Arquivo da categoria: Variedades

Vírus da Covid-19 sobrevive por 28 dias em tela do celular

Foto: Myriams-Fotos/Pixabay

Pesquisadores da agência nacional de ciências da Austrália descobriram que o vírus da Covid-19 pode sobreviver por até 28 dias em várias superfícies comuns, como cédulas de dinheiro, aço inoxidável e o vidro encontrado nas telas de celular.

O estudo foi publicado no Virology Journal na última quarta-feira (7), com o título The effect of temperature on persistence of SARS-CoV-2 on common surfaces (“Efeito da temperatura na persistência do SARS-CoV-2 em superfícies comuns”).

“Estas descobertas mostram que o SARS-CoV-2 permanece infeccioso por períodos de tempo significativamente mais longos do que geralmente considerado possível”, diz o texto. “Estes resultados podem ser usados para informar procedimentos aprimorados de mitigação do risco para prevenir a disseminação da Covid-19 por fômites [objetos inanimados que espalham doenças].”

Entre as principais constatações:

– O vírus sobrevive por mais tempo em temperaturas mais baixas;

– O vírus tende a sobreviver por mais tempo em superfícies lisas ou não-porosas, como vidro, aço inoxidável e vinil (usado em material protetor de celulares), comparado a superfícies porosas complexas, como algodão;

– O vírus sobrevive por mais tempo em cédulas de papel do que nas de plástico.

O Antagonista

Primando pelos bons candidatos: Fernando Queiroz


Por Renato Dantas

Fui vereador de Natal por 12 anos assumindo à Presidência da Câmara Municipal. Neste longo período conheci várias pessoas com extremado esprito público que sempre estavam na Câmara colaborando nas discursões para melhorar Natal. Fernando Queiroz era um desses vereadores sem mandato, especialista em transporte público de passageiros que nunca deixou de ajudar Natal. Nascido em Natal em 1956, morou na infância e adolescência no bairro de Barro Vermelho. Estudou no colégio Marista, no Winston Churchil e ETFERN. Fez curso de administração de empresas na UNP . Aos 17 anos, entrou na atividade de transporte público de passageiros, na qual permaneceu  por 38 anos..saí da atividade em 2011 exercendo atualmente a profissão de corretor de imóveis.
Fernando Queiroz é uma figura estimada por todos, temperamento ameno e estudioso. Se o eleitor quer eleger um vereador especialista em transiste público , o primo Fernando tem todas condições técnicas e conhecimentos para desempenhar nem seu mandato.

 

FEMINICÍDIO: uma mulher é morta a cada 9 horas no Brasil durante a pandemia, aponta estudo


O Instituto AzMina em parceria com outras seis mídias independentes lançou nesta quinta-feira(8), um levantamento chamado “Um vírus e duas guerras” , para mostrar os efeitos que a pandemia e consequentemente o isolamento social tiveram na questão da violência doméstica.
Foram analisados dados de 19 estados e do Distrito Federal (7 estados não responderam aos pedidos de informação), que representam 94% da população feminina no Brasil. Ao todo, foram 497 feminicídios registrados de março a agosto.

São Paulo, com 79 mortes, Minas Gerais, 64, e Bahia, com 49, foram os estados com os maiores números de assasinatos no país. Foi registrada queda de 6% nas mortes em comparação ao mesmo período de 2019.

Apesar da queda, Helena Bertho , diretora do Instituto AzMina pondera e faz um alerta: Isoladas dentro de suas casas, as mulheres continuam ou estão ainda mais expostas à violência. Apesar dos dados oficiais indicarem queda no número de casos, muitos especialistas alertam para a subnotificação, que, estima-se, seja ainda maior em meio à pandemia, pela dificuldade de comunicação. Além disto, em alguns casos é difícil obter os dados de órgãos oficiais”.

Das 20 unidades federativas analisadas, 12 tiveram redução nos casos, sendo o Distrito Federal a ter maior queda percentual, de 56%. O Rio Grande do Sul foi o estado que teve a maior queda em números abolutos, registrando 18 mortes a menos em relação ao ano passado.

No outro lado, o Pará foi o estado com maior aumento, tendo 15 feminicídios registrados a mais em comparação com 2019. Outro estado em alerta é o Mato Grosso , lugar onde proporcionalmente mais mulheres foram mortas desde o início da pandemia, em março, com uma taxa de 1,72 por 100 mil mulheres, muito acima da média nacional, de 0,56.

O Instituto e seus parceiros continuarão com a coleta de dados até o final do ano para fazerem mais levantamentos sobre os crimes que vem sendo cometidos, sendo essa uma forma de combater os crimes de ódio contra mulheres.

Ministro do TCU sugere cortar penduricalhos como auxílio-alimentação para economizar R$5 bilhões

Enquanto o Congresso nada fez sobre cortar os gastos abusivos do setor público, uma proposta está sobre a mesa do ministro Paulo Guedes (Economia) para ajudar a financiar ações de combate à crise gerada pela pandemia, como Renda Cidadã: a suspensão do auxílio-alimentação dos servidores públicos com salários acima de R$5 mil ao mês.

A suspensão por um ano certamente não faria falta aos beneficiados, sobretudo a elite do funcionalismo, e faria o governo federal economizar R$5 bilhões. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

“Concordo que o auxílio-alimentação seja retirado do meu salário sem problemas”, diz o autor da proposta, ministro Bruno Dantas (TCU).

A suspensão de penduricalhos como auxílio-alimentação não precisa de lei, diz o ministro do TCU. São suficientes apenas atos administrativos.

O corte de penduricalhos foi tema do jantar que reuniu Paulo Guedes e Rodrigo Maia, que nada corta, mas agora fala em “cortar músculo”.

Na conversa promovida por Bruno Dantas alguém lembrou que é preciso “preservar os direitos adquiridos”. Como se regalias fossem “direitos”.

DIÁRIO DO PODER

Com ‘vira-lata caramelo’ no colo e ‘latido’, Bolsonaro sanciona lei com pena mais rígida a maus-tratos

João Conrado Kneipp

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na tarde desta terça-feira (29), a lei que endurece as penas para quem praticar atos de violência, maus-tratos e abuso contra cães e gatos. Na hora de assinar a nova legislação, o presidente ergueu um ‘vira-lata caramelo’ no colo. Antes, o presidente ‘latiu’ em agradecimento ao cachorro Sansão, que motivou a lei.
O texto, que segue para publicação no “Diário Oficial da União”, estabeleceu a pena de 2 a 5 anos de reclusão, além de sanções como multa e proibição de manter a guarda para quem praticar os atos contra esses animais de estimação.

A atual legislação era contemplada pela Lei de Crimes Ambientais e previa uma pena mais branda: de três meses a um ano. Em caso de morte do animal, a pena é aumentada de um sexto a um terço. O texto também preve punição a estabelecimentos comerciais que facilitarem a prática do crime.

Na prática, a lei sancionada faz com que o crime contra cães e gatos, especificamente, deixe de ser considerado de menor potencial ofensivo. Crimes com penas de até dois anos têm a condenação normalmente convertida em pena alternativa – como prestação de serviço -, e o agressor não fica preso.
De acordo com o Planalto, a “mudança faz com que o crime deixe de ser considerado de menor potencial ofensivo, possibilitando que a autoridade policial chegue mais rápido à ocorrência”.

“O criminoso será investigado e não mais liberado após a assinatura de um termo circunstanciado, como ocorria antes. Além disso, quem maltratar cães e gatos passará a ter, também, registro de antecedente criminal e, se houver flagrante, o agressor é levado para a prisão”, diz texto divulgado pelo governo.

A proposta é de autoria do deputado Fred Costa (Patriota-MG). O Senado aprovou a lei, relatada pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES), no último dia 9. Um dia após a aprovação, Bolsonaro chegou a questionar pena mais severa e afirmou em live que queria ouvir os internautas por meio de uma enquete.

LEI SANSÃO

O PL também ficou conhecido como lei Sansão. Além dele, casos como o da cadela Manchinha ou da rinha de pit bulls desarticulada em São Paulo levaram defensores da causa animal a cobrar punições mais severas para os responsáveis.

A cerimônia contou com a presença de Sansão, cachorro que teve as duas patas traseiras decepadas em julho. Bolsonaro também segurou um vira-lata no momento da assinatura da lei e soltou um “au-au” durante o evento. “Não sei se o Sansão vai entender, mas au au, significa parabéns”, brincou Bolsonaro.

Um dos símbolos popularmente cativo no país, o ‘vira-lata caramelo’ chegou a ser cogitado nas redes sociais para estampar a cédula de R$ 200. A nota traz a imagem do lobo-guará, mas o ‘vira-lata caramelo’ apareceu na propaganda oficial do governo para o anúncio da nova cédula.

Governadora Fátima Bezerra continua pagando em dia os servidores do Poder Executivo

A folha salarial completa de setembro será quitada nesta quarta-feira (30). Serão depositados, ao longo do dia, aproximadamente R$ 174 milhões de um total de quase R$ 455 milhões da folha deste mês. Com esta segunda parcela, o Governo do Estado, ainda em processo de recuperação dos efeitos econômicos provocados pela pandemia, mantém o calendário de pagamentos em dia.

Esta segunda parcela será direcionada aos servidores lotados em pastas com recursos próprios, que receberão seus salários integrais pagos dentro do mês trabalhado. E também o funcionalismo que recebe acima de R$ 4 mil (valor bruto) terá os 70% restantes do salário depositado no início da manhã. Os 30% iniciais foram adiantados no último dia 15, assim como o salário integral de quem recebe abaixo desse valor e toda a categoria da Segurança Pública.

Os Deus meses em atraso remanescentes do governo passado ainda não tem previsão de pagamento. Com as quedas de receita decorrente da pandemia, outras dificuldades apareceram dificultando a liquidação dos atrasados.

Michelle Bolsonaro presta queixa contra ‘Micheque’, música de Detonautas

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, acusa a banda Detonautas de injúria, calúnia e difamação pela música “Micheque”, divulgada em 4 de setembro. A informação foi publicada pelo jornal O Globo neste sábado (26.set.2020).

A canção faz uma sátira à pergunta que viralizou nas redes sociais: “Bolsonaro, por que sua esposa, Michelle, recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?”.

O autor da letra, Tico Santa Cruz , falou ao UOl sobre o assunto: “Uma coisa é pegar 1 texto que contém calúnia, difamação, injúria, algo reprovável, que de fato gera constrangimento, e entrar com uma ação. Outra coisa é pegar uma manifestação que não tem nenhuma dessas conotações e processar. Soa como intimidação”.

Michele quer que música seja retirada imediatamente de todas as plataformas digitais, segundo o jornal.

A primeira-dama também solicita a proibição da música, para que não seja executada em qualquer lugar público ou privado.

Ouça a música abaixo (2min39s)

PODER  360

Pernambuco libera festas, cinemas e teatro

Pernambuco vai liberar festas, casamentos, shows, peças de teatro e cinema, a partir de segunda-feira (28). A mudança faz parte da nona etapa do Plano de Convivência com a Covid-19 e é válida para o Grande Recife, Zona da Mata e parte do Agreste. No interior, as regiões de Ouricuri e Afogados da Ingazeira avançam para a fase 8, onde as demais cidades já estão.

O governo também anunciou, em coletiva de imprensa transmitida pela internet, a permissão de entrada de todos os turistas em Fernando de Noronha, mesmo quem não teve Covid-19, a partir de 10 de outubro. Se não houver retrocessos no Plano de Convivência, todo o estado deverá estar na última fase de liberações até 9 de novembro.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, também haverá uma mudança na capacidade permitida de funcionamento nos restaurantes, bares e demais serviços de alimentação, que poderão funcionar com 70% da capacidade ocupada e no período das 6h à meia-noite. Isso é válido para as cidades na nona etapa do plano.

“Para as cidades do Recife, Goiana, Palmares, Limoeiro e Caruaru, estamos antecipando esse aumento de carga para os serviços de alimentação para a quinta-feira (24). A partir de agora, também teremos avanços de fase no Plano de Convivência a cada 15 dias, respeitando o histórico dessa ampliação nas cidades”, afirmou o secretário.

Continue lendo Pernambuco libera festas, cinemas e teatro

RN contabiliza 67.761 casos de coronavírus, sendo 302 novas confirmações de segunda para esta terça; 2.356 mortes e 01 óbito nas últimas 24 horas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta quarta-feira(23). Os casos confirmados somam 67.761.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.356 no total, sendo 01 ocorrido de fato nas últimas 24 horas. Em investigação estão 312 mortes. Casos suspeitos somam 33.128 e descartados 135.311.

“Essa sensação de que tudo já acabou não pode prevalecer. Temos um declínio de casos e óbitos, mas o vírus ainda está presente. De ontem para hoje tivemos um aumento de 302 casos confirmados para Covid-19 e de mais 671 casos suspeitos em todo o estado, em relação ao boletim anterior. Se ainda temos estes números elevados, significa que ainda existem sintomáticos procurando o sistema de saúde e que a pandemia ainda não acabou”, frisou o secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, em mais uma coletiva de imprensa realizada na Escola de Governo, nesta quarta-feira (23).

O secretário reforçou mais uma vez a importância dos cuidados para o momento eleitoral, com campanhas previstas a partir deste final de semana. Devem ser evitadas a distribuição de panfletos, realização de passeatas, comícios e aglomerações; e respeitadas as regras de distanciamento, com uso de máscaras e as corretas medidas de higiene.

“Cuidado, atenção e responsabilidade com a vida é dever de todos nós. Precisamos comemorar a redução dos números, mas ainda manter uma atitude responsável de se auto proteger, usando a máscara, e proteger o outro. Assim evitamos surtos localizados da doença e podemos continuar numa situação em que a vida esteja mais protegida”, finalizou Cipriano.