: 2,31 mi (18 de abril)
8º Marília Mendonça: 2,21 mi (9 de maio)
9º FlaTV: Flamengo x Boavista: 2,075 mi (1º de julho)
10º Henrique & Juliano: 2,06 mi (19 de abril)

AS MAIORES TRANSMISSÕES ESPORTIVAS ONLINE DO BRASIL:
1º Flamengo x Boavista: 2,3 milhões (1º de julho)
2º Grêmio x Inter: 2,1 mi (12 de março)
3º PSG x Dortmund: 1,2 mi (11 de março)
4º Flamengo x San José: 1,054 mi (11 de abril de 2019)