Diferente do azedo Azevedo, o atual comandante da PM fala pouco, mas coloca policiais nas ruas

Resultado de imagem para coronel Osmar José Maciel de Oliveira
Coronel Osmar José Maciel de Oliveira, fala pouco e trabalha muito

Com a nova secretária de Defesa Social e Segurança Pública, Sheila Freitas é visível uma redução nos números de roubos de carros, explosão de caixas eletrônicos e assaltos aos ônibus. Com o novo comandante da Polícia Militar, coronel Osmar José Maciel de Oliveira, temos visto uma presença maior da PM nas ruas.

O atual comandante, diferentemente do seu antecessor, coronel Azevedo, fala pouco..  Coronel Azevedo falava muito, e seus resultados foram negativos, talvez o pior momento da PM nos últimos 10 anos.

O coronel Azevedo, ainda está falando, agora, ele quer ser candidato a deputado estadual.. Na condição de candidato e com uma passagem precária pelo comando da PM, Azevedo, já em campanha, faz discursos tentando jogar a tropa contra o governador Robinson Faria..

Coronel Azevedo foi um ativista incentivador para os policiais militares fazerem greve no mês passado, numa clara demostração de revanchismo e revolta por ter sido demitido por falta de competência e liderança para comandar.

Nesta briga e politização da Policia Militar, quem sofre é o povo, um ex-comandante criando animosidades da corporação está prestando um desserviço ao povo potiguar..  O coronel Azevedo com sua inflamada candidatura e insuflando os policiais contra o governador, não está atingindo Robinson, mas quem poderá sofrer com as consequências é a sociedade e quem aplaude os discursos do coronel candidato são os chefes das facções criminosas, para eles, quanto pior e mais desmotivada a Policia Militar, melhor..

Além do coronel azedo Azevedo, ainda tem um Subtenente Eliabe Marquestal que também quer ser deputado estadual..
Está claro que partidos, sindicatos e grupos políticos estão infiltrados nas entidades de representação dos servidores com interesses eleitorais em detrimento dos interesses coletivos fazendo a política do ‘quanto pior, melhor’.
A sociedade tem que exigir essa politicagem dentro das forças de segurança..

Coronel Azevedo, fala muito, mas, com poucos resultados, veja vídeo do coronel fazendo proselitismo político e criticando o governador:

 

 

 

 

 

Comentários