Afeganistão atinge 1.662 vítimas civis desde janeiro; no RN 1.259 pessoas foram assassinadas no mesmo período

AFP

Vivendo uma guerra, o Afeganistão registrou um novo recorde de vítimas civis, com 1.662 mortos e 3.581 feridos nos seis primeiros meses de 2017, anunciou a ONU.

Grande parte dos civis (40%) morreram em explosões – artefatos improvisados ou não e minas – dos quais, cada um em cada cinco, na capital, Cabul.

As informações foram dadas pela Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Manua), em seu relatório bianual.

Aqui no RN, com uma população menor que do Afeganistão, sem estado de guerra, o OBVIO – Observatório da Violência Letal Internacional registrou 1.259 até o dia 10 de julho de 2017.

Comentários