Arquivo da categoria: Notícias/Renato Dantas

Bizarro: Presidente da Câmara de Parnamirim processa construtor por sugerir fazer obra da reforma da Câmara “pela metade do preço”

Santana sugere fazer pela metade do preço, Irani Guedes não gostou

Um fato inusitado está ocorrendo em Parnamirim. O presidente da Câmara Municipal está processando um construtor pelo fato dele ter sugerido fazer a obra de reforma da Câmara contratada pela metade do preço.
O construtor Santana que já construiu cerca de 2.500 casas em Parnamirim disse que poderia fazer a mesma obra gastando a metade vai responder na Justiça por que faz mais barato. Já o que vai fazer a obra sem licenciamento pelo preço contratado, e recebendo uma medição antecipada, não responde nada.

Confira a petição do advogado do presidente da Câmara, vereador Irani Guedes, também conhecido como “Dom Lagosta”. 

Gastando menos, Álvaro amplia o Carnaval de Natal

Sem fazer proselitismo barato e gastando muito menos que seu antecessor, o conhecido parlapatão Carlos Eduardo Alves, o atual prefeito de Natal Álvaro Dias conseguiu popularizando ampliar Carnaval de Natal para um período de 15 dias com prévias que tem alcançado participação e aprovação do folião natalense.

Sem gastar muito contratando show’s milionários e estimulando blocos de rua, o Carnaval de Natal inteligentemente ganhou um novo formato ficando mais animado.
É bom lembrar, que apesar de ser calado, Álvaro Dias sempre foi um folião que nunca perdeu o Bloco do Magão e o Ala Ursa do Poço de Sant’Ana em Caicó.
O ex-prefeito Carlos Alves gastava uma fortuna contratando umas sucatas superadas da MPB para o Carnaval de Natal e atrasava o pagamento dos músicos das bandinhas que verdadeiramente anima os foliões.

 

Os últimos dias do capitão Adriano na Bahia

Acusado de chefiar milícia citada em investigações da morte da vereadora Marielle Franco, Nóbrega estava na Costa do Sauípe

O manguezal vizinho aos condomínios de luxo da Costa do Sauípe, a 100 km de Salvador, parece tranquilo. Famílias pobres tiram dos caranguejos seu sustento. Uma moradora, no entanto, alerta: “Vocês são doidos de ficar aqui, isso aqui é cheio de gente ruim”, diz, em referência a ladrões que aproveitam a mata fechada para praticar pequenos furtos. Foi dessa região que, há duas semanas, o miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega teria protagonizado uma fuga para a cidade de Esplanada, no norte baiano, onde acabou morto por policiais.

Acusado de chefiar a milícia Escritório do Crime – citada em investigações da morte da vereadora do PSOL Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes -, Nóbrega estava na Costa do Sauípe desde dezembro do ano passado. Antes que a polícia chegasse ao “esconderijo”, ele saiu pelo fundo da casa, cruzou a área de mangue, nadou e passou pela praia. Depois, chegou à área urbana e alugou um carro, de acordo com a reconstituição feita pela Polícia Civil.

O jornal O Estado de São Paulo passou os últimos dias à procura de pistas deixadas na Bahia pelo “capitão Adriano”, como era conhecido o ex-oficial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM fluminense. Nos três endereços por onde passou nos últimos dois meses, os relatos descrevem Nóbrega como um homem discreto, de pouca disposição para conversar.

Para uma funcionária do condomínio de luxo em que ele ficou por quase dois meses no Sauípe, o ex-policial militar chamava atenção pelas “costas fortes” e pela expressão fechada que carregava no rosto. “Ele vivia andando de bicicleta pelo condomínio, via sempre. Um homem bonito daqueles fazer uma coisa dessas”, afirmou. Além de deixar para trás uma identidade falsa, Adriano abandonou uma quantidade grande de alimentos estocados.

O destino dele, a partir dali, foi uma fazenda no município de Esplanada, que tem menos de 30 mil habitantes. Ali vive o fazendeiro Leandro Guimarães, famoso pelas vaquejadas que promove em sua propriedade, chamada Parque Gilton Guimarães. O terreno, repleto de cabeças de gado, é conhecido como “entrada dos coqueiros”.

O terreno principal da fazenda tem duas casas. Uma delas é mais discreta, reservada a um funcionário. A outra é pintada de amarelo claro e abriga a família Guimarães, que vive entre Esplanada e Pojuca, município a cerca de 80 quilômetros dali. Foi nesse espaço que Nóbrega se instalou e permaneceu durante uma semana, até ser morto em uma operação policial.

Guimarães disse à polícia que não sabia que Adriano era foragido e só percebeu que era um homem “perigoso” quando o ex-PM o ameaçou. O fazendeiro foi preso por porte ilegal de armas. Foi solto pela Justiça, que fixou fiança e ordenou que usasse tornozeleira eletrônica.

Em seus últimos dias de vida em Esplanada, o ex-capitão circulou armado pelo campo, andou a cavalo e fez caminhadas. Só conversava com o “patrão”, segundo um funcionário da fazenda. Era misterioso e “dava medo”, segundo ele. Guimarães relatou que Adriano disse que queria comprar uma propriedade na região e, em sua companhia, visitou algumas, mas não gostou de nenhuma.

O delegado Maurício Sansão, diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), disse que o miliciano visitava a Bahia havia quase três anos. Os investigadores baianos apuram, agora, se ele lavava dinheiro comprando gado.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Natal tem Rei Momo autoproclamado e aprovado pelo povo

O rei do povo

Não existe concurso para majestade. Um rei tem que ter caráter impondo respeito e veneração e liderança… No Carnaval o rei tem que ser alegre e levar alegria e graça aos foliões.
O grande Ricardo Camarão foi aclamado o grande e eterno Rei Momo do Carnaval de Natal.

Queira os técnicos da Prefeitura ou não, Camarão segue no mesmo caminho do líder venezuelano Juan Guaidó que foi autoproclamado Presidente do seu país.

O prefeito Álvaro Dia precisa imediatamente baixar um Decreto nomeando Camarão e entregar a chave da cidade com direito ao automóvel real e todas mordomias que inclui um garçom particular e cartão de crédito corporativo.

O produto tem garantia?

A jornalista Thaísa Galvão, sempre muito pertinente e atenta, deu uma oportuna lapada na agência e no CDL criadores da ridícula peça publicitária afirmando que o ministro Rogério Marinho é um “produto”.
Um atento observador reclamou: Veja o que nosso RN produz.
Todos sabem que Rogério Marinho foi premiado pelos grandes empresários brasileiros por ter produzido o sonho deles em sacrificar a classe trabalhadora.

Primando pela Memória/Clóvis Motta e João Goulart

Vídeo da primeira entrevista coletiva do então  vice-presidente João Goulart ao retornar de uma viagem à China para assumir à Presidência da República em decorrência da renúncia do Presidente Jânio Quadros.
Atrás do Presidente João Goulart o então deputado federal do PTB do RN Clóvis Motta, pai do ex-presidente da Assembleia do RN, deputado Ricardo Motta e avô do deputado federal Rafael Motta.
Clóvis Motta era correligionário prestigiado e grande amigo de João Goulart.

Bem recebido, Maurício Marques vai ao mercado e a feira de Parnamirim

Com aprovação total no quesito popularidade, o ex-prefeito Maurício Marques circulou no Marcado e Feira de Parnamirim.

Acompanhado de amigos e correligionários, Maurício foi recebido por populares como futuro prefeito.
Algumas pessoas ligadas ao prefeito Rosano Taveira foram cumprimentar o ex-prefeito, eles cochicharam no ouvido de Maurício e pediram para não tirar fotos.

Rapaz que foi internado e que causou apreensão nos potiguares, rebate boatos e diz que não afirmou estar com coronavírus

O potiguar Gustavo Pereira, de 25 anos, disse nesta quinta-feira (13) que não informou aos profissionais do Hospital Giselda Trigueiro sobre a possibilidade de estar com coronavírus. Segundo o jovem, o médico que o atendeu em outro hospital “deduziu” se tratar de um caso suspeito.

Ao Agora RN, Gustavo contou que foi até um hospital particular de Natal para uma consulta de rotina. Durante a conversa com o médico, falou que estava com um sangramento nasal e sintomas de gripe. Logo, segundo o rapaz, o médico perguntou se ele havia entrado em contato com estrangeiros nos últimos dias.

“Eu tenho leucemia mieloide crônica. Minha consulta com o médico hematologista já estava agendada para o dia 12 [quarta-feira]. Quando falei sobre o sangramento, ele perguntou se eu tinha entrado em contato com estrangeiros e eu disse que sim, que havia entrado em contato com chineses, argentinos e mexicanos em Pipa no fim de janeiro”, relatou Gustavo.

AGORA RN